Municípios são obrigados a fazer levantamento de infestação por Aedes Aegypti

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Saúde | Data: 30 jan 2017

Tags:, , ,

da Redação

Com informações da Agência Brasil

dengueResolução do Ministério da Saúde publicada hoje (27) no Diário Oficial da União torna obrigatória a realização de levantamento entomológico de infestação por Aedes aegypti em todos os municípios do país.

O texto também estabelece que as informações sejam enviadas às secretarias estaduais de saúde e, posteriormente, ao Ministério da Saúde.

De acordo com a publicação, a decisão foi tomada levando em consideração os diversos condicionantes que permitem a manutenção de criadouros do mosquito, a cocirculação de quatro sorotipos da dengue no país e a existência de grande contingente populacional exposto previamente a infecções pelo vírus, aumentando o risco para ocorrência de epidemias com formas graves da doença e elevado número de óbitos.

A pasta também considerou a identificação de casos de febre chikungunya, com transmissão autóctone comprovada em alguns municípios e risco iminente de expansão, além do surto do vírus Zika e sua rápida dispersão para todas as regiões do país, provocando epidemias importantes acompanhadas de graves manifestações neurológicas em adultos e recém-nascidos. …Leia na íntegra

Índice de infestação da dengue cai para 2,2% em Vitória da Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 09 set 2015

Tags:, , ,

banner_shop_05

por Mateus Novais

dengue

O último Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa), realizado no final do mês de agosto e início de setembro, pelo Programa de Endemias de Vitória da Conquista, apresentou um índice de 2,2%. O índice de infestação predial no município é semelhante ao detectado no início do segundo semestre de 2014.

O levantamento, que é realizado a cada dois meses, apresentou uma queda de mais de 50% em relação ao último índice que foi de 4,9%. Apesar da queda, a cidade ainda encontra-se em estado de alerta para infestação do mosquito, já que a Organização Mundial de Saúde tolera no máximo 1%.

Em Vitória da Conquista, até o dia 8 de setembro, foram notificados 538 casos suspeitos. Destes, 320 positivos para a dengue, 170 negativos, 5 inconclusivos e 43 casos aguardando resultado. Não foram registrados nenhum caso de Chikungunya e Zica.

Segundo a Coordenação de Endemias do Município, o levantamento demonstrou que 100% dos focos das larvas do Aedes aegypti estão nas residências e não em terrenos baldios, como muitos acreditam. “É importante que a população esteja atenta para o cuidado no armazenamento de água nas residências. Estes locais devem estar sempre tampados”, alertou a coordenadora Polyana Gusmão.

Dengue: índicie de infestação cresce consideravelmente em Vitória da Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 14 jan 2015

Tags:,

por Mateus Novais

dengueO índice de infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, cresceu muito nos primeiros dias no ano de 2015. O primeiro Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa) de 2015 indicou que Vitória da Conquista está com um índice de 4%. Com isso, a cidade está em na zona de alto risco, segundo o Ministério da Saúde.

Em novembro do ano passado, a Secretaria Municipal de Saúde divulgou dados muito abaixo dos registrados nesta quarta-feira (14). O índice de infestação estava no nível de alerta: 1,3%. Até o dia 13 de janeiro, a Coordenação de Endemias notificou 1 caso suspeito de dengue, com resultado positivo.

O LIRAa é uma pesquisa bimestral feita pelos agentes de endemias em todos os bairros e que consiste na visita dos imóveis para verificar a presença de larvas nos reservatórios.

Bahia: caem casos e óbitos por dengue; Chikungunya ainda preocupa

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 05 nov 2014

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

mosquitoO Ministério da Saúde divulgou os dados do Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) realizado em outubro, que demonstra os registros de casos confirmados e óbitos por dengue. O levantamento também revela os números da febre Chikungunya. A pesquisa foi realizada em conjunto com estados e municípios, em 1.463 cidades brasileiras.

Em 2014, foram registrados 13.511 casos de dengue na Bahia, contra 59.874 em 2013, uma redução de 77%. O número de óbitos também teve uma redução significativa. Em 2013 foram 17 mortes, este ano 11; queda de 35%. Em Vitória da Conquista, o índice de infestação do mosquito da dengue continua no nível de alerta: 1,3%.

Chikungunya

Os registros da Febre Chikungunya foram os mesmos antecipados pelo BLOG DA RESENHA GERAL no final do último mês: 458 casos na Bahia. Os registros se concentram em seis cidades do estado, a maioria em Feira de Santana (371) e Riachão do Jacuípe (82). …Leia na íntegra

Cai infestação por Aedes aegypti em Conquista; 83 casos de dengue foram confirmados

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 10 out 2014

Tags:,

por Mateus Novais

dengue123-1024x750O índice de infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, voltou a cair em Vitória da Conquista. Por meio do resultado do terceiro Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2014, fechado na última semana, foi constatada a diminuição de 0,9% do índice em relação ao último ciclo.

A cidade continua na zona de alerta, saindo de 2,2% para 1,3% de índice de infestação predial, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Uma constatação proveniente do novo Levantamento foi o fato de que a maioria das larvas do aedes aegypti que foram encontradas estavam dentro de residências – o que aponta para a necessidade, cada vez maior, de que a população reforce os cuidados domésticos para evitar possíveis focos do mosquito.

Mesmo com a redução do índice de infestação, a Secretaria registrou 83 casos positivo de dengue neste ano. De janeiro a setembro, foram registradas em Vitória da Conquista 163 notificações de casos suspeitos de dengue.

É considerado de baixo risco pelo Ministério da Saúde índice de infestação menor que 1%. Acima de 1% até 3,9% representa um sinal de alerta. Já a partir de 3,9% a área é classificada como de alto risco de contaminação pela dengue.