Repelentes para gestantes começam a ser distribuídos em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 11 abr 2017

Tags:, ,

Da Redação
fotos: Rafael Gusmão

A distribuição de repelentes para gestantes cadastradas no programa Bolsa Família teve início nesta terça-feira (11), em Vitória da Conquista. A distribuição gratuita é o  cumprimento do Decreto nº 8.716, de 20 de abril de 2016, que instituiu o programa de prevenção e proteção individual  para gestantes em situação de vulnerabilidade contra o Aedes aegypti.

O principal objetivo é prevenir a microcefalia e outras complicações provocadas pelo Aedes e também outros mosquitos que transmitem doenças. Na cidade, serão beneficiadas 1016 gestantes das zonas urbana e rural.

Os repelentes começaram a ser entregues durante um encontro realizado no Cemae pelas secretarias de Saúde e Desenvolvimento Social, quando as gestantes também receberam informações de como utilizar o produto. Para receber o repelente, as gestantes deverão portar um documento oficial de identificação com foto, CPF, cartão do titular do Bolsa Família (obrigatórios) e a Caderneta da Gestante (caso possua).

Decreto cria programa que oferece repelente para gestantes do Bolsa Família

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 22 abr 2016

Tags:, , , ,

Da Redação*

mosquitoNesta sexta (22),  entra em vigor o decreto assinado pela presidente Dilma Rousseff  que institui o programa de prevenção e proteção individual de gestantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica contra o Aedes aegypti. De acordo com a publicação, se caracterizam como em situação de vulnerabilidade socioeconômica as gestantes que integram famílias beneficiárias pelo Programa Bolsa Família.

O programa será desenvolvido por meio da implementação e execução de ações voltadas para a aquisição e a distribuição de insumos estratégicos para a saúde, como repelentes para uso tópico contra mosquitos. A definição de quais insumos serão adquiridos e distribuídos ficará a cargo do Ministério da Saúde que, conforme o decreto, vai atuar de forma conjunta com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome para a implementação do programa.

“A aquisição e a distribuição dos insumos serão realizadas pelo Ministério da Saúde, com os recursos relativos ao crédito extraordinário em favor do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome aberto pela Medida Provisória nº 716, de 11 de março de 2016, mediante assinatura de termo de execução descentralizada entre os referidos ministérios.”

*Com informações do Tribuna da Bahia