Previdência libera 68 mil benefícios a mais neste ano

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 12 dez 2017

Tags:, , , ,

 

Clayton Castelani
do Agora

As concessões de aposentadorias e pensões do INSS tiveram aumento de 3,5% na comparação entre janeiro e outubro deste ano com o mesmo período do ano passado.

Isso representa 68,1 mil benefícios a mais, segundo o Boletim Estatístico da Previdência Social.

Até outubro, pouco mais de 2 milhões de segurados começaram a receber um benefício previdenciário.

No mesmo mês de 2016, esse número havia alcançado cerca de 1,9 milhão de beneficiários em todo o país.

O cálculo da reportagem exclui benefícios por incapacidade, como os auxílios-doença e as aposentadorias por invalidez, e considera os demais benefícios, o que inclui as aposentadorias por tempo de contribuição, por idade e as pensões.

Salários sobem acima da inflação em 2017

Fernanda Brigatti
do Agora

As negociações de reajuste salarial de janeiro a outubro deste ano resultaram, na grande maioria dos casos, em aumentos acima da inflação.

Segundo o Salariômetro, levantamento feito pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) com base em dados do Ministério do Trabalho, 80,1% dos acordos foram acima da inflação e o índice médio de reajuste foi 5,3%.

Somente em outubro, o percentual de reajustes acima da inflação é de 91,4%.

A valorização, aquilo que ultrapassa a inflação do período e que, de fato, melhora o poder de compra do salário, foi de 1,9% em outubro.

Segurado vai pedir benefício em sindicatos e empresas

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 11 dez 2017

Tags:, ,

Clayton Castelani
do Agora

A partir do ano que vem, metalúrgicos, administradores e funcionários da Fiesp (federação das indústrias) poderão ser os primeiros trabalhadores no Estado autorizados a pedir benefícios previdenciários sem a necessidade de comparecer aos postos da Previdência.

Acordos firmados com o INSS pelo SindMetal (Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região) e pelo Saesp (Sindicato dos Administradores de São Paulo) permitirão que os 109 mil associados realizem o processo para a concessão de aposentadorias e outros benefícios diretamente nas sedes dessas instituições.

O mesmo será disponibilizado a 400 funcionários da Fiesp.

O atendimento na sede de sindicatos ou empresas ainda deverá ser estendido para dezenas de milhares de profissionais representados por entidades que já assinaram protocolos de intenções para estabelecer acordos de cooperação com o INSS.

Regra 85/95 fica ainda mais vantajosa após novo fator

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 07 dez 2017

Tags:, ,

Clayton Castelani
do Agora

O segurado que consegue a aposentadoria integral por tempo de contribuição com a regra 85/95 passou a ter uma vantagem ainda maior desde 1º de dezembro, quando o novo fator previdenciário passou a reduzir ainda mais o valor desses benefícios.

Uma das estratégias mais importantes para quem quer escapar do desconto do fator previdenciário é tentar comprovar cada mês de contribuição à Previdência Social.

Para ter direito ao 85/95, a soma da idade ao tempo de contribuição precisa ser de ao menos 85, para a mulher, ou 95, para o homem.

Veja o que o aposentado resolve sem ter que ir ao INSS

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 06 dez 2017

Tags:, ,

Clayton Castelani
do Agora

No momento em que o medo da reforma da Previdência e o desemprego têm levado mais trabalhadores a pedirem benefícios ao INSS –o número de pedidos no Estado fechará o ano em cerca de 2 milhões–, o aposentado que precisa de algum serviço do órgão pode amargar horas nas filas dos postos de atendimento.

Para fugir dessa tortura, o segurado tem cada vez mais serviços disponíveis na internet.

Em setembro deste ano, o INSS renovou o seu portal na rede de computadores, o inss.gov.br, e deu destaque para os serviços.

Mude a data do pedido do benefício para ganhar mais

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 05 dez 2017

Tags:, ,

Clayton Castelani
do Agora

A divulgação da nova tabela do fator previdenciário, realizada ontem pela Previdência Social, permite ao trabalhador que quer se aposentar por tempo de contribuição escolher a melhor data para pedir o benefício.

A escolha da DER (Data de Entrada do Requerimento) é importante porque é a partir dela que é calculado o valor inicial da aposentadoria.

A opção pela melhor data pode ser feita, inclusive, por quem agendou um pedido de aposentadoria e até já entregou a documentação à Previdência.

Segurado vai trabalhar mais dois meses com novo fator

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 02 dez 2017

Tags:,

Fernanda Brigatti
do Agora

A expectativa de vida do brasileiro avançou e, se por um lado a notícia é boa, por outro, os segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) terão um desconto maior nas aposentadorias por tempo de contribuição.

Será necessário trabalhar, em média, dois meses a mais para se aposentar com o mesmo valor que teria antes da atualização da tabela do fator previdenciário.

As estimativas e a tabela com os novos índices foram calculadas pelo atuário especializado em Previdência Newton Conde, da Conde Consultoria Atuarial.

Saiba quem ganha e quem perde grana com a reforma

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 28 nov 2017

Tags:, ,

Clayton Castelani
do Agora

A reforma da Previdência proposta pelo governo trará vantagem no valor da aposentadoria dos trabalhadores que estão a até três anos de completar o tempo obrigatório de contribuição ao INSS e que atingirem, até o ano que vem, as idades mínimas de 53 anos, para mulheres, e de 55 anos, para homens.

Quanto mais perto esse grupo de cinquentões estiver do tempo de contribuição exigido hoje –30 anos (mulheres) e 35 anos (homens)–, maior será o ganho deles com o novo cálculo.

Por exemplo, em 2018, sem a reforma, um homem de 55 anos, com 35 anos de contribuição e média salarial de R$ 5.166,23 –para quem sempre contribuiu pelo teto– receberia aposentadoria de R$ 3.575,03. Mas se a reforma for aprovada, o segurado teria um benefício de R$ 4.520,45. A diferença é de 26,4%.

Brasileiro terá que trabalhar 40 anos para ter teto da aposentadoria

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 27 nov 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: R& / CDL (Conteúdo)

Novo texto da Previdência permite economia de 60% do valor original

Após reunião no Palácio da Alvorada com presidente Michel Temer e os governadores, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, confirmou nesta quarta-feira (22) que o novo texto da reforma da Previdência terá um efeito fiscal equivalente a 60% da economia prevista originalmente na proposta do governo.

Além disso, a proposta do governo prevê que o trabalhador que quiser receber 100% do salário na aposentadoria terá que contribuir por 40 anos. Quem se aposentar com apenas 15 anos de contribuição, no entanto terá direito a 60% do salário.

O ministro confirmou que o novo texto mantém a regra de transição para as pessoas que já estão mais próximas da aposentadoria. Além disso, o tempo mínimo de contribuição ficará em 15 anos e não 25 anos como na proposta original do governo. …Leia na íntegra

Veja em que ano poderá se aposentar com a reforma

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral | Data: 25 nov 2017

Tags:, ,

Clayton Castelani
do Agora

A reforma da Previdência, se aprovada pelo Congresso, obrigará o trabalhador a fazer contas para saber quando poderá se aposentar.

Para quem está na reta final, o Agora calculou quais serão as idades e os anos de aposentadorias de segurados que, em 2018, estarão a até cinco anos de completar as idades mínimas exigidas pela reforma –55 anos (homem) e 53 anos (mulher)– e de atingir o tempo mínimo de contribuição, de 35 anos (homem) e 30 anos (mulher).

Na maioria dos casos, as mudanças obrigarão o segurado a trabalhar e a esperar mais tempo antes de conseguir pendurar as chuteiras.

Aposentados começam a receber o 13º salário a partir desta sexta

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 23 nov 2017

Tags:, ,

Da Redação


A partir desta sexta (24), os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vão receber a segunda parcela da gratificação natalina. Os beneficiários já podem conferir o valor da segunda parcela do 13° salário deste ano pelo site.

A segunda parcela do 13° sairá juntamente ao benefício de novembro. Os valores começam a ser pagos para quem ganha até um salário mínimo (R$ 937) e tem inscrição terminada em 1. Quem ganha acima de um mínimo começará a receber os valores a partir de 1º de dezembro. Neste caso, o crédito será para aposentados e pensionistas com final de inscrição de benefício 1 e 6.

O INSS termina de pagar a folha de novembro e a segunda parte do 13º no dia 7 de dezembro (final zero para quem recebe até um salário mínimo e para finais 5 e 0, para quem ganha acima do piso). A primeira parcela, correspondendo a 50% do valor, foi paga entre o final de agosto e início de setembro.

Justiça libera atrasados para 74.028 segurados do INSS

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 22 nov 2017

Tags:, , ,

Cristiane Gercina
do Agora

O CJF (Conselho da Justiça Federal) liberou ontem um total de R$ 846.842.992,84 para pagar atrasados a 74.028 segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que venceram ações judiciais contra o órgão.

Os valores correspondem às RPVs (Requisições de Pequeno Valor) autorizadas pelo juiz em outubro, após a finalização de 67.434 processos de revisão ou concessão de benefícios previdenciários como aposentadorias, pensões ou auxílios.

Nesses casos, a ação já chegou totalmente ao final (no chamado trânsito em julgado) e o INSS não pode mais recorrer.

Evite a pressa na hora de pedir a sua aposentadoria

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 21 nov 2017

Tags:, ,

Fernanda Brigatti
do Agora

As discussões em torno da reforma da Previdência voltaram e, com isso, a possibilidade de perder o direito à aposentadoria ou de acabar com um benefício menor voltam a preocupar segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Embora natural, a preocupação não deve fazer o segurado acelerar o pedido de benefício.

Essa pressa, ressaltam especialistas, pode resultar em prejuízo.

A primeira questão a se ter em mente no momento é que os trabalhadores que completarem o tempo mínimo de contribuição ao INSS, de 35 anos para os homens, e de 30, para as mulheres, não serão afetados pelas novas regras da reforma.

Renove o cadastro para manter seu benefício do INSS

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 20 nov 2017

Tags:, , ,

Fernanda Brigatti
do Agora

O aposentado ou pensionista do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que ainda não foi ao banco para renovar a senha de acesso ao benefício deve ir logo.

O governo exige que, pelo menos uma vez ao ano, o segurado comprove que está vivo e, portanto, deve continuar a receber o benefício previdenciário.

Quem ainda não fez, deve fazê-lo até o fim do ano.

Esse procedimento é chamado pelo instituto de “prova de vida/renovação de senha” e é feito na agência bancária em que o benefício do INSS é pago.

Para confirmar que segue tudo bem, o aposentado, pensionista e também quem recebe um benefício por incapacidade deve levar um documento oficial com foto ao banco.

Veja como pedir a revisão da aposentadoria integral

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 19 nov 2017

Tags:, ,

Larissa Quintino
do Agora

Os segurados que se aposentaram depois de 18 de junho de 2015 e receberam um benefício menor do que a média de seus maiores salários podem ter direito à revisão da fórmula 85/95, que dá a aposentadoria integral.

A fórmula, que concede o benefício sem o desconto do fator previdenciário, entrou em vigor em 2015, após uma medida provisória.

Para garantir o cálculo, o segurado precisa ter, na soma da idade com o tempo de contribuição, 85 pontos, se for mulher, e 95 pontos, se homem.

Porém, só serão considerados os períodos trabalhados até a concessão da aposentadoria.

Por falta de reconhecimento de algum período ou até mesmo erro do INSS, o segurado pode ter recebido o benefício com o desconto do fator, mesmo tendo direito à aposentadoria integral.

Aposentados podem sacar hoje a grana da cota do PIS

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 17 nov 2017

Tags:, , ,

Clayton Castelani
do Agora

Cerca de 940 mil aposentados poderão sacar a partir de hoje suas cotas do PIS e do Pasep. Desse total, 850 mil beneficiários do INSS receberão pela Caixa Econômica Federal.

Os aproximadamente 90 mil aposentados que trabalharam no setor público terão acesso aos valores pelo Banco do Brasil.

As agências da Caixa atenderão em horário bancário. No Banco do Brasil, funcionários de agências consideradas mais movimentadas atenderão os cotistas uma hora mais cedo, na área dos caixas eletrônicos.

INSS define as datas para pagar benefícios em 2018

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 15 nov 2017

Tags:, , ,

Clayton Castelani

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) definiu as datas para pagamentos dos benefícios em 2018. Veja ao lado a reprodução do calendário informado ontem pelo instituto ao Agora.

Para segurados que estiverem recebendo algum benefício no primeiro mês do ano que vem, os depósitos com valor de um salário mínimo serão realizados entre 25 de janeiro e 7 de fevereiro.

Beneficiários com renda acima do piso salarial do país terão seus pagamentos a partir de 1º de fevereiro.

Prepare-se para pedir a aposentadoria em 2018

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 13 nov 2017

Tags:,

Cristiane Gercina
do Agora

Os segurados que estão perto de completar as condições mínimas para pedir a aposentadoria ou estão esperando apenas somar mais alguns meses de contribuição para conseguir um benefício melhor precisam se preparar.

Com ajuda de especialistas, o Agora traz hoje cinco dicas para quem pretende pedir a aposentadoria em 2018.

A primeira delas diz respeito ao Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais), o documento mais importante para o segurado do INSS. Nele, estão todos os registros profissionais, além do valor dos salários. Se houver falhas, a aposentadoria será negada. Por isso, o primeiro passo é ter uma cópia do cadastro. É possível consegui-la na internet ou em uma agência da Previdência Social.

Contribuição à Previdência será de 15 anos, diz relator

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 10 nov 2017

Tags:, ,

FSP e Agências

Após reunião com Temer e parlamentares ontem, o relator da reforma da Previdência, Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), confirmou que a nova proposta de mudanças no INSS fixará em 15 anos o tempo mínimo de contribuição para a aposentadoria.

Pelo relatório aprovado em maio, em comissão da Câmara dos Deputados, o tempo mínimo de pagamentos para se aposentar subiria para 25 anos com a reforma.

Hoje, para se aposentar por idade, são necessários 15 anos de INSS, exigência chamada de carência.

Justiça amplia grana dos atrasados da aposentadoria

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 08 nov 2017

Tags:, ,

Cristiane Gercina
do Agora

A Turma Recursal dos Juizados Especiais Federais em Pernambuco garantiu a um segurado o direito a atrasados maiores na aposentadoria, mesmo após o INSS alegar que o documento apresentado pelo trabalhador era novo e não havia sido analisado na concessão.

Desde junho, instrução normativa do instituto oficializou uma prática adotada pelo órgão nas revisões: quando há um novo elemento, os atrasados contam da data em que o documento foi apresentado.

No caso analisado, o trabalhador pediu a aposentadoria em 2015, mas teve o benefício negado sob a alegação de que ele não tinha o tempo total de contribuição.

Quem parou de contribuir também pode se aposentar

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 04 nov 2017

Tags:, ,

Fernanda Brigatti
do Agora

Os segurados que passaram anos sem contribuir com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) também conseguem se aposentar.

Na maioria dos casos, será mais vantajoso o trabalhador completar as condições do benefício por idade, que exige 15 anos de pagamentos ao INSS, além de o mínimo de 60 anos, para as mulheres, e 65, para os homens.

Há diversas razões para o segurado ter poucas contribuições lançadas no cadastro no INSS, além da inatividade. Muitos foram autônomos, optaram por não recolher a grana e permaneceram anos atuando na informalidade. Entre as mulheres, é comum que as seguradas tenham trabalhado por alguns anos, mas depois pararam, como quando os filhos nasceram.

Para completar o tempo de contribuição e ter o direito ao benefício, o segurado pode voltar a contribuir a qualquer momento.