Governo Municipal se reúne com médicos cubanos

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Vit. da Conquista | Data: 12 fev 2017

Tags:, , ,

 

 

da Redação
Conteúdo / Ascom / PMVC

Profissionais da Atenção Básica foram recebidos para um encontro informal no Gabinete Civil

reuniao-prefeito-medicoscubanos-c

Para o Governo Municipal, o final da tarde da última sexta-feira, 10, foi reservado a um café informal com os médicos cubanos que atuam na Atenção Básica em Vitória da Conquista. Atualmente, trabalham no município oito profissionais, contratados por meio do programa federal Mais Médicos para o Brasil.

Quatro deles estão em Vitória da Conquista desde 2014. Os outros quatro chegaram ao município nos últimos dois meses. Em nome da atual gestão, o prefeito Herzem Gusmão deu as boas-vindas à equipe.

“São nossos irmãos de Cuba. Estamos recepcionando, dando boas-vindas”, disse o prefeito. “Conversamos com eles sobre a saúde, o SUS, o atendimento. Sabemos da grande carência. Vitória da Conquista tem uma Atenção Básica que não chega a quarenta por cento. Isso gera um desequilíbrio enorme, e a pressão que sobra para os hospitais. Gostei de conhecer a equipe. Nos colocamos à disposição”.

Culturas similares – O clínico-geral Lázaro Francisco Fernández, por exemplo, trabalha desde 2014 no distrito de Cercadinho, há 97 quilômetros do perímetro urbano. Ali, ele atende na sede do distrito e em outras 10 localidades rurais que formam a área de abrangência.

“No início, a primeira dificuldade era a língua. Mas a cultura brasileira e a de todos os países latino-americanos são muito similares, na forma, na raça, na mestiçagem, no jeito. Geralmente, nos países da América Latina, são pessoas simples, acolhedoras”, afirmou Lázaro, que nasceu na província cubana de Villa Clara e já trabalhou também na Venezuela.

“Nosso objetivo, para trabalhar em outros países latino-americanos, é para oferecer o que a gente tem em Cuba. E oferecer o que a gente tem em Cuba é transmitir o nosso sistema de saúde para os países que mais precisam”, acrescentou.

Equipe – Conheça os outros médicos cubanos e as localidades onde eles atuam:

Yanetsy Venero Sánchez (esposa de Lázaro) está há três anos em Vitória da Conquista. Atende no distrito de Inhobim.

Lizander Rubio Diego chegou ao município no final de janeiro para atuar em Veredinha.

Cynthia Guerra Cantero está no município desde dezembro. Atua em Lagoa Formosa.

Marlen Ferreiro Palácio também chegou no final de janeiro. Atende em São Joaquim.

Liset Pérez Sain está em Vitória da Conquista desde janeiro para atender em Lagoa das Flores.

Larides Blanco Gómez atende no bairro Nossa Senhora Aparecida há três anos.

Yudith Núnez Carrion também está em Vitória da Conquista há três anos. Atende no Capinal.

Médicos cubanos continuam fugindo para os EUA

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Saúde | Data: 09 mar 2014

Tags:, , ,

Diário do Poder


Mais médicosAo menos mais 3 cubanos do Programa Mais Médicos, fugiram para os EUA

Pelo menos mais três cubanos tomaram oficialmente chá de sumiço do programa “Mais Médicos”, do Ministério da Saúde, que já drenou quase R$ 1 bilhão para ajudar a financiar a ditadura da família Castro. O governo brasileiro ignora o paradeiro dos três e, para o bem deles, o governo de Cuba também. Eles receberam ajuda de ONGs, que lhes conseguiram passaportes e visto de entrada nos Estados Unidos. Leia mais na Coluna Cláudio Humberto.

5 mil cubanos desertaram de missões médicas

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Saúde | Data: 06 fev 2014

Tags:,

Josias de Souza

CNJ

Nos últimos dez anos, algo como 5 mil médicos, enfermeiros e terapeutas cubanos desertaram de missões internacionais. Deve-se a escrituração das fugas a uma entidade chamadaSolidariedade Sem Fronteiras. Fica em Miami, nos EUA, para onde foi a maioria dos desertores. A entidade é dirigida por Julio César Alfonzo, ele próprio um médico. Formou-se em 1992, na Universidade de Havana.

A exportação de médicos tornou-se uma importante fonte de divisas para Cuba. Estima-se em cerca de 50 mil o número de cubanos que prestam serviços médicos no estrangeiro. Muitos aproveitam para desertar. Como fez Ramona Matos Rodriguez, a doutora que abandonou o programa Mais Médicos e pediu refúgio no Brasil.

A repórter Maye Primera informa que a Solidariedade Sem Fronteiras recebe semanalmente entre sete e oito telefonemas de cubanos interessados em desertar das missões médicas. A grossa maioria das ligações, mais de 90%, provêm da Venezuela. Vêm a seguir Nicarágua e Bolívia. A entidade acredita que logo sera contactada também por cubanos enviados ao Brasil.

Médicos Cubanos que estão em Vitória da Conquista são apresentados à rede SUS municipal

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Brasil, Saúde | Data: 09 nov 2013

Tags:,

Da Redação

Eles foram apresentados às equipes e se informaram sobre o funcionamento da rede de atenção básica municipal.

médicos cubanos secomDurante toda esta semana, no período de 4 a 8 de novembro, a equipe de médicos cubanos do Programa Mais Médicos participaram da Semana de Acolhimento, promovida pela Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e da Diretoria de Atenção Básica.

Eles foram apresentados à rede SUS municipal e participaram de discussões a respeito do processo de trabalho das equipes, uma vez que todos já fizeram curso sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) promovido pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Estadual de Saúde da Bahia (Sesab).

A comitiva, formada pelos médicos Magaly Lopez, Magaly Berrio, Magaly Ramos, Maelemnis Pompa, Mable Morales e  Madiel Cobas, começou a visita, na segunda-feira (04) aos serviços de saúde. …Leia na íntegra

Os 4 mil escravos de jaleco do Partido Comunista de Cuba custarão ao Brasil R$ 40 milhões por mês. Deve ser o maior escândalo do PT em quase 11 anos de governo

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 24 ago 2013

Tags:, ,

Por Reinaldo Azevedo (Revista Veja)

ReinaldoNunca, leitores, nunca mesmo!, os subestimem. Quando vocês acharem que eles já chegaram ao limite do tolerável, fiquem certos: eles darão mais um passo, mais dez, mais mil. Não param nunca! Não têm compromisso com a palavra, com os fatos, com a razão, com a decência, com o bom senso, nada! Neste fim de semana, chega o primeiro lote de escravos-médicos de Cuba. Serão 400 de um total previsto de 4 mil. Por enquanto! Uma operação dessa magnitude não se planeja da noite para o dia.

Alexandre Padilha jamais deixou de cuidar do assunto, muito especialmente quando anunciou que o governo havia desistido da ideia. Pasmem! Isso aconteceu no dia 8 de julho — há menos de um mês e meio. Enquanto dizia ao país uma coisa, tramava outra. O que ele quis foi impedir a reação dos críticos. Por isso agiu à socapa, à sorrelfa, por baixo dos panos, transformando um projeto de governo quase numa conspiração. …Leia na íntegra