Massacre em escola de Suzano deixa dez mortos e nove feridos

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral | Data: 13 mar 2019

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Na manhã desta quarta-feira (13), um colégio estadual de Suzano, na Grande São Paulo, foi palco de uma grande tragédia. Nove feridos no atentado continuam internados, uma está em estado grave em um hospital. 

As vítimas do massacre na Escola Estadual Raul Brasil, foram identificadas. No total, dez pessoas morreram: duas funcionárias, cinco alunos, um comerciante e os dois assassinos.

Ainda não se sabe a motivação do crime, a policia segue investigando. Na escola foram encontrados uma mochila com fios elétricos, cápsulas das balas usadas no atentado, 1 arco e flecha e garrafas que poderiam ser usadas como coquetel molotov.

Homens da Força Nacional reforçam a segurança no norte do país

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 10 jan 2017

Tags:, , , ,

Da Redação

Foto: G1

As primeiras equipes da Força Nacional começaram a chegar a Manaus (AM) na madrugada desta terça-feira (10) para o reforço da segurança nas penitenciárias. Homens da Força Nacional também serão enviados a Roraima.

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, acatou o pedido dos estados de Roraima e Amazonas, que solicitou ajuda do Governo Federal para manter a segurança nos estados. Ao todo, serão enviados 200 homens da Força Nacional, 100 para cada estado.

Além de Amazonas e Roraima, onde aconteceram massacres nas últimas semanas, que deixaram 10 detentos mortos em menos de cinco dias, também pediram apoio Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins. Rondônia solicitou equipamentos e armas, além de apoio em transferências de presos, ainda em fase de análise pelo Poder Judiciário. O estado do Acre pediu apoio na transferência de 15 presos, já autorizada pela Justiça. Mato Grosso do Sul também pediu apoio para transferir presos. Tocantins receberá do ministério 1.363 coletes balísticos masculinos.

A Força Nacional não deve substituir agentes penitenciários e atuarão na segurança do entorno, apoiando às barreiras, ajudando na recaptura de fugitivos, e atuando na escolta e guarda de presos que precisem se deslocar para algum tribunal.