Sinserv e SIMMP travam disputa por representação dos Monitores da Educação

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 10 mar 2017

Tags:, , ,

Redação

Monitores da Educação em reunião com a Prefeitura no dia 30/01/2017. Foto: divulgação PMVC

Um conflito entre dois sindicatos que representam servidores rachou as relações de entidades do município de Vitória da Conquista. Desde 2015, o Sindicato do Magistério Municipal Público (SIMMP) iniciou um pedido junto ao Ministério da Educação para representar a categoria, gerando a desavença com o Sindicato dos Servidores Municipais (Sinserv) – representante atual dos monitores.

A discussão, que antes se restringia aos bastidores da prefeitura agora ganhou corpo e foi parar na Tribuna Livre da Câmara de Vereadores. “Agente não vai aceitar que um sindicato, que representa uma categoria de professor venha falar que representa toda a Educação”, afirmou nesta sexta-feira (10) o presidente do Sinserv, José Marcos Amaral, apontando que seu sindicato representa do gari ao médico.
O assessor da Federação Interestadual dos Servidores Públicos Municipais e Estaduais (FESEMPRE), Flávio Vieira, também compareceu à Câmara para defender o Sinserv. Segundo ele, a lei do magistério 11.638/2008 não coloca o monitor pertence a classe do magistério. “O SIMMP solicitou ao Ministério para também representar os monitores. Essa posição está no processo de fila e o Ministério ainda vai avaliar se pode ou não. Mas o SIMMP já quer iniciar negociações em nome dos monitores sem autorização”, avaliou Vieira.

Ainda segundo o assessor da FESEMPRE, “esse conflito não prejudica os sindicatos e sim os servidores que neste momento estão com duas entidades lutando pela sua representatividade”. “O Governo precisa pedir que o SIMMP só atue em nome dos monitores quando o Ministério do Trabalho autorizar, se não uma negociação pode anular a outra”, solicitou Flavio Vieira.

Profissionais da Educação paralisam contra cortes no salário

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 28 abr 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais
fotos: Rafael Gusmão

DSC_1505

Nesta quinta-feira (28), os profissionais da Educação de Vitória da Conquista paralisaram as atividades para protestar contra o corte nos salários dos monitores escolares. A polêmica medida, tomada pela Prefeitura Municipal neste mês de abril, atingiu os trabalhadores que aderiram a mobilização proposta pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), nos dias 15, 16 e 17 de março.

Os professores e monitores ocuparam a Secretaria Municipal de Educação (SMED), onde foi realizada uma assembleia extraordinária, reivindicando a garantia dos direitos dos trabalhadores. “Nesses 28 anos de trabalho e luta sindical, foi a primeira vez que um governo municipal agiu de forma tão opressora, punindo trabalhador que participa de mobilização. Isso é ditadura”, reforçou a presidente do Sindicato dos Profissionais da Educação (SIMMP), Lourdes Mendes.

DSC_1513

“É inadmissível que os trabalhadores sejam privados de reivindicar seus direitos. Não aceitamos esse corte imposto aos monitores, um grupo que já é tão mal remunerado e desvalorizado pela PMVC”, afirmou a diretora de imprensa do Sindicato, Ariane Brandão.

Ainda durante a mobilização, os trabalhadores cobraram o cumprindo integral da lei do Piso Nacional do Magistério. “A Lei assegura que o professor tenha um terço da carga horária de trabalho direcionada para estudo e planejamento, através da Atividade Complementar. Entretanto, oito anos após a lei ter sido sancionada, a prefeitura de Vitória da Conquista continua descumprindo a legislação”, reclamou Lourdes Mendes.

Prefeitura corta salários de monitores que aderiram a paralisação do SIMMP

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 27 abr 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

Como forma de retaliação aos monitores que aderiram a paralisação proposta pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), nos dias 15, 16 e 17 de março, a Prefeitura Municipal determinou o corte de três dias do salário dos trabalhadores. A ação provocou revolta dentro do Sindicato dos Profissionais da Educação (SIMMP), que respondeu com a deliberação de mais uma paralisação.

Nesta quinta-feira (28), professores e monitores ocuparão a Secretaria Municipal de Educação (SMED), onde será realizada uma assembleia extraordinária, reivindicando a garantia dos direitos dos trabalhadores. “É inadmissível que os trabalhadores sejam privados de reivindicar seus direitos. Não aceitamos esse corte imposto aos monitores, um grupo que já é tão mal remunerado e desvalorizado pela PMVC”, afirmou a Diretora de Imprensa, Ariane Brandão.

“Nesses 28 anos de trabalho e luta sindical, foi a primeira vez que um governo municipal agiu de forma tão opressora, punindo trabalhador que participa de mobilização. Isso é ditadura”, reforçou a presidente do SIMMP, Lourdes Mendes.

Lei do Piso …Leia na íntegra

Profissionais da Educação municipal iniciam campanha salarial 2016

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 18 fev 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

DSC_0643

Nesta quinta-feira (18), o Sindicato Municipal dos Profissionais da Educação (SIMMP) realizou a primeira assembleia da Campanha Salarial 2016. O encontro marca a luta de professores e monitores em torno do plano de carreira e o cumprimento integral da Lei do Piso.

DSC_0646“Nós estamos com uma campanha extremamente objetiva. Não tem outras pautas para tratar com o governo, que está aí há 20 anos e esfacelou a carreira da Educação. Nem estamos discutindo infraestrutura, saúde, condições de trabalho, nem percentual salarial. Estamos chamando o governo para que eles nos entregue a carreira dos profissionais da educação”, explicou a presidente do SIMMP, Geanne Oliveira.

A primeira rodada de negociação ocorrerá na tarde desta sexta (19), onde os trabalhadores esperam que a Prefeitura Municipal já entregue um planejamento para os pontos de pautas da categoria. “Desde o ano passado, o Governo já tem ciência da nossa pedida. Então a gente espera que ele já tenha pensado, já tenha planejado sobre isso para que nos entregue amanhã [o projeto do plano de carreira] na negociação e não seja necessário acirrar o movimento”, finaliza Geanne.

SIMMP paralisa atividades e inicia Campanha Salarial 2016

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 03 dez 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

IMG_1023

Nesta quinta-feira (3), os profissionais da educação da Rede Municipal de Ensino de Vitória da Conquista paralisaram as atividades como forma de marcar o início da Campanha Salarial 2016. Um Seminário de Formação Sindical foi organizado pelo SIMMP para discutir um dos temas que será pauta na campanha: a Carreira Unificada dos Profissionais da Educação.

A palestra foi realizada pelo vice-presidente da CNTE, o professor Milton Canuto, no período da manhã, no espaço de eventos Mediterrâneo, e a tarde na Câmara Municipal de Vereadores. A CNTE, a qual o SIMMP é filiado, está encampando a luta nacional em prol do piso e da carreira, com o tema “Piso e Carreira andam juntos para valorizar os Profissionais da Educação Básica Pública”.

IMG_1012

O município, atualmente, não disponibiliza um plano de carreira para os monitores. Já os professores querem que o plano contemple a formação dos especialistas, mestres e doutores. Outra bandeira de luta da campanha salarial é o cumprimento integral da lei 11.738/2008, do Piso Nacional do Magistério, que, apesar de ter se tornado lei, não assegurou completa valorização profissional. O SIMMP afirma que a jornada de trabalho dos professores não tem sido cumprida conforme determina a lei.

“Eu sei que essa não será uma luta fácil, mas, tenho certeza que nós faremos uma forte campanha, pois a categoria está unida e, mais do que nunca, reconhece a necessidade de ser valorizada”, afirmou a presidente do SIMMP, Geanne Oliveira.

Profissionais da Educação decidem pelo fim da greve na Rede Municipal

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 29 maio 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

GEDSC DIGITAL CAMERAfoto: divulgação SIMMP

Os profissionais da educação de Vitória da Conquista determinaram o fim da greve na Rede Municipal de Ensino. A decisão foi tomada em assembleia, realizada na manhã desta sexta-feira (29), no salão arquidiocesano Dom Climério. As aulas retornam à normalidade na segunda (1º de junho).

Mesmo sem acordo com o governo municipal, “a categoria entende que, nesse momento, com a continuidade da paralisação das aulas, os alunos e os pais seriam os mais prejudicados, já que o governo se mostrou pouco sensível à questão”, afirmou a presidente do Sindicato dos Profissionais da Educação (SIMMP), Geanne Oliveira. “Entretanto, como não estão encerradas as negociações [reabertas nessa quinta], enquanto a diretoria do SIMMP avança das discussões da pauta, a mobilização continua”, completou Geanne.

GEDSC DIGITAL CAMERAEspera-se que o governo apresente uma proposta para a categoria nas rodadas de negociação para a reformulação do plano de carreira, criando os níveis de especialista, mestre e doutor.

Segundo o SIMMP, o governo sinalizou positivamente no item reforma e construção de escolas e creches. A abertura para discutir as demandas dos monitores com o SIMMP também foi outro avanço. “Vale registrar que a mobilização, com certeza, impulsionou o reajuste de 50% da Condição Especial de Trabalho (CET) do referido grupo, que estava congelado desde 2007”, disse o SIMMP.

Outro ponto importante para o sindicato foi a Atividade Complementar dos professores das séries iniciais que não era cumprido. “Nesse pleito, avançamos para a possibilidade do professor escolher a carga horária para planejamento ou a indenização, em dinheiro, de 16,33%”, completou Geanne.

Sobre as questões pedagógicas, o Governo se comprometeu de promover capacitação dos profissionais da educação, já no segundo semestre de 2015, para garantir o funcionamento dos laboratórios de informática das escolas. Já os pontos referentes a Educação Infantil e aos alunos com necessidades educacionais especiais, a Administração afirmou que muitos dos pontos da pauta serão incorporados ao Plano Municipal de Educação do Município (PME).

Na próxima segunda acontece uma nova rodada de negociação, às 8h30, na Secretaria Municipal de Educação.

Prefeitura afirma que greve dos profissionais da Educação “não se justifica”

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 22 maio 2015

Tags:, , , ,


por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

prefeitura

A Prefeitura Municipal emitiu nota esclarecendo o seu lado da negociação da Campanha Salarial 2015 dos profissionais da educação. Segundo o governo local, “a deflagração da greve dos professores não se justifica”.

A Administração garante ter assegurado o compromisso de continuar pagando o piso salarial dos professores, com o reajuste de 13,01%. Além do interstício de nível de 12,75%, aumento de interstício de referência para 4% e aumento no auxílio-alimentação para R$ 185,00. Há também outras gratificações: 10% de regência; 10% de regência especial; 16,67% de Atividade Complementar para séries iniciais; 20% para professores que moram na zona urbana e trabalham na zona rural; e 20% de titulação (cursos de qualificação).

“Quanto ao Plano de Carreira e Remuneração dos Profissionais da Educação no Município de Vitória da Conquista (Lei nº 1.762), ele foi reformulado em 2011, aprovado pelo Sindicato e proporcionou uma série de benefícios pleiteados pela categoria. Destaque para o incentivo à formação, com gratificação de 20% sobre o vencimento para os profissionais que fizerem especialização; 30% para os que fizerem mestrado; e 40% para os que fizerem especialização e mestrado”, diz a nota.

A Prefeitura ressaltou que “todos os reajustes estão acima dos índices de inflação do período. No entanto, o Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista (Simmp) se recusou a continuar com as negociações e decidiu deflagrar greve a partir da próxima segunda, 25”.

Sobre a discussão em torno da representação dos monitores escolares, a Administração Municipal afirma que, “segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), cabe ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista (Sinserv)”.

Simmp garante representatividade junto aos monitores e profissionais da Educação

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 22 maio 2015

Tags:, ,


por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

DSC_0243O Sindicato do Magistério Municipal Público (Simmp) emitiu nota esclarecendo os questionamentos referentes a legalidade da greve. O Simmp também explica as dúvidas levantadas a cerca da representatividade do sindicato junto aos monitores da Educação.

O advogado da Entidade, Thiago Brito, elaborou um parecer esclarecendo o assunto, em conformidade com a legislação, aos Profissionais da Educação da rede municipal de ensino de Vitória da Conquista. Um dos pontos é que os monitores, como profissional de educação, são representados pelo Simmp desde 2013.

Clique nos links abaixo para acessar o parecer, bem como a Lei Federal 7.783/89, que dispõe sobre o exercício do direito de greve.

Nota Técnica

Lei 7.783/89

Vandalismo e conflitos com monitores são registrados no primeiro dia da Zona Azul

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 16 abr 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

DSC_0059Alguns incidentes marcaram o primeiro dia de funcionamento da Zona Azul em Vitória da Conquista. Problemas de funcionamento dos parquímetros e conflito entre usuários e monitores da Expark dificultaram o contato inicial com o sistema rotativo de estacionamento público.

Em entrevista ao BLOG DA RESENHA GERAL, o diretor técnico da Expark, Carlos Pinto Junior, explicou que o sistema “como um todo” está funcionando, mas apresentou problemas pontuais provocados por atos de vandalismo. “Embora Vitória da Conquista seja uma cidade relativamente menor que outras cidades em que operamos, o nível de vandalismo é elevado. Nós já encontramos paus, pedra e lacres de cerveja dentro dos parquímetros”.

Por conta dessas ações de vândalos, alguns parquímetros poderão apresentar problemas de funcionamento. “Mas os nossos técnicos estão aqui para recuperar os equipamentos e os monitores estão aptos a prestar os esclarecimentos para a população”, explica o representante da Expark.

Além disso, discussões entre monitores da empresa e motoristas foram registradas. “Nós vemos cidadãos com letras maiúsculas que estacionam, vão ao parquímetro e praticam sua cidadania. Mas existem outros cidadãos que parecem que não entendem que o direito tem que ser igual para todos. Então descarregam sua ira no primeiro que chegar, obviamente o parquímetro não vai responder, e eles acabam agredindo verbalmente nossos monitores”, apontou Carlos Pinto. Felizmente não houve agressões físicas.

“A população de Conquista é bastante educada. Por isso, esperamos que isso seja transitório e logo na primeira ou segunda semana a população se acostume e comece a ter uma convivência pacífica entre as partes”, finalizou o diretor da Expark.

Termina nesta quarta as inscrições da Seleção para professores e monitores em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 16 jan 2013

Tags:, , ,

por Mateus Novais
Foto: Roberto Silva

IMG_2082Esta quarta-feira (16) é o último dia das inscrições da Seleção Pública Simplificada para a contratação de professores e monitores para a Rede Municipal de Ensino. No total são oferecidas 838 vagas para cinco funções.

As vagas são para as funções de professor do Ensino Fundamental I, professor do Ensino Fundamental II, monitor de creche, monitor nos espaços de leitura e monitor cuidador de alunos especiais de escolas e creches da rede municipal de ensino.

Os interessados devem se dirigir à Secretaria Municipal da Educação, localizada na Avenida Siqueira Campos, nº 1842 , Vila Emurc, no horário das 8h às 12h e 14h às 18h.

A prova escrita acontece dia 20 de janeiro de 2013, das 9h às 12h, em locais a serem divulgados no Diário Oficial Eletrônico do Município e no site oficial da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista (www.pmvc.ba.gov.br).