Projeto Cidadão Aprendiz inicia etapa de aulas

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 12 jul 2018

Tags:

Da Redação
foto: divulgação PMVC


Com o objetivo de incluir jovens no mercado de trabalho, a Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, o Instituto Federal da Bahia (Ifba), o Ministério Público do Trabalho, o Ministério do Trabalho, o Ministério Público Estadual e a empresa ECPL Empreendimentos iniciou no final deste mês de junho as atividades do Projeto Cidadão Aprendiz com a oferta de aulas no Ifba.

Nesta etapa, os 30 adolescentes e jovens selecionados, com idade entre 14 e 18 anos, estão assistindo aulas de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h, durante 3 meses, com o conteúdo programático: Comunicação; Raciocínio Lógico; Direitos do Jovem Trabalhador; Educação Fiscal; Consumo; Direitos Humanos e Diversidade Cultural; Inclusão Digital; Mundo do Trabalho e Formas Alternativas de Trabalho e Renda; Preservação do Equilíbrio do Meio Ambiente; Saúde e Segurança, Assistente Administrativo; Digitador; Técnico de apoio ao usuário de informática (Help Desk) e Técnico em Manutenção de equipamentos de informática.

Conforme as informações divulgadas pela Prefeitura, após a etapa teórica, os jovens serão encaminhados para a Prefeitura, onde atuarão nas seguintes áreas: assistente administrativo, técnico de apoio ao usuário de informática (helpdesk) e digitador, sob a supervisão de um monitor que será escolhido por cada Secretaria que receber os adolescentes.

Cada um dos 30 jovens receberá um salário de R$ 500,00 que será pago pela empresa E.P.C.L Empreendimentos, Projetos e Construções Ltda. A empresa recebeu a proposta do Ministério do Trabalho para participar do projeto, cumprindo a Lei do Programa Jovem Aprendiz. A lei estabelece que empresas de grande porte cumpram uma cota de funcionários entre 14 e 24 anos na condição de aprendizes.

Prefeitura assina convênio e dá início ao programa Cidadão Aprendiz

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação, Vit. da Conquista | Data: 20 jun 2018

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: Secom/Reprodução

 

Membros das três entidades (Prefeitura, Ifba e Ministério do Trabalho) se reúnem para assinar o termo do convênio

A Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba) e o Ministério do Trabalho deram início à parceria para o projeto Cidadão Aprendiz. Em cerimônia realizada na manhã desta quarta-feira (20), os três órgãos assinaram o termo do convênio e realizaram a aula inaugural dos 30 jovens que irão participar da ação.

O Cidadão Aprendiz é um programa de aprendizagem profissional, destinado a jovens em situação de vulnerabilidade econômica ou social vinculados aos órgãos de acolhimento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. O objetivo é resgatar esses adolescentes do risco social e lhes dar oportunidade de ingressar no mercado de trabalho.

Enquanto o Ifba entrará com a qualificação teórica dos jovens, a Prefeitura irá fornecer a capacitação prática. Para o prefeito Herzem Gusmão, é uma experiência gratificante.  “Trata-se de uma oficina nobre. Esses jovens foram selecionados pela própria Prefeitura, depois de um teste de avaliação, e que essa experiência possa se estender para outras prefeituras e empresas, inclusive que serão conclamadas a integrar esse grande projeto”, afirma.

O prefeito Herzem Gusmão fala para o público: “Trata-se de uma oficina nobre”.

O diretor de Ensino do Ifba, Manoel Nunes, conta que os jovens ficarão por três meses em treinamento na instituição. Ele explica: “Essas aulas serão ministradas por estudantes selecionados aqui do Ifba. As aulas têm relação com as atividades que eles desenvolverão na empresa, será disponibilizado laboratório de informática específico para atender esse jovem. É uma parceria bastante significativa e que dará bons frutos.”

“Conquista está sendo pioneira nesse projeto, trouxemos para cá entendendo que é um polo muito importante para a gente na inserção do jovem no mercado de trabalho, com qualidade e coerência”, revela a superintendente regional do Trabalho, Gerta Angélica Shultz Fahel. “Então esse projeto visa justamente resgatar alguns jovens em situação de vulnerabilidade, ou que tenham tido situações mais complexas que outros jovens, estamos priorizando portanto aqueles mais frágeis e vulneráveis neste momento”, completa.

Membros da Prefeitura celebram a assinatura do termo

O procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho, que também é um apoiador do programa, destaca que o grande objetivo é oportunizar um trabalho digno para esses jovens. “Quando a gente fala em oportunidade, a gente fala em proporcionar o direito de escolha para eles”, explica. “Estamos pavimentando um caminho que os afasta do trabalho infantil, pois  erradicação do trabalho infantil é uma meta prioritária do Ministério Público”, ressalta.

O estudante Ariel Santana (16 anos) será um Jovem Aprendiz: “A expectativa é de tirar as pessoas do desemprego”.

Aos 16 anos, o estudante Ariel Felipe Santana será um Cidadão Aprendiz. O jovem, que pretende no futuro comandar a sua própria empresa, espera dar agora o primeiro passo para ingresso no mercado de trabalho. Além disso, ele lembra a importância social da iniciativa: “A expectativa, não só minha, é de tirar as pessoas do desemprego, afastando-as dos perigos da vida. É melhor estar trabalhando do que estar na rua roubando ou usando drogas.”

Contrato de aprendizagem – O contrato de aprendizagem do projeto é realizado entre a empresa EPCL Empreendimentos e o jovem aprendiz, gerando vínculo empregatício desde o início da formação teórica. A partir da assinatura do contrato, o estudante passa a ter diversos direitos trabalhistas, como salário mínimo proporcional à jornada, FGTS com alíquota de 2%, vale-transporte e seguro de vida.

Inclusão legal de jovens no trabalho é tema de audiência pública hoje em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 25 jul 2017

Tags:,

Da Redação

Para explicar a legislação que trata da contratação de jovens aprendizes pelas empresas, será realizada nesta terça (25). em Vitória da Conquista, uma audiência pública sobre o assunto. O evento está sendo promovido pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em parceria com o Ministério Público do Estado (MP-BA), o Ministério do Trabalho e o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT-BA). 

O principal objetivo da audiência é esclarecer os meios para implantar programas de aprendizagem, quais as formas de recrutamento de jovens, qual o percentual de aprendizes que cabe a cada empresa e quais os direitos que o jovem aprendiz tem nesse contrato. A ideia é estimular essa prática, que tem impacto positivo tanto para a atividade produtiva quanto para a cidadania de jovens, que assim podem ter a oportunidade de inserção no mercado de trabalho de forma digna e com todos os direitos garantidos.

O evento também terá a participação de agentes fundamentais para a implantação de programas de aprendizagem profissional de jovens, como o Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee), o Serviço Social do Comércio (Sesc), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Serviços Social da Indústria (Sesi) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). Também está envolvida na iniciativa a Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Coordenação da Juventude e da Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Desenvolvimento.

 

O evento acontecerá a partir das 14 horas, no auditório do Centro Municipal de Atenção Especializada (Cemae).

Embasa abre 7 vagas de estágio através do Jovem Aprendiz em Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Trabalho | Data: 23 maio 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

jovem-aprendiz-embasaA partir deste sábado (23), a Embasa inicia as inscrições para o programa Jovem Aprendiz 2015. As inscrições devem ser feitas através do endereço www.fieb.org.br/senai e têm prazo máximo previsto para o dia 28 de junho. Para Vitória da Conquista foram disponibilizadas sete vagas.

A Embasa selecionará os jovens aprendizes dentre os aprovados no processo do Senai, através de aplicação de redação, análise do perfil e entrevista. Os selecionados assinarão contrato de aprendizagem por tempo determinado, regido pela CLT. A remuneração será de meio salário mínimo durante o período do curso e dois terços durante a prática supervisionada. A carga horária é de 20 horas semanais e o turno será definido pela empresa.

Podem se inscrever jovens entre 14 e 21 anos, através de Convênio de Cooperação Técnico-Pedagógico com o Senai. A ordem cronológica das inscrições é importante e caso o número máximo seja atingido, elas podem ser encerradas antes do prazo.

Estão sendo oferecidas 85 vagas em 13 cidades do estado. Em Conquista, há duas vagas para Auxiliar de Laboratório de Análises Físico-Químicas e 5 para Assistente Administrativo.

Embasa seleciona jovens aprendizes para unidades em Conquista e região

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 09 maio 2013

Tags:, ,

da Redação

imagesA Embasa, através de convênio de cooperação técnico–pedagógico com o Senai, selecionará jovens entre 14 e 21 anos para o Programa Jovem Aprendiz. Os interessados devem se inscrever, até o dia 15 de maio, no processo seletivo para os cursos de aprendizagem industrial básica oferecidos gratuitamente pelo Senai, que está disponibilizando 3.790 vagas em 38 especializações. As provas serão realizadas no dia 26 de maio. As inscrições devem ser feitas no endereço  http://www.unibrasilvestibulares.com.br .

A Embasa fará a seleção entre os aprovados no processo, através de análise de perfil e entrevista.

Existem vagas para várias cidades da região Sudoeste, como Vitória da Conquista, Jequié, Caetité, dentre outras cidades do interior baiano