É de uma supina burrice ou má-fé afirmar que intervenção é só manobra por causa da Previdência. Ou: Corticoide e febre amarela

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 18 fev 2018

Tags:, , ,

Por Reinaldo Azevedo (Reprodução)

Presidente Michel Temer explica, em pronunciamento, a intervenção na segurança pública do Rio

De todas as boçalidades ditas sobre a intervenção na área de segurança pública do Rio, a mais assombrosa é a que sugere que, agora, o presidente Michel Temer tem uma boa desculpa para deixar de lado a reforma da Previdência, já que ela vem se afigurando difícil, talvez impossível de ser aprovada.

Mal sei por onde começar a tratar da burrice — ou da vigarice analítica. O próprio presidente abordou a questão na entrevista exclusive que concedeu a este escriba no programa “O É da Coisa” (está aqui). Vamos lá.

Segundo dispõe o Artigo 60 da Constituição, esta não pode ser emendada na vigência de intervenção federal num estado. Ora, como romper o que parece, então, um impasse? Afinal, o país precisa da reforma da Previdência; o Rio, por outro lado, vive um caos na segurança pública. Com efeito, o país não pode ficar paralisado por causa da crise no Estado, mas o Estado não pode ficar à mercê da bandidagem porque o país precisa da reforma.

Na entrevista, o presidente lembrou duas coisas importantes.  A Constituição proíbe aprovação de emenda durante a intervenção, mas não impede o Congresso de trabalhar em favor de uma proposta. Os debates não precisam ter fim. Que fale o presidente:

“Eles [Rodrigo Maia e Eunício Oliveira] vão examinar, ao longo desta semana, da outra semana, a possibilidade de votar a reforma da Previdência. Se chegarem, e chegarmos todos, à conclusão de que há os 308 votos necessários para aprovar a reforma da Previdência, o que é que eu faço? Eu faço cessar a intervenção. E aí, naturalmente, se retoma a possibilidade de votação da emenda à Constituição. A meu modo de ver, como a Constituição diz que ela não pode ser emendada durante a intervenção federal, não significa que não possa haver discussão. Emendar significa pôr um dispositivo novo na Constituição. Mas a discussão, as considerações a respeito disso, pode ser feita. O que não se pode é votar e depois colocar isso na Constituição. (…) Uma coisa não prejudica a outra. São duas coisas emergentes: a questão da reforma da Previdência, fundamental para o país, e a questão do Rio de Janeiro, igualmente emergente, porque tem repercussão não só no Rio, mas em todo o país. Então vamos conservar esses dois valores: de um lado, a intervenção; de outro lado, a possibilidade de continuar examinando [a reforma].”

Muito bem! Digamos que o governo consiga os 308 votos e que o presidente faça cessar a intervenção. Não se sabe quando isso pode acontecer. E se os problemas de segurança do Rio continuarem a pedir a intervenção. Bem, nada impede que ela seja decretada novamente, é claro, mas o presidente chamou a atenção para um outro aspecto de seu entendimento com o governador Luiz Fernando Pezão:
“Está combinado com o governador que, se eu cessar a intervenção em função da votação da Previdência, ele mantém a estrutura que foi montada pelo interventor e o próprio interventor. Então está combinadíssimo com o governador. Então eu acho que nós encontramos uma solução intermediária muito útil para o Rio de Janeiro e para o país”.

Tudo às claras
Como se vê, não há nada sendo escamoteado. Aprovar a reforma da Previdência não ficou nem mais fácil nem mais difícil com a intervenção. O ato impede a votação, mas não o trabalho político em favor da emenda. “Ah, se o presidente admite que, para votá-la, pode suspender a intervenção, então esta não era assim tão necessária”. Trata-se de um raciocínio asnal. Faz supor que uma necessidade elimine a outra.

Apelarei a medicina, com um caso em voga, para demonstrar a estupidez de tal raciocínio. Pacientes que estejam se tratando com corticoides não devem tomar a vacina contra a febre amarela. Digamos que um médico decida, por um tempo, suspender o tratamento com os corticoides para que o paciente seja devidamente imunizado. Mais tarde, oportunamente, retoma-se o tratamento com a droga se necessário. Segundo o raciocínio asinino, os corticoides, então, eram dispensáveis já que sua ministração foi suspensa para que o paciente pudesse tomar a vacina.

Não ocorre a esse raciocínio que tem os dois pés no chão e as duas mãos também que as duas coisas podem ser necessárias: os corticoides e a vacina — vale dizer: a reforma da Previdência e a intervenção federal. Ocorre que pode haver uma incompatibilidade temporal entre uma coisa e outra: a reforma e a intervenção (o corticoide e a vacina ). Faz parte da boa política e da boa medicina conciliar as necessidades, de sorte que não se precise abrir mão nem de uma coisa nem de outra.

A intervenção federal vai levar segurança ao Rio de Janeiro

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Segurança | Data: 17 fev 2018

Tags:, ,

da Redação
Vídeo: Youtube

A intervenção federal é uma medida necessária para controlar a situação no Rio de Janeiro. Com o decreto assinado pelo presidente Michel Temer, o Comandante Militar do Leste, general Walter Souza Braga Netto, será o interventor federal no estado, com a missão de devolver paz e tranquilidade ao povo carioca.

O presidente Michel Temer (MDB) acerta e tem aprovação na pesquisa Ibope de mais de 80% da população do Rio de JAneiro

Intervenção do presidente Michel Temer faz o Exército Brasileiro marchar para o Rio; povo carioca em mais de 80% aprova a medida

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 17 fev 2018

Tags:, ,

da Redação
Vídeo : Youtube

A decisão do presidente Michel Temer (MDB), com o decreto de intervenção federal na segurança pública no estado do Rio de Janeiro.  – segundo pesquisa Ibope – já tem aprovação do povo carioca em mais de 80%. O decreto presidencial permitirá a Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para permitir o envio das tropas ao estado.

Circula na internet flagrante de um comboio do Exército Brasileiro rumo ao Rio de Janeiro para reforçar parte do Exército que comanda uma grande operação na Cidade Maravilhosa.

Com essa medida, o governo federal assume o comando da segurança pública do estado, com a prerrogativa, inclusive de reestruturar as instituições e demitir e contratar pessoa para atuarem na segurança.

“O crime organizado quase tomou conta do estado do Rio de Janeiro. É uma metástase que se espalha pelo país e ameaça a tranquilidade do nosso povo. Por isso acabamos de decretar neste momento a intervenção federal da área da segurança pública do Rio de Janeiro”, completou Temer.

Intervenção no Rio complica reforma das aposentadorias

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 17 fev 2018

Tags:, , ,

Clayton Castelani
do Agora

Sem apoio no Congresso e criticada nas ruas, a reforma da Previdência deverá ir para o fundo da gaveta após o presidente Michel Temer (MDB) anunciar a intervenção das Forças Armadas na segurança pública do Rio.

A votação da reforma estava prevista para ser iniciada na semana que vem pela Câmara, mas o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já avisou que o novo cenário impedirá a discussão das mudanças na Previdência.

Durante uma intervenção federal, o Congresso fica impedido de alterar regras que estão na Constituição, como é justamente o caso da criação das idades mínimas para as aposentadorias.

Outdoor em apoio a intervenção militar gera protesto em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Vit. da Conquista | Data: 04 out 2017

Tags:, , ,

da Redação
Foto: Blog do Rodrigo Ferraz

Uma placa de outdoor com a mensagem  “Intervenção Militar” gerou protesto em Vitória da Conquista nesta 4ª feira (4). A placa com a propaganda foi iniciativa do mandato do vereador David Salomão. “Uma grande nação deve ser regida por leis, e não por homens” outra mensagem contida  na placa de propaganda.

Estudantes da Uesb, em sinal de protesto, destruíram o cartaz em poucos minutos utilizando uma escada. A atitude dos estudantes contou com apoio da maioria dos conquistenses que refletem o sentimento nacional contrário a qualquer tipo de intervenção militar no País.

Brasil, São Paulo, SP. 16/08/1968. Policiais correm para conter protesto organizado por estudantes no centro de São Paulo, contra a ditadura militar. – Crédito:Arquivo/Estadão /AE

Pesquisa de opinião exclusiva feito pelo Instituto Paraná Pesquisas detectou que  51,6% dos brasileiros são contra a volta da intervenção militar provisória ao Brasil.   43,1% são contra e 5,3% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi encomendada logo após as declarações  do general Antonio Mourão, que  defendeu em palestra uma intervenção e não foi punido pela fala.

 

 

 

Embasa pede intervenção federal para problema de abastecimento no Sudoeste

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 09 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

Capta_o_de_gua_da_Embasa_1foto: Itambé Agora

A queda no fornecimento de água nas cidades de Belo Campo, Encruzilhada e Itambé tem causado preocupação à população destes municípios e a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). Por conta do problema a empresa solicitou a intervenção da Agência Nacional de Águas (ANA).

Em nota, a Embasa informou que, devido à redução da vazão do rio Pardo, em decorrência da ausência de chuvas na região, não tem sido possível captar água suficiente para o pleno atendimento dos sistemas de abastecimento das cidades. “Para solucionar o problema, a empresa solicitou à Agência Nacional de Águas (ANA) a abertura das comportas da barragem Machado Mineiro, em Minas Gerais, o que possibilitará a captação do volume de água necessário para normalizar o fornecimento de água em toda a cidade”, diz o comunicado.

A Embasa também solicita a compreensão da população e recomenda a utilização racional da água armazenada nos reservatórios domiciliares, evitando desperdícios.

ViaBahia inicia intervenções na BR 116, em Vitória da Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 07 ago 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Rafael Gusmão

DSC_0039

A ViaBahia, concessionária que administra o trecho da BR 116 que atravessa a Bahia, já começou a realizar as intervenções em trechos do anel Viário de Vitória da Conquista. A ação surge após o diálogo entre representantes do CREA-BA, ANTT, deputados baianos, Câmara de Vereadores e Prefeitura Municipal com a concessionária, que busca melhorias para a rodovia.

As primeiras medidas adotadas pela ViaBahia estão sendo a sinalização de trechos do Anel viário da cidade, principalmente próximo ao viaduto do bairro Lagoa das Flores. No local, faixas de sinalização, tachas refletivas e placas estão sendo implantadas. Além disso, topógrafos trabalham no local para identificar irregularidades nas alças do trevo.

DSC_0063

Esta parte do Anel Viário é conhecida pela quantidade de acidentes de carretas, vítimas de tombamento. O CREA-BA, a pedido do deputado estadual Herzem Gusmão (PMDB), realizou um estudo que detectou falhas em parte das alças, que explicaria os acidentes.

Novos encontros entre os diversos setores ainda ocorrerão para definir detalhes das demais intervenções na rodovia federal.

Empresas e rodoviários solicitam intervenção da Prefeitura em greve do transporte

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em transporte | Data: 26 jun 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

DSC_0501

Durante a reunião que definiu o novo valor da tarifa do transporte coletivo, representantes das empresas de ônibus e Sindicato dos Rodoviários pediram uma intervenção da Prefeitura Municipal na greve, que se arrasta uma semana. A Administração Municipal declinou do convite.

O presidente do sindicato, Álvaro Souza, apresentou uma proposta se suspender a decisão do reajuste por uma semana para que fossem discutidas as pautas da greve dos rodoviários. “Se a Prefeitura adiar, nós suspendemos a greve e voltaremos a discutir com as empresas, e também a Prefeitura, a campanha salarial. Também queremos pedira para o Conselho não realizar mais discussões da tarifa de ônibus nesse período para não chocar com as campanhas salariais dos trabalhadores, porque fica parecendo que estamos querendo pressionar para que haja reajustes”, disse Álvaro.

O pedido do sindicalista foi prontamente rejeitado pelo secretário de Mobilidade Urbana, Luiz Alberto Sellmann. “A Prefeitura não se envolve nessas questões trabalhistas. Essa discussão deve ficar entre empresas e trabalhadores”, disse.

A afirmação do secretário foi rebatida pelo representante da Viação Cidade Verde. Sergio Hubner afirmou que, segundo a Constituição Federal e o Código de Trânsito Brasileiro, a Prefeitura pode, sim, intermediar na negociação salarial dos rodoviários. “Já que o salário dos motoristas e cobradores também deve ser considerado na planilha de custo do sistema, a Prefeitura pode ajudar na negociação”, rebateu.

Mesmo com a insistência dos patrões, o secretário voltou a declinar do convite. “A Prefeitura não costuma participar dessas questões e acho difícil participar agora”, finalizou Sellmann.

Detran-BA divulga ações de Caravana em Vitória da Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 16 abr 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

IMG_7762

As ações da Caravana do Detran em Vitória da Conquista chegam ao final amanhã, mas a diretoria do órgão antecipou o balanço do projeto em uma coletiva, nesta quinta-feira (16). Além da fiscalização de trânsito e ações educativas em escolas e ruas do município, o Detran-BA desenvolveu atividades para melhorar os trabalhos da 4ª Circunscrições Regionais de Trânsito (CIRETRAN).

Na coletiva, o diretor do Detran-BA, Maurício Bacelar, reuniu os órgãos municipais que ajudaram nas fiscalizações da Caravana. “Fiscalizamos todas as empresas terceirizadas que prestam serviços para o Detran-BA. Ou seja, clínicas, autoescolas, vistoriadoras, emplacadoras. Nós desenvolvemos ações de fiscalização de trânsito. Ações, acima de tudo, educativa e que leve segurança à população”, apontou Bacelar.

Nessas ações, 760 veículos foram abordados e 71 apreendidos. Outros 30 veículos irregulares foram encontrados em ferros-velho da cidade, que podem caracterizar desmanche.

Na 4ª Ciretran, a principal ação foi a transferência dos veículos antigos do pátio para uma empresa terceirizada. “Nós estávamos com o pátio totalmente impossibilitado de receber veículos e hoje nós estamos com o pátio limpo, com veículos organizados e prontos para receber toda a demanda das fiscalizações”, explicou a coordenadora da CIRETRAN, Eunice Ramos.

Caravana do Detran-BA realiza blitz em Vitória da Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 14 abr 2015

Tags:, , , ,


por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

IMG_7651

A “Caravana do Detran”, projeto promovido pelo Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-Ba), começou a atuar nas ruas de Vitória da Conquista nesta terça-feira (14). O projeto prevê o acompanhamento das rotinas administrativas e levantamento das necessidades de todas as Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretran) do Estado, bem como campanhas educativas e operações de fiscalização.

IMG_7654A equipe da Caravana chegou à cidade na última segunda, quando foi realizada reuniões com coordenação e funcionários da 4ª Ciretran. Além de discutir melhorias para a estrutura física das Ciretrans, o Detran-BA entregou um kit ao órgão local, composto por ferramentas para os vistoriadores e fardamento para todos os funcionários,.

Uma operação de fiscalização, em parceria com as polícias Civil e Militar, deu início às atividades da Caravana. O projeto também vai levar noções de educação e segurança no trânsito para escolas municipais, através de palestras, atividades lúdicas e distribuição de material educativo, durante toda esta semana. “Conscientizar e fiscalizar. É nessa linha que o Detran atua, com o objetivo garantir um trânsito seguro, ajudar no trabalho da polícia de combate ao crime e oferecer melhores serviços à população”, disse o major Luide Souza, coordenador do projeto.

O município de Vitória da Conquista tem uma frota de mais de 164 mil veículos.

Caravana prevê blitz e intervenções nas Ciretrans da Bahia; Vitória da Conquista está na lista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Bahia | Data: 02 abr 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

detranO Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-Ba) inicia este mês o “Caravana do Detran”, que prevê o acompanhamento das rotinas administrativas e levantamento das necessidades de todas as Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretran) do Estado. Além disso, o projeto realizará campanhas educativas e operações de fiscalização nos municípios baianos.

A Caravana entregará um kit às Ciretrans, composto por ferramentas para os vistoriadores e fardamento para todos os funcionários, além de melhorar a estrutura física das Ciretrans.

O projeto também vai levar noções de educação e segurança no trânsito para escolas municipais, através de palestras, atividades lúdicas e distribuição de material educativo. Além disso, blitzes de fiscalização serão realizadas em parceria com a Polícia Militar em pontos estratégicos das cidades. Também está prevista a operação cidade limpa, para retirar veículos abandonados das cidades. Reboques estarão disponíveis para apreender veículos que não cumprirem as normas do Código de Trânsito Brasileiro.

A 4ª Ciretran de Vitória da Conquista será a segunda cidade do estado a receber a Caravana do Detran, logo após o projeto passar por Camaçari, sede da 28ª Ciretran, entre os dias 6 e 10 de abril.

CDL anuncia intervenção no centro comercial para antes do dias das mães

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 27 fev 2015

Tags:, ,


por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

claudia-dutraA Praça 9 de novembro, no centro comercial de Vitória da Conquista, passará por intervenções ainda no primeiro semestre deste ano. A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da cidade anunciou que está preste a colocar em prática um projeto melhoria urbanística para transformar o espaço em uma área de convivência.

Em entrevista à repórter Mônica Cajaíba, a presidente da CDL, Cláudia Dutra, informou que a ideia é estender a ação por outros espaços comerciais da cidade. “Instalaremos cestos de lixo, árvores e novos bancos, fazendo com que se torne um ambiente mais agradável e respeitando as atividades que ali funcionam, como as baianas do acarajé, do pipoqueiro e sapateiro”, disse. Cláudia também informou que há uma análise de qual será a melhor forma de adequá-los ao projeto, como uma padronização. “Estamos dialogando com o poder público como será isso, se vai ser novas barracas ou uma estrutura fixa”.

A expectativa da CDL é que as primeiras iniciativas do projeto sejam em março, “bem ates do dia das mães”. …Leia na íntegra

Intervenção no Tigrão cria cruzamento na Rio – Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 10 dez 2013

Tags:, , ,

da Redação

Tigrao PMVC

Na manhã desta 3ª feira (10), a Prefeitura iniciou as obras para eliminar o ‘charuto’ responsável pela lentidão na travessia do Posto Tigrão, na Avenida Presidente Dutra (Rio-Bahia). Segundo Herling Conceição,    coordenador do Simtrans, o cruzamento que será implantado se assemelha ao existente na cidade de Feira de Santana.

Segundo informações de Renato Mineiro, o ônibus que faz linha Vila Serrana/Centro, chega a percorrer o trajeto em mais de 40 minutos. “Creio que a demora está relacionada com a confusão no trânsito na rotatória do Posto Tigrão”, disse Mineiro.

Prefeitura faz intervenção na Rua Ascendino Melo

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 09 set 2013

Tags:, , ,

da Redação

PMVC B

A Prefeitura de Vitória da Conquista através da Secretaria de Infraestrutura Urbana iniciou na semana passada obras na Rua Ascendino Melo, entre o Hospital Unimec e o Labo, com alargamento das artérias, reduzindo parte do canteiro central. O órgão municipal não divulgou croqui ou mapa da alteração que será feita. Tudo faz crer que será permitida uma conversão a esquerda,  em frente o Labo.

O local recebe intensa movimentação de veículos e pedestres. Além de corredor importante, existe grande concentração de estabelecimentos comerciais, escritórios, hospital, clínicas, laboratório, lanchonetes, um colégio e ponto de taxi. A alteração alcança um pequeno trecho da Rua Goés Calmon, perto do IBR. A obra poderá desafogar o trânsito,  diminuindo a lentidão e conflito no local.

Foto: Rafael Gusmão