Um cérebro atormentado

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 16 jun 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Por Alberto David

Vem-me à lembrança “ A tragédia de minha vida “ , de Oscar Wilde, que revela uma escrita “desnuda”, numa linguagem clara, e é assim que gosto de dizer, de forma clara e verdadeira os fatos da minha vida artística. Um percurso que não foi fácil. Eu tive de percorrer um longo caminho, tortuoso e agreste, tendo uma pedra em cada curva, que se sucedia a cada jornada. É bem verdade que contei em minha travessia com importantes pessoas à volta.

Era um menino ainda. À noite eu e meu pai íamos todos os dias à casa de minha avó .E as mudanças foram distanciando um do outro, ainda mais com o nascimento de mais um filho homem.

…Leia na íntegra

Um olhar para trás

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 28 maio 2019

Tags:

Por Alberto David

O início da minha carreira artística nasceu de um ambiente entre graxas, cheiro de gasolina e óleo diesel. Era no Posto Sheel , antigo posto de gasolina de propriedade do meu pai, primeira casa comercial do gênero, onde trabalhava nas horas vagas , pintava ali mesmo. Os trabalhos eram grosseiros, sujos e mal-acabados, mas tinham força e muita expressão. A exposição improvisada nesse estabelecimento comercial, chamava a atenção de todos, pelos quadros distribuídos pelas paredes daquela casa que comercializava gasolina, situado ali no Centro de Conquista, na praça Marcelino Mendes, inclusive, na época, abastecia a Prefeitura Municipal cujo prefeito era Gerson Salles.

…Leia na íntegra

O homem, a Imagem e o Artista

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 19 maio 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Por Alberto David

Às vezes a gente não quer pensar, voltar às coisas que já se foram, mas como desligar o botão das lembranças amargas de um tempo de sombras? O destino parecia pregar-me uma peça, voltar a casa onde nasci: “RUA FRANCISCO SANTOS”. Era como nos velhos tempos, lembranças de uma idade feliz. Tenho doces lembranças do antigo cinema Glória, então do Avant–Premier, do filme “O tropeiro”, do cineasta conquistense Osaná Rocha e a corte de ilustres de atores famosíssimos que vieram de fora, alguns de países estrangeiros, para a grande noite do cinema nacional com o filme rodado aqui na região. Lembro-me das noites festeiras de São João; do primeiro automóvel importado e da grande novidade, a chegada dos primeiros aparelhos de televisão em nossa cidade e também como me esquecer daqueles vizinhos que se cotovelavam pelos cantos da casa de meus pais para assistirem à novela das oito ou o programa de jovem guarda? Naquele tempo, poucos tinham condição de comprar um aparelho de TV. E as viagens à fazenda com meu pai no Jeep, o qual até certo trecho da estrada eu dirigia?

…Leia na íntegra

UM OLHAR PARA TRÁS III

0

Publicado por Editor | Colocado em Cultura | Data: 02 mar 2013

Tags:

Escrito por Alberto David

 

Alberto DavidConflitos

Talvez minha mãe não percebesse  os berros e gritos daquela criança devido aos estardalhaços dos fogos de artifícios que se misturavam  aos brilhos das estrelas  do céu. Eram as celebrações Juninas.

– Um menino!  Bradou  a parteira. Na época, não existia ultrassonografia . O entusiasmo foi grande  ainda mais para meu pai,  pois até então só nasciam meninas.

Minha mãe veio das lindas terras da pequena cidade de Jacaracy. Prima de sangue  do líder e lendário Mozart David, bastante afamado naquela região e com ótimo prestígio dos grandes políticos baianos, exaltado pela sua inteligência  e vocação política , prefeito por várias vezes da cidade de Jacaracy. Minha mãe deixou suas  raízes , descendência,  enfim sua árvore genealógica  ali, onde  passa de geração em geração e alcançou a fama da moça mais bela  de lá. …Leia na íntegra