Prefeitura promete mesmo empenho para execução dos novos trechos da J. Pedral

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 12 jul 2018

Tags:, ,

da Redação
Por Fábio Sena / Siga.News

 

A Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista entrega no próximo sábado (14) uma das mais importantes obras viárias do município, a primeira etapa da Avenida J. Pedral. Marco na mobilidade urbana, a obra foi executada pela Empresa Municipal de Urbanização (Emurc), com o apoio de diversas secretarias municipais.

A primeira etapa tem 2,2 quilômetros de comprimento, conta com ciclovia e calçadas em toda a sua extensão e vai ligar a Avenida Olívia Flores à Avenida Gilenilda Alves, no trecho do Bairro Vila América. A J. Pedral vai desafogar o trânsito do centro da cidade e das avenidas Luis Eduardo Magalhães e Olívia Flores. …Leia na íntegra

Brasil FM: Fatos e Feitos sob nova direção, com Marcos Ferreira e Rossane Nascimento

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 01 jul 2018

Tags:, ,

da Redação

Por Fábio Sena (Siga.News)

O programa Fatos e Feitos, levado ao ar todos os sábados pela Brasil FM, ganha uma nova roupagem e novos âncoras a partir de hoje. Por força da legislação eleitoral, o apresentador do programa Esmeraldino Correia se afastou para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. Assumem o horário o publicitário e radialista Marcos Ferreira e a jornalista e publicitária Rossane Nascimento.

Amigos de longa data, os dois já haviam trabalhado juntos muitos anos atrás na TV Sudoeste, ele como chefe do escritório local e ela como apresentadora dos telejornais. Agora, ambos dividirão a mesma bancada e pretendem tratar de todos os temas do cotidiano, da saúde à política, do esporte à cultura. “E será, sobretudo, um programa aberto à fala do ouvinte”, afirma Marcos Ferreira, para quem voltar ao rádio foi um “presente”.

Chefe de gabinete da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, Marcos Ferreira afirma que a distância dos microfones já o estava incomodando e que pretende constituir um ambiente de debate oferecendo o espaço à discussão da cidade, “sempre de forma coletiva, com todas as vozes podendo opinar e sempre de forma a afirmar o desenvolvimento de nossa cidade e região”, afirmou.

Para falar a verdade, o São João de Conquista não diminuiu com Herzem. Até aumentou

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 24 jun 2018

Tags:, ,


Por Giorlando Lima (Blog)

Uma coisa são apresentações musicais de famosos em uma praça ou espaço de eventos e outra coisa é a tradição do São João, com fogueiras, comidas, interação familiar e social e espaços comunitários onde isso tudo acontece. E era assim em Vitória da Conquista quando cheguei aqui, em 1984. A festa junina acontecia em barracões nos bairros, como os famosos barracões da Avenida Guanambi, do Guarany, da Rua Dois de Janeiro ou da Praça da Saudade. Conquistenses e visitantes tinham nesses locais a opção de curtir uma festa bem próxima daquela que víamos em pequenas cidades e nas roças. Eram lotados. Provavelmente, tivessem aqui e ali um problema de estrutura ou de segurança, mas eram um sucesso.

Quando o prefeito Guilherme Menezes entrou, esse formato perdeu lugar para uma festa no antigo depósito do Superlar na Avenida Bartolomeu de Gusmão. E o São João de Conquista agonizou. Felizmente, a intenção do governo petista era criar algo novo, que lhe fosse atribuído como marca (ninguém consegue criar boas marcas como o PT). E anos depois, Vitória da Conquista já tinha outro São João famoso, agora nos moldes das cidades onde a festa fez fama, com artistas de fora, famosos. A diferença é que para Conquista a prefeitura trazia artistas mais próximos das tradições do forró, das velhas e boas festas juninas com a qualidade consolidada por Luiz Gonzaga (que quando esteve em Vitória da Conquista cantou em palanque). Preferia-se a qualidade à celebridade.

E isso durou muito tempo, com repercussão em todo o estado, confirmando Vitória da Conquista como a cidade da Bahia onde a boa música se apresentava três vezes ao ano, de graça, em espaços públicos. Aqui se fazia o Festival de Juventude, que trazia um nome nacional para cantar ou tocar; o Forró de Serra do Piripiri, em junho, e o Natal da Cidade, com uma longa semana de belos espetáculos no centro da cidade, principalmente e muito tempo na Praça Barão do Rio Branco.

Joel Pinheiro

Joel Pinheiro, homenageado em 2016

27609712710_96013e4faa_k

Andrade de Sertânia tocou também em 2016

Mas, o tempo passa, as administrações enfrentam dificuldades, os recursos financeiros escasseiam, os patrocinadores somem e até o pique diminui. Em 2015, o São João teve a maior grade de atrações, com 80 artistas, sendo sete convidados, nomes com repercussão estadual ou nacional, mas o Natal da Cidade dava os primeiros sinais da crise e teve redução na duração e nas atrações de fora. Em 2016, já não aconteceu o Festival da Juventude, o São João teve apenas 30 atrações locais se apresentando no Espaço Cultural Glauber Rocha e o Natal da Cidade acabou não acontecendo, segundo a prefeitura, por falta de dinheiro. O prefeito Guilherme Menezes abriu mão de encerrar o seu governo com glamour para agir com a responsabilidade de um bom gestor.

Bia, Tivão e Gó, membros do grupo Forrozão da Arapuca

Forrozão da Arapuca, atração do São João 2018

Rony Barbosa

Rony Barbosa toca nesta quinta (21)

Ou seja, embora a administração do prefeito Herzem Gusmão tenha mudando os nomes dos projetos culturais, numa espécie de birra, ou buscando, como fez o PT, implantar novas marcas com a cara do novo governo – o Forró Pé de Serra do Piripiri virou Arraiá da Conquista e o Natal da Cidade mudou para Natal Conquista de Luz –, nenhum evento cultural promovido pela prefeitura ficou menor ou acabou por ação do governo atual, à exceção do Festival da Juventude que, suspenso em 2016, não foi retomado em 2017 e 2018. Tanto o São João como o Natal foram mantidos com excelentes artistas que vivem ou atuam em Conquista e região. E ambos aumentaram, tanto a quantidade de locais aonde os eventos chegam, como o número de artistas locais e regionais valorizados.

É difícil, nos dias atuais, falar disso sem receber uma saraivada de críticas e agressões. Por estas bandas conquistenses ou se fala mal de Herzem Gusmão e do seu governo ou se fala mal do PT e da administração anterior. Falar do que realmente é fato é correr o risco de ser expulso de grupos de WhatsApp, não poder mais beber com os velhos amigos e receber a pecha coxinha corrupto ou petralha idem.

Mas, o BLOG mantém a opção por continuar procurando o máximo de isenção.

E neste e alguns outros casos, que podem ser apresentados e comprovados, há excesso de má vontade ou pura ação político-eleitoral com o fim de aproveitar eventuais erros de gestão e falhas de comunicação para sapecar outras culpas no prefeito, de modo a aumentar ainda mais o desgaste da administração.

Deu no Bahia Notícias: Após críticas de Neto ao PMDB, Herzem desiste de apoiar Zé Ronaldo: ‘Ele foi inoportuno

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 11 abr 2018

Tags:, , , ,

Reprodução do Bahia Notícias
Por Bruno Luiz

O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (PMDB), está na bronca com o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). Ele estava até disposto a apoiar a candidatura de Zé Ronaldo (DEM) ao governo do Estado. No entanto, mudou de ideia quando viu o democrata dizer em entrevistas à imprensa que, se depender dele, o PMDB não coliga com Ronaldo (leia aqui). Ao Bahia Notícias, Herzem fez duras críticas a Neto por essa postura. “Estive em Salvador na filiação do Arthur Maia. Lá, declarei apoio a Neto e Neto desistiu. No dia seguinte, Zé Ronaldo me liga e sinalizei o nosso apoio a Zé Ronaldo. Falei pessoalmente com ele. Garanti a ele. Depois da última declaração de Neto, que, de forma deliberada e desnecessária, anuncia que não quer o PMDB, nós temos uma reunião na sexta-feira, em Conquista, com o diretório do partido. Nela, vou colocar que a minha opinião, a tendência nossa, se depender de mim, é acompanhar João Santana. É seguir o candidato do PMDB, que é uma figura, uma liderança histórica e qualificada do partido.

Exatamente por essa declaração de Neto”, declarou o prefeito da terceira maior cidade baiana. E as críticas de Herzem não pararam por aí. Incomodado com a posição “inoportuna” de Neto, ele também disse que a decisão do prefeito de não concorrer ao governo do Estado provocou um “prejuízo histórico para as oposições” e que, enquanto maior liderança do campo oposicionista na Bahia, o democrata tem errado na forma de conduzir as coisas. “Ele errou duas vezes. Erra quando não saiu candidato e erra quando não faz o discurso da unidade. Esse é o momento de se preocupar com a unidade, não esparramar. Se ele sabia que não seria candidato, deveria ter anunciado no ano passado, ou no início deste ano.

Não entendi a desistência e a postura dele de sair atirando contra um aliado”, criticou. Herzem seguiu reclamando do tratamento dispensado ao PMDB pelo prefeito da capital baiana e disse que apoiar a candidatura de João Santana é uma forma também de evitar o “constrangimento” de ser impedido pela executiva nacional do partido de apoiar Zé Ronaldo, após as declarações de Neto. “Confesso da minha preocupação da forma como o prefeito Neto tem tratado o PMDB. Ele não teve cuidado com o partido. Quando ele levou Bruno [Reis] para o PMDB, ele disse que precisava colocar alguém de sua confiança lá. Agora, ele disse que não quer a gente”, afirmou.

Ainda segundo ele, com as três pré-candidaturas da oposição ao Palácio de Ondina – PSDB, DEM e PMDB -, pode-se chegar a um segundo turno nas eleições. No entanto, para ele, o prefeito de Salvador precisa mudar sua postura em relação às outras siglas. “Com três candidatos, podemos provocar o segundo turno. Acontecendo um segundo turno, que o prefeito de Salvador não venha dispensar apoio de partidos políticos”, recomendou.

Além de Neto, o pré-candidato tucano ao governo, João Gualberto, também foi alvo da metralhadora de Herzem por também ter dito que não coligaria com os peemedebistas. “Ele tem sido muito inábil. Um homem que se propõe a ser candidato ao governo do Estado, o discurso não o qualifica. Precisamos de alguém que pregue a unidade”, avaliou.

Deu no Bocão News: Ala do MDB rejeita nome de João Santana e declara apoio a ACM Neto

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 06 abr 2018

Tags:, , , ,

da Redação

Reprodução do Bocão New

Deu na Tribuna da Bahia: Herzem Gusmão lança Nilo Coelho para vice de Neto

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Vit. da Conquista | Data: 22 fev 2018

Tags:, , ,



Reprodução da Tribuna da Bahia

Por Henrique Brinco e Raul Monteiro

 

Foto: Divulgação


O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, lançou o ex-governador Nilo Coelho como possível nome para compor a chapa majoritária ao Governo da Bahia nas eleições 2018. Sendo assim, Nilo poderia ser o vice do prefeito de Salvador, ACM Neto –  que deve enfrentar o atual governador Rui Costa (PT) no pleito –  e fortaleceria a influência política de Vitória da Conquista no cenário estadual. Em entrevista à Tribuna, Gusmão falou da importância do nome de Nilo – que atualmente está filiado ao PSDB, mas que poderia se filiar ao MDB. “No ano passado, cheguei em Salvador e tinha aquela discussão de dois nomes. Lembro que o MDB não estava aceitando dois grandes nomes: José Ronaldo e o ex-ministro Imbassahy. Dizia que eu estava levando três nomes: Nilo Coelho, Arthur Maia e Arthur solicitou que eu também incluísse o nome de Benito. Então, chegamos com cinco grandes nomes e eu entendo que um partido como o MDB não poderia ficar no papel de coadjuvante”, disse.

“Eu sou gestor de Conquista e considero que a cidade está um pouco isolada da influência política”, disse o gestor, que teceu críticas ao grupo petista. “Resumindo: eu resolvi apresentar o nome do ex-governador Nilo Coelho, não somente para ele ser vice. O nosso candidato é ACM Neto. Aqui em Conquista ele ganha as eleições. Coloquei o nome do governador Nilo para compor a chapa majoritária. Não direcionei Nilo para vice de ACM Neto, e sim para a chapa majoritária.”. …Leia na íntegra

Deu no Bocão News: Ex-governador Nilo Coelho é cotado para integrar chapa de Neto, diz Herzem Gusmão

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 19 fev 2018

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: Bocão News (Reprodução)

[Ex-governador Nilo Coelho é cotado para integrar chapa de Neto, diz Herzem Gusmão]

Redação:Bocão News

O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), defende que a possível chapa do prefeito ACM Neto (DEM) na eleição para governador do estado tenha um representante da região sudoeste da Bahia.

Em entrevista ao blog Resenha Geral, o emedebista afirmou que já há conversas a respeito da ida do ex-governador Nilo Coelho (PSDB) para a majoritária do democrata. “Conversas foram iniciadas. Nilo não disse que sim, mas também não disse que não aceita”, afirmou.

“Tenho o dever como prefeito da terceira maior cidade do Estado de tomar uma posição capaz de fortalecer politicamente o interior da Bahia. Nilo Coelho é o nome capaz de robustecer a ideia política e atrair as atenções do governo para regiões esquecidas pelo PT”, alfinetou.

Para o prefeito de Conquista, Nilo Coelho pode vir a disputar o Senado ou até a vice-governadoria.

Deu no Bahia Notícias: Prefeito de Conquista quer Nilo Coelho em provável chapa com Neto: ‘fortalecer interior’

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 19 fev 2018

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: BN (Reprodução)

Foto: Reprodução / Blog da Resenha Geral

Para o prefeito de Vitória da Conquista, no sudoeste, Herzem Gusmão (PMDB), Nilo Coelho (PSDB), ex-governador do estado, deve ser candidato a senador ou a vice-governador nas eleições deste ano. Ao Blog da Resenha Geral, que é ligado a Gusmão, o prefeito disse que o nome do ex-governador em uma eventual chapa com ACM Neto fortaleceria o interior, principalmente a região sudoeste em representatividade.

“Tenho o dever como prefeito da terceira maior cidade do Estado de tomar uma posição capaz de fortalecer politicamente o interior da Bahia. Nilo Coelho é o nome capaz de robustecer a ideia política e atrair as atenções do Governo para regiões esquecidas pelo PT”, disse. Até o momento, Nilo Coelho não se pronunciou sobre a possiblidade de candidatura. “Conversas foram iniciadas. Nilo não disse que sim, mas também não disse que não aceita”, afirmou Gusmão.

“Está abolida a hora extra na Prefeitura”, diz Herzem ao abrir trabalhos da Câmara

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 03 fev 2018

Tags:, , ,

Por Fábio Sena (Diário Conquistense)

Prefeito Herzem Gusmão abre os trabalhos legislativos de 2018

O auditório da Câmara de Vereadores estava lotado na manhã desta sexta-feira (2) para a sessão de abertura dos trabalhos legislativos deste ano, com a leitura da Mensagem do Executivo. Como de costume, o prefeito Herzem Gusmão preferiu falar de improviso a uma plateia formada por apoiadores do governo, mas sobretudo por servidores insatisfeitos com o não-pagamento do terço de férias e de horas extras trabalhadas. Articulados pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais/Sinserv, os servidores pronunciavam palavras de ordem e, em algumas oportunidades, interromperam o discurso do prefeito. Apesar dos gritos e das manifestações ruidosas, o prefeito conduziu até o fim seu discurso, avaliando o ano de 2017 e fazendo uma leitura do cenário econômico-financeiro das prefeituras brasileiras para demonstrar que Vitória da Conquista está com saúde financeira e investindo em infraestrutura.

Herzem Gusmão realçou novamente o papel da Câmara na aprovação de projetos que permitiram ao governo avançar em uma série de políticas. Ele citou a aprovação da subvenção para a Emurc como essencial à pavimentação de várias avenidas. “Vamos pavimentar bairros e atender ainda melhor às escolas. Já está garantida a pavimentação no Morada Real, no Henriqueta Prates e no Miro Cairo”, assegurou o prefeito, acrescentando que o governo está chegando na zona rural e nos bairros bairros mais afastados, “que antes não recebiam a atenção devida”. Ainda sobre a revitalização da Emurc, para o prefeito uma das principais conquistas de 2017, ele voltou a criticar a gestão anterior, do ex-prefeito Guilherme Menezes, de quem teria herdado uma empresa em situação ruim. “Encontramos a Emurc paralisada, desacreditada, com 28 parcelamentos que não haviam sido honrados pela gestão anterior. Agora ela está viva e bela, e inclusive deve começar a vender asfalto até para outros municípios da região”.

Horas extras e terço de férias 

Sobre a queixa reinante no plenário por parte dos servidores, o prefeito afirmou que, mesmo com a grave crise financeira que assola o país, o pagamento do funcionalismo público tem sido tratado como prioridade: “Ainda este mês começaremos a pagar o terço de férias dos servidores municipais. E pagaremos também as parcelas de férias dos servidores contratados, que a antiga gestão optava por pagar apenas na rescisão – ou seja, pagava em atraso”, esclareceu.

O prefeito afirmou que poderia pagar apenas o terço de férias relativo a 2017. “Mas nós vamos pagar também quase R$ 500 mil de terço de férias do governo passado, que não pagou. E o pior: não subvencionou. Eu solicito desta casa que forme uma comissão para analisar os dados que acabo de demonstrar”, disse o prefeito. Ele afirmou ainda que vai assegurar o pagamento de horas extras apenas à Secretaria de Saúde, até março, e está estudando a possibilidade de permitir hora extra na Secretaria de Desenvolvimento Social.

“A professora Ceres Almeida fez uma solicitação que precisa pagar horas extras até março na Saúde. Mas que a partir de abril não viria mais uma folha de horas extras. O pagamento será feito pela fonte 14, não pela fonte 00, para que o município tenha dinheiro para investir em iluminação, limpeza pública, limpeza de aguadas. Michel Farias, secretário interino, fez o mesmo pleito, para que a fonte fosse 29, e estamos buscando atender a Secretaria de Desenvolvimento Social. O governador Rui Costa não paga hora extra. O governo federal não paga hora extra. O Banco do Brasil, a Previdência, a Caixa, as grandes potências do Brasil não pagam. E, portanto, já decretamos: abolimos a hora extra no nosso governo”.

Saúde

Para Herzem Gusmão, um dos principais desafios de 2018 é melhorar a cobertura da atenção básica em Vitória da Conquista. “É importante registrar que, quando começamos a gestão, recebemos uma cobertura de 36% na atenção básica. Feira de Santana, por exemplo, já tem há tempos uma cobertura de 74%. Precisamos melhorar a nossa atenção básica e vamos batalhar muito para isso”.

Futuro

Outra inovação destacada pelo prefeito para 2018 é a Gestão Eletrônica de Processos (GEP), que tem sido implantada pelo Núcleo de Tecnologia da Informação da Prefeitura. O GEP fará com que, em breve, toda a movimentação de processos pela Prefeitura seja eletrônica, abolindo o papel como forma de comunicação entre setores. “Gera celeridade e uma enorme economia. Economia de papel, de tempo, de trabalho. Há setores em que o servidor precisa se deslocar apenas para entregar um papel. Agora, com o GEP, isso será feito a um clique de computador”.

Para o prefeito, é preciso começar a pensar já agora como Conquista será em seus 200 anos. “Completamos 177 anos, mas já temos que pensar nos 200. É por isso que estamos implantando o GEP e elaborando o Plano Municipal de Saneamento, o Plano Municipal de Mobilidade Urbana”. À frente do Plano Municipal de Saneamento está Fernando Marcatto, professor doutor de Direito na FGV e consultor da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). Atualmente, a Fipe é responsável por uma consultoria que, dentre outros temas, avalia se os procedimentos adotados pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) no município seguem as diretrizes impostas pela lei.

Deu no BN: Vitória da Conquista: prefeitura responde críticas a Herzem por fala sobre surdos

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Vit. da Conquista | Data: 27 set 2017

Tags:, , ,

da Redação
Reprodução do Bahia Notícias

A prefeitura de Vitória da Conquista divulgou uma nota nesta terça-feira (26) respondendo às críticas da Associação de Surdos contra o prefeito Herzem Gusmão.

No texto, o município assegurou que vem empreendendo esforços no sentido de promover a inclusão de deficientes auditivos e que “tem dado total atenção à questão”. “Prova disso que em março e em abril do corrente ano se reuniu com o representante da Associação de Surdos para tratar de benefícios aos portadores de deficiência auditiva. Mais: no início deste ano a prefeitura reativou a Central de Interpretação de Libras atendendo a uma solicitação da referida Associação de Surdos de Vitória da Conquista”, aponta o texto.

Nesta segunda (25), a Associação de Surdos de Vitória da Conquista protocolou uma ação contra Herzem. Segundo o presidente da entidade, Magno Gama, o prefeito teria “humilhado” a comunidade de deficientes auditivos ao declarar que os surdos não teriam condição de apreender a escrever em língua portuguesa (veja mais).

“A citada “humilhação” denunciada pelo senhor Magno Gama trata-se, ao nosso ver, de calúnia difamatória que deve ser provada pelo acusador”, respondeu a prefeitura, ao citar projetos voltados para surdos na cidade, especialmente na área de educação. O texto pontua que Herzem ainda não recebeu qualquer notificação do Ministério Público.

Dez dias na terra da Bomba H

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 24 set 2017

Tags:,

da Redação
Reprodução do Correio Braziliense

Tomava banho quando senti uma tonturaepercebi que o prédio tremeu. Ao descer para o lobby do hotel, um dos três agentes norte-coreanos que me seguiam 24 horas por dia me informou sobre a obrigatoriedade de assistir a um comunicado oficial na TV estatal, mais tarde, ao lado dos funcionários do estabelecimento. Era a declaração do ditador Kim Jung-un sobreaexplosão da bomba H. Nos nove dias seguintes, testemunhei a empolgação do país com o feito bélico.

Vi celebrações em diversas partes de Pyongyang, onde visitei as mais recentes construções, em uma clara tentativa do regime de mostrar a imagem de uma nação moderna. Não há espaço para imperfeição na capital,transformada em uma espécie de Disneylândia socialista para os poucos estrangeiros que se aventuram a visitar o país. Além de proibirem imagens, tomaram a minha câmera mais de uma vez. Apagaram e obrigaram-me a apagar fotos que consideravam negativas. Poderia ser preso e condenado a trabalho forçado caso reagisse ou descumprisse qualquer regra. Mas consegui deixar a nação mais fechada do mundo com mais de 500 fotografias e 20 vídeos. Material que o Correio começa a publicar hoje, na edição impressa e em seu site.

Reporter do Correio entra na Correia do Norte, país mais fechado do mundo

Correio visitou a Coreia do Norte, comandada por uma dinastia comunista totalitária que, hoje, com sua bomba atômica, provoca apreensão em todo o planeta. O repórter Renato Alves estava no país mais fechado do mundo em 3 de setembro, data do sexto e, até então, mais potente teste nuclear feito pelo regime de Kim Jong-un. Ele sentiu a terra tremer e foi apresentado à equipe envolvida no desenvolvimento da temida arma.

Diferentemente da maioria dos poucos estrangeiros que conseguem entrar na nação asiática, o repórter não se infiltrou em uma das excursões organizadas por empresas parceiras, com pacotes vendidos na vizinha China. Ele obteve um visto especial de jornalista e, por isso, sofreu uma vigilância muito mais intensa que a reservada aos turistas.

Mesmo assim, Alves conseguiu deixar a parte norte da Península Coreana com um material farto e inédito no mundo ocidental. São mais de 500 fotografias e dezenas de curtos vídeos, inclusive de cenários e cenas proibidos pelo governo do país que cultua seu líder como um deus. O resultado dessa viagem você confere neste especial, que será publicado ao longo de oito dias, entre 24 de setembro e 1º de outubro de 2017.

Pyongyang é uma festa // Enquanto o resto do mundo teme uma guerra nuclear, a Coreia do Norte festeja. A capital, Pyongyang, tem shows diários desde 3 de setembro, quando ocorreu o bem-sucedido teste atômico destinado aos mísseis balísticos intercontinentais. Militares, estudantes, mulheres, jovens e crianças cantam e dançam ao som de músicas com temas que exaltam o poder de sua bomba. Continue lendo

 

A vitrine norte-coreana // Carros novos, edifícios altos, centros de estudos com milhares de computadores, um exclusivo clube de hípica, lojas com produtos encontrados em um típico país capitalista. Kim Jong-un transformou Pyongyang em vitrine do regime. Ali, ao menos oficialmente, todos têm acesso a serviços básicos da melhor qualidade e completas instalações para saúde, educação e entretenimento. Continue lendo

 

Governo divulga procedimentos para saques de cotas do PIS/Pasep

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 20 set 2017

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: Veja/CDL (Conteúdo)

Pagamento será feito em até cinco dias úteis para quem não receber o crédito automaticamente nas contas; os recursos serão liberados a partir de outubro

O Conselho Diretor do Fundo PIS-Pasep publicou no Diário Oficial da União(DOU) procedimentos para liberar o saque das cotas dos dois programas para homens com idade a partir de 65 anos e mulheres a partir de 62 anos. A idade mínima para o saque desses recursos, antes de 70 anos, foi reduzida pela Medida Provisória 797/2017, editada em agosto. A expectativa é de que sejam disponibilizados 16 bilhões de reais com a mudança da regra.

Fonte: Veja

Deu no Bahia Notícias: PMDB baiano tenta arrefecer crise; Herzem defende entrada de Imbassahy e Maia na sigla

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política, Vit. da Conquista | Data: 13 set 2017

Tags:, , ,

da Redação

Fonte: Bahia Notícias (Conteúdo)
Foto: Arquivo do BRG

O PMDB baiano está tentando amenizar a crise que se abateu sobre o partido nos últimos dias, após a nova prisão de Geddel Vieira Lima e também do correligionário Gustavo Ferraz, na última sexta-feira (8). Nesta terça (12), figuras do partido se reuniram em Salvador para discutir a situação na sigla.

O presidente estadual da agremiação, Pedro Tavares, que assumiu o posto após o afastamento de Geddel, deve convocar para próxima semana uma reunião da executiva estadual peemedebista. Na reunião desta terça, o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, defendeu a entrada de figuras como o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, o deputado federal Arthur Oliveira Maia (PPS) na sigla e o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM), na sigla.

De acordo com ele, os ingressos podem ajudar a fortalecer o partido. “Além do ministro Imbassahy e do prefeito de Feira, que já vêm sendo falados, chegou até mim também o interesse do ex-governador Nilo Coelho, de Arthur Maia e também do deputado Benito Gama “, afirmou Herzem, em entrevista ao Bahia Notícias.

O prefeito também defendeu a liderança do deputado federal Lúcio Vieira Lima, que atualmente preside o diretório do PMDB em Salvador. Internamente, figuras da sigla têm defendido o afastamento dele do posto, como forma de retirar o comando da agremiação das mãos dos Vieira Lima. “A presença de Lúcio é fundamental”, declarou.

Deu em um Jornal da Espanha: Conquista na relação de 2016 como uma das cidades mais violentas do mundo

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Mundo, Vit. da Conquista | Data: 11 set 2017

Tags:, , ,


da Redação

Um dado assustador revelou que Vitória da Conquista está na relação das 50 cidades mais violentas do mundo. Os dados foram contestados pelo governador Rui Costa (PT), que prefere não encarar a situação da violência no Estado da Bahia com realismo, e uma política de segurança pública convincente. Na reportagem Conquista aparecesse com a 16º mais violenta. A matéria abaixo foi postada no jornal espanhol no dia 8 de setembro de 2017.

Vitória da Conquista

Mesmo entendendo que segurança pública é dever do Estado, o prefeito Herzem Gusmão (PMDB), em entrevistas quando fala do tema, tem abordado ser um dever de todos e não apenas do Estado  o combate à violência. O prefeito, antes do mandato de deputado estadual, exercido por 15 meses, em seus comentários na Resenha Geral, sempre arguiu a necessidade também da Prefeitura fazer a sua parte levando oportunidades aos bairros considerados mais violentos. “Creio que vamos mudar essa triste realidade. Além das ações que iremos implantar, as orações irão contribuir. Deus no comando!”, são sempre estas as palavras do prefeito que acha importante o envolvimento das igrejas no amparo às crianças e adolescentes.

O exemplo de Medellin, de cidade mais violenta do Mundo para a cidade mais criativa do mundo é marcado por ações na Educação e na Cultura. As atividades culturais, esporte e a boa escola, são armas poderosas no combate as desigualdades e à violência. Esteve em Conquista o secretário Jorge Melguizo (Colombia) e demonstrou os programas e projetos sociais que transformam vidas.

Veja a íntegra da matéria do Jornal da Espanha:

Desporte y Vida

Por Javier Robledo Vico

8 septiembre 2017 13:1h CEST

Estas fueron las 50 ciudades más peligrosas del mundo en 2016

T. MUGHAL

EFE

Cada año se elabora un nuevo ránking con las ciudades más peligrosas del mundo, en función de la tasa de homicidios por cada 100.000 habitantes.

 

 El Consejo Ciudadano para la Seguridad Pública y Justicia Penal de México(CCSPJP) y el Instituto brasileño Igarapé elaboran cada año un listado de las ciudades más peligrosas del planeta con el objetivo político de llamar la atención sobre la violencia en las urbes, particularmente en América Latina (que es de donde proceden la mayoría), para que los gobernantes se vean presionados a cumplir con su deber de proteger a los ciudadanos y de garantizar su derecho a la seguridad pública.

Sin embargo, el CCSPJP asegura que “no estamos exentos de errores, en los que incurrimos siempre de buena fe. El ranking no es 100% exacto y si lo fuera perdería su sentido principal de la oportunidad. El ejercicio quizás sería 100% si se realizará dentro de 10 o 20 años. Para entonces tendría un valor para la investigación histórica, pero no para ejercer presión ciudadana y producir cambios en las políticas públicas”.

Por último, pone el foco en los gobiernos a la hora de señalar las dificultades de realizar el ranking: “El mayor obstáculo que este esfuerzo enfrenta es la falta de transparencia de los gobiernos de varios de los países con urbes que se incluyen en el ranking. Pero con el paso de los años, debemos decir, cada vez hay mayor transparencia”, y remarca que “el gobierno de Venezuela sigue siendo el más opaco, al igual que el de Jamaica”.

Éste es el listado, por orden de la más a la menos peligrosa, de las ciudades más violentas del mundo:

1 Caracas, Venezuela

2 Acapulco, México

3 San Pedro Sula, Honduras

4 Distrito Central, Honduras

5 Victoria, México

6 Maturín, Venezuela

7 San Salvador, El Salvador

8 Ciudad Guayana, Venezuela

9 Valencia, Venezuela

10 Natal, Brasil

11 Belém, Brasil

12 Aracaju, Brasil

13 Cape Town, Sudáfrica

14 ST. Louis, Estados Unidos

15 Feira de Santana, Brasil

16 Vitória da Conquista, Brasil …Leia na íntegra

O que pode mudar com o Distritão

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Política | Data: 13 ago 2017

Tags:, , ,

a Redação

O jornal A Tarde (online), edição deste domingo (13). apresenta uma ampla reportagem sobre as alterações propostas com o Distritão. Para Ismerim “as mudanças não devem alterar peças do jogo político”.

As alterações sendo aprovadas no Congresso Nacional vão manter na mesma posição as peças do jogo político. “Apenas para dar aos partidos uma garantia de financiamento das campanhas” do ano que vem, disse Ismerim.

Rádio/TV

O maior impacto, na opinião do especialista, será promovido pela cláusula de barreiras e o fim das coligações partidárias, já que ambos os modelos devem acabar com os chamados “partidos nanicos” ou “partidos de aluguel”, que hoje usam o tempo de Rádio/TV que possuem para negociar vantagens.

(..) O advogado chancela a opinião daqueles que criticam o ‘distritão’ por ele “tirar a importância dos partidos políticos”. Também defende que o modelo atual (de eleições parlamentares proporcionais) é positivo caso seja aplicado sem o financiamento das campanhas por empresas privadas. (Jornal Atarde).

“Essa importância [dos partidos políticos] está preservada no modelo atual porque se somam os votos nominais [dos candidatos] com os do partido [votos de legenda]”, avalia Ismerin.

Como ficam principais pontos do sistema político

O QUE É COMO É HOJE O QUE DEVE MUDAR
Cargo de vice  

O vice é definido na chapa majoritária e assume o posto em caso de afastamento do titular por algum motivo

Proposta tentou extinguir o cargo, mas um destaque do baiano Cacá Leão (PP) fez com que a função fosse mantida
Financiamento de campanha Por força de decisão do STF, empresas ficaram proibidas de doar nas campanhas desde a eleição de 2016 Agora, Câmara e Senado vão criar um fundo para pagar as contas de campanha, o que valerá a partir de 2018
Coligações É permitido que partidos se juntem nas proporcionais, o que contabiliza o voto de todas as siglas juntas Coligação deixa de existir no distritão, pois eleição de parlamentar será majoritária (elegendo os mais votados)
Data da eleição Votação parlamentar ocorre em um turno, enquanto as eleições para o Executivo são em dois turnos, se preciso Modelo ‘distritão’ não muda regras. Para valer, novo sistema tem que ser aprovado até 2 de outubro
Reeleição e tempo de mandato Reeleição é permitida sem restrição no parlamento e pode acontecer apenas uma vez no Poder Executivo Regra não muda, mas, dizem os políticos, ‘distritão’ tende a reeleger deputados, pois eles já serão conhecidos
Sistema eleitoral Eleição ‘proporcional’ leva em conta voto no candidato e voto na legenda, formando o ‘quociente eleitoral’ Eleição para parlamentos passam a ser majoritárias, sendo eleitos apenas os candidatos mais votados

Cuidado! Com o fim do Imposto Sindical, as centrais planejam enfiar a mão no seu bolso

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 11 ago 2017

Tags:, ,

Por Reinaldo Azevedo

Governo Temer não pode cair vítima da armadilha criada pelos sindicatos: querem aumentar a extorsão a que submetem os trabalhadores, mas sem arcar com a responsabilidade

O presidente Michel Temer prestou um serviço histórico à economia do país, aos trabalhadores e aos empregadores com a reforma trabalhista. Não é segredo para ninguém que, como estava, a legislação punia o contratante e o contratado. Só o Estado saía beneficiado. E, a partir de certo ponto, nem ele. À medida que as regras impedem a contratação de mão de obra, também este deixa de arrecadar. Assim, um passo decisivo foi dado. Mas é preciso que Temer não carregue a responsabilidade de criar as condições para que os aparelhos sindicais ampliem os instrumentos para extorquir os trabalhadores.

Sim, esses entes fizeram pesada pressão sobre os parlamentares para que rejeitassem a reforma trabalhista. O governo se comprometeu, então, a alterar alguns pontos por meio de uma Medida Provisória. Eu mesmo escrevi aqui que não via mal nenhum em que se criasse um calendário para extinguir o imposto sindical — aquele dia de serviço descontado de todos os trabalhadores em favor das entidades sindicais, sejam as pessoas a elas filiadas ou não. Calendário? Sim! No ano que vem, cobrar-se-ia metade do que se cobra hoje; no seguinte, um terço; no outro, um quarto. E fim. Nesse tempo, os senhores sindicalistas tirariam seus respectivos traseiros gordos da cadeira e buscariam filiados. …Leia na íntegra

Brasileiro está mais preocupado com aposentadoria, diz pesquisa

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 24 jun 2017

Tags:, ,

da Redação
do Site da CDL
Fonte: Veja

O impacto do congelamento no investimento em saúde, aprovado pelo governo no final de 2016, está aumentando as preocupações sobre os custos de saúde

Os brasileiros estão mais preocupados em guardar dinheiro para investir e para a aposentadoria. No entanto, a economia doméstica está se tornando a vilã do planejamento do futuro financeiro, seguida pelo alto custo de vida no país.

Os cuidados de saúde também estão se tornando um motivo de apreensão crescente para os trabalhadores. O impacto do congelamento no investimento em saúde, aprovado pelo governo no final de 2016, está aumentando as preocupações sobre os custos de saúde, de acordo com o estudo Global Investor Pulse da BlackRock, empresa de gestão de investimentos, riscos e serviços de consultoria.

Entre os entrevistados para a pesquisa, 20% apontaram a aposentadoria como prioridade financeira, 13% consideram economizar dinheiro mais importante. Dois terços dos brasileiros começaram a poupar para a aposentadoria.

Atualmente, 80% estão contribuindo mais do que o montante que são obrigados a pagar para a aposentadoria. Enquanto 26% dizem que contribuem apenas com o montante obrigatório para os planos de aposentadoria de trabalho, 8% dessas pessoas estão contribuindo para outros tipos de poupança previdenciária. …Leia na íntegra

Neto admite candidatura ao governo em 2018

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 27 maio 2017

Tags:, ,


Assessoria

“Se o povo da Bahia quiser, vamos estar na luta no ano que vem”, afirmou o prefeito de Salvador, ACM Neto, ao não descartar a possibilidade de disputar as eleições governamentais de 2018, em pronunciamento na abertura do Encontro Estadual da Juventude Democratas, na manhã deste sábado (27), no Hotel Golden Tulip, na capital baiana.

Diante de mais de 400 jovens de 68 cidades baianas, reunidos no evento, Neto manifestou a sua satisfação de ouvir as vozes das ruas pedindo a sua candidatura a governador. “Há um clamor de mudança e renovação no coração dos baianos”, assinalou o prefeito de Salvador.

Para ACM Neto, há um desejo geral de se realizar em todo o estado o que tem sido feito na capital. “Quem vê Salvador hoje, depois dos últimos quatro anos, enxerga muitos avanços, consequência de trabalho e compromisso com a palavra. Não prometemos o que não podemos cumprir”.

Trabalho e compromisso com a palavra foram diferenciais apontados por Neto entre a gestão da prefeitura e do governo estadual. “Mesmo com o país em crise, estamos inaugurando uma obra por dia, enquanto, em 12 anos, o governo estadual do PT não inaugurou uma nova escola em Salvador”.

Afirmando que sua gestão na capital “não vende pedaço de terra na lua”, ACM Neto observou que quem liga a tevê vê um estado maravilhoso, bem diferente da realidade das ruas. “Fico abismado com a irresponsabilidade dos gastos e mentiras contadas pelo governo nas peças publicitárias”. Segundo ele, as obras estruturantes no interior não saem do papel, e serviços essenciais de saúde e educação não funcionam. …Leia na íntegra

Barragem do Catolé: Herzem teme que ação civil pública atrase início das obras

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 26 maio 2017

Tags:, ,

Por Fábio Sena (Diário Conquistense)

“Se a justiça acatar, vai criar outras dificuldades, atrasar, emperrar mais ainda o início da construção da barragem”.

Com o objetivo de discutir a criação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Catolé Grande, junto ao Conselho Estadual de Recursos Hídricos (Conerh), diversas autoridades da área se reuniram na manhã desta quinta-feira, 25, no Ministério Público do Estado, em Vitória da Conquista. A proposta de fundação desse comitê é de 2015, e agora estão sendo avaliados os passos para a sua implementação. O prefeito Herzem Gusmão participou do evento, juntamente com prefeitos e secretários dos outros seis municípios que compõem a bacia do Rio Catolé – Barra do Choça, Caatiba, Itambé, Itapetinga, Nova Canaã, Planalto –  e com uma comitiva da Secretaria Estadual de Meio Ambiente. Além disso, a reunião contou com procuradores municipais, produtores e agricultores da região, representantes do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) e do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Inema).

Na ocasião, o prefeito Herzem Gusmão manifestou a sua preocupação com o projeto da construção da barragem do Rio Catolé e falou sobre uma ação civil que aponta a ausência de licenciamento ambiental para realização da obra. “Se a justiça acatar, vai criar outras dificuldades, atrasar, emperrar mais ainda o início da construção da barragem, que Conquista precisa tanto”, diz. Sobre as discussões desta manhã, ele avalia: “O governo precisa investir na cidade. Há muito tempo que esses investimentos estavam distantes de qualquer possibilidade. Foi uma reunião muito interessante com o secretário, professor Geraldo Reis, e técnicos de excelência, que estão debatendo e buscando as melhores alternativas.” …Leia na íntegra

Partidos articulam saída negociada, sem eleições diretas

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 20 maio 2017

Tags:, , ,



da Redação
Conteúdo / Revista Veja

Alguns nomes de consenso para eventual eleição indireta já são discutidos, como Henrique Meirelles, ministro da Fazenda de Temer

Partidos aliados de primeira hora do presidente Michel Temer buscam uma saída negociada com o Planalto que seja uma continuidade do que, para eles, tem dado certo no atual governo. Diante da perspectiva de agravamento da crise deflagrada pelas delações da JBS, líderes de siglas como PSDB, PMDB e DEM pretendem bloquear qualquer iniciativa de realizar eleições diretas por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) e articulam um nome de consenso para uma eventual disputa indireta no Congresso.

Nas últimas horas, ganhou força o nome de Henrique Meirelles, ministro da Fazenda de Temer, como uma alternativa viável para manter a base unida e não derrubar a bandeira das reformas. Se Temer renunciar, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), terá 30 dias para convocar o pleito, que contará apenas com senadores e deputados no colégio eleitoral.

Principal aliado do governo, o PSDB ensaiou uma debandada após a divulgação do áudio da conversa entre o Joesley Batista, da JBS e Temer, mas recuou após um pedido de tempo para a construção de um consenso que evitasse a implosão da base e comprometesse as reformas.

Meirelles é filiado ao PSD, partido liderado por Gilberto Kassab, ministro da Ciência, Tecnologia e Comunicação. Ele tem sido assediado por políticos para aceitar a missão. Os outros nomes ventilados nos bastidores da Congresso são o próprio Rodrigo Maia e o senador tucano Tasso Jereissati (CE). Meirelles tem a seu favor a condução da política econômica, que começa a apresentar os primeiros resultados, e também um bom trânsito com setores da oposição.