Chuva provoca mais estragos nas ruas, mas acaba com racionamento de água na Cidade

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 12 jul 2017

Tags:, ,

da Redação

A quantidade de buracos aumenta  em função das chuvas que também trazem alegria para a cidade e o campo. A população tem reclamado insistentemente das péssimas condições de trafegabilidade. Importante lembrar que o governo passado deixou a cidade suja, esburacada e sem 1 Kg de asfalto na usina. A compra dos primeiros R$ 4 milhões de asfalto demorou em função do tempo burocrático que a lei exige em um processo licitatório.

Quando o asfalto chegou a chuva aumentou – impossibilitando a continuidade do asfaltamento de ruas, avenidas,  e até a simples operação tapa-buracos. Todos sabem que asfalto não combina com água. Nunca é de mais lembrar que a qualidade do asfalto aplicado pelo governo do PT sempre foi muito criticado. Uma simples chuva levou todo asfalto da ruas do Vila América logo após as eleições do ano passado.

Outro aspecto relevante é a falta de macrodrenagem na cidade. Esse é um problema que em 20 anos as administrações petistas não fizeram nada para iniciar a tão esperada macrodrenagem. Ao contrário, – o que se vê são deputados petistas estimulando  e apoiando as invasões  na Serra do Periperi. A destruição da vegetação na serra aumenta a velocidade e volume de água das enxurradas.

Fum do racionamento

Com as chuvas as barragens estão cheias e o Governo do Estado anunciou o fim do racionamento que vem penalizando a cidade há muitos anos. Se as chuvas causam estragos na cidade – por outro lado têm aumentado a esperança de pecuaristas e agricultores.

Depois de mais de um ano, chega ao fim o racionamento de água em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 11 jul 2017

Tags:, , ,

Da Redação

Chegou ao fim, depois de 14 meses, o raciojamento em Vitória da Conquista. Ogovernador Rui Costa anunciiu nesta terça-feira (11) que o fim da distribuição alternada de água na cidade começam na quarta-feira (12).

Rui Costa disse ainda que o encerramento do racionamento, que começou em maio de 2016, foi definido após o nível da barragem de Água Fria II ter chegado a 100%. Para a decisão, também contribui a conclusão das obras da adutora do Gaviãozinho.

Segundo a Embasa, o empreendimento pode representar um incremento de 30% no volume de água para o Sistema Integrado de Abastecimento de Água (SIAA) de Vitória da Conquista. A medida também vai proporcionar a recuperação gradativa e manutenção dos níveis de segurança do Sistema de barragens de Água Fria I e II.

Esse foi o mais longo racionamento já enfrentado pelos moradores de Vitória da Conquista. De acordo com a Embasa, a medida foi necessária por conta da falta de chuvas na região, que reduziu o volume de água armazenado nas barragens de Água Fria I e II. Na época do início do racionamento, as barragens ofertavamm apenas 13 mil litros de água por dia, mas para atender a demanda da cidade, seriam necessários 48 mil litros.

Mesmo com aumento no volume das barragens, racionamento de água em Conquista não tem data para acabar

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 04 jul 2017

Tags:, , ,

Da Redação


Por conta das chuvas que vêm caindo na região de Vitória da Conquista, os níveis de água nas barragens Água Fria I e II aumentaram. De acordo com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), Água Fria I está com 100% da capacidade e a II, com 94%.

Apesar do cenário positivo no volume de água, a Embasa considera que ainda não é o momento de suspender o racionamento, pois a empresa estuda todos os cenários para reforçar o abastecimento. Assim, conforme a Embasa, o racionamento de água iniciado em maio de 2016, em Vitória da Conquista, deve seguir ao menos até o mês de setembro deste ano.

Ainda de acordo com a Embasa, o fim do racionamento vai depender da adutora do Gaviãozinho, cuja obra foi concluída. A adutora passará por fases de testes nos próximos três meses. Depois desse período a Embasa fará uma avaliação do sistema e deve decidir se o racionamento acaba ou não.

Segundo a Embasa, o empreendimento pode representar um incremento de 30% no volume de água para o Sistema Integrado de Abastecimento de Água (SIAA) de Vitória da Conquista. A medida também vai proporcionar a recuperação gradativa e manutenção dos níveis de segurança do Sistema de barragens de Água Fria I e II.

Embasa divulga novo calendário de racionamento em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 29 jun 2017

Tags:, ,

Da Redação

A Embasa divulgou nesta quarta (29), a versão digital do calendário de abastecimento de Vitória da Conquista e Belo Campo. De acordo com a Empresa, a entrega da versão impressa nos imóveis será iniciada na próxima semana.

O cronograma mantém a distribuição de água alternada a cada três dias nos dois grandes grupos criados para equilibrar o abastecimento na cidade durante a vigência do regime preventivo de racionamento. Os moradores do bairro Alto Maron devem se atentar para mudança de grupo. Antes pertencentes ao Grupo B, o bairro Alto Maron foi transferido para o Grupo A.

Situação das barragens

Apesar das recentes chuvas no município de Barra do Choça terem contribuído para melhorar o nível do complexo de barragens Água Fria I e II, assim como o rio Catolé, principais fontes de abastecimento de água em Vitória da Conquista, segundo a Embasa, a situação ainda não é considerada confortável e todos os cenários para reforçar o abastecimento estão sendo estudados. Por isso, a Empresa mantém o racionamento em Vitória da Conquista.

Embasa promete licitação da Barragem do Catolé para a próxima semana

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 25 maio 2017

Tags:, , ,

Da Redação

Atualmente, adutora do Catolé está servindo como principal fonte de abastecimento para a população de Vitória da Conquista. De acordo com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), a água que vem da adutora representa 90% do líquido que é ofertado para os moradores da cidade.

Porém, não é suficiente. Ainda segundo a Embasa, para tentar amenizar os transtornos da população, que há exatamente um ano sofre com o racionamento, está sendo construída a adutora do Rio Gaviãozinho. Quando estiver funcionando, a situação na cidade deve melhorar. Mas a solução definitiva só deve vir com a construção da Barragem do Rio Catolé.

Conforme a própria Embasa, a licitação para essa obra deverá ser lançada no dia 29 de maio. O prazo para a construção é de três anos, ou seja, o problema da água em Vitória da Conquista só será resolvido depois de 2020.

Racionamento em Conquista completa um ano, mas ainda não tem data pra acabar

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 25 maio 2017

Tags:, , , ,

Da Redação


Há exatamente um ano, os conquistenses estão enfrentando o mais longo racionamento da história da cidade. Segundo a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), o abastecimento de água em rodízio ainda não tem data para terminar.

Esse é o terceiro racionamento enfrentado por Vitória da Conquista, que sofre com a escassez de água há muitos anos. Desde maio de 2015, a cidade está dividida em dois grupos e os moradores de cada grupo recebem água três dias sim, e três dias não. No entanto, em vários bairros a reclamação da população é que o calendário de abastecimento definido pela Embasa não é cumprido. Assim, em algumas localidades da zona urbana, carros-pipa fazem o abastecimento das residências. O que também acontece em vários locais da zona rural.

Nesse momento, a barragem de Água Fria II, que abastece a cidade, está com 77% da sua capacidade. Uma situação bem melhor do que a registrada no início do racionamento, há um ano. Naquela oportunidade, a barragem estava com 34% da capacidade devido à falta de chuvas. Apesar da melhora, a Embasa ainda não põe fim ao racionamento. De acordo com a empresa, a quantidade de água atualmente na barragem não seria suficiente para atender a demanda atual por muito tempo.

Conquista: racionamento de água só vai acabar após a construção da Barragem do Catolé, afirma Embasa

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 23 mar 2017

Tags:, ,

Da Redação

O racionamento de água, em Vitória da Conquista, que começou em maio de 2016, realmente, não tem data para terminar. De acordo com a Embasa, a diminuição do fornecimento do líquido deve durar por todo ano de 2017.

No entanto, o gerente da empresa, André Ribeiro, em recente entrevista concedida ao Programa Brasil Notícias, da rádio Brasil FM, afirmou que o racionamento só chegará ao fim, definitivamente, quando for construída a Barragem do Rio Catolé. Isso significa dizer que os conquistenses vão ter que esperar muito para ter água regularmente em casa. Segundo o governo do estado, a Barragem só deve ser inaugurada no fim de 2020.

Ainda conforme a administração municipal, a Barragem do Catolé teve o projeto aprovado pelo Ministério das Cidades, que resultará na liberação de R$ 141 milhões.  O processo de licitação já foi lançado. A intervenção, que vai beneficiar 348,6 mil habitantes, possui investimento total de R$ R$ 204 milhões, sendo R$ 182 milhões para a construção do maciço e R$ 22 milhões em ações de sustentação.

Localizada em Barra do Choça, ela possibilitará o armazenamento de 23,4 bilhões de litros de água, volume quatro vezes maior do que a capacidade de armazenamento da barragem de Água Fria II, que é a atual responsável pelo abastecimento de Vitória da Conquista e Belo Campo.

Dia Mundial da Água lembra que economia deve ser rotina

0

Publicado por Editor | Colocado em Meio Ambiente, Vit. da Conquista | Data: 22 mar 2017

Tags:, ,

Da Redação


Desde maio do ano passado, Vitória da Conquista vivencia mais um racionamento de água. Esse cenário, que se repete pela quarta vez na cidade, não tem data para chegar ao fim, por isso, a população precisa se esforçar para reduzir o consumo.

Situações de desperdício, como lavar calçadas com água tratada, por exemplo, não podem acontecer, mesmo quando o racionamento terminar. Ações para evitar o desperdício devem virar rotina em todos os lares, afinal, a água é um bem finito.

Nos últimos anos, Vitória da Conquista cresceu bastante e, infelizmente, a oferta de água é insuficiente para atender toda a demanda. Falta investimentos do poder público, que já tinha conhecimento que chegaríamos a esse triste cenário, e também falta chuva. De acordo com a Embasa, a Bahia está enfrentando “a pior seca dos últimos 100 anos”.

Com a mudança de estação, as chuvas devem diminuir ainda mais e os níveis da barragem de Água Fria I e II, que abastecem Vitória da Conquista, também devem cair. O que pode amenizar os efeitos é realmente o baixo consumo da água. A população deve ter consciência que para a situação não piorar ainda mais é necessário que ela faça a sua parte.

Barragem que abastece Vitória da Conquista continua com 57% da capacidade

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 15 mar 2017

Tags:, ,

Da Redação
foto: Arquivo BRG


Com quase dez meses de racionamento, a barragem de Água Fria II, que abastece Vitória da Conquista, ainda está com pouco mais da metade da capacidade. Segundo o último levantamento da Embasa, o reservatório está com 57% da sua capacidade.

E a tendência é que a situação piore. De acordo com a estação meteorológica da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), neste mês de março, por exemplo, choveu apenas 3,9 milímetros até agora em Vitória da Conquista. Menos de 5% por cento do esperado para todo o mês, que é de 87,4 milímetros.

Ainda conforme a Embasa, desde junho de 2016, o sistema de captação de água do rio Catolé, tem contribuído com cerca de 80% da oferta de água distribuída em Vitória da Conquista e também em Belo Campo, “enquanto as barragens estão sendo preservadas para que possam voltar a ter níveis mais seguros de disponibilidade de água”.

Racionamento

Desde o dia 23 de maio, Conquista enfrenta o seu terceiro racionamento de água. O calendário de abastecimento consiste em três dias com e três dias sem água. No entanto, moradores afirmam que, muitas vezes, a água só cai uma vez na semana, sendo insuficiente para realizar as principais atividades nas residências. Essa realidade tem sido muito comum nos bairros da Zona Oeste.

A Embasa explica que durante a vigência do regime preventivo de racionamento, algumas áreas são afetadas pela variação e redução da pressão da rede distribuidora, resultando em irregularidade na oferta de água.  Por este motivo, o fornecimento de água precisa sido complementado constantemente por meio de carros-pipa, de acordo solicitação dos moradores.

Audiência Pública com a Embasa tratará sobre a construção da barragem do Rio Catolé

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 12 jan 2017

Tags:, , , ,

Da Redação

A audiência pública, marcada para a próxima terça-feira (17), foi um convite da Embasa para a Câmara Municipal de Vitória da Conquista, com o objetivo de discutir sobre a crise hídrica na cidade, com a solução de que seja construída uma barragem do Rio Catolé. Na ocasião serão apresentados os estudos ambientais, o projeto de engenharia e de educação socioambiental da obra.

Pela terceira vez em um período de quatro anos, a população de Vitória da Conquista e região, sofre há oito meses com o racionamento de água na cidade. Isso porque com a falta de chuvas, o volume de água acumulado nas barragens Água Fria I e II diminuiu os níveis drasticamente, além de também diminuir a vazão do rio Catolé.

Na manhã de ontem, quarta-feira (11), o presidente da Câmara de Vereadores, Hermínio Oliveira (PPS), e o 1º Secretário, Gilmar Ferraz (PMDB) receberam duas representantes da Embasa da unidade de Conquista. A iniciativa da realização dessa audiência é uma das etapas para o lançamento do edital de licitação, como afirmou Maísa Neves, assistente social da Embasa.

Outras licitações desse processo foram realizadas desde 2014, mas nenhuma empresa interessada compareceu para execução da obra. A exigência para obras e instalações da barragem, causadoras de significativo impacto ambiental, cumpre a obrigação legal, conforme a apresentação do estudos ambientais, o projeto e ações de educação socioambiental.

A Embasa apresentará o projeto na audiência pública, que vai acontecer às 15h, no Auditório do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães – Av. Luís Eduardo Magalhães, 1.180, Candeias, Vitória da Conquista.

Racionamento persistirá pelo menos até junho de 2017

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 27 dez 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

Até a próxima sexta-feira (30), a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) estará distribuindo os novos calendários do racionamento de água de Vitória da Conquista, que também atende à cidade de Belo Campo. Com o novo cronograma, a expectativa é de que o período de racionamento persista, pelo menos, até junho de 2017.

Segundo a Embasa  as chuvas ocorridas no final deste ano registraram um acúmulo de 180 milímetros em novembro e 88 milímetros em dezembro no complexo de barragens Água Fria I e II, não alcançando uma “condição confortável de disponibilidade hídrica”. Essa situação levou a Embasa a manter a distribuição de água em regime preventivo de racionamento.

Assim sendo, a oferta de água será mantida em dois grupos e a alternância de três em três dias na distribuição de água para cada um.

Situação das barragens

As medições dessa segunda-feira (26) apontam que a barragem de Água Fria I (reservatório utilizado em situações emergenciais) continua com sua capacidade máxima, de 175 mil metros cúbicos. Já a barragem de Água Fria II está com 57% (perante os 34% registrados no início do racionamento), o que significa 3,7 bilhões de litros, enquanto sua capacidade total é de 6,5 bilhões.

Atualmente, a Adutora do Catolé é responsável por ofertar 87% da água distribuída pelo Sistema Integrado de Abastecimento de Água de Vitória da Conquista.

Chuvas são insuficientes para por fim ao racionamento, garante Embasa

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 18 nov 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

foto-barra

Nesta sexta-feira (18), a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) emitiu nota desmentindo uma falsa informação que está circulando nas redes sociais apontando o fim do racionamento em Vitória da Conquista. O comunicado garante que as chuvas ocorridas na região das barragens de Água Fria I e II são insuficientes para por fim ao regime preventivo de racionamento no sistema integrado de abastecimento de água (SIAA) de Conquista e Belo Campo.

“Os rios que alimentam essas barragens estão situados no município de Barra do Choça, onde o índice de pluviosidade resultante das chuvas desta semana foi de apenas 60 milímetros, contra os 150 milímetros registrados em Vitória da Conquista. Com isso, o nível da barragem de Água Fria II – principal reservatório que atende o sistema – chegou a 51% de sua capacidade máxima, ante os 34% registrados em maio deste ano. Já a barragem de Água Fria I se encontra em seu nível máximo. No entanto, devido à sua pequena capacidade de acumulação, sua função é garantir reserva de água para manter o nível da barragem de Água Fria II em condições de abastecer Vitória da Conquista e Belo Campo”, aponta a nota.

A Embasa ainda ressalta que, desde junho deste ano, o sistema de captação de água do rio Catolé, tem contribuído com cerca de 80% da oferta de água distribuída nos dois municípios, “enquanto as barragens estão sendo preservadas para que possam voltar a ter níveis mais seguros de disponibilidade de água”.

Após últimas chuvas, Embasa informa situação das barragens que abastecem Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 17 nov 2016

Tags:, , , , ,

Da Redação

barragem-2
A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informou que no período de 13 a 16 de novembro, foram registradas precipitações que acumularam 52 milímetros na bacia hidrográfica das barragens de Água Fria I e II. O acumulado do mês de novembro representa 111 milímetros.

Com isso, a Barragem de Água Fria I está com 100% da sua capacidade e a Barragem de Água Fria II, que é a principal responsável pelo abastecimento de Vitória da Conquista, está com 51 % da sua capacidade, o que representa um aumento de 4% no índice em relação aos últimos dados divulgados no mês de outubro.

Mesmo assim, o racionamento em Vitória da Conquista, que já dura seis meses, não tem data para acabar. A Embasa solicita a população para que faça uso consciente da água, economizando ao máximo.

Capacidade das barragens Água Fria sobe para 47%

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 06 out 2016

Tags:,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

barragem-2

O nível de armazenamento das barragens que abastecem Vitória da Conquista e Belo Campo subiu. Segundo o último levantamento divulgado pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), as barragens Água Fria 1 e 2 contam atualmente com 47% da capacidade total.

Mesmo que em um volume ainda pequeno, as últimas chuvas têm contribuído para a recuperação das barragens. Desde o dia 1° de outubro, foram registradas precipitações na região das barragens que acumulam 89 milímetros.

No início do racionamento, dia 23 de maio, as barragens contavam com 39% do total da capacidade.

Racionamento continua mesmo com melhoria no bastecimento, diz Embasa 

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 06 out 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

RacionamentoO racionamento de água em Vitória da Conquista e Belo Campo continua até que os níveis de segurança dos mananciais sejam normalizados com a chegada do período chuvoso. O comunicado emitido pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) esclarece duvidas de conquistenses, moradores de pontos críticos do município, onde o fornecimento foi normalizado nos últimos dias.

Segundo a Embasa, após intervenções realizadas na rede distribuidora, houve um reforço no volume ofertado que regularizou o abastecimento em algumas regiões da cidade, criando a sensação de suspensão do racionamento. “O fornecimento de água para os bairros segue conforme o calendário entregue nos imóveis. Desde ontem (quarta, dia 5), a distribuição de água foi direcionada para o grupo B. O abastecimento no grupo A será retomado no próximo sábado (dia 8)”, aponta a empresa.

Alterações – Saem do grupo A e migram para o grupo B as seguintes localidades: bairro Vila América (trecho compreendido entre a Avenida Juraci Magalhães e a Rua Francisco Sabino), condomínios Cidade das Flores, Cidade Jardim, Riviera, Provence, Sul Residence, Morada Sul, Sul América, Loteamento Porto Seguro e adjacências. Já as localidades de Lagoas das Flores, Cedro, Chácaras Mirassol, Choça e Itapirema migraram do grupo B para o grupo A. Para identificar os dias em que haverá fornecimento de água, o morador pode acompanhar pelo mesmo calendário já entregue em sua residência. Basta substituir os dias marcados pelos que não estão marcados no calendário. Dúvidas e mais informações pelo telefone 0800 0555 195.

Embasa teme que calor aumente consumo de água

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 23 ago 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

IMG_0160

No mês de julho, o nível das barragens de Água Fria 1 e 2 se estabilizou. Além da conscientização da população, as baixas temperaturas do período de inverno foram apontadas pela Embasa como motivos para o bom momento do abastecimento no município de Vitória da Conquista. No entanto, com o retorno do calor, a empresa teme que o consumo de água volte a aumentar.

A redução nas barragens se estabilizou e o volume armazenado alcançou 40% de sua capacidade, contra os 34% registrados no início do racionamento. “Passamos de uma média de 23.7°C, no mês de julho, para 26.3°C, em agosto, e chegamos a registrar uma média de 29º C na semana passada. Quando as temperaturas estavam mais baixas durante o inverno, a população, naturalmente, mantinha um gasto menor de água, situação que mudou com o calor dos últimos dias”, detalha o gerente do Escritório Local da Embasa, André Ribeiro Castro.

Ainda de acordo com o gerente da Embasa, o volume de água ofertado é o mesmo desde o início do racionamento, o que torna indispensável que a população continue controlando o consumo “para que não haja desabastecimento em nenhum ponto da cidade”, afirma.

Poções: racionamento garantirá continuidade do abastecimento, diz Embasa

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 30 jul 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

barragem-de-morrinhosO racionamento de água que será implantado nos municípios de Poções e Bom Jesus da Serra (a 67 km de Vitória da Conquista) tem o objetivo de garantir continuidade do abastecimento até o fim do mês de outubro. A informação foi passada pela assessoria da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), neste sábado (30), através de nota.

De acordo com a Embasa, a medida cumpre uma determinação da Agência Nacional de Águas (ANA), já que, atualmente, o reservatório da barragem de Morrinhos está com 50% de sua capacidade total de acumulação. O problema está relacionado com a estiagem prolongada e atípica que vem contribuindo para a redução do volume de água armazenado na barragem.

Durante a vigência do racionamento, o volume de água ofertado será reduzido em 40% e o sistema será dividido em dois grandes grupos com o fornecimento acontecendo em dias alternados para aproximadamente 17 mil imóveis. O abastecimento alternativo e complementar para hospitais, creches, e escolas, além de imóveis que não foram abastecidos no período estabelecido no calendário, será garantido pela Embasa por meio de carros-pipa, mediante solicitação através do call center 0800 0555 195.

Audiência Pública  

Para explicar como acontecerá o racionamento, detalhar as ações da Embasa nos municípios e esclarecer dúvidas da população, serão realizadas audiências públicas nas Câmaras de Vereadores dos municípios. Em Poções, audiência ocorrerá na próxima quarta-feira (27), às 16h. Em Bom Jesus da Serra, a reunião acontece no dia 2 de agosto, às 14h. Durante as audiências, o corpo gerencial da empresa também concederá entrevista à imprensa local.

Recomendações

Nesse cenário, é importante evitar o uso de água potável para a lavagem de carros e calçadas ou rega de plantas e jardins. Para esses fins, é recomendável o reuso da água de lavagem de roupas ou da lavagem de hortaliças e legumes (ver mais dicas no hotsite Eu Economizo Água). Também é preciso que a população seja vigilante em relação a vazamentos na rede interna do imóvel onde mora ou frequenta, como centros comerciais e repartições públicas, e também em relação a vazamentos na rua.

Para informar sobre vazamentos na rede pública distribuidora de água, basta ligar 0800 0555 195 ou 3431-1023 para que a Embasa providencie o conserto da tubulação e evite perda de água na distribuição.

Embasa impõe calendário de racionamento também a Poções

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 30 jul 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

barragem-de-morrinhosfoto: Portal Poções

Começa a vigorar na próxima segunda-feira (1º de agosto) o calendário de racionamento no abastecimento de água em Poções. Assim como em Vitória da Conquista, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) dividiu o município de Poções em dois grupos, porém, com intervalo de dois dias em cada grupo na oferta de água.

Segundo a empresa, a medida é necessária por que os níveis de água na barragem de Morrinhos, que abastece o município, apresenta um déficit de 50% do normal de sua capacidade de água.

Vitória da Conquista

O racionamento na terceira maior cidade da Bahia teve início no dia 23 de maio. Desde lá, os grupos estão sendo abastecidos por três dias correntes, com intervalos de mais três dias. A projeção da Embasa é que  racionamento perdure até o mês de dezembro.

Servidores da Embasa realizam nova paralisação

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Bahia | Data: 21 jul 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

DSC01225

Os trabalhadores da Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa) irão paralisar novamente as atividades por 24 horas nesta quinta-feira (21). A decisão foi tomada em assembleia nesta quarta (20), de acordo com o sindicato da categoria (Sindae).

Os profissionais tentam pressionar a empresa a aceitar um acordo coletivo. A Embasa, no entanto, oferece reajuste de 9,83% retroativos a maio. O mesmo índice seria aplicado ao abono alimentação. Os demais benefícios ficariam “congelados”. A categoria não aceitou a proposta.

A última paralisação ocorreu na terça (12) e afetou o atendimento ao público. Somente o posto de atendimento do SAC estará funcionando. No entanto, as equipes de rua irão trabalhar. Uma nova assembleia será realizada nesta sexta (22).

Abastecimento d’água está afetado em bairros do grupo B

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 14 jul 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

ÁguaO fornecimento de água encontra-se afetado na parte alta dos bairros do grupo B do calendário de racionamento em Vitória da Conquista. Segundo a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), o problema é momentâneo e causado por falhas eletromecânicas em equipamentos de bombeamento.

A Embasa informou que “uma equipe de técnicos da empresa já está atuando para corrigir o problema e restabelecer o funcionamento integral do sistema nas próximas horas, quando o abastecimento será retomado de forma gradativa”.

Enquanto isso, os moradores que não forem abastecidos no período estabelecido no calendário devem solicitar o abastecimento alternativo por meio de carros-pipa, através do teleatendimento 0800 0555 195.