Ronda Maria da Penha deverá ser implantada em Conquista no fim do mês de maio

0

Publicado por Editor | Colocado em Segurança | Data: 21 mar 2017

Tags:,

Da Redação
foto: Rafael Gusmão


Na manhã desta terça-feira (21), foi realizada, na sede da OAB, uma reunião do Comitê Gestor da Ronda Maria da Penha e da Rede de Enfrentamento a Violência conta as Mulheres do Município de Vitória da Conquista para tratar da implantação do serviço na cidade. Vitória da Conquista será a quinta cidade do interior que contará com a Operação Ronda Maria da Penha –  uma das ações de segurança pública, que tem como objetivo proteger vítimas de violência doméstica que solicitarem à Justiça medida protetiva de urgência, estabelecida na Lei Maria da Penha.

O encontro contou com a participação da Comandante da Operação Ronda Maria da Penha, Major PM Denise Santiago, além da subsecretária de Políticas para as Mulheres do Estado da Bahia Karla Ramos. Na oportunidade, foi anunciado que o serviço deve começar a operar em Vitória da Conquista no fim do mês de maio. Na cidade, a Ronda contará com uma equipe de 10 policiais para realizar os atendimentos.

 

Encontro discute a implantação da Ronda Maria da Penha em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Segurança | Data: 20 mar 2017

Tags:, ,

Da Redação


Nesta terça-feira (21), às 9 horas, acontecerá na sede da Ordem do Advogados do Brasil (OAB) uma reunião de apresentação e esclarecimentos sobre os serviços da Ronda Maria da Penha (RMP). O encontro tem como objetivo discutir a implantação do serviço em Vitória da Conquista, bem como explicar à sociedade como a Ronda funciona.

A iniciativa do Governo do Estado deve chegar a Vitória da Conquista aproximadamente 10 meses depois do primeiro anúncio que o serviço seria disponibilizado na cidade. Em junho de 2016, o Comitê de Governança afirmou que Vitória da Conquista seria a quarta cidade do interior da Bahia, com unidade especializada em atender mulheres vítimas de violência sob medida protetiva instaurada, a receber a “Ronda Maria da Penha”. No entanto, Feira de Santana recebeu a Ronda antes. Além de Feira e Salvador, onde a Ronda foi criada, o serviço já funciona nos municípios de  Serrinha, Juazeiro e Paulo Afonso.

A Ronda é uma das ações de segurança pública, que tem como objetivo proteger vítimas de violência doméstica que solicitarem à Justiça medida protetiva de urgência, estabelecida na Lei Maria da Penha. Para isso, reúne a cooperação das secretarias baianas de Política para as Mulheres e de Segurança Pública, Defensoria Pública, Ministério Público e o Tribunal de Justiça. A ação conjunta dos órgão prevê a capacitação de policiais militares que executarão a ronda, além da qualificação dos serviços de atendimento, apoio e orientação nas ocorrências policiais envolvendo mulheres vítimas de violência doméstica, para prevenir e reprimir atos de violações de dignidade do gênero feminino no enfrentamento à violência doméstica e familiar; garantir o cumprimento das Medidas Protetivas de Urgência; a dissuasão e repressão ao descumprimento de ordem judicial; e o encaminhamento das vítimas à Rede de Atendimento à Mulher vítima de violência doméstica no âmbito municipal ou estadual.

Vitória da Conquista terá mais um serviço de proteção à mulher

0

Publicado por Editor | Colocado em Segurança | Data: 08 jun 2016

Tags:, ,

Da Redação

RTEmagicC_ronda_mariadapenha2.jpg
A Polícia Militar vai lançar em Vitória da Conquista a Ronda Maria da Penha. A informação foi divulgada nessa terça-feira (07), pelo Comitê de Governança do serviço, durante reunião na sede do Tribunal de Justiça da Bahia, em Salvador.

Vitória da Conquista será a quarta cidade do interior da Bahia, com unidade especializada em atender mulheres vítimas de violência sob medida protetiva instaurada, a receber a “Ronda Maria da Penha”. O serviço já funciona nos municípios de  Serrinha, Juazeiro e Paulo Afonso.

A ronda é uma das ações de segurança pública, que tem como objetivo proteger vítimas de violência doméstica que solicitarem à Justiça medida protetiva de urgência, estabelecida na Lei Maria da Pena (Lei 11.340/06). O projeto conta com uma equipe especializa – três policiais ao todo -, que vistoria as proximidades da residência da mulher que está sob a proteção da Lei.

O Comitê, no entanto, ainda não informou qual a data do início do serviço em Vitória da Conquista.