PMDB diz que governo “mente” colocando logomarca em placa de obra

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 20 jan 2010

Tags:, , ,

do Política Livre

Placa em Casa Nova mostra suposta "mentira" do governo da Bahia

O PMDB acusou o governo Wagner em colocar a sua logomarca e da Defesa Civil estadual em obras em que não tiveram participação. Segundo a legenda, na obra em Casa Nova, o valor total das obras, de R$ 1,5 milhão, foi liberado pelo Ministério da Integração, em caráter de emergência, em função de danos causados por chuvas. Ainda de acordo com o PMDB, coube à prefeitura a contratação das empresas e a responsabilidade pela execução dos serviços, que incluíram a recuperação e reconstrução de estradas, uma barragem e uma ponte e o governo do estado não participou de nenhuma etapa da obra.

Via Twitter, PMDB detecta uso da máquina para obtenção de apoio à Wagner

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 19 jan 2010

Tags:, , , , , , ,

do Bahia Notícias

O presidente do PMDB baiano, Lúcio Vieira Lima, antenado ao mundo online das mídias, verificou um suposto abuso de poder público do governador Jaques Wagner e já acionou o departamento jurídico do partido para fazer representação no Ministério Público Eleitoral. Trata-se de informações supostamente de caráter eleitoreiras contidas no Twitter “Imprensa Wagner”, que seria alimentado por servidores estaduais, que estariam irregularmente a fazer propaganda na internet do pré-candidato à reeleição. Para o delírio do peemedebista, o site mostrava uma articulação partidária que resultou em uma aliança com um político do interior. “Essa é a prova viva de que o governador usa a máquina pública para promover a sua candidatura. Isso é um desrespeito sem tamanho”, desabafou Lúcio.

…Leia na íntegra

“Bahia deixa oportunidades passarem”, diz Geddel, que quer o debate com Wagner

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 05 jan 2010

Tags:, ,

do Política Livre / Bahia Notícias

“Ele (Jaques Wagner) diz que não sabe porque deixamos o governo. Ele sabe sim", disse o ministro

Em seu comentário semanal transmitido pela Rádio Metrópole, o ministro Geddel Vieira Lima, da Integração Nacional fez um panorama histórico para mostrar que a Bahia, nas décadas passadas, se distanciou de outros estados do Nordeste e se transformou na terceira cidade do país por sua capacidade de criar condições para atrair investimentos. Geddel também lamentou o fato de que atualmente o estado “se apequenou”.

“Enquanto no Ceará, Pernambuco e até Minas Gerais – governos que não são do partido do presidente Lula, e até de oposição ao presidente Lula – trabalham, suam a camisa, fazendo seus estados crescerem, na Bahia estamos vendo as oportunidades passarem. O governo estadual dorme em berço esplêndido. Sobrevivendo somente das iniciativas do governo federal”, afirma, para destacar entre essas iniciativas federais a liberação pela Sudene – órgão do Ministério da Integração – de incentivos fiscais para empresas que queiram modernizar-se e ampliar seus empreendimentos na Bahia.

…Leia na íntegra

Adversários temem por democrata em campanha

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 28 dez 2009

Tags:, , , , , ,

do Tribuna da Bahia

Paulo Souto e Geddel: quem apoiará quem?

Da mesma forma que a manutenção da candidatura do ministro peemedebista Geddel Vieira Lima (Integração Nacional) ao governo baiano integra o plano de interesses estratégicos dos partidos que dão sustentação ao candidato Paulo Souto (DEM), que veem nela a garantia de que a eleição será definida no segundo turno, o rumo que o democrata vier a assumir na sucessão baiana também virou motivo de atenção entre peemedebistas.

Guardadas as proporções, o motivo é praticamente o mesmo: eles acreditam que Geddel tem condições de superar o favoritismo de Souto no decorrer da campanha, alcançando o segundo lugar hoje ocupado por ele, mas acham que a permanência do ex-governador no jogo sucessório é fundamental para evitar que o governador Jaques Wagner liquide a eleição logo no primeiro turno.

…Leia na íntegra

Lula pede que Geddel “não estique a corda”

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Política | Data: 24 dez 2009

Tags:, , , , ,

do Bahia Notícias

Segundo informou a Agência Estado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pediu ao ministro Geddel Vieira Lima, candidato ao Governo da Bahia em 2010, que “não estique a corda” na disputa pelo pleito com o governador Jaques Wagner. Na avaliação de Lula, a queda de braço baiana está a passar dos limites e pode atrapalhar a candidatura de Dilma Rousseff, justamente no estado em que ela lidera as pesquisas pela corrida ao Palácio do Planalto. A reunião ocorreu num jantar de fim de ano oferecido por Lula aos seus ministros, na Granja do Torto, nesta terça-feira (22).

Geddel mostra fé no futuro em mensagem de Natal para os baianos

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 23 dez 2009

Tags:, , ,

da Ascom / PMDB-Ba.

O ministro da Integração Nacional e pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado, Geddel Vieira Lima, expressou o seu otimismo e esperança de que a Bahia vai, no futuro, conseguir reduzir as desigualdades sociais que hoje, apesar das políticas compensatórias do Governo Lula, continuam a persistir. Ele fez essa afirmação numa mensagem de Natal, dirigida aos baianos, no seu comentário semanal veiculado pela Rádio Metrópole na última segunda-feira e distribuído a emissoras de diversos municípios.

“Apesar dessas políticas terem grande importância em nosso Estado, a Bahia sofre essa desigualdade e sabemos que nem todos podem festejar o Natal com a generosidade que gostariam. Mas a verdade é que a despeito dos graves problemas de segurança pública, educação e saúde com que nós baianos convivemos, hoje muitas famílias carentes podem fazer as suas festas e as suas preces com mais esperança”, disse o ministro.

…Leia na íntegra

PMDB não abre mão de Lula no palanque de Geddel, afirma Lúcio Vieira Lima

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 23 dez 2009

Tags:, , , , , , ,

do Bahia Notícias

Em entrevista ao programa Bahia Notícias No Ar, da rádio Tudo FM, desta terça-feira (22), o presidente do PMDB baiano, Lúcio Vieira Lima, afirmou que o seu partido não abrirá mão da presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no palanque do ministro Geddel Vieira Lima, na campanha eleitoral do ano que vem, já que na Bahia a candidata pela sucessão de Lula, a ministra Dilma Rousseff terá apoio de dois postulantes ao Governo do Estado: o PMDB e o PT. “A forma como acontecerá essa história de dois palanques não nos importa. O que não podemos aceitar é o que ocorreu na eleição para a prefeitura de Salvador, quando o PT impediu que Lula se fizesse presente no palanque de João Henrique (PMDB), impedindo que os baianos os ouvisse”, declarou Lúcio.

Sobre a questão das propagandas eleitorais, o peemedebista garantiu que a imagem do presidente da República estará presente nos programas do PMDB, já que a nova legislação permite tal feito. Em relação à nova pesquisa do Datafolha, em que aponta o governados Wagner ainda na frente, Lúcio disse ao apresentador Samuel Celestino, que vê os resultados com alegria. O motivo é que o gestor apresentou uma queda de quase 10 pontos, antes mesmo de citar o nome de Luiz Bassuma (PV), que deve tirar ainda mais votos do PT, segundo Lúcio. Clique aqui (parte I / parte II) e confira a entrevista na íntegra.

Convenção do PMDB surpreende Jonas Paulo

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 23 dez 2009

Tags:, , , , ,

do Política Livre

Jonas Paulo fica surpreso com aproximação do PMDB, PSDB e DEM na convenção

“Aprendi com o presidente Lula, que na política temos que ter lado ”. Com esta declaração, o presidente do PT estadual, Jonas Paulo, revelou à reportagem sua surpresa ao saber o que de fato aconteceu na convenção do PMDB, ocorrida domingo. “Não entendi por que o PMDB, um dos principais aliados do governo Lula e do PT, deram tanto destaque aos adversários do presidente no cenário nacional. Não faz parte da ética e dos princípios do presidente Lula a aproximação com adversários tucanos e democratas”, concluiu.