VI Fashion Day vai homenagear Serra do Periperi

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 15 jun 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

do site da CDL (Conteúdo)

Desfile de moda será realizado no dia 15 de junho


A sustentabilidade e a preservação das espécies vegetais nativas da Serra do Periperi serão a inspiração para as coleções do VI Fashion Day, desfile que o curso de Design de Moda da FAINOR promove neste sábado, 15 de junho, a partir das 19 horas. Com o tema “Moda e Identidade – do Global ao Local”, o desfile será aberto ao público, no shopping Boulevard.

“No curso de Design de Moda, estudamos o que está acontecendo na moda em todo o mundo, e então temos voltado o olhar também para o cenário local. No caso do VI Fashion Day, olhamos para a flora da Serra do Periperi”, explica a coordenadora do curso de Moda, professora Dila Nascimento.

A ideia vem sendo construída desde as atividades interdisciplinares do curso, quando o colegiado trabalhou em parceria com o curso de licenciatura em Biologia, da Ufba, campus de Vitória da Conquista. A turma conheceu grande parte das espécies catalogadas pelos biólogos, uma vegetação rica e espécies nativas ameaçadas de extinção. A partir daí, observaram cores, texturas, formas e pigmentos que poderiam ser usados em moda, instigando a reflexão sobre a conservação da Serra e sua importância para o meio ambiente local.

“Dado o tema selecionado pelo colegiado, os alunos seguem a metodologia de Dóris Treptow, inicialmente com pesquisas bibliográficas sobre o tema, público-alvo, segmento e tendências. Depois criam painéis imagéticos para que sejam as inspirações para criar a coleção”, explica a professora Laís Vinhático, um das organizadoras do desfile.

Ao todo, 21 alunos apresentarão suas coleções no Fashion Day, com vestuário e acessórios. Os estudantes desenvolveram, cada um, 40 croquis e confeccionaram até 10 looks para apresentação. Algumas dessas peças podem, inclusive, ser adquiridas pelo público.

Micros e pequenas empresas: 9,2 mil empregos foram criados na Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 12 jun 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

do site da CDL/VC (Conteúdo)

Segundo o Caged, de janeiro a abril, foram criados em todo o país 313.835 empregos com carteira assinada

As micros e pequenas empresas (MPE) do País abriram, quase 300 mil novos empregos, nos quatro primeiros meses do ano, período em que a Bahia contribuiu, neste mesmo segmento, com 9,2 mil postos de trabalho. O levantamento é do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa (Sebrae), baseado nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

Ainda segundo o Caged, de janeiro a abril, foram criados em todo o país 313.835 empregos com carteira assinada. E, somente no mês de abril, foram 129 mil vagas. A Bahia contribui em abril com 4.572 novos postos de trabalho, sendo o segundo estado do Nordeste, na geração de empregos por pequenos negócios, atrás apenas do Maranhão, que registrou 7,1 mil novos postos.

“O setor de serviços foi o que mais gerou empregos neste período (2.293), seguido por agropecuária, extração vegetal, caça e pesca (953), construção civil (631) e comércio (583). Nos quatro primeiros meses do ano, as MPE baianas criaram 9,2 mil postos de trabalho”, informa através de nota, o Sebrae Bahia.

Levantamento

…Leia na íntegra

Empréstimo de nome é responsável por 24% dos casos de inadimplência

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 11 jun 2019

Tags:

do site da CDL (Conteúdo)

32% dos entrevistados emprestaram nome sem saber a quantia que seria usada; 53% tiveram de arcar sozinhos com a dívida e em 94% dos casos, amizade ficou abalada após episódio

O empréstimo de nome é uma das principais causas da inadimplência no país. Um levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostra que, entre os brasileiros que limparam o nome nos últimos 12 meses, 24% haviam entrado para a lista de inadimplentes porque emprestaram o próprio nome a terceiros. Mais da metade (51%) dessas pessoas emprestaram o nome com a intenção de ajudar quem fez o pedido, enquanto 16% ficaram com vergonha de dizer não.

De acordo com a pesquisa, a proximidade é algo que acaba facilitando esse tipo de abordagem. Em 27% dos casos o pedido de nome emprestado partiu de amigos. Em seguida aparecem os pais (14%), filhos (14%) e cônjuges (13%). Os colegas de trabalho ficaram em quarto lugar na lista, com 12% de citações.

…Leia na íntegra