Nos 30 anos que estátua do jardim das borboletas ficou no Museu estava conservada, diz filho de Cajaíba

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 25 mar 2014

Tags:, , , ,

por Mateus Novais
Foto: Rafael Gusmão

DSC_0314Segundo Alcebiades Cajaíba, filho do saudoso Aurino Cajaíba, durante 30 anos a estatua da Vênus, que decorava o Jardim das Borboletas (atual Praça Tancredo Neves), ficou guardada no Museu Cajaíba. “Há dois anos a Prefeitura Municipal solicitou que a estátua fosse devolvida, o que foi feito e documentado”.

O atual responsável pelo museu diz que enquanto esteve sob os cuidados da sua família a estatua foi bem cuidada, inclusive restaurada. “Nós devolvemos a obra para a prefeitura em boas condições, faltando apenas a mão direita. Agora eu vi que está faltando o braço direito e parte dos dedos. Até os três querubins parece que sumiram. Isso me deixa muito triste”.

Por fim, Alcebiades manda um recado a quem diz que a estátua estava sumida. “Quem diz isso é quem nunca visitou o Museu Cajaíba e, portanto, não valoriza a cultura local”.

Onde está a fonte luminosa do antigo Jardim das Borboletas?

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 14 out 2013

Tags:, ,

da Redação

Fonte Venus

Com a retirada do busto do falecido deputado federal Luis Eduardo Magalhães, da Avenida Juraci Magalhães, veio a lembrança da antiga fonte luminosa que por muitos anos embelezou O Jardim das Borboletas inaugurado para o Natal do ano de 1956, em plena Praça da República.

Para muitos, o monumento com a estátua da Vênus têm valor histórico expressivo.  Já se passaram quase 60 anos desde que o ex-prefeito Edvaldo Flores inaugurou a praça que projetou a cidade de Vitória da Conquista em todo Brasil através das páginas da revista O Cruzeiro.

Na década de 80, o ex-prefeito José Pedral resolveu descaracterizar a bela e antiga praça transformando-a na atual Tancredo Neves. Na demolição de toda a estrutura da antiga praça, sobrou a fonte luminosa que foi guardada em algum lugar. Mais tarde, ela apareceu no museu de Cajaiba. Na atualidade, ninguém sabe informar por onde ela anda. “Há mais ou menos 1 ano e meio o prefeito Guilherme mandou pegar aqui a fonte luminosa”, disse Alcebíades Cajaiba,  filho do saudoso escultor Cajaiba.

A nossa reportagem foi informada que a fonte luminosa teria sido transferida para o Memorial Regis Pacheco e lá também não foi encontrada.