Professora que foi esfaqueada pelo ex-companheiro recebe alta

0

Publicado por Editor | Colocado em Polícia | Data: 14 jan 2016

Tags:, ,

Da Redação

IMG_1001
Depois de 11 dias hospitalizada, a professora Marília de Alencar Silva, de 33 anos, foi atingida por vários golpes de faca, pelo seu ex-companheiro, recebeu alta. Segundo informações do Blog do Rodrigo Ferraz, ela está na casa de parentes, mas, assustada com o ocorrido, já pensa em se mudar de casa.

O atentado que Marília sofreu ocorreu no dia 2 de janeiro. Segundo informações fornecidas pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), William Peterson, o ex-companheiro da professora, teve uma crise de ciúmes ao saber ela estava namorando e desferiu vários golpes de faca contra a vítima.

Marília foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) e encaminhada ao Hospital Samur, em estado grave. Logo em seguida, passou por uma cirurgia.

William fugiu logo após cometer o crime, mas se apresentou à Deam no dia 6 de janeiro, acompanhado de seu advogado. Na oportunidade, ele foi ouvido e liberado logo depois. O acusado será indiciado por tentativa de homicídio com dolo direto.

Suspeito de esfaquear ex-companheira se apresenta à polícia, mas é liberado em seguida

0

Publicado por Editor | Colocado em Polícia | Data: 07 jan 2016

Tags:, , , ,

nov_25_pel_banner_site_resenha_feirao_aquitemnegocio_582x65px_jean

Da Redação

IMG_0854Nessa quarta-feira (6), de acordo com informações do Blog do Rodrigo Ferraz, Wilian Peterson Silva, acusado de desferir vários  golpes de faca contra a professora e ex-companheira dele, Marília de Alencar Silva, no último sábado, em Vitória da Conquista, se apresentou na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam). Acompanhado do seu advogado, Wilian Peterson, que estava foragido desde o dia do crime foi ouvido e, em seguida, liberado.

De acordo informações passadas pela Deam, o casal havia terminado um relacionamento de mais de 10 anos e, como o acusado teve negativas da vítima para um retorno, ele tomou essa atitude insana durante uma crise de ciúme.  Marília foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada ao Hospital , em estado grave. A professora passou por cirurgia e, de acordo com familiares, seu quadro é estável.

O acusado deve ser indiciado por tentativa de homicídio com dolo direto, ou seja, quando há a intenção de matar.