Dia mundial chama atenção para o estigma da obesidade

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral, Saúde | Data: 11 out 2019

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_oeste_park.gif

O dia 11 de outubro é a data em que se celebra o Dia Mundial da Obesidade, e na campanha deste ano, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e a Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica trazem a mensagem sobre a importância do combate à discriminação por causa do peso e de tratar o assunto com respeito.”Obesidade Eu Trato com Respeito”, é o tema da campanha.

Além de reduzir a qualidade de vida, a obesidade é fator de risco e agravante de doenças como diabetes, doenças cardiovasculares, asma, gordura no fígado e até alguns tipos de câncer. O tratamento deve ser contínuo e acompanhado por profissionais capacitados para que o quadro não piore com o passar dos anos.

A data foi proclamada em 2015 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para apoiar soluções que ajudem as pessoas a alcançar e manter um peso saudável e estimular políticas de combate a esse problema de saúde pública. Cerca de 13% da população adulta do mundo é obesa. No Brasil, mais da metade dos brasileiros, 55,7%, estão com excesso de peso e a prevalência da obesidade é de 19,8%.

Mais da metade da população brasileira é obesa ou tem sobrepeso

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral, Saúde | Data: 02 set 2019

Tags:,

Segundo pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde em 2018, o índice de pessoas obesas no Brasil atingiu seu maior patamar nos últimos 13 anos, alcançando a marca de 19,8% da população entrevistada. Se levarmos em consideração pessoas obesas e com sobrepeso, chega-se ao preocupante número de 55,7% de pessoas afetadas por desordens relacionadas ao peso.

A obesidade é determinada pelo Índice de Massa Corporal (IMC), que é calculado dividindo-se o peso (em kg) pelo quadrado da altura (em metros). Se o resultado for igual ou inferior a 18,5 acredita-se que essa pessoa apresenta peso abaixo da média esperada. Em contrapartida, valores iguais ou superiores a 25,0 podem ser considerados como indicativos de sobrepeso ou obesidade.

Quando uma pessoa obesa inclui em sua rotina um programa de exercícios físicos regulares, automaticamente ela eleva sua taxa de metabolismo basal (o famoso metabolismo lento/acelerado). Associado a uma dieta equilibrada e hipocalórica, o metabolismo acelerado (influenciado por exercícios físicos) vai contribuir para um emagrecimento mais rápido e eficaz. Porém, devemos lembrar que para uma pessoa obesa iniciar um programa de treinamento físico é necessário mudar alguns hábitos. Primeiramente é aconselhável tornar-se mais ativo em atividades da vida diária, pois atitudes simples (como subir um lance a mais de escada, descer em um ponto de ônibus antes de seu destino final ou até ir até a panificadora a pé) auxiliam na adaptação ao exercício.

…Leia na íntegra

Projeto de combate à obesidade, hipertensão e diabetes é desenvolvido na USB do Panorama

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 15 fev 2019

Tags:, , , ,

O projeto de “Prevenção de Doenças e agravos não Transmissíveis (DANTs), a Unidade Básica de Saúde do Panorama estará realizando, durante todo este mês, uma triagem dos pacientes que tenham problemas de síndrome metabólica, que envolve casos como obesidade, hipertensão e diabetes.

O DANTs enxerga o paciente de forma holística e desenvolve-se através de consultas nutricionais detalhadas. A partir de exames, um plano alimentar será traçado individualmente e o paciente será acompanhado. Além das consultas individuais, os participantes participam de encontros em grupo com atividades educativas, oficinas de culinária e atividades físicas orientadas por educador físico. Além disso, realizam todos os exames laboratoriais e recebem os encaminhamentos necessários.

Sedentarismo mata mais do que obesidade, alerta especialista

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Geral | Data: 25 maio 2014

Tags:,

Uol

imagesO sedentarismo é a segunda maior causa de morte no planeta, perdendo apenas para a hipertensão, diz o médico Victor Matsudo, do Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul (Celafiscs).

“Muitos estudos mostram que atividade física é tão importante quanto a alimentação para perda de peso e redução dos riscos de inúmeras doenças”, destacou.

Segundo Matsudo, uma pessoa sedentária tem riscos maiores de desenvolver doenças em relação a quem não se alimenta de forma adequada, por isso ele tenta desmistificar a percepção de que obesidade é um problema relacionado apenas à nutrição.

…Leia na íntegra

Estudos reforçam vínculo entre bebida açucarada e obesidade

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Saúde | Data: 23 set 2012

Tags:

AFP

Três novos estudos publicados este fim de semana reforçam o vínculo entre o consumo de refrigerantes e bebidas de frutas açucaradas e a epidemia de obesidade nos Estados Unidos.

O consumo destas bebidas mais que dobrou desde os anos 1970, assim como a taxa de obesidade entre os americanos no mesmo período, que afeta atualmente 30% da população adulta, destacam os autores destas pesquisas divulgadas na edição online do New England Journal of Medicine (www.nejm.org).

O primeiro estudo, feito com mais de 33.000 americanos, homens e mulheres, indica que consumir estas bebidas açucaradas agiria nos genes, afetando o peso e ampliando a pré-disposição genética de uma pessoa a engordar.

…Leia na íntegra