Herzem convida Raul a retornar ao PMDB de Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 11 dez 2017

Tags:, ,

da Redação

Na manhã deste domingo (10), acompanhado do ex-deputado federal Vonca Gonçalves, do presidente da Emurc, Marcelo Guerra, e do assessor Alcime Barros, o prefeito Herzem Gusmão (PMDB), foi recebido pelo ex-deputado federal Constituinte, Raul Ferraz em sua fazenda às margens da BR-!16 – Rio-Bahia.

Na conversa foram abordados diversos temas de importância da cidade e da Emurc – Empresa Municipal de Urbanismo, que foi criada na gestão de Raul Ferraz quando foi prefeito de Vitória da Conquista.

Convite

O prefeito Herzem Gusmão entende que Raul Ferraz, hoje no Rede, não deveria ter deixado o PMDB. “Raul é um dos mais importantes peemedebistas do Brasil. Mesmo não estando no partido, ninguém possui uma trajetória no PMDB mais rica de coerência e seriedade, e em defesa da democracia do que Raul”, disse Gusmão. O convite foi formulado no momento em que renasce a ideia de retornar o nome da agremiação ao velho MDB. “Vou aguardar e sei que o retorno de Raul repercutirá na Bahia e em Brasília”, concluiu o prefeito.

PMDB reelege Geanne Oliveira presidente do partido em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 03 dez 2017

Tags:, ,

da Redação
Foto: Blog do Rodrigo Ferraz

Durante todo o dia deste sábado (2), na Galeria Papilon, na Rua Francisco Santos, no centro da cidade, foi realizada a Convenção Municipal para eleição do Diretório do PMDB de Vitória da Conquista.

O presidente do DEM, Marcelo Melo, pré-candidato a deputado federal compareceu ao evento e pregou unidade nas eleições do próximo ano. O vereador Jorge Bezerra (SD) foi o único vereador a comparecer que não pertence aos quadros do PMDB. Esmeraldino Correio (sem partido), e pré-candidato a deputado estadual fez contundente pronunciamento enaltecendo a trajetória do PMDB de Conquista. A filiação do Cel, Esmeraldino é dada com o certa no partido do prefeito e do presidente da República,  Michel Temer.

A presidente da CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas de Conquista, e pré-candidata a deputada federal, Sheila Andrade (PTB), foi outra presença importante na Convenção do PMDB.

O PMDB além do prefeito Herzem Gusmão, tem 3 vereadores ba Câmara Municipal, sendo eles Edjaime Rosa (Bibia), Osmário Lacerda e Gilmar Ferraz.

Em Chapa única o partido reelegeu a presidência a professora Geanne Oliveira que na atualidade exerce o cargo de assessora especial da atual administração na Prefeitura da cidade.

PMDB de Vitória da Conquista elege o seu Diretório Municipal neste sábado

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 02 dez 2017

Tags:, ,

da Redação

O PMDB de Vitória da Conquista tem o prefeito Herzem Gusmão e mais três vereadores na Câmara Municipal, sendo eles Edjaime Rosa (Bibia), Osmário Lacerdae Gilmar Ferraz.

Neste sábado a partir das 8 horas, na Galeria Papilon, na Rua Francisco Santos, no centro da cidade, será realizada a Convenção Municipal para eleição do Diretório da agremiação.

Em reunião realizada na semana passada ficou decidido o apoio a  Geanne Oliveira, que deverá ser reconduzida ao cargo de presidente do PMDB de Conquista.

“A política partidária é o único mecanismo que nos conduz ao poder, para que nele estando façamos o melhor para nosso povo. A reunião foi um momento de avaliar os mandatos e organizar nossa convenção”, disse Geanne, em contato com a nossa reportagem.

O prefeito Herzem Gusmão, na reunião, enalteceu a performasse do Governo Federal e destacou a atuação importante do presidente Michel Temer responsável pela façanha de recuperar a economia do Brasil. ” O presidente Michel Temer devolveu a confiança aos empresários sinalizando real crescimento na economia do nosso Brasil”, disse Gusmão.

O prefeito ainda destacou o papel de Geanne Oliveira na condução do PMDB. ” Geanne consegue manter o nosso partido organizado  e com atuação destacada. O PMDB de Conquista é um exemplo para a Bahia”, concluiu o prefeito.

Nota do PMDB à imprensa

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 15 out 2017

Tags:, ,

Nota

Se a “guarda pretoriana” do Sr. Janot  cultivasse o cuidado de investigar para reconstruir a verdade dos fatos teria descoberto que o apoio do PMDB ao 2º mandato  do Presidente Lula foi sustentado em compromissos de políticas públicas expressas em sete pontos. Nenhum cargo, nenhum benefício, nenhuma vantagem esteve condicionando esta decisão.

O conteúdo desse projeto tratava das garantias de direitos sociais para os mais carentes, da ampliação dos acessos ao emprego e da renda para milhões de brasileiros e apoio aos fundamentos macroeconômicos que permitiam manter a inflação, os juros e o equilíbrio das contas públicas com rigoroso controle.

Os resultados positivos foram sentidos pela sociedade brasileira, sobretudo para os jovens, as mulheres e os negros que conquistaram grandes melhorias  em suas vidas.

As crises que abalavam o mundo não criaram perdas internas em nossa economia. No entanto, no auge do período do PT, sob o comando de Dilma Rousseff, a política econômica foi profundamente  modificada.

Velhas teses  foram recuperadas nos porões da história e é imposta aos brasileiros não só a perda das conquistas  recentes mas também o drama das consequências sociais, da carestia, do desemprego, dos juros altos, do desequilíbrio fiscal, da queda de qualidade dos serviços de saúde, educação  e segurança.

Sobre este desastre o PT se calou e suas lideranças apoiaram integralmente todas as políticas do governo Dilma no Congresso e fora dele.

O PMDB, como de hábito, diante de fatos graves firmou com clareza em documento sua posição, contraria. O texto “Uma Ponte para o Futuro” descreve a mais grave crise econômica de nossa história e apresenta as políticas a serem adotadas para sair dela.

No passado, na aprovação do Plano Real, da Lei de Responsabilidade Fiscal, da Reforma da Previdência, da criação do FIES e de várias políticas e leis que serviram ao crescimento do país, o partido apoiou, aprovou e se manteve defendendo esses pressupostos.

Esta atitude permanece a mesma! Se o governo do PT ignorou a gravidade da crise que denunciamos e nossas propostas, o PMDB, como sempre,  manteve-se firme em sua defesa por saber que este era o caminho para evitar mais miséria e sofrimento ao povo brasileiro.

A clareza da posição partidária afasta mais uma vez de nossa atitude qualquer proximidade com manobras políticas ou conspiração. Defendemos nossa posição e, como sempre, ouvimos as ruas e de suas vozes encontramos inspiração para mais uma vez ajudar a realizar os anseios de mudança da Nação.

O presidente Temer assume o governo para tirar o Brasil da mais grave crise econômica de nossa história, resguardar as conquistas sociais do nosso povo e restabelecer o ambiente administrativo-financeiro que permitisse ao governo cumprir suas obrigações essenciais.

O quadro era devastador: falta de confiança, desequilíbrio fiscal, inflação acima de 10%, os juros estavam em dois dígitos e eram 13 milhões de desempregados.

O PMDB sabia o que fazer para colocar o país nos trilhos. Tinha publicado com antecedência “Uma Ponte para o Futuro” e a “Travessia Social”.
E os resultados logo se fizeram sentir: a inflação é a mais baixa dos últimos 20 anos, a taxa básica de juros caiu para um dígito, a produção industrial e de veículos voltou a ter índices positivos. A safra de grãos deu um salto recorde, 242 milhões de toneladas. O saldo da balança comercial mais do que dobrou. E o Brasil voltou a empregar. Apenas em setembro, mais de 100 mil brasileiros reconquistaram seu emprego.

Mas os nossos adversários, os adversários do país livre, democrático e capaz de garantir a igualdade de oportunidades, não se conformaram com o sucesso que a política econômica do governo Temer rapidamente alcançou.

Eles, aliados às corporações que só querem manter seus privilégios, os míopes incuráveis dos desvios ideológicos e das práticas demagógicas, unidos, iniciaram uma campanha implacável e cruel contra o presidente Michel Temer e seu governo.

Sem um projeto para tirar o país da crise, pela qual são responsáveis, se juntaram para uma campanha de ataque moral contra a honra, a integridade e a honestidade do Presidente da República. Queriam derrubá-lo do governo e para tal não mediram os termos de seus ataques de infâmia, calúnia e difamação. O Presidente da República resistiu e resistirá.

Nesta luta, o PMDB e seus militantes estarão mais firmes na defesa desta política, deste governo, das esperanças de amplas camadas da sociedade brasileira de viver seus direitos sociais, econômicos e de uma vida digna e respeitada.

O Partido dos Trabalhadores mentiu em seu programa político. Fugiu do peso de suas responsabilidades sobre a grave crise que ele provocou no país, mascarou seus erros escondendo-se e com eles a principal responsável: o governo do PT comandado por Dilma Rousseff.

O presidente Michel Temer está construindo um legado de otimismo, confiança e crescimento.

O PMDB sabe disto. O povo sabe disto.

Joesley se mostra feliz por soltar a bomba da tramoia com o MPF. E comemora: “Vou pra Nova York”

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 01 out 2017

Tags:, , ,

Eis aí. Já não havia dúvida sobre a ação ilegal de membros do MPF. Mais uma vez, a tramoia política se explicita

Publicada: 30/09/2017 – 7:13

Francisco de Assis e Silva: objetivo de Janot e seus valentes era destruir o PMDB

Conteúdo de outras gravações de conversa de Joesley Batista com seus, como direi?, “colaboradores” vem a público. Mais uma vez se revela a natureza da arquitetura criminosa do acordo celebrado pelo empresário com o Ministério Público Federal. Um órgão do Estado brasileiro meteu-se numa tramoia de natureza objetivamente golpista sob o pretexto de combater a corrupção.

Já está evidenciado que membros do MPF organizaram a operação que resultou na gravação das conversas de Joesley com o presidente Michel Temer e com o senador Aécio Neves. Isso, por si só, segundo a lei, torna ilegal o que quer que daí tenha derivado. Que se dane a lei! Vozes influentes, imprensa incluída, se perdem na falsa questão, que poderia ser assim sintetizada: “A suspensão dos benefícios da delação de Joesley e associados não anula as provas”. Raquel Dodge, nova procuradora-geral, por exemplo, disse isso em sua coletiva. Essa relação tem a validade de uma nota de R$ 3. Não é o fim dos benefícios que define se a prova vale ou não, mas a ilicitude da operação que resultou no que chamam de “prova”.

Um dos diálogos ora revelados reúnem Joesley, os advogados Francisco de Assis e Silva (também delator) e Fernanda Tórtima e o executivo Ricardo Saud, o onipresente. Estão num carro, a caminho do aeroporto. Tudo indica que o chefão da J&F acabara de entregar à Procuradoria Geral da República as respectivas gravações das conversas que mantivera com o presidente Michel Temer e com o senador Aécio Neves (PSDB-MF).

Joesley não está tenso. Está feliz. Exultante mesmo. E comemora:
“Agora eu vou para Nova York. Vou amanhecer em Nova York. Eu vou ficar aqui, você tá louca? Soltar uma bomba dessas e ficar aqui fazendo o quê?”.

Entenderam? Os brasileiros que se virem, que se lasquem, que arquem com o custo da “bomba”. Ele quer mais é ficar em Nova York. Tórtima evidencia ser mesmo uma pessoa digna daquela turma. Afirma: “Para eles, é bom que você se empirulite [sic] do Brasil. Se for para dar imunidade, é melhor que você fique fora. Você longe daqui, sumindo, as pessoas esquecem que você ganhou imunidade”.

Joesley está eufórico. Refere-se à conversa que gravou com o presidente:
“O que eu vou provocar, além de tudo? Uma: quem gravou. Não é que foi o garçom que gravou, porra! Foi o maior empresário brasileiro, 11h da noite e tal”.

Em outra gravação, o falastrão conversa com os advogados sobre o risco de Janot recusar a delação. Afirma Assis e Silva: “Nós temos um risco. O risco é um: o comprometimento político de Janot com Temer”.

Ao que responde o empresário:
“Eu acho que não existe… Pra mim, Janot quer ser o presidente da República… ou indicar quem vai ser”.

E o advogado emenda:
“Eles querem foder o PMDB, eles querem acabar com eles”.

Eis a qualidade da operação que quase conduziu o país ao abismo.

 

 

 

Deu no Bocão News: Para Fortalecer Sigla, Herzem Gusmão Defende Entrada De Imbassahy E Zé Ronaldo No PMDB

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política, Vit. da Conquista | Data: 13 set 2017

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: Bocão News (Conteúdo)
Por Cíntia Kelly

Após uma reunião de 20 minutos, o prefeito de Vitoria da Conquista, Herzem Gusmão deixou a sede do PMDB, em Salvador, com o discurso afinado com os demais. Diante da crise com a prisão de Geddel Vieira Lima, na sexta-feira passada, o partido deve se fortalecer. Ele defende a entrada de nomes como Antonio Imbassahy, hoje do PSDB, e do prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo (DEM).

O peemedebista também defende que a sigla mude de nome e volte a se chamar MDB. Ao ser indagado se  o vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, deve se consolidar com uma grande liderança do partido, com o escândalo envolvendo os Vieira Lima, Herzem foi cauteloso. “Sou defensor de ideia. Eu nunca defendi carlista, pedralista (numa referência a Pedral Sampaio), eu estimulo ideia e pensamento. A ideia permanece,  os homens passam, os mandatos passam, até as agremiações passam, mas a ideia permanece.

Deu no Bahia Notícias: PMDB baiano tenta arrefecer crise; Herzem defende entrada de Imbassahy e Maia na sigla

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política, Vit. da Conquista | Data: 13 set 2017

Tags:, , ,

da Redação

Fonte: Bahia Notícias (Conteúdo)
Foto: Arquivo do BRG

O PMDB baiano está tentando amenizar a crise que se abateu sobre o partido nos últimos dias, após a nova prisão de Geddel Vieira Lima e também do correligionário Gustavo Ferraz, na última sexta-feira (8). Nesta terça (12), figuras do partido se reuniram em Salvador para discutir a situação na sigla.

O presidente estadual da agremiação, Pedro Tavares, que assumiu o posto após o afastamento de Geddel, deve convocar para próxima semana uma reunião da executiva estadual peemedebista. Na reunião desta terça, o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, defendeu a entrada de figuras como o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, o deputado federal Arthur Oliveira Maia (PPS) na sigla e o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM), na sigla.

De acordo com ele, os ingressos podem ajudar a fortalecer o partido. “Além do ministro Imbassahy e do prefeito de Feira, que já vêm sendo falados, chegou até mim também o interesse do ex-governador Nilo Coelho, de Arthur Maia e também do deputado Benito Gama “, afirmou Herzem, em entrevista ao Bahia Notícias.

O prefeito também defendeu a liderança do deputado federal Lúcio Vieira Lima, que atualmente preside o diretório do PMDB em Salvador. Internamente, figuras da sigla têm defendido o afastamento dele do posto, como forma de retirar o comando da agremiação das mãos dos Vieira Lima. “A presença de Lúcio é fundamental”, declarou.

Em Itapetinga, PT e PMDB discutem transição; enquanto em Conquista…

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 21 nov 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

img_1181Prefeito eleito Rodrigo Hagge (PMDB) discute com o atual prefeito Zé Carlos (PT) a transição

O atual prefeito de Itapetinga, Zé Carlos (PT), convidou o prefeito eleito, Rodrigo Hagge (PMDB), para tratar da transição de governo. A reunião ocorreu na manhã desta segunda-feira (21) e definiu pontos das equipes que farão o processo de mudança de governo.

No encontro, o Zé Carlos assegurou a Rodrigo que não adotará nenhuma medida que possa criar obstáculos à sua futura administração. Rodrigo agradeceu a boa vontade do chefe do executivo e só aguarda as providências necessárias para que possa ser iniciada a transição de governo, como manda a lei.

Vitória da Conquista

Enquanto isso, em Vitória da Conquista, a equipe de transição do prefeito eleito Herzem Gusmão (PMDB) aguarda que o atual prefeito, Guilherme Menezes (PT), tenha a mesma atitude de seu colega itapetingense.

Em entrevista ao jornal A Tarde,  Herzem disse estar com dificuldades para obter informações da prefeitura neste período de transição: “Esperávamos um gesto de grandeza do nosso prefeito, porque afinal de contas a maior potência do mundo deu agora exemplo de civilidade, quando Obama convidou Trump para um encontro apesar das farpas que trocaram, entendendo que os Estados Unidos são maiores que os dois. Pedimos ao prefeito Guilherme Menezes uma antecipação do processo de transição por ser dezembro um mês de festas, mas ele não acatou, sequer assinou, mandou um ofício assinado pela secretária da Administração, portanto não criou facilidades para transição”.

Eleição redesenha mapa da gestão nos 20 maiores colégios eleitorais na Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 06 nov 2016

Tags:, , ,

A Tarde

Eleições 2016Encerradas as eleições municipais, o resultado dos vinte maiores colégios eleitorais da Bahia indica que os partidos da base do governador Rui Costa (PT) venceram em 13 municípios enquanto as duas principais siglas de oposição ao governo do estado, DEM e PMDB ganharam em sete.Ocorre que como venceram nos principais colégios eleitorais baianos, a dupla DEM/PMDB vai administrar os municípios com mais eleitores e com as maiores receitas.

Os vinte maiores municípios possuem um total de 4.255.119 eleitores, que equivalem a 40,2% do total do eleitorado baiano, de 10.570.085, e têm como receita um total de R$ 14,650 bilhões.

O DEM e o PMDB terão os prefeitos das maiores cidades e, por isso, vão gerenciar a maior parte do bolo orçamentário dos vinte municípios: 67,6% das receitas anuais totais, cerca de R$ 9,89 bilhões.

Os partidos da base do governador vão gerenciar nas 13 prefeituras R$ 4,76 bilhões, equivalentes a 32,4% dos vinte maiores colégios eleitorais do estado.

Municípios

O DEM venceu em Salvador, maior colégio eleitoral baiano com 1.948.154 eleitores, em Feira de Santana, segundo maior com 397.590, Camaçari (4°) com 158.125, Barreiras (11°) com 94.612 e Alagoinhas (12°) com 94.177.

O PMDB ganhou em Vitória da Conquista, terceiro maior colégio eleitoral baiano com 230.598 eleitores, e em Valença (17°), que conta com 62.262 votantes.

Somados, os dois partidos vão administrar 70,16% do eleitorado dos vinte maiores colégios eleitorais baianos. …Leia na íntegra

Geddel: ‘Imagine o que o baixinho vai fazer com um presidente’

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 05 ago 2016

Tags:, , , ,

Bahia.ba

M

Presente à convenção do prefeito ACM Neto e partidos aliados, no Unique Eventos, na Avenida Tancredo Neves, nesta sexta-feira (5), o ministro da Secretaria e Governo, Geddel Vieira Lima, usou o seu discurso para elogiar a escolha do seu correligionário Bruno Reis como vice na chapa majoritária encabeçada pelo democrata.

“Imbassahy disse que Neto praticamente virou a madrugada para a definição do vice. Imaginávamos que seria uma escolha tranquila. Eis que na última hora aparece um bocado de gente para a disputa. Essa é a característica de uma candidatura vencedora. […] Sem nenhum demérito aos demais, Bruno era o melhor nome”, avaliou.

Ele ainda relacionou o compromisso do presidente interino Michel Temer (PMDB) em ajudar Salvador e cutucou a gestão de Dilma Rousseff (PT), acusada de não liberar recursos ao Município por “perseguição política”. “Se esse baixinho aqui fez o que fez sem o governo ajudar, imagine o que ele vai fazer com um presidente que ele pode bater na porta e entrar a hora que ele quiser”, disse Geddel.

O peemedebista também cutucou a formação da chapa da principal adversária do democrata este ano, a deputada federal Alice Portugal (PCdoB), e citou a “diferença entre uma candidatura vitoriosa e outra que sai catando vice porque ninguém queria”.

Em convenção, PPS confirma apoio a Herzem (PMDB)

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 03 ago 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais
fotos: Rafael Gusmão

DSC_05931

Em convenção realizada na noite desta quarta-feira (3), o Partido Popular Socialista (PPS) homologou a pré-candidatura de seus 31 pleiteantes à Câmara de Vereadores e o apoio ao pré-candidato a prefeito Herzem Gusmão (PMDB). A união do PPS com o PMDB para as eleições municipais tinha sido definida na última segunda (1º de agosto).

Segundo o presidente do PPS local, o médico Armênio Santos, a decisão foi tomada atendendo ao pedido de 96% dos candidatos da legenda que disputarão as 21 cadeiras do Legislativo Municipal. “Nestes dias em que me dediquei às minhas ‘chineladas’ por Vitória da Conquista, pude perceber como o nome de Herzem estava forte entre os eleitores. Então, como temos ideias semelhantes e a grande maioria do partido quis assim, estamos selando esta união por Conquista”, afirmou Dr. Armênio.

DSC_05791

O vereador Hermínio Oliveira, que faz parte do diretório da legenda, destacou as principais demandas que o partido vinha discutindo durante a fase de pré-candidatura de Dr. Armênio à prefeitura e que agora serão “intensificadas por Herzem”. “Temos a questão da barragem, que é uma obra de extrema urgência e que a Prefeitura tem que se articular com mais empenho. Temos o aeroporto e as UPAs [Unidade de Pronto Atendimento], que não avançam, e também o presídio, que não é inaugurado. São diversas obras espalhadas pela cidade que não saem do papel e só trazem prejuízo para o cidadão”, comentou Hermínio.

DSC_05971

Os apontamentos apresentados pelo PPS foram recebidos com “alegria”, apontou Herzem. “Como venho dizendo: não estamos discutindo nomes, nem cargos, estamos discutindo a cidade. E o PPS, com seus 31 soldados, estão apresentando opções para melhorar Vitória da Conquista”, desse. “Eu sabia que o PPS era grande, mas não conhecia sua real força. E é com essa força que enfrentaremos as dificuldades na Educação, Segurança e, principalmente, os problemas na Saúde.Estou muito feliz com essa união, que tem muito a oferece à Conquista”, finalizou Gusmão.

 

PMDB não coliga com Democratas na proporcional em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 22 jul 2016

Tags:, , ,

da Redação

PMDB

Em reunião na noite desta quinta-feira (21), que teve início na residência da presidente do PMDB, Geanne Oliveira, e terminou na casa do secretário geral do partido, ex-vereador Edvaldo Ferreira, o PMDB apreciou e vetou proposta de coligação na proporcional com o Democratas.

A reunião contou com a presença do deputado federal Lúcio Vieira Lima e do deputado estadual Soldado Prisco (PPS). Após consulta feita aos pré-candidatos do PMDB a proposta foi rechaçada por absoluta maioria. Apenas 3 votos a favor da coligação PMDB/DEM. Na opinião dos filiados o fato do grupo ser ouvido fortaleceu o partido e a democracia interna na legenda peemedebista.

Filiação

A presença do deputado Soldado Prisco na reunião teve por finalidade apresentar ao grupo o nome do Sargento/PM Flaucidio Neto que disputará uma vaga na Câmara de Vereadores como candidato. Prisco disse que mesmo sendo filiado ao PPS iria apoiar a pré-candidatura a prefeito de Herzem Gusmão (PMDB) com Irma Lemos (PTB) na vice. O parlamentar orientou e aprovou a filiação de Flaucidio no PMDB.

Diferente da rejeição a coligação na proporcional com o DEM, quase que unanime, já a aprovação do nome de Flaucidio foi por aclamação. O PMDB, PTB, PSC, PRB, PSDC, PPL e PMB farão suas convenções neste sábado (23), com início às 9 horas, e término previsto par às 17 horas. O ponto alto do evento será das 11 às 13 horas nas dependência da Câmara de Vereadores.

PMDB, PTB, PRB, PSC, PSDC, PPL e PMB realizam Convenções no dia 23 de julho

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 19 jul 2016

Tags:, , , , , , ,

da Redação

RumoNeste sábado (23), o PMDB, PTB, PRB, PSC, PSDC, PPL e PMB realizarão as suas Convenções para homologação de candidaturas no TRE – Tribunal Regional Eleitoral da Bahia.

O evento acontecerá no Plenário Carmem Lúcia da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista. O ponto alto das convenções será no horário das 11 horas quando os pré-candidatos Herzem Gusmão e Irma Lemos, prefeito e vice e convidados falarão aos presentes. Vários prefeitos, deputados, o ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo), e o prefeito de Salvador, ACM Neto, serão convidados.

Chapa fechada

O PMDB e o PSC separadamente marcharão para as eleições com chapas fechadas. O PMDB e o PSC estão com 32 candidatos, cada um. As duas legendas não coligarão na proporcional e disputarão as 21 cadeiras da Câmara Municipal com total de 64 candidatos.

Coligação

O PTB, PSDC e o PPL, formaram uma coligação e apoiam a chapa Herzem/Irma Lemos. Após a Convenção do dia 23 todas as decisões serão registradas na Justiça Eleitoral no dia seguinte para atender prazo exigido.

Brasília: DEM, PSDB e PMDB buscam unidade na Bahia em reunião no DF

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 05 jul 2016

Tags:, , , , ,

da Redação
Foto: Facebook

Reunião DF

Na noite desta 2ª feira (4), em reunião em Brasília, os deputados federais José Carlos Aleluia (DEM), Juthay Magalhães (PSDB), Lúcio Vieira Lima (PMDB) e Paulo Azzi (DEM) estiveram reunidos para tratar das eleições em todo Estado da Bahia.

Os líderes buscam a unidade, principalmente, nas 30 maiores cidades do estado. Esta tese vem sendo defendida, desde o ano passado, pelo ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), ACM Neto (DEM), prefeito de Salvador e Antonio Imbassahy, líder do PSDB na Câmara dos Deputados. O deputado federal Juthay Magalhães também é defensor da unidade. Já o presidente estadual do PSDB, deputado federal João Gualberto, caminha em direção oposta e tem estimulado candidaturas no interior.

PMDB, PRB, PTB, PPL e PSC marcam Convenções para o dia 23 de julho no mesmo local

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 28 jun 2016

Tags:, , , , ,

da Redação

Convenção

Em reunião que aconteceu no final da tarde desta 2ª feira (27), o PMDB, PTB, PPL, PSC e PRB, decidiram que a Convenção unificada ocorrerá no dia 23/07 no mesmo local que será anunciado em breve. A Legislação Eleitoral determina que as convenções partidárias sejam realizadas no período de 20 de julho a 5 de agosto no ano da eleição municipal.

A decisão foi tomada pelos presidentes Nei Mota (PSC), Esmeraldino Correia (PPL), Dudé (PTB), Pastor Sidney (PRB) e Geanne Oliveira (PMDB). Na Convenção será oficializada a chapa majoritária com Herzem Gusmão (PMDB) e Irma Lemos (PTB), e a coligação na proporcional com o PRB, PSC, PPL e PTB.

Na mesma reunião o coordenador geral da campanha, Marcos Ferreira (ex-diretor da Sudoeste), falou da sua satisfação em ser convidado a coordenar uma campanha na terceira maior cidade do Estado da Bahia.

A definição do local onde será realizada a Convenção dos partidos, bem como a sua preparação e organização, será a primeira tarefa de Ferreira no comando da campanha eleitoral que será iniciada em 15 de agosto.

Executiva do PMDB na Bahia define diretrizes para coligações

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política, Vit. da Conquista | Data: 13 jun 2016

Tags:, ,

da Redação

PMDB BBA Comissão Executiva Estadual do PMDB-BA,  enviou para todos os municípios baianos a Resolução Nº 01/2016 que dispõe sobre critérios e diretrizes para realização de Coligações do PMDB com outros Partidos na Bahia para as Eleições Municipais de 2016.

A Resolução trás deliberações, e o documento, criado a partir do Artigo 86, do Estatuto Partidário, combinado com a legislação vigente, considera que o interesse do PMDB é o de apresentar o maior número de candidaturas próprias e, busca aumentar ainda mais sua representatividade e realizações no Estado.

Chapa/Vereadores

O PMDB de Vitória da Conquista decidiu em defesa do fortalecimento do partido – apresentar 32 candidatos em uma chapa fechada com deliberação do Diretório Municipal. Todos os pré-candidatos, as 21 cadeiras na Câmara Municipal,  foram comunicados e aprovaram a decisão. A Resolução Estadual do PMDB avaliza a iniciativa local que por certo fortalecerá a agremiação.

PRB, PTB e PPL se unem na proporcional; PMDB e PSC saem sozinhos

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 09 jun 2016

Tags:, , , , , , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

DSC_0092

O cenário para a eleição à Câmara de Vereadores já começam a ganhar seus contornos. Alguns partidos já anunciaram seu posicionamento para a disputa proporcional, entre eles os da oposição. Em entrevista coletiva, nessa quarta-feira (8), o PRB, PTB, PPL, PMDB e PSC anunciaram como caminharão em busca das cadeiras ao Legislativo Municipal.

O PRB, PTB e PPL definiram que irão coligar. Os partidos têm a frente o vereador Pastor Sidney Oliveira, a vereadora Irma Lemos, que já anunciou que não concorrerá a reeleição, e o coronel Esmeraldino Correia, respectivamente. Já o PMDB, do pré-candidato a prefeitura Herzem Gusmão, e o PSC, de Ney Mota, sairão sozinhos, sem coligar com nenhum outro partido.

Cada coligação poderá apresentar 32 candidatos à Câmara Municipal, obedecendo os 10% mínimos para um dos dois sexos. O Legislativo conta com 21 cadeiras.

Em Conquista, jurista Ademir Ismerim fala sobre nova legislação eleitoral

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 07 maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais
fotos: Rafael Gusmão

DSC_0058

O jurista Ademir Ismerim, um dos maiores nomes em Direito Eleitoral da Bahia, realizou uma palestra para pré-candidatos da região Sudoeste, sobre as alterações na legislação eleitoral válida para este ano. O evento foi idealizado pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e realizado na Câmara Municipal de Vitória da Conquista, na noite dessa sexta-feira (7).

Em entrevista à imprensa, o advogado apontou as principais alterações aprovadas para as eleições 2016. “A reforma mexeu em coisas essenciais e substanciais que interessam aos candidatos. Por exemplo, o prazo de filiação partidária, que passa de um ano para seis meses e ainda abre uma janela partidária de 30 dias. Já a propaganda agora tem que ser a partir do dia 15 de agosto. E a propaganda de rádio e televisão ficou reduzida a 35 dias, com outra divisão. Por exemplo, os vereadores não terão mais programa de bloco, terão somente inserções. Então será reduzido para dez minutos o programa de prefeito, sendo que antes eram [veiculados] segundas, quartas e sextas. Agora serão todos os dias, sendo de 10 minutos, de segunda a sábado”, disse Ismerim.

DSC_0074

Ele também chamou a atenção para a arrecadação de campanha. “O Congresso aprovou um dispositivo que proíbe empresas doarem. E também foi estabelecido um limite de gastos para os candidatos. Os candidatos a prefeito só poderá gastar 70% do valor gasto pelo candidato que mais gastou na eleição passada, e os candidatos a vereadores só poderão gastar 10% desse mesmo valor. Ou seja, para Vitória da Conquista será pouco mais de R$ 400 mil para prefeito e 47 mil para vereador – o que não paga nem o advogado [risos]. Será uma campanha franciscana! Mas isso ainda vai ser atualizado”, finalizou.

Ao fim da palestra, o deputado estadual Herzem Gusmão (PMDB), idealizador do evento, agradeceu a Ademir Ismerim“pelas importantes informações passadas aos pré-candidatos” e anunciou que o escritório do advogado estará trabalhando em sua campanha a prefeito, “assim que ela for homologada pela Justiça Eleitoral”.

 

PMDB de Conquista promove seminário com o advogado eleitoral Ademir Ismerim

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Justiça | Data: 19 abr 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

DSC_0680

Um dos maiores nomes em Direito Eleitoral da Bahia, o advogado Ademir Ismerim, estará em Vitória da Conquista para discutir o impacto da minireforma eleitoral nas Eleições 2016. O seminário promovido pelo Diretório Municipal do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) ocorrerá no plenário da Câmara Municipal, no dia 6 de maio, com o tema Reforma Eleitoral e Eleições 2016.

Durante o evento, o jurista irá esclarecer as principais mudanças da nova Legislação Eleitoral, para que os pré-candidatos não incorram em crime eleitoral ou de terem suas candidaturas inviabilizadas pela Justiça Eleitoral.

Segundo o PMDB de Conquista, o acesso à palestra será gratuito e tem como público alvo vereadores, presidentes de partidos políticos, advogados, contabilistas, pré-candidatos, estudantes, imprensa e demais pessoas interessadas. As inscrições grátis estão sendo realizadas através do email reformaeleitoral2016@hotmail.com

Aos gritos de ‘Fora PT’, PMDB deixa governo em reunião de três minutos

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 29 mar 2016

Tags:,

Folha online

IMG_0893

O PMDB oficializou, nesta terça-feira (29), o desembarque da sigla do governo Dilma Rousseff. A decisão foi tomada por aclamação, em reunião que durou menos de três minutos, e foi liderada pelo vice-presidente do partido, o senador Romero Jucá (RR).

A moção aprovada determina a entrega de todos os cargos ocupados por membros do PMDB no Executivo, além da instauração de processo no Conselho de Ética do partido contra quem permanecer no cargo.

Os parlamentares presentes à reunião entoaram gritos de “Fora PT” e “Brasil, para frente, Temer presidente”.

A tomada de posição foi articulada pelo grupo do vice-presidente Michel Temer.

Com a decisão sacramentada, ministros peemedebistas já se preparam para deixar a Esplanada dos Ministérios.

A decisão foi tomada após reunião realizada entre Temer e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), considerado o “último bastião” do governismo no PMDB. …Leia na íntegra