Em desaceleração, inadimplência das empresas cresce 2,15% em abril

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral | Data: 31 maio 2019

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Em desaceleração desde o início no fim do ano passado, o número de empresas com contas em atraso cresceu 2,15% em abril na comparação com o mesmo mês de 2018. Trata-se da menor variação para os meses de abril desde 2011, início da série histórica. No mesmo período dos anos anteriores, as variações haviam sido de 8,40% (2018), 4,30% (2017), 10,81% (2016), 7,46% (2015), 7,48% (2014), 10,65% (2013), 11,18% (2012) e 14,14% (2011).

Na passagem de março para abril de 2019, sem ajuste sazonal, houve uma queda de -0,85%. Os dados foram calculados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

“Embora a retomada econômica esteja mais lenta do que o esperado, frustrando as expectativas de diversos setores da economia, já se observa uma recuperação do faturamento das empresas, o que melhora sua capacidade de solvência. Mas ainda assim, estamos distantes do período anterior da crise , com o mercado de trabalho desaquecido e do consumo das famílias avançando pouco. Tendo em vista a dificuldade que a economia vem apresentando para engatar uma recuperação mais consistente, a tendência é de que a inadimplência das empresas continue crescendo, mas a patamares mais moderados”, afirma o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior.

…Leia na íntegra

Brasil fecha primeiro semestre com 63,6 milhões de consumidores inadimplentes

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 21 jul 2018

Tags:, , ,



da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

Cada inadimplente brasileiro tem em média duas dividas em aberto. Pendências que mais cresceram em junho foram as contraídas em instituições financeiras; Dívidas no comércio feitas via crediário caem 9,24% em junho

A lenta recuperação econômica não tem colaborado para a queda da inadimplência no país. De acordo com dados apurados pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o volume de consumidores com contas em atraso e registrados em cadastros de devedores acelerou no último mês de junho, ao crescer 4,07% na comparação com o mesmo período do ano passado. Trata-se da nona alta consecutiva na série histórica do indicador. A última vez que a inadimplência apresentou recuou foi em novembro de 2017 (-0,89%). Ao todo, o SPC Brasil e a CNDL estimam que o país concluiu o primeiro semestre deste ano com aproximadamente 63,6 milhões de brasileiros com o CPF restrito em virtude de atrasos no pagamento de contas. Esse dado representa 42% da população adulta do país.

a

 

O indicador ainda revela que na comparação mensal – ou seja, passagem de maio para junho, sem ajuste sazonal-, houve um crescimento de 0,61% no volume de consumidores inadimplentes – foi a maior variação positiva desde março deste ano. …Leia na íntegra

56% dos inadimplentes no cartão de crédito não pagaram dívida mesmo após serem notificados, revela estudo

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 04 jun 2018

Tags:,

da Redação
Fonte: CNDl/Reprodução do site da CDL

Planos de saúde e internet são os tipos de dividas mais pagas após cobrança do credor; notificação mais comum é a carta simples, mas 33% preferem ser avisados por e-mail

Um levantamento feito em todas as capitais pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revela que mais da metade (56%) dos consumidores inadimplentes no cartão de crédito não regularizaram suas dívidas mesmo após serem notificados pela empresa credora. Trata-se do segundo tipo mais citado de conta em que a cobrança formal não resultou em quitação da dívida, ficando atrás apenas das mensalidades escolares, cuja incidência de não pagamento é de 57%.

Completam o ranking das dívidas que possuem o índice mais significativo de não pagamento mesmo após notificação o cheque especial (54%), os empréstimos (54%) e até mesmo o financiamento de carros ou motos (51%), que no geral, implica na tomada do bem em caso de não pagamento das parcelas.

De acordo com a pesquisa, a eficiência das cobranças varia em função do segmento da conta em atraso. Compromissos com planos de saúde (77%) e contas de internet (75%) são os tipos de compromissos que tiveram os maiores índices de sucesso nas cobranças para pagamento da dívida. Outros destaques também são as contas de luz (67%) e TV por assinatura (66%). …Leia na íntegra

Após crescimento no auge da crise, inadimplência com contas de água e luz recua no país

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 19 mar 2018

Tags:, ,

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

Volume de atrasos com contas de serviços básicos da casa diminuiu -4,25% em fevereiro. Crescimento expressivo dos atrasos com esse tipo de conta nos últimos anos é reflexo da crise

A crise econômica dos últimos anos fez com que muitas famílias brasileiras deixassem de pagar não apenas prestações de compras realizadas no comércio e faturas do cartão de crédito, mas também atrasassem o pagamento de serviços básicos da casa, como contas de água, luz e gás de cozinha. Passado o auge da crise, no entanto, o volume de atrasos com esse tipo de compromisso começa a recuar. Dados detalhados por setor do Indicador de Inadimplência apurado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostram que no último mês de fevereiro, o volume de atrasos com essas contas caiu -4,25% na comparação com o mesmo período do ano passado. Ao final de 2017, ano que marcou o início da retomada econômica, o número total dessas pendências recuou -4,32%. …Leia na íntegra

Número de empresas inadimplentes cresce 3,60% em outubro, mostra indicador do SPC Brasil e CNDL

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 05 dez 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

Empresas do Sudeste e do segmento de Serviços lideram o crescimento entre devedores

O número de empresas com contas em atraso e registradas nos cadastros de devedores cresceu 3,60% em outubro na comparação com o mesmo mês do ano passado – quando a variação havia sido de 7,27%. Na passagem de setembro para outubro de 2017, sem ajuste sazonal, houve leve crescimento de 0,82%. Os dados são do Indicador de Inadimplência Pessoa Jurídica calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).
“Essa desaceleração do aumento da inadimplência das empresas ocorre mesmo em meio à crise econômica e reflete o ambiente de maior restrição ao crédito e menor propensão a investir, que trazem redução do endividamento”, afirma o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro. “Para os próximos meses, espera-se que atividade econômica siga uma lenta recuperação, e que os empresários permaneçam cautelosos devido ao cenário de grande incerteza política e econômica, o que deve manter o crescimento da inadimplência das empresas limitado.”

Número de dívidas tem crescimento de 1,53% em outubro

Outro indicador também mensurado pelo SPC Brasil e pela CNDL é o de dívidas em atraso. Neste caso, o crescimento foi de 1,53% na comparação anual. Seguindo a mesma tendência que o número de empresas devedoras, o resultado de setembro permanece em nível baixo em comparação à média histórica (9,39%). Na comparação mensal, na passagem de setembro para outubro, a variação positiva foi de 0,59%.

Sudeste lidera crescimento do número de empresas negativadas …Leia na íntegra

59,3 milhões de brasileiros estão com o nome negativado, mostra estimativa do SPC Brasil e CNDL

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 23 nov 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

Região Sudeste concentra o maior número de negativados: 24,34 milhões de consumidores. Número de dívidas cai -4,01% em setembro

O volume de brasileiros com contas em atraso e registrados nos cadastros de devedores apresentou um leve aumento no último mês de outubro, após sete quedas consecutivas. Segundo dados do indicador do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) houve um aumento de 0,20% na quantidade de inadimplentes na comparação entre outubro deste ano com o mesmo mês do ano passado.

Na comparação mensal, ou seja, entre setembro e outubro, o indicador apresentou aumento de 0,5%. O SPC Brasil e a CNDL estimam que o Brasil encerrou outubro com aproximadamente 59,3 milhões de brasileiros com alguma conta em atraso e com o CPF restrito para contratar crédito ou fazer compras parceladas.  O número representa 39% da população com idade entre 18 e 95 anos.

“A estimativa tem se mantido estável desde o início de 2016. Por um lado, as dificuldades do cenário recessivo fazem crescer o número de devedores, e por outro a maior restrição do crédito e queda na propensão do consumo age na direção contrária, limitando a tomada de crédito e o crescimento da inadimplência”, explica o presidente da CNDL, Honório Pinheiro.

A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, afirma: “A tendência de estabilidade da estimativa deve se manter nos próximos meses.”

Sudeste é a região que concentra a maior quantidade de inadimplentes …Leia na íntegra

Cartão de loja e empréstimos são os principais tipos de conta que levam à inadimplência, revelam SPC Brasil e CNDL

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 22 nov 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

Inadimplentes assumem mais compromissos financeiros que no ano passado. Contas ligadas à saúde e moradia, como condomínio e aluguel, são as pagas com prioridade

 

Um estudo realizado em todas as capitais pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que os cartões de loja e os empréstimos são os principais causadores da inadimplência dos brasileiros. Em cada dez inadimplentes que possuem cartões de loja, oito (80%) se encontram nessas condições porque atrasaram essa conta. Em 2016, o percentual de atrasos com essa modalidade de crédito era de 73%. A segunda modalidade de crédito que mais gera negativação de CPF são os empréstimos em bancos ou financeiras: 65% dos entrevistados que têm esse tipo de compromisso ficaram com o ‘nome sujo’ em decorrência de atrasos em suas parcelas. Nesse último caso, houve uma queda de 10 pontos percentuais na comparação com o ano passado.

Em seguida, entre os principais ‘vilões da inadimplência’ estão cartão de crédito (65%), cheque especial (64%), crediário (60%), cheque pré-datado (51%), financiamento de automóvel ou moto (50%), crédito consignado (38%), financiamento da casa própria (27%) e mensalidades escolares (24%). …Leia na íntegra

Serasa realiza Feirão do Nome Limpo na internet

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 03 nov 2015

Tags:, ,

Da Redação

contaA partir desta terça-feira (3) até o dia 14 de novembro, A Serasa Experian realiza o Feirão do Nome Limpo. A
iniciativa busca ajudar os consumidores a saírem dos cadastros de restrição ao crédito, renegociando dívidas atrasadas diretamente com os credores.

Consumidores inadimplentes de todo o país poderão fazer as renegociações online. Para participar, é preciso acessar o site www.serasaconsumidor.com.br/superfeirao e preencher um cadastro. O consumidor será levado a uma página onde estarão listadas todas as empresas com as quais ele possui alguma dívida pendente e que consta na base de dados da Serasa.

Ao escolher e clicar no nome da empresa, surgirá uma página apresentando as dívidas em aberto e os canais de atendimento disponíveis. A partir daí, o consumidor pode entrar em contato diretamente com a empresa para negociar possíveis descontos e condições de pagamento diferenciadas. Dependendo das condições da dívida, os descontos podem chegar a 95%, afirma especialistas.

CDL de Conquista planeja campanha de Reabilitação de Crédito

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 15 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

cdl1A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Vitória da Conquista planeja entre seus associados uma ação para reduzir o nível de inadimplência do comércio local. Segundo os planos da entidade, o objetivo é oferecer o serviço no mês de novembro, quando antecede o período de compras do Natal (principal data de vendas para o comércio).

Para que a Campanha de Reabilitação de Crédito aconteça, é preciso a adesão do maior número possível de associados, o motivaria “o consumidor quitar seus débitos e voltar a consumir”, explica a nota divulgada pela CDL Conquista. O comunicado também aponta que “o momento será mais que oportuno para a realização dessa Campanha, pois nesta época haverá pagamentos de 13º, férias (para várias categorias), e o consumidor terá interesse de pagar seus débitos para realizar suas comprar de final de ano”.

Ainda segundo a entidade, “a CDL não vai se envolver no modo de negociação entre associado e consumidor, mas a empresa que aderir a Campanha terá que participar oferecendo alguma vantagem para o consumidor que queira pagar suas dívidas”.

A empresa que comunicar seu interesse até a próxima segunda-feira (19) e pagar um valor de adesão.

Caixa fecha cerco a inadimplentes do Minha Casa e imóveis serão retomados

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Brasil | Data: 21 set 2015

Tags:, ,

da Redação

minha-casa-campinhos

O governo federal decidiu retomar os imóveis dos beneficiários mais carentes do programa Minha Casa Minha Vida que estão inadimplentes há mais de três meses. A Caixa Econômica Federal apertou a cobrança das prestações que estão atrasadas. Passou a ligar e a enviar SMS para os beneficiários logo após os primeiros dias de vencimento.

A mudança de postura em relação aos calotes da chamada faixa 1 do programa – famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil – se deve a dois fatores: o agravamento da crise, que não permite ao governo ser leniente com a inadimplência em momento de frustração de recursos, e o temor da fiscalização dos órgãos de controle, já que até 95% desses imóveis são bancados com dinheiro público.

A inadimplência do faixa 1 fechou o primeiro semestre deste ano em 22%, dez vezes superior aos atrasos dos financiamentos imobiliários tradicionais. O nível é também destoante das operações das outras duas faixas de renda do Minha Casa: a parcela de atrasos acima de 90 dias nessas faixas está por volta de 2%. Os dados foram repassados pelo Ministério das Cidades. Segundo o governo, um quarto dos contratos do MCMV faixa 1 está há mais de 90 dias em atraso. De acordo com as regras do programa, as prestações para as famílias da faixa 1 não podem ultrapassar 5% da renda do beneficiário, com valor mínimo de R$ 25 pagos pelo período de dez anos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tarifaço na energia triplica calote na conta de luz

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil, Economia | Data: 19 jul 2015

Tags:,

Agência Brasil

650x375_conta-de-luz_1541229O tarifaço aplicado pelo governo nas contas de luz ao longo do primeiro semestre do ano já triplicou o crescimento da inadimplência no setor. Com aumentos nas tarifas superiores a 50% em algumas regiões do País, a expansão dos calotes nas faturas saltou de uma variação média de cerca de 6% no começo do ano para 17,35% em junho, na comparação com os mesmos meses de 2014. A preocupação das distribuidoras de energia é que esse problema resulte no crescimento de outro: os furtos de energia, popularmente conhecidos como “gatos” na rede elétrica.

De acordo com dados do SPC Brasil, a falta de pagamento de contas de luz já respondia por 6,47% das dívidas dos brasileiros no mês passado. Essa é a maior participação do setor no total de calotes desde quando a entidade passou a acompanhar os dados, em janeiro de 2010. Na época, os atrasos nas faturas de eletricidade representavam apenas 2,53% da inadimplência no País.

…Leia na íntegra

Inadimplência cresce mais entre os idosos

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Economia | Data: 24 ago 2014

Tags:,

Estado de São Paulo

DinheiroFoi-se o tempo que a população com mais de 65 anos de idade tinha poucas dívidas e praticamente não corria riscos financeiros. Com o número crescente de ofertas de linhas de crédito, especialmente para camadas de menor renda, a inadimplência dos consumidores da terceira idade está crescendo num ritmo superior ao do calote médio dos brasileiros. Além disso, os mais idosos ganharam participação no total de inadimplentes.

Em julho, o número de dívidas com pagamento atrasado dos que têm entre 65 e 84 anos aumentou 9,05% em relação a julho de 2013. Enquanto isso, a inadimplência de todas as faixas etárias avançou, em média, 5,29%, aponta pesquisa nacional do SPC Brasil.

“Os mais velhos de hoje não são como os de antigamente. A população da terceira idade está ganhando importância na atividade econômica, tendo novos hábitos de consumo, como viagens turísticas, e acabou se endividando mais”, afirma Marcela Kawauti, economista do SPC Brasil e responsável pela pesquisa.

…Leia na íntegra

Número de inadimplentes cresce 4,43% em julho, revela SPC Brasil

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 12 ago 2014

Tags:,

por Mateus Novais

unnamedNo mês de julho, a quantidade de consumidores inadimplentes registrados na base de dados do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) aumentou 4,43% em relação a julho de 2013. O indicador mensal de inadimplência do consumidor tem abrangência nacional e calcula tanto o número de brasileiros inadimplentes quanto a quantidade de dívidas em atraso.

Esse resultado ficou ligeiramente acima do observado em julho do ano passado, quando o número de pessoas inadimplentes apresentou alta de 4,36%. A CNDL diz que a análise contextualizada do indicador de dívidas mostra que a tendência para o segundo semestre deste ano ainda é de crescimento da inadimplência.

Inadimplência das empresas sobe 5,3% em maio, diz Serasa

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil, Economia | Data: 29 jun 2014

Tags:,

Agência Brasil

inadimplenciaA inadimplência das empresas subiu 5,3% em maio na comparação com abril, segundo a Serasa Experian. Em relação ao mesmo mês do ano passado, houve alta de 10,5%. Também é verificada elevação, de 7,0%, no acumulado do ano, na comparação com igual período de 2013.

Em nota, economistas da Serasa Experian apontam que entre os motivos do aumento da inadimplência em 2014 estão o enfraquecimento do ritmo da atividade econômica – que diminui a geração de caixa das empresas -, a elevação dos salários acima da produtividade na maioria dos setores econômicos e as consecutivas altas das taxas de juros para controlar a inflação, o que aumenta o custo do capital de giro.

…Leia na íntegra

Vitória da Conquista apresenta redução na taxa de inadimplência; redução é maior que a nacional

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 31 jan 2014

Tags:, ,

por Mateus Novais

tabela_inadimplência_2012-2013A estatística cadastral da CDL de Conquista, a quantidade de CPFs com restrição no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), diminuiu consideravelmente em todos os meses do ano de 2013 em relação a 2012. A redução entre o mês de janeiro de 2012 e dezembro de 2013 foi de 33,46%.

Enquanto a taxa de inadimplência do consumidor brasileiro no comércio varejista em 2013 teve um aumento médio de 2,33%, em relação a com 2012, conforme informações da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), com base em dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

A taxa de inadimplência do consumidor conquistense no comércio varejista em 2013 fechou em 17,45%. “As estatísticas só confirmam que o Conquistense é bom pagador por tradição e que temos uma das menores taxas de inadimplência do estado da Bahia”, afirma o presidente da CDL de Conquista, Marcos Alberto.

Inadimplência diminui em Vitória da Conquista, garante a CDL

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 29 jan 2013

Tags:,

Por Rodrigo Ferraz

comercio-centroA Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Vitória da Conquista divulgou dados no seu site oficial informando que o comércio do terceiro maior município da Bahia tem uma das menores taxas de inadimplência do estado.

De acordo com os dados,  o número de inadimplentes com restrição no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e SERASA na cidade, em 2012, diminuiu 8% em relação ao ano de 2011.

Ainda segundo a nota, no Brasil, a inadimplência aumentou. O valor somou 7,9% em dezembro. No acumulado de 2012, a inadimplência de pessoas físicas subiu 0,5 ponto percentual em relação a 2011.

De acordo com a assessoria de comunicação da CDL, do total de inadimplentes em Conquista, 90% devem até R$500 reais. Ainda segundo os dados, a faixa etária da maior parte dos inadimplentes está entre 30 e 40 anos e cerca de 57% é do sexo feminino. No entanto, esses números são considerados dentro da normalidade pela CDL.