Caso Jéssica: advogada repudia declarações da defesa do agressor

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 29 abr 2016

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

IMG_0732Após a divulgação do comunicado da defesa do acusado de agredir Jéssica Nascimento, a advogada da família da jovem se pronunciou repudiando o conteúdo do documento. A advogada Nádia Cardoso afirma que o seu colega, Gutembeg Macedo Junior, advogado de Américo Francisco Vinhas Neto, expôs a vítima de um crime “bárbaro e covarde”, que “não tem como se defender das acusações relacionadas ao dia do ocorrido” por estar em coma.

Ainda segundo a advogada, o conteúdo da nota “aumenta ainda mais o sofrimento da família da jovem, causando-lhe profunda humilhação e dor”. Dra. Nádia também não quis se manifestar sobre detalhes do caso “por entender que tais circunstâncias devem ser aferidas no processo penal e não na imprensa”.

Confira a nota na íntegra:

Na condição de advogada da família de Jéssica da Silva Nascimento, devo dizer que repudio a exposição a que foi submetida a vítima desse bárbaro e covarde crime com a declaração dada pelo advogado que se identifica como representante daquele que a polícia tem como suposto autor do fato, mesmo porque, por óbvio, a vítima, em coma na UTI, não tem como se defender das acusações relacionadas ao dia do ocorrido, mormente com relação às graves imputações de uso de entorpecentes, além da abordagem relativa a atos sexuais, os quais, a toda evidência, dizem respeito a intimidade dos envolvidos, sem falar da lastimável menção a concepção de seu filho que falecera por conta das agressões sofridas.

Tudo isso, sem sombra de dúvidas, aumenta ainda mais o sofrimento da família da jovem, causando-lhe profunda humilhação e dor.

Não vou me manifestar sobre detalhes do caso, muito menos sobre a intimidade dos envolvidos, por entender que tais circunstâncias devem ser aferidas no processo penal e não na imprensa submetendo a vítima, já bastante sofrida e com risco de morte, ao escárnio público.

Temos certeza que a justiça será feita e estamos trabalhando para isso.

Acusado de agredir jovem grávida não é pai de bebê morto, afirma defesa

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 28 abr 2016

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

IMG_0742Na tarde desta quinta-feira (28), após contato com a reportagem do BLOG DA RESENHA GERAL, a defesa de a Américo Francisco Vinhas Neto (foto), acusado de agredir a jovem Jéssica Nascimento, emitiu nota apontando novas versões para o fato. Segundo o advogado Gutemberg Macedo, Américo e Jéssica não eram namorados e nunca mantiveram qualquer relação sexual, “portanto, ele não é o pai do bebê”.

O advogado de Américo Neto ainda aponta que, no dia da agressão, ele e outras quatro pessoas, incluindo Jéssica, participavam de um encontro, onde foi consumido álcool e drogas. “A situação evidencia ter havido um surto psicótico da parte de Américo, possivelmente em decorrência da mistura de bebida e substâncias psicotrópicas diversas”. No entanto, a nota destaca que Américo não é dependente químico.

O advogado também garante que o acusado “está à disposição da Justiça e da Polícia para prestar seus esclarecimentos e para responder pelos seus atos, valendo frisar que sua família já está em contato com familiares de Jéssica para adoção das providências necessárias ao restabelecimento da moça”.

Confira a nota na íntegra:

Sobre a notícia relativa a AMÉRICO FRANCISCO VINHAS NETO temos de prestar os seguintes esclarecimentos:

Ao contrário do quanto noticiado nas redes sociais e imprensa:

1º) AMÉRICO e JÉSSICA nunca foram namorados, tampouco tiveram qualquer tipo de relação afetiva, conheceram-se há cerca de 20 dias;

2º) No citado dia, era a segunda vez que ele estava vendo Jéssica, num encontro que teve na casa da moça, em que se faziam presentes os dois, outro casal e mais um amigo;

3º) Nunca mantiveram qualquer relação sexual, portanto, ele não é o pai do bebê, tampouco sabe quem o seja, sequer tinha conhecimento de que Jéssica estivesse grávida;

4º) Todos eles, sem exceção, naquele dia fizeram uso de bebida alcoólica (cerveja e catuaba), e de substâncias psicoativas: cocaína, maconha e um alucinógeno que ele não conhece e nem aceitou fazer uso, acreditando que foi diluído na bebida em que estavam tomando sem o seu conhecimento;

5º) A situação evidencia ter havido um surto psicótico da parte de Américo, possivelmente em decorrência da mistura de bebida e substâncias psicotrópicas diversas, inclusive porque teve de ser sedado pelo Serviço de Emergência Médica SAMU – 192, na mesma noite, atendimento que foi feito na Delegacia;

6º) Américo é estudante universitário, não é dependente químico, está à disposição da Justiça e da Polícia para prestar seus esclarecimentos e para responder pelos seus atos, valendo frisar que sua família já está em contato com familiares de Jéssica para adoção das providências necessárias ao restabelecimento da moça.

Torcemos todos, sem exceção, e rezamos a Deus para que essa tragédia não tenha um desfecho pior do que o que já houve.

Estado de Saúde de Jéssica piora; polícia deve pedir prisão de agressor

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 28 abr 2016

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

IMG_0732O estado de saúde de Jéssica Nascimento, a jovem grávida que foi agredida pelo namorado nessa segunda-feira (25), piorou, aponta o boletim médico do Hospital de Base. Nesta quinta-feira (28), a família da jovem de 21 anos informou ao BLOG DA RESENHA GERAL que os médicos encontraram vários pontos de inflamação provocados pelos chutes e socos.

Segundo o boletim divulgado pela família, Jéssica apresenta inflamações nos pulmões e abdome, princípio de insuficiência renal, além da perda de consciência. O bebê de 4 meses que a jovem esperava deve ser retirado nesta sexta (29). A espera para a realização da curetagem (procedimento realizado para limpar o útero de restos de um aborto incompleto) se deve ao fato do estado de saúde de Jéssica ser muito grave, no entanto, os médicos entenderam que a demora na realização do procedimento pode provocar uma grave infecção interna.

Segundo a tia de Jéssica, o boletim médico será entregue na Delegacia Especial de Atenção à Mulher (DEAM), que pretende pedir a prisão preventiva de Américo Vinhas Neto, acusado de ter agredido a jovem. A advogada da família de Jéssica, Nádia Cardoso, informou que o advogado de defesa de Américo Neto comunicou que a família do agressor se ofereceu para custear a transferência e demais custos com o tratamento da jovem.

 

Liberdade do agressor de jovem grávida revolta família

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 28 abr 2016

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

IMG_0742O BLOG DA RESENHA GERAL conseguiu contato com a família da jovem Jéssica Nascimento, que está internada em coma no Hospital de Base após ser espancada pelo namorado. A tia da jovem, Elma Nascimento, disse que a família está em estado de choque e ainda não entende o que teria motivado tal agressão. O estudante de engenharia civil, Américo Vinhas Neto (foto), acusado pelo crime, chegou a ser detido em flagrante, mas foi liberado em seguida, mediante pagamento de fiança.

“Ele só poderia estar drogado para fazer o que fez com minha sobrinha. Porque ele destruiu a casa toda e ainda chutou a barriga de Jéssica várias vezes, sabendo que ela estava grávida”, contou dona Elma. A tia de Jéssica também revelou que a fiança paga por Américo foi no valor de R$ 5 mil. “A delegada me contou que imaginava que a família dele [Américo] era de baixa renda e não teria como pagar a fiança. Mas que o pai dele levantou o dinheiro na hora. Agora ele está aí solto e minha sobrinha podendo morrer no hospital”.

Jéssica ainda encontra-se internada na UTI do Hospital de Base em coma induzido. Nessa quarta-feira (27), ela apresentou melhora. Mas, como o caso dela ainda é considerado grave, os médicos ainda não submeteram a jovem a cirurgia para retirar o feto de 4 meses.

A redação do BRG tentou por diversas vezes contato com a delegada Decimária Cardoso, responsável pela Delegacia Especial de Atenção à Mulher (DEAM), mas não obteve sucesso. No entanto, a atendente da delegacia informou que o inquérito foi instaurado e a denúncia será encaminhada ao Ministério Público.

Veja o vídeo feito pelo jornalista Daniel Silva, do Blog da Gente, da casa de Jéssica após a agressão de Américo Vinhas Neto:

Morte de mulher gera revolta e protesto de internos no presídio Nilton Gonçalves

0

Publicado por Editor | Colocado em Polícia, Vit. da Conquista | Data: 27 jun 2013

Tags:, ,

Por Rodrigo Ferraz

presidio_Vitoria-da-Conquista1Na manhã da última segunda-feira (24) carcereiras do Presídio Nilton Gonçalves, em Vitória da Conquista, encontraram uma das presas mortas. Durante a chamada das detentas, Dalva Santos, 47 anos, não respondeu, foi então que as carcereiras entraram na cela e acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) 192. Um médico do serviço constatou a morte. A suspeita é que ela tenha sofrido um enfarte.

A fatalidade gerou revolta e protesto dos internos da unidade. Nesta quinta-feira (27), por exemplo, os detentos rejeitaram o café da manhã e o almoço.

Em entrevista concedida por telefone a repórter Mônica Cajaíba, o diretor interino do presídio, Joir Sala, revelou que membros da direção da unidade estão conversando com os presos no intuito de acalmar os ânimos dos presos.

Um processo administrativo já foi instaurado no intuito de investigar a causa da morte de Dalva. O juiz da comarca de Vitória da Conquista, responsável pela vara do Júri, Reno Soares, esteve na unidade ouvindo as presas no intuito de analisar os depoimentos e apurar as causas da morte.