Cobertura da vacinação contra aftosa na Bahia cresce mais de 10%

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Brasil, Saúde, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 27 maio 2015

Tags:, , , ,


Da Redação

O resultado coloca o estado à frente de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e região de fronteira do Paraná.

Vacinação AftosaO índice de cobertura imunitária da vacinação contra a Febre Aftosa, na Bahia, está entre 80 e 90%, bem superior ao último estudo realizado em 2010, que indicou a eficiência abaixo de 80%. Os dados foram obtidos pelo Estudo de Avaliação da Eficiência Vacinal Contra Febre Aftosa, realizado pelo Ministério da Agricultura (Mapa), em todos os estados do Brasil com reconhecimento internacional de livre da enfermidade com vacinação.

De acordo com informações da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), o resultado coloca o estado à frente de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e região de fronteira do Paraná, que apresentaram índice menor que 80%. …Leia na íntegra

Risco no consumo de carne bovina brasileira é desprezível

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil | Data: 06 jan 2013

Tags:,

Agência Brasil

650x375_1300784O consumo da carne bovina brasileira é de risco desprezível para a populaçãol, avaliam especialistas. De acordo com eles, a proibição do uso de rações de origem animal na alimentação dos bovinos brasileiros e o fato de não haver relato de novas suspeitas do mal da vaca louca desde a morte da fêmea em que foi confirmada a presença do agente (príon) da encefalopatia espongiforma bovina (EEB) são fatores de segurança para o consumidor.

A morte do animal de 13 anos ocorreu em 2010, em Sertanópolis (PR). Como se tratou de morte súbita, com suspeita de doença neurológica, o governo brasileiro seguiu o protocolo internacional e requisitou análises clínicas e de campo a laboratórios da rede federal e estadual. Pelo fato de os resultados apresentaram divergência, encaminhou as amostras para o laboratório de referência da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE), em Weybridge, na Inglaterra, que entregou a conclusão das análises ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em 6 de dezembro do ano passado.

…Leia na íntegra