Deputado federal Arthur Maia confronta presidente do Parlasul por nota contra o impeachment

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 27 abr 2016

Tags:,

da Redação

Fonte: Assessoria parlamentar

Deputado Arthur Maia confrontou presidente do PARLASUL e nota contra o Impeachment é  retirada do site

Parlasul foto Twitter

Reunião do Parlamento do  MERCOSUL Foto: Reprodução/Twitter

O deputado Arthur Maia (PPS-BA) confrontou o presidente do Parlasul (Parlamento do Mercosul), Jorge Taiana, em reunião no Uruguai, na manhã desta terça-feira (26), questionando sua autoridade para declarar, em nome do colegiado, que o impeachment da presidente Dilma Rousseff seria um golpe parlamentar.

“Sua declaração foi irresponsável”, disse Maia se dirigindo diretamente a Taiana. “O senhor não tem direito de usar o Parlasul para emitir sua posição pessoal”. O deputado do PPS protestou contra o fato de o site da instituição ter sido usado para reproduzir as declarações de Taiana, como se aquela fosse a posição do Parlasul.

“Nós, parlamentares que apoiamos o impeachment, queremos que o senhor retire a nota infeliz, desautorizada e precipitada do sítio do Parlasul”, afirmou Arthur Maia. Taiana concordou em excluir o texto. Antes mesmo do término da reunião, a nota já havia sido retirada.

O deputado frisou que o Brasil é um estado democrático de direito e que o processo de impeachment de Dilma está previsto na Constituição, além de seu rito ter sido estabelecido pelo Supremo Tribunal Federal.

Segundo o deputado do PPS, a nota publicada no site “humilhou” os parlamentares brasileiros que defendem o afastamento constitucional da presidente. “O senhor pode declarar, como parlamentar, suas opiniões, mas não pode fazer isso usando o Parlasul”, insistiu Maia.

Proposta sugere validade de diplomas por prefeitura

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Educação | Data: 14 ago 2015

Tags:, , ,

da Redação

MercosulO presidente da Associação Brasileira de Pós-Graduação do Mercosul, Dr. Carlos Stefânio, defendeu recentemente em Audiência Pública em Vitória da Conquista, realizada na Câmara de Vereadores, que cursos de pós-graduação e doutorado sejam validados e reconhecidos por prefeituras municipais.

“Deverá ser apresentada uma proposta em que os títulos legalmente obtidos em países do Mercosul tenham admissão automática no âmbito da cidade de Vitória da Conquista – devidamente amparado por um acordo internacional no qual o Brasil é signatário”, afirmou em entrevista o presidente Carlos Stefânio.

Diplomas devem ser reconhecidos exclusivamente pelas universidades e faculdades brasileiras. Esta hipótese não pode e não deve prosperar caso um PL seja encaminhado para apreciação na Câmara de Vereadores. No ensino fundamental, a PMVC obteve péssimo desempenho no IDEB. Quem não consegue bater a meta do IDEB pode validar diploma de pós-graduação?

Segundo o MEC, os diplomas de mestrado e/ou doutorado expedidos por universidades estrangeiras, conforme a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (nº 9.394 de 1996), Art. 48, §3º, só poderão ser reconhecidos por universidades que possuam cursos de pós-graduação reconhecidos e avaliados, na mesma área de conhecimento e em nível equivalente ou superior. Cabe ao aluno entrar em contato com a pró-reitoria da instituição, particular ou pública, a qual procederá a análise de reconhecimento. Se o diploma for oriundo de um dos estados partes do Mercosul, deve-se consultar o parecer CNE/CES nº 106/2007.

 

 

UESB recebe comitiva de professores do Mercosul

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Brasil, Cultura, Educação, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 10 nov 2014

Tags:, ,

Da Redação

professores mercosulNo próximo sábado, 15, a Uesb recebe uma comitiva de 17 professores da Educação Básica da Argentina, Paraguai e Uruguai, em visita oficial do Programa de Apoio Educacional do Mercosul (Pasem). A visita será feita ao Programa de Mestrado em Educação Científica e Formação de Professores (Parfor) do campus de Jequié. A inclusão da Uesb no roteiro de visitas do Programa é o resultado do trabalho desenvolvido pela Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), no sentido de integrar a Universidade ao contexto internacional das ações de fortalecimento do Ensino Superior.

O objetivo do Pasem, que tem o Brasil como principal propulsor, através da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), é apoiar a gestão e a implantação de políticas públicas que promovam a formação e o desenvolvimento profissional docente. O reconhecimento de estudos, a aprendizagem do espanhol e do português como línguas estrangeiras, a alfabetização e o uso das tecnologias da Informação e Comunicação no processo de ensino-aprendizagem e na consolidação de vínculos institucionais no Mercosul também estão entre as pretensões do Programa. …Leia na íntegra