Brumado: Mulher é presa após desviar R$ 50 mil do pagamento de impostos

0

Publicado por Editor | Colocado em Polícia | Data: 08 out 2016

Tags:, , ,

Da Redação

dinheiro
Uma mulher de 48 anos foi presa em flagrante por estelionato nessa sexta-feira (7), no município de Brumado, a 120 Km de Vitória da Conquista, suspeita de ter desviado R$ 50 mil do pagamento de impostos referentes ao Documento de Arrecadação Estadual (Dae) do estado. Conforme a Polícia Civil, a fraude ocorria em um correspondente bancário que fica nas instalações do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) da cidade, onde a suspeita trabalhava.

Ainda de acordo com a polícia, a mulher, identificada como Cláudia Almeida Ferraz Pinheiro, emitia comprovantes de pagamento falsos do imposto para desviar o dinheiro. O esquema era feito há aproximadamente quatro meses. A ação foi descoberta após uma denúncia, que levou à uma investigação policial.

A polícia afirmou ainda que com Cláudia Pinheiro foram apreendidos a quantia de R$ 1,7 mil, dois aparelhos de TVs, dois painéis para TV e uma cama box king size, que teriam sido adquiridos com parte do dinheiro roubado. Segundo a polícia, o inquérito sobre o caso será entregue à Justiça nos próximos dias. A suspeita está na Delegacia de Brumado, à disposição da Justiça.

*Com informações do G1/Bahia

Atacadistas pedem ao Governo da Bahia redução do ICMS

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 18 maio 2016

Tags:, , ,

da Redação

Setor é responsável por 500 mil empregos no Estado da Bahia

ImpostoNa manhã desta 4ª feira (18), às 10 horas, na Assembleia Legislativa da Bahia, a Comissão Especial de Desenvolvimento Regional da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) realizará audiência pública para discutir a tributação do setor atacadista e distribuidor baiano e os efeitos na cadeia do abastecimento do estado.

O setor atacadista e distribuidor reúne na Bahia cerca de 600 empresas, que atendem a mais de 65 mil pontos de venda, entre pequenos e médios estabelecimentos varejistas. Toda esta cadeia de abastecimento gera cerca de 500 mil empregos no estado. O setor atacadista e distribuidor atende aos estabelecimentos varejistas que não têm volume de pedidos para adquirir produtos diretamente dos fabricantes.

O advogado tributarista Pedro Eduardo fara uma explanação para provar que o Estado da Bahia, caso promova a redução do ICMS desejada, passará a arrecadar mais. A Bahia perde para outros estados do Nordeste. Confira o quadro abaixo:

Ranking de faturamento anual no setor atacadista

Maranhão – população de 6,8 milhões de pessoas tem um faturamento no setor atacadista de R$ 3,3 BI
Pernambuco – população de 9,2 milhões de pessoas tem um faturamento de R$ 3 BI
Paraíba – População de 3,9 milhões de pessoas tem um faturamento de R$ 1,9 BI
Bahia – população de 15 milhões de pessoas tem um faturamento de R$ 1,7 bi

SPONHOLZ

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia, Política | Data: 18 jan 2016

Tags:, ,

Só em julho, brasileiros pagaram R$ 165 bilhões em impostos

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil, Economia | Data: 02 ago 2015

Tags:,

Agência Radio 2

imagesOs brasileiros pagaram, só no mês de julho, nada menos que 165 bilhões de reais em impostos, onze bilhões a mais que no mesmo período do ano passado. Os números são do Impostômetro, da Associação Comercial de São Paulo e levam em conta tudo aquilo que é cobrado por municípios, estados e a União, em média, os cofres públicos mordem, no mês passado, mais de mil e 200 reais daquilo que cada trabalhador recebeu de salário.

A arrecadação cresce mesmo em um momento de crise econômica. E um dos motivos é o fato de o governo ter aumentado impostos, para manter as contas em dia. Com tanto dinheiro, daria, por exemplo, para construir mais de meio milhão de postos de saúde ou quatro milhões e 700 mil casas populares.

A Associação Comercial lamenta, porém, que nem sempre esse dinheiro é revertido em serviços públicos de qualidade. Ela informa sobre a arrecadação em tempo real, pela internet, no www.impostometro.com.br.

Lojas começam a discriminar impostos na nota fiscal

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil, Economia | Data: 04 jan 2015

Tags:,


Agência Brasil

RTEmagicC_6fa05e9ab8.jpgVálida desde quinta-feira (1°), a nova regra determinando discriminação na nota fiscal ou em local visível dos impostos incidentes sobre os produtos já é cumprida por estabelecimentos comerciais. O consumidor final deve ter a informação dos tributos em termos percentuais ou em valores aproximados. A reportagem da Agência Brasil percorreu lojas de um shopping da capital federal neste sábado (3) para ver como estava a aplicação da norma.

Em uma loja de joias, a vendedora Elika Alquimim informou que a discriminação dos impostos começou a vir nas notas fiscais há algum tempo. Ela acredita que o departamento contábil tenha cuidado da alteração. “A gente não soube como foi, começou a vir automaticamente. Teve um cliente que se espantou. Ele perguntou ‘isso tudo eu pago de imposto?”, contou a funcionária.

…Leia na íntegra

Estudo aponta: contribuinte está pagando mais imposto

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil, Economia | Data: 24 mar 2013

Tags:, ,

Agência Brasil

f_73989Os contribuintes estão pagando mais Imposto de Renda devido à defasagem na correção do limite de isenção, de acordo com novo estudo feito pelo Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional).

Na avaliação do diretor de Estudos Técnicos do Sindifisco, Luiz Antonio Benedito, a correção do limite de isenção da tabela do imposto de renda deveria ser feita, pelo menos, em níveis compatíveis com a inflação para que não haja “defasagem tão grande”. “É uma opção [do governo] que a gente critica porque tem onerado os trabalhadores assalariados”, disse.

…Leia na íntegra

ICMS: Produtos de limpeza vendidos na Bahia ficam até 20% mais caros

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Economia | Data: 08 jan 2010

Tags:, , ,

do A Tarde

Uma mudança no modelo de cobrança do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias) pelo governo do Estado tornou mais caros os produtos de limpeza vendidos em todo o território baiano. Os preços nas gôndolas de atacadistas e supermercados foram reajustados entre 10% e 20%. A medida é válida para produtos como sabão em pó, detergentes, alvejantes, dentre outros, não incluindo os itens voltados para higiene pessoal.

Os novos preços são o resultado de um acordo assinado em agosto deste ano entre Bahia e São Paulo, estado que sedia o principal parque industrial do País. Com o acordo, foi adotado o sistema de substituição tributária para o comércio de sete produtos em detrimento do sistema tradicional da cobrança do ICMS. A medida entrou em vigor em 1° de janeiro deste ano para os produtos de limpeza, materiais de papelaria, brinquedos e bicicletas.

…Leia na íntegra