Mais Médicos: prazo para apresentação nas cidades termina hoje

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 14 dez 2018

Tags:

Segundo o Ministério da Saúde, até as 18h desta quinta-feira(13), 3 mil profissionais do Programa Mais Médicos ainda não se apresentaram
 nos municípios para iniciar as atividades, prazo termina hoje (14). O começo da atuação, de acordo com o Ministério da Saúde, deve ser estabelecido junto ao gestor local. Dados da pasta mostram que, até as 11h da última segunda-feira (10), 53% dos profissionais haviam comparecido ou iniciado as atividades nas localidades.

O programa recebeu 36.490 inscrições, preenchendo 98,7% (8.411 profissionais alocados) das 8.517 vagas disponibilizadas no edital. Até o momento, estão abertas para as próximas etapas 106 vagas em 29 localidades. Na próxima segunda-feira (17), o ministério fará um balanço das vagas disponíveis, somando as desistências e as que não tiveram procura. Profissionais com registro no país terão nova chance para se inscrever e escolher os municípios disponíveis nos dias 18 e 19 de dezembro.

Mais Médicos: na véspera do fim do prazo, 123 vagas ainda não foram preenchidas, diz ministério

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Saúde | Data: 06 dez 2018

Tags:, ,

Foi divulgado nesta quinta-feira (06), pelo Ministério da Saúde um levantamento sobre a situação dos inscritos no programa. De acordo com o relatório  ainda restam 123 vagas disponíveis no programa Mais Médicos.

Segundo a pasta, 3.721 médicos já se apresentaram aos municípios onde deverão trabalhar. O edital oferta, ao todo, 8.517 vagas em 2.824 municípios e 34 distritos indígenas.Na última terça-feira (4), 200 profissionais desistiram de trabalhar no Mais Médicos e as vagas foram reabertas.

O prazo de inscrição vai até sexta (7), às 23h59, e os médicos têm até o dia 14 para se apresentarem nos municípios.

Cerca de 224 profissionais do Mais Médicos já estão trabalhando

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 27 nov 2018

Tags:, ,

Da Redação

De acordo com os dados  divulgados na tarde desta segunda-feira, 26, pelo Ministério da Saúde, cerca de 224 brasileiros inscritos no novo edital do programa Mais Médicos já se apresentaram às cidades onde irão trabalhar. Esses são os primeiros profissionais a substituírem os médicos cubanos que começaram a deixar o País na semana passada, após Cuba anunciar que suspenderia a parceria com o governo brasileiro.

Diante da saída dos estrangeiros, o ministério abriu um edital emergencial com cerca de 8,5 mil vagas.  Até a manhã desta segunda (26), 97,2% dos postos já haviam sido preenchidos em apenas seis dias de inscrições abertas. De acordo com balanço do ministério, os 224 profissionais que já se apresentaram estão espalhados por 118 cidades de 20 Estados. As unidades da federação que receberam o maior número de médicos até agora foram São Paulo e Minas Gerais, com 42 profissionais cada um, seguidos por Espírito Santo (27) e Paraná (15).

Também já receberam médicos do novo edital os Estados do Pará (14), Rondônia (13), Bahia (12), Ceará (11), Pernambuco (9), Goiás (9), Paraíba (5), Mato Grosso (5), Distrito Federal (5), Rio Grande do Sul (4), Roraima (3), Santa Catarina (2), Rio de Janeiro (2), Mato Grosso do Sul (2), Piauí (1) e Acre (1).

 

Saúde: governo publica edital com vagas para o Mais Médicos

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Saúde | Data: 20 nov 2018

Tags:, ,

Da Redação

Foi publicado no  “Diário Oficial da União” desta terça-feira (20) , pelo Ministério da Saúde o edital com cerca de 8,5 mil vagas para o programa Mais Médicos. As vagas, abertas para substituir médicos cubanos, são para profissionais brasileiros e estrangeiros que tenham registro no CRM do Brasil.

O novo edital faz parte de uma medida emergencial do governo brasileiro após o anúncio da saída de Cuba do programa, na semana passada. Nesta segunda-feira (19), o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, disse que presidente Michel Temer determinou que o país tenha o menor impacto possível com a saída de médicos cubanos do programa.

Confira detalhes do edital:

  • Serão 8.517 vagas;
  • No primeiro edital, todas as vagas serão ofertadas aos médicos (brasileiros e estrangeiros) com registro no CRM do Brasil;
  • As inscrições estarão abertas a partir das 8h de 21 de novembro até as 23h59 de 25 de novembro, e deverão ser feitas pelo site maismedicos.gov.br;
  • No edital, é possível ver o número de vagas por município (confira a lista aqui)

A distribuição de 50% das insulinas de todo o Brasil será realizada pelo estado da Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Saúde | Data: 14 maio 2018

Tags:, , ,

Da Redação

 

Nesta segunda-feira(14),  a Bahia deu um importante passo na saúde do país,  o primeiro lote de insulina, enviado em uma parceira com o laboratório ucraniano Indar. Espera-se que a entrega de 20 milhões de doses do medicamento, atendendo assim, cerca de 50% da demanda do Ministério da Saúde para as insulinas mais usadas em todo o Brasil: a Regular (R) e a de ação prolongada (NPH).

A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico, Fornecimento e Distribuição de Medicamentos (Bahiafarma) e o laboratório ucraniano. O acordo entre as instituições prevê ainda a instalação de uma fábrica de insulinas no estado, localizada no município de Dias D’Ávila, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). A operação deve começar no segundo semestre deste ano, tornando-se assim, a primeira unidade de produção de imunobiológicos da região Nordeste.

Os medicamentos produzidos na fábrica baiana abastecerão hospitais, postos de saúde, Unidades de Pronto Atendimento e outros estabelecimentos públicos de saúde. Outro beneficio, será o de deter a tecnologia destinada à produção própria de insulinas, estão a maior segurança no fornecimento e a possibilidade de controle do valor do medicamento, que hoje sofre variações de acordo com a demanda e interesses dos países fabricantes.

 

 

Em Brasília, prefeito busca aumento de repasses para a Saúde

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 12 abr 2018

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Secom/Prefeitura (Conteúdo)

Da esquerda para a direita: ministro Gilberto Occhi; deputado federal Lúcio Vieira Lima; secretária de Saúde Ceres Almeida e o prefeito Herzem Gusmão

Cumprindo agenda em Brasília nesta terça-feira (10), o prefeito Herzem Gusmão se reuniu com o novo ministro da Saúde Gilberto Occhi. Ao lado da secretária de Saúde Ceres Almeida e do deputado federal Lúcio Vieira Lima, o prefeito apresentou o trabalho que o Governo Municipal tem realizado para melhorar a Saúde de Vitória da Conquista.

No encontro, foi discutida a implantação do serviço de Oncologia do SUS, do Centro de Tratamento de Feridas e Reabilitação, além da ampliação do número de Equipes da Saúde da Família e reformas dos postos de saúde. O novo modelo de gestão do Hospital Municipal Esaú Matos também foi ponto de pauta da conversa com o ministro Gilberto Occhi.

Para dar continuidade a este trabalho, o prefeito Herzem e a secretária Ceres entregaram à equipe do ministério da Saúde propostas de aumento de repasses federativos e credenciamento de novos serviços especializados junto ao Governo Federal.

“Nós pleiteamos a ampliação do teto do Município, já que existem serviços novos pelos quais não recebemos recursos do Ministério, pois em 2010, quando foi determinado o teto, eles não eram executados. Além disso, solicitamos a habilitação de alguns procedimentos do Centro de Tratamento de Feridas que vai ser inaugurado amanhã”, comentou a secretária municipal de Saúde, Ceres Almeida.

As demandas propostas pela comitiva conquistense foram recebidas com entusiasmo pelos gestores da Saúde federal

As demandas propostas pela comitiva conquistense foram recebidas com entusiasmo pelos gestores da Saúde federal. “Espero que em breve possamos repassar os recursos de média e alta complexidade do SUS, reconhecendo esse aumento de atendimento. Penso que o prefeito sai daqui com bons encaminhamentos”, declarou o ministro Occhi.

O deputado Lúcio Vieira Lima também celebrou. “Articulamos aqui em Brasília uma reunião muito importante para que cheguem mais recursos para a Saúde de Vitória da Conquista. Tivemos a garantia do ministro Geraldo Occhi que os técnicos do Ministério da Saúde vão se debruçar nos relatórios apresentados pela equipe da Saúde de Conquista. O povo de Vitória da Conquista pode ter certeza que mais uma vez o prefeito Herzem realizou uma viagem produtiva. Estou muito confiante que mais este pleito será atendido, porque Conquista tem um prefeito que corre atrás e cobra da gente”.

Após a reunião, o prefeito Herzem Gusmão se disse muito feliz com o primeiro contato com o novo ministro da Saúde: “Eu senti boa vontade e volto confiante que nós haveremos de conseguir o que almejamos, que é elevar o teto da Saúde. Foi uma viagem proveitosa e esperamos rapidamente colher frutos”.

“Senti boa vontade e volto confiante”, disse o prefeito Herzem Gusmão

Ministério da Saúde amplia vacinação de HPV para homens e mulheres até 26 anos

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 18 ago 2017

Tags:, ,

Da Redação


O Ministério da Saúde ampliou a faixa etária de vacinação de HPV pelo Sistema Único de Saúde. A partir de agora, homens e mulheres entre 15 e 26 anos devem receber a imunização.

A medida tem caráter temporário e foi aprovada nesta quinta-feira (17) em Brasília, durante a reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT). A iniciativa terá validade para os municípios que ainda tenham vacina em estoque, com prazo até setembro de 2017.

Conforme o Ministério, as coberturas vacinais continuam abaixo da meta preconizada de 80%. Isso se dá porque a vacinação na adolescência tem uma série de dificuldades, como a resistência desse grupo etário de buscar uma unidade de saúde, especialmente para vacinar-se, e o baixo conhecimento sobre a importância da vacinação.

Para a faixa etária de 15 a 26 anos, o esquema vacinal deverá ser com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses. As pessoas que tomarem a primeira dose neste período, excepcionalmente, terão as duas doses subsequentes garantida pelo SUS.

Reunião com representante do Ministério da Saúde discutiu fechamento do Afrânio Peixoto

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 08 mar 2017

Tags:, ,

Da Redação

foto: Secom PMVC
O Coordenador-Geral de Saúde Mental do Ministério da Saúde, Dr. Quirino Cordeiro Júnior,  esteve em Vitória da Conquista nesta quarta-feira (8) para tratar do fechamento do Hospital Afrânio Peixoto. Segundo ele, durante reunião com a administração municipal, a notificação do fechamento de seis hospitais de saúde mental da Bahia, entre eles o Afrânio Peixoto, preocupou o Ministério da Saúde, por isso,  ele veio ao Estado para avaliar a situação.

Segundo Dr. Quirino, “qualquer mudança na área de Saúde Pública deve acontecer de maneira muito cautelosa, muito cuidadosa”. Ele afirmou ainda que a visita ao município e reunião com a administração teve como objetivo discutir a melhor maneira de condução de qualquer tipo de ação. “Seja fechamento, seja construção de unidade de ponto de atenção da Atenção Primária à Saúde, precisa acontecer de forma cautelosa, de forma que não cause desassistência aos nossos pacientes”, ressaltou.

Com o fechamento do Afrânio Peixoto, referência no tratamento psiquiátrico da região, a demanda dos pacientes deverá ser distribuída entre os leitos que serão criados no Hospital de Base, o atendimento ambulatorial que será implementado no Hospital Crescêncio Silveira e os serviços oferecidos pelo município através dos CAPS. A reestruturação imediata e sem planejamento, no entanto, tem sido alvo de protestos por parte de funcionários e familiares dos pacientes atendidos na unidade.

Para o prefeito Herzem Gusmão, o município não teve tempo para se adequar à decisão tomada pelo Estado. “Conquista não se preparou e não está preparada para desativar um hospital tão importante que é o Hospital Afrânio Peixoto”, disse o Prefeito e completou: “eu entendo que, neste momento, o fechamento desse hospital é um desserviço para Vitória da Conquista. A forma como a decisão foi tomada preocupou até o Ministério da Saúde, que enviou um representante para tratar do assunto”.

Ministério da Saúde anuncia mudanças no calendário nacional de vacinação

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 04 mar 2017

Tags:, ,

Da Redação


Nessa sexta-feira (3), O Ministério da Saúde anunciou a ampliação do público-alvo de seis vacinas oferecidas nos postos de saúde: tríplice viral, tetra viral, dTpa adulto, HPV, meningocócica C e hepatite A.

A Vacina conta a Hepatite A passa a ser oferecida para crianças de até 5 anos de idade. Já a Tetra viral, que combate sarampo, caxumba, rubéola e varicela, passa a ser administrada de 15 meses até 4 anos de idade.

A HPV, como já havia sido anunciado no início do ano, passa a ser ofertada também para meninos a partir de 14 anos. Ainda este ano, além dos meninos, a vacina também será oferecida para homens vivendo com HIV e Aids entre 9 e 26 anos de idade, e para imunodeprimidos, como transplantados e pacientes com câncer.

Em relação à Meningocócica C, que eram oferecidas duas doses aos 3 e 5 meses e um reforço aplicado até 2 anos de idade, também houve mudanças. Agora, o reforço poderá ocorrer até 4 anos de idade. A vacina meningocócica C conjugada também passa a ser oferecida a adolescentes de 12 a 13 anos.

A vacina contra difteria, tétano e coqueluche (acelular) para adultos passa a ser recomendada para gestantes a partir da 20ª semana de gestação. Por fim, a tríplice viral, a 2ª dose, que era administrada até os 19 anos de idade, foi estendida para atender população entre 20 e 29 anos.

Municípios são obrigados a fazer levantamento de infestação por Aedes Aegypti

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Saúde | Data: 30 jan 2017

Tags:, , ,

da Redação

Com informações da Agência Brasil

dengueResolução do Ministério da Saúde publicada hoje (27) no Diário Oficial da União torna obrigatória a realização de levantamento entomológico de infestação por Aedes aegypti em todos os municípios do país.

O texto também estabelece que as informações sejam enviadas às secretarias estaduais de saúde e, posteriormente, ao Ministério da Saúde.

De acordo com a publicação, a decisão foi tomada levando em consideração os diversos condicionantes que permitem a manutenção de criadouros do mosquito, a cocirculação de quatro sorotipos da dengue no país e a existência de grande contingente populacional exposto previamente a infecções pelo vírus, aumentando o risco para ocorrência de epidemias com formas graves da doença e elevado número de óbitos.

A pasta também considerou a identificação de casos de febre chikungunya, com transmissão autóctone comprovada em alguns municípios e risco iminente de expansão, além do surto do vírus Zika e sua rápida dispersão para todas as regiões do país, provocando epidemias importantes acompanhadas de graves manifestações neurológicas em adultos e recém-nascidos. …Leia na íntegra

Campanha Nacional de Multivacinação começa na próxima semana

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 13 set 2016

Tags:,

Da Redação

DIA D DE VACINAÇÃO / POLIOMIELITE / SARAMPOA Campanha Nacional de Multivacinação começará na próxima segunda-feira (19), anunciou o Ministério da Saúde, nesta terça-feira (13). Além da vacinação contra poliomielite, que ocorre todos os anos, a campanha incluirá, pela primeira vez, todas as vacinas disponíveis pelo SUS para crianças de até 5 anos e para crianças e adolescentes entre 9 e 15 anos incompletos, incluindo a imunização contra HPV para meninas.

De acordo com o Ministério, a cobertura vacinal dos adolescentes no Brasil ainda não é adequada, por isso a campanha incluiu, pela primeira vez, essa faixa etária. A campanha segue até o dia 30 de setembro, já o dia de mobilização nacional está marcado para o dia 24 de setembro, um sábado.

Campanha multivacional acontece em setembro

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 08 jul 2016

Tags:,

Da Redação

Multivacinação 2013A campanha de multivacinação de 2016, conforme informação divulgada pelo Ministério da Saúde, acontecerá em sembro. Diferentemente dos outros anos, de acordo com a pasta, a campanha acontecerá entre 19 e 30 de setembro, já o dia “D” será realizado no dia 24.

Durante a campanha, crianças de até 5 anos poderão receber doses das seguintes vacinas: hepatite A, hepatite B, tetraviral, pentavalente, rotavírus, pneumocócica 10 valente, meningocócica C, febre amarela, tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba), DTP (difteria, tétano e coqueluche) e poliomielite.

Campanha de vacinação contra gripe é antecipada devido ao aumento de casos de H1N1

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 28 mar 2016

Tags:, ,

Da Redação

650x375_vacinacao_1516115foto ilustrativa

A partir de 30 de abril até 20 de maio, será realizada a Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza. A campanha, que só aconteceria em maio, foi antecipada pelo Ministério da Saúde devido a circulação atípica do vírus H1N1, a gripe suína, no país.

Mais forte do que uma gripe comum, o H1N1 costuma se proliferar no clima frio e úmido, entre o outono e o inverno. No entanto, a incidência incomum da doença em várias partes do Brasil, ainda no verão, fez os órgãos de saúde ficarem em alerta. Segundo a Secretaria de Saúde de Vitória da Conquista, em 2016, até dia 23 de março, foram notificados 5 casos suspeitos da doença na cidade, sendo 2 negativos, 1 inconclusivo (por falta de exame laboratorial) e 2 aguardam resultado.

A partir desta quarta (30), todas as unidades de saúde disponibilizarão a vacina para os grupos prioritários: crianças de 6 meses a menores de 5 anos; gestantes; puérperas; trabalhador de saúde; povos indígenas; indivíduos com 60 anos ou mais de idade; população privada de liberdade; adolescentes e jovens que estão cumprindo medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de outras condições clínicas especiais (doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias).

 

Ministério da Saúde oferece curso de atualização do Manejo Clínico da Dengue

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 02 mar 2016

Tags:, ,

Da Redação

mosquito
O Ministério da Saúde, por meio das Secretarias de Vigilância em Saúde (SVS) e de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), e a Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS), está oferecendo curso de atualização do Manejo Clínico da Dengue. O curso, que será disponibilizado on-line de forma gratuita, tem como objetivo passar aos participantes as recomendações atuais sobre como lidar de forma clínica com a doença.

O curso, direcionado para profissionais de saúde e demais interessados no tema, terá enfoque prático, baseado na análise de casos clínicos e duração de 10 horas. Os interessados em participar podem realizar sua inscrição até o dia 15 de maio pelo site http://unasus.gov.br/dengue.

Notificações de casos de Vírus Zika serão obrigatórias no Brasil

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 19 fev 2016

Tags:,

Da Redação

dengue
As notificações dos casos suspeitos de Zika passam a ser obrigatórias para todos os estados do país. A medida foi publicada no Diário Oficial da União na última quarta-feira (17). Isso significa que todos os casos suspeitos de Zika deverão ser comunicados pelos médicos, profissionais de saúde ou responsáveis pelos estabelecimentos de saúde, públicos ou privados, às autoridades de saúde, semanalmente.

Nos casos de gestantes com suspeita de infecção pelo vírus ou de óbito suspeito, a notificação será imediata, ou seja, deverá ser feita em até 24 horas. De acordo com o Ministério da Saúde, a notificação do vírus Zika passa a ser obrigatória no Brasil só agora porque antes a doença não existia no país. Além disso, hoje já existem testes que nos permitem dar com segurança o diagnóstico do vírus.

A mudança na notificação é resultado de uma análise criteriosa dos métodos de acompanhamento do vírus Zika no Brasil. Até então, a doença era monitorada por meio do sistema de vigilância sentinela para prestar apoio às medidas de prevenção à doença. Cabe ressaltar que o Zika é uma doença nova no Brasil, tendo sido identificada pela primeira vez em maio de 2015 e, como qualquer outra nova doença identificada, necessita de estudos e reavaliações periódicas.

A medida foi tomada em parceria com estados e municípios, além de especialistas de instituições de pesquisa e estudo brasileiros. Os profissionais de saúde de todo o Brasil já estão sendo orientados da nova medida por meio dos diversos canais de comunicação de rotina, como videoconferências, e-mails, ofícios e contatos diretos.

Prefeito engana Rui Costa que repete dados inverídicos do PSF em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 02 fev 2016

Tags:, , ,

da Redação

Em recente visita que fez a Vitória da Conquista, o governador Rui Costa (PT), repetiu para a imprensa dados inverídicos sobre a cobertura do PSF – Programa de Saúde da Família na cidade. O prefeito Guilherme Menezes (PT), faltou com a verdade ao enganar o governador com os dados que estão distantes da realidade de cobertura do PSF.

Na fala, o governador para enaltecer a administração petista em Conquista, disse: (…) “Lhe perguntei mais cedo, Guilherme, quanto é que você tem de cobertura de PSF – você disse que na zona rural quase 100%, e na sede em torno de 70%, um pelo outro vamos fazer 70% de cobertura”.

TAbela PSF

Os dados atualizados em 01/02, no quadro acima da DAB – Diretoria de Atenção Básica do Ministério da Saúde, coloca a cidade de Vitória da Conquista, durante todo o o ano de 2015, com média apenas de 44,1%. Pode ser observado na tabela com levantamento de janeiro a dezembro do ano passado que as informações passadas para o governador estão distantes da verdade. O desempenho, ao contrário do que foi falado,  é pífio e denota a falta de prioridade com Atenção Básica na Saúde.

O prefeito Guilherme Menezes precisa encarar os problemas em lugar de maquiá-los e fazer propaganda. Vitória da Conquista para alcançar quase 100% de cobertura de PSF na zona rural e 70% na zona urbana, precisa com urgência de uma gestão responsável e competente na Saúde Pública do Município. Torna-se necessário com urgência dotar a cidade de pelo menos 80 equipes de Saúde da Família. Na atualidade são apenas 42.

Ministério da Saúde altera calendário de vacinação

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 06 jan 2016

Tags:, , ,

Da Redação
foto: Arquivo BRG

VAcinaNessa terça 95), o Ministério da Saúde anunciou mudanças no Calendário Nacional de Vacinação que alteram o esquema vacinal contra HPV, pólio, meningite e pneumonia. Segundo a Vigilância em Saúde tratam-se de mudanças rotineiras motivadas pela alteração da situação epidemiológica e por atualização na indicação das vacinas.

A vacina de HPV antes era aplicada em três doses: 2 doses para meninas de 9 a 13 anos com intervalo de 6 meses; 3ª dose 5 anos depois. Agora, são apenas duas doses com intervalo de 6 meses para meninas de 9 a 13 anos. Segundo o Ministério da Saúde, estudos mostraram que o esquema de duas doses tem resposta de anticorpos similar ao esquema de três doses.

No caso da poliomielite, antes, a imunização era aplicada em três doses: injeção aos 2 e 4 meses e gotinha aos 6 meses. 2 doses de reforço aos 15 meses e aos 4 anos (ambas de gotinha). A partir de 2016, a terceira dose da vacina passa a ser injetável, em vez de oral. A versão oral da vacina continua sendo indicada para os reforços aos 15 meses e 4 anos. …Leia na íntegra

Casos de microcefalia sobem 16% em uma semana na Bahia

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 22 dez 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

DSC_0600Imagem de ultrassom de feto diagnosticado com microcefalia, em Guanambi

Um novo boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado nesta terça-feira (22), apontou aumento de 16% nos casos de microcefalia em apenas uma semana. Com 271 registros a mais nesse período, a Bahia continua sendo o terceiro estado com maior número de casos possivelmente relacionadas ao vírus Zika.

No Brasil, o total foi de 2.782 casos suspeitos e 40 mortes. As ocorrências estão distribuídas em 618 municípios de 20 unidades da Federação. Pernambuco continua sendo o estado com maior número de casos, com 1.031, seguido pela Paraíba, com 429.

O Ministério da Saúde alerta para a necessidade de reforçar o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chicungunya e do vírus zika nas férias e festas de fim de ano, período marcado por chuvas em muitos estados e com maior circulação de pessoas.

Ministério da Saúde vai lançar aplicativo para ajudar a identificar Zika

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 17 dez 2015

Tags:, , ,

nov_25_pel_banner_site_resenha_feirao_aquitemnegocio_582x65px_jean

Da Redação

mosquito
O Ministério da Saúde vai lançar um aplicativo para ajudar o usuário a identificar se ele tem sintomas de zika e dengue. A ideia surgiu diante do aumento de casos de zika e da epidemia de microcefalia identificada no país.

O projeto dará ênfase a essas duas infecções, ambas transmitidas pela picada do Aedes aegypti. No aplicativo, o usuário deverá responder a uma série de perguntas, sobretudo relacionadas aos sintomas de doenças: se ele teve febre baixa, dores no corpo, dores na articulação ou abdominais, além de manchas e coceira pelo corpo.

De acordo com respostas, ele será informado sobre a probabilidade de estar com uma das doenças. Mais do que dar informação para o usuário, o aplicativo é considerado extremamente útil para a vigilância sanitária.

As informações serão processadas pelo Ministério da Saúde. Caso haja um número expressivo de pessoas com determinados sintomas em uma região, em um determinado período de tempo, serviços de vigilância serão acionados. Com informações do Bahia Notícias

Bahia já registrou 180 casos de microcefalia

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 08 dez 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

microcefalia

A Bahia tem 180 casos notificados de microcefalia, aponta o novo boletim epidemiológico divulgado na manhã desta terça-feira (8), pelo Ministério da Saúde. O número é 20% maior do que o divulgado na segunda (7), pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), que foi de 150 casos até o dia 3 de dezembro.

O estado tem o terceiro maior número de casos suspeitos do Brasil, ficando atrás de Pernambuco (804) e Paraíba (316). O ministério divulgou também que foram registrados 19 mortes notificadas, sendo duas delas na Bahia. O Rio Grande do Norte é o estado com maior número de óbitos, com sete registrados.

Em todo o Brasil, são 1.761 casos notificados em 422 municípios de 14 estados. O número já é 41,1% maior em relação ao divulgado no terceiro boletim, no último dia 30 de novembro, quando o ministério anunciou 1.248 casos notificados em 311 municípios de 14 unidades da federação. Informações A Tarde