MP lança aplicativo para mapear casos de racismo na Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Polícia | Data: 12 nov 2018

Tags:,

Da Redação

Será lançado no dia 19 de novembro pelo  Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA),  um aplicativo para mapear os casos de racismo no estado. Quem for vítima ou testemunha de episódios racistas poderá denunciar através do celular. A partir do lançamento, o ‘Mapa do Racismo’ estará disponível para qualquer cidadão que queira baixá-lo no seu celular.

Na data de lançamento, comemora-se o Dia da Consciência Negra. O evento será na sede do MP-BA, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, a partir das 9h.  A iniciativa é do Grupo de Atuação Especial de Proteção dos Direitos Humanos e Combate à Discriminação (Gedhdis), coordenado pela promotora de Justiça Lívia Vaz, e do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos (Caodh), coordenado pela promotora de Justiça Márcia Teixeira. O ‘Mapa do Racismo’ possibilitará o georreferenciamento dos casos de racismo e disponibilizará ao público os dados estatísticos dos registros por município.

A ferramenta trará informações que vão ajudar as pessoas a identificar casos de racismo e possibilitará o registro de denúncias anônimas de discriminação racial, intolerância religiosa, injúria racial e racismo institucional. Será possível enviar fotos, áudios, textos, vídeos e digitalizar documentos …Leia na íntegra

Combate ao racismo é o tema da redação do 2º Enem

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 04 dez 2016

Tags:, , ,

Da Redação

enemcaderno
O tema da redação da segunda aplicação do Enem 2016 é “Caminhos para combater o racismo no Brasil”. A informação foi divulgada nas redes sociais pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), no início da tarde deste domingo (4).

Na prova aplicada nos dias 5 e 6 do mês passado, a orientação era escrever sobre “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”.

A reaplicação do Enem em 2016 ocorreu devido às ocupações de locais de prova em novembro. Movimentos estudantis que protestam contra a PEC do teto dos gastos e contra a reforma do ensino médio ocuparam prédios de universidades onde o exame seria aplicado.

Por isso, os candidatos que não puderam realizá-lo em novembro tiveram a opção de participar da segunda edição do Enem, neste fim de semana (3 e 4 de dezembro). Em Vitória da Conquista, mais de quatro mil candidatos fizeram a nova prova.

Além da redação, a prova deste domingo (4) tem questões de matemática e de linguagens.

Brumadense e mais dois acusados de ataques racistas na internet são soltos

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 21 mar 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_0316Três homens acusados de terem feito ataques racistas contra a atrizes e jornalistas da TV Globo foram soltos nesse sábado (19) pela 23ª Vara Criminal do Rio. Francisco Pereira da Silva Junior, Pedro Vitor Siqueira da Silva e o brumadense Thiago Zanfolin Santos Silva estavam presos desde a última quarta-feira, quando a Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) cumpriu os mandados de prisão.

Segundo o alvará de soltura, os acusados deverão comparecer em juízo todas as vezes em que forem intimados, fornecerem informações sobre os seus endereços e não se ausentarem da comarca de suas residências sem expressa e prévia autorização judicial.

Além de Thiago Zanfolin, que foi detido em Brumado, os outros foram presos nos municípios de Sertãozinho (São Paulo) e Navegantes (Santa Catarina). Um quarto homem, Gabriel Sanpietri, também teve mandado de prisão cumprido em Curitiba (Paraná) pelo crime, mas ele já estava preso por cometer crimes de pedofilia na internet.

Brumadense acusado de racismo na internet é transferido para o Rio de Janeiro

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 18 mar 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_0316O brumadense Tiago Zanfolin Santos Silva, de 26 anos, acusado de fazer parte de uma quadrilha que praticou ataques racistas na internet, foi transferido para o Rio de Janeiro, onde as investigações acontecem na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática. A transferência foi realizada na tarde da última quarta-feira (16).

Segundo informações do site Brumado Notícias, ele viajou em um voo fretado escoltado por agentes civis da polícia carioca. O computador, o celular e o notebook do acusado também foram levados para serem periciados. O brumadense alega que é inocente e que teria tido as senhas pessoais de grupos na internet roubadas.

Brumadense acusado de injúria racial nega ter cometido crime, diz delegado

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 16 mar 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

delegado-leonardo-rabeloO BLOG DA RESENHA GERAL conversou com o coordenador da 20ª Coorpin de Brumado, responsável pela operação que prendeu um dos integrantes do grupo que praticava injúrias raciais contra atrizes e repórteres da Rede Globo de Televisão. Segundo o delegado Leonardo Rabelo (foto), o brumadense Tiago Zanfolin Santos da Silva, de 26 anos, negou participação nos crimes.

O delegado Leonardo Rabelo, coordenador da 20ª Coorpin de Brumado, disse que Zanfolin negou a participação nos crimes. “Ele negou, disse que chegou a participar desse grupo [que, pela Internet, fez vários ataques racistas a atrizes, jornalistas e apresentadoras], mas que saiu há algum tempo e não praticou o crime de injúria. Mas a polícia tem elementos que comprovam a participação dele nesses crimes”, relatou o delegado.

Ao blog Brumado Notícias, a mãe de Tiago Zanfolim, Kátia Cilene Zanfolin da Silva, negou o envolvimento do filho. “Meu filho é inocente. Alguém invadiu o computador dele e as redes sociais e postou essas coisas”, disse. Cilene afirmou ainda que a namorada de seu filho é negra e por isso descarta qualquer crime de injúria e racismo. “Meu filho não vai ficar preso porque ele é vítima disso tudo”, disse a auxiliar de serviços gerais. A polícia apreendeu o celular e o notebook do acusado.

De acordo com o coordenador da 20ª Coorpin, o mandado de prisão é temporário, válido por cinco dias, mas que pode ser renovado por mais cinco dias a pedido da Justiça. A princípio, Thiago ficará detido em Brumado e deve responder criminalmente pela prática dos crimes de injúria racial, racismo e associação criminosa.

O material apreendido será enviado para perícia ainda nesta quarta-feira (16), no Rio de Janeiro. A investigação foi realizada pela Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), do Rio, e, em Brumado, contou com o apoio das unidades policiais da Polícia Civil de Brumado.