Secretaria da Segurança Pública divulga novos números da ouvidoria

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Geral | Data: 09 jul 2019

Tags:, ,

Foi divulgado nesta segunda-feira(08), pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) um novo número de atendimento para quem quiser fazer uma solicitação, reclamação ou simplesmente tirar dúvidas sobre a atuação do órgão. O cidadão pode entrar em contato pelos números (71) 3118-7900 ou 3118-7901, ou no endereço eletrônico ouvidoria@ssp.ba.gov.br.

O órgão mudou o número com o objetivo de melhorar a assistência ao cidadão. “Estamos implantando aparelhos tecnologicamente avançados que ajudarão no desenvolvimento do trabalho feito pelo setor”. O sigilo também é garantido para aqueles que não desejam se identificar, declara o ouvidor da SSP, Edmundo Assemany Felippi,

O gestor enfatizou também que a SSP atende de acordo com a Lei de Acesso à Informação Pública (n°12.527, de novembro de 2011,) que preconiza um prazo de até 30 dias para retorno. “Recebemos em média 10 a 15 manifestações diariamente. Enviamos para a unidade responsável e retornamos para os que deixam contato”, afirma.

Bahia tem o maior número de municípios entre os mais violentos do Brasil

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 06 jun 2017

Tags:, ,

Da Redação

A Bahia tem nove municípios na lista das 30 cidades mais violentas do Brasil. De acordo com os dados divulgados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), o Estado baiano tem o maior número de municípios listados no Atlas da Violência 2017.

O estudo analisa os números e as taxas de homicídio no país entre 2005 e 2015 e detalha os dados por regiões, Unidades da Federação e municípios com mais de 100 mil habitantes. No Atlas, Lauro de Freitas é a segunda cidade mais violenta. Entre as 30 ainda aparecem Simões Filho, Teixeira de Freitas, Porto Seguro, Barreiras, Camaçari, Alagoinhas, Eunápolis e Feira de Santana. Já Vitória da Conquista aparece na posição 64ª do ranking.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) divulgou comunicado criticando as divergências nos estudos que analisam a violência no Brasil.  A SSP critica os dados apontando que outros estudos elegeram cidades diferentes entre as mais violentas. “A diferença no resultado dos rankings divulgados por tais estudos mostram a discrepância da forma de coleta de dados”, diz a nota. Conforme a Secretaria, o próprio Ministério da Justiça já reconheceu que a falta de metodologia única para contagem dos casos cria rankings equivocados.