Prefeitura homenageia a professora Heleusa Câmara

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 15 maio 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

da Secom/PMVC (Conteúdo)

Prefeito Herzem Gusmão destaca o importante legado deixado por Heleusa Câmara

A emoção tomou conta da Biblioteca Municipal José de Sá Nunes na manhã desta terça-feira (14), dia que a escritora e professora Heleusa Câmara completaria 75 anos. E não teria lugar melhor para homenageá-la. A Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria de Cultura, escolheu uma das paredes da biblioteca para ganhar um retrato da professora, pelas mãos do grafiteiro Tiano.

Heleusa faleceu no início de janeiro desse ano, deixando um belíssimo legado de dedicação à leitura, à educação e à cultura da cidade. “Nós queríamos que Heleusa vivesse mais. Ela compartilhava o conhecimento como ninguém. Estou muito feliz por estar prestando esta homenagem a Heleusa Câmara, é o nosso reconhecimento a uma mulher sensível, uma intelectual, uma grande amiga, que deixou uma grande saudade”, afirmou o prefeito Herzem Gusmão, que é primo da escritora.

“Foi um presente conhecer a mãe e mulher Heleusa e reafirmo nosso compromisso de dar continuidade ao legado da professora e escritora Heleusa Câmara”, declarou o secretário de Cultura, Adriano Gama, lembrando que a Prefeitura retomou o projeto Pontos Literários a pedido da professora.

Presentes na cerimônia, os filhos e netos se emocionaram e agradeceram à Prefeitura. “Recebemos com muita alegria a homenagem, é um reconhecimento que a família já tem e que a comunidade e a Prefeitura fizeram, com muito carinho. Estou muito emocionada, a família toda também, agradecidos. Fico muito feliz por ver esse reconhecimento à dedicação dela à educação e à leitura para todos, sem restrição”, agradeceu a filha Mônica Câmara.

Na ocasião, também foi realizada uma exposição com fotos de alguns momentos marcantes na vida de Heleusa Câmara

Amigos – Na abertura, o cordelista Ailton Dias falou sobre a amizade e o carinho que tinha por Heleusa, dedicando-lhe os versos do poema “Mulher Guerreira”. “Heleusa foi uma das melhores amigas que encontrei. Conheci dona Heleusa em 1998 e ela abriu a porta da sua casa pra mim sem nem me conhecer direito”, lembrou.

Colega na Academia Conquistense de Letras, o professor e escritor Valmir Henrique de Araújo recorda que foi graças a um convite de Heleusa que ele finalizou uma história que estava escrevendo. “Fui a Itapetinga representar o Proler, contar histórias, conheci outras pessoas e, graças a esse convite, implementei uma história que eu estava escrevendo e essa história foi premiada no Prêmio Zélia Saldanha. Devoto a ela esse prêmio”.

Amiga e colega no Proler, a professora Paula Ferreira a homenageou: “Mulher de letra maiúscula, que trouxe no ventre não apenas quatro filhos, mas milhões deles, trouxe em seu ventre um projeto, que acolhe e recolhe filhos de filhos que nunca se sabe de onde vem, sabe-se para onde vai e vão livres bater asas. A ti Heleusa, a minha honra ao teu bendito útero materno chamado Proler”.

Solenidade contou com a presença dos familiares de Heleusa

Parque da Cidade – Durante a homenagem, o prefeito destacou que a Biblioteca será um dos portões de acesso ao Parque da Cidade, projeto que irá revitalizar o Rio Verruga e preservar a área verde que restou dentro da cidade. Prestando uma nova homenagem, o prefeito anunciou que o orquidário que será implantado no território do parque se chamará Orquidário Heleusa Câmara.