Prestações do ‘Minha casa, Minha vida’ serão reajustadas em até 237%

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 13 maio 2016

Tags:, , , ,

Da Redação

minha-casa-campinhos
A partir de 1º de julho, as prestações da moradias financiadas pelo “Minha casa, minha vida” ficarão mais caras, para os beneficiários da faixa 1, a mais baixa do programa, para famílias com renda bruta de até R$ 1.800 por mês. Nessa faixa, o valor mínimo mensal passará de R$ 25 para para R$ 80. Um salto de 220%. O valor máximo subirá de R$ 80 para R$ 270. Um salto ainda maior: 237,5%.

De acordo com o Ministério das Cidades, os novos valores passarão a valer para contratos assinados com a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil a partir do dia 1º de julho. A pasta alegou, em nota, que os reajustes se devem à “atualização dos custos da construção” e às “melhorias estabelecidas nesta nova fase”, referindo-se à terceira fase do programa, que prevê a construção de dois milhões de imóveis até 2018.

No início de janeiro, a Caixa Econômica Federal já tinha afirmado que as prestações da faixa de menor renda do Minha Casa, Minha Vida seriam reajustadas em 2016, porém, não havia definido os percentuais dos reajustes.

Aposentados receberão 25% do 13º em setembro

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 23 ago 2015

Tags:, ,

Folha de S.Paulo

Os aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) receberão 25% do 13º no próximo mês.

A informação foi confirmada pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

A segunda parcela da gratificação de Natal, que corresponde a mais 25%, será paga em outubro e os 50% restantes virão em novembro.

Essa última parcela terá o desconto do Imposto de Renda para os segurados que são obrigados a pagar IR.

Levy justificou o parcelamento ao afirmar que as despesas estão sendo administradas com “muito cuidado”, porque as receitas têm sido afetadas por “vários fatores”.

“Mas o problema já está equacionado, até por conta da evolução de algumas ações que devem trazer resultados no quarto trimestre”, afirmou o ministro.