Jarbas: indicado ao STF tem de repelir censura

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 28 out 2014

Tags:,

 

Por Josias de Souza

Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) defende a adoção de uma nova praxe nas sabatinas de candidatos a ministro do STF. Acha que a Comissão de Constituição e Justiça do Senado precisa exigir dos futuros indicados de Dilma Rousseff para o Supremo um compromisso de defesa da liberdade de imprensa.

“É inadmissível, que este Senado da República aprove novos ministros do Supremo Tribunal Federal que venham a colaborar com o cerceamento da liberdade de imprensa”, disse Jarbas em discurso, nesta terça-feira. “É essencial que se faça essa cobrança durante a tradicional sabatina na Comissão de Constituição e Justiça.”

Deve-se a preocupação de Jarbas aos ataques que Dilma, Lula e o PT vêm fazendo a jornalistas e meios de comunicação. Ele avalia que o comportamento “cria um clima de caça às bruxas”. Por isso, sugeriu “que a Comissão de Constituição e Justiça passe a exigir um claro compromisso contra qualquer tipo de censura à imprensa de todos os futuros candidatos a uma vaga na Suprema Corte.” Aqui, você assiste ao discurso de Barbas. Aqui, você lê a peça.

 

 

Geddel segue na frente, aponta nova pesquisa Ibope para o Senado

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 10 set 2014

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

senadorA nova pesquisa Ibope/ TV Bahia divulgada na noite desta quarta-feira (10) mantém Geddel Vieira Lima em 1º lugar com 9 pontos percentuais à frente.

Em comparação com a última pesquisa do instituto, realizada no final de julho, Geddel saltou de 34% para 36%; Otto subiu de 17% para 27% e Eliana Calmon caiu de 5% para 4%. A pesquisa tem margem de erro de três pontos percentuais, para mais e para menos, com nível de confiança de 95%. O levantamento ouviu 1.500 eleitores em 84 municípios.

Candidata ao Senado, Eliana Calmon se intitula “guerreira de Marina”

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 06 set 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

DSC_0081O visível crescimento da candidata a Presidência da República, Marina Silva (PSB), nas pesquisas tem feito com que seus correligionários utilizem ao máximo a imagem dela em suas campanhas. Como é o caso da candidata ao Senado Federal, Eliana Calmon (PSB). Em Vitória da Conquista, neste sábado (6), a ex-ministra do STJ chegou a se intitular “guerreira de Marina”.

“Estou aqui como guerreira de Marina Silva para, no Senado Federal, dar sustentação ao governo de Marina e de Beto. E eu estarei com muita atenção vigiando a moral, a ética, os projetos para impugnar os conchavos os conluios e as safadezas que estão infestando esse país. (…) Nós vamos mudar o Brasil, nós vamos mudar a Bahia.”, declarou a candidata em seu discurso.

Na última pesquisa oficial divulgada sobre a disputa ao Senado na Bahia, Eliana é apontada com 4% das intenções de voto, ficando atrás de Geddel (32%) e Otto (18%). A pesquisa foi realizada pelo instituto Sensus/ Vota Bahia (TV Aratu, rádio Metrópole e jornal A Tarde).

Otto diz que não vai baixar o nível do debate

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 11 jul 2014

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

DSC_1420Acompanhando o candidato ao Governo do Estado pelo PT, Rui Costa, em sua visita à Vitória da Conquista, o vice-governador e candidato ao Senado, Otto Alencar (PSD) garantiu que não irá baixar o nível do debate eleitoral.  “Da minha parte, jamais eu tomarei a iniciativa de levar o debate para o plano pessoal. Eu nunca fiz isso, até por minha formação. (…) Então meu nível de debate vai ser de procurar fazer aquilo que o Senado precisa fazer para modernizar a política, para melhorar as condições do povo brasileiro.”, disse Alencar.

Sobre a escolha de dois políticos da região sudoeste do estado, Abel Rebouças (PDT) – à direita da foto – e Marizete Pereira (PT), como suplente, Otto garantiu que queria pessoas qualificadas ao seu lado. “O sudoeste tem grandes nomes para estar na chapa majoritária, no Senado Federal (…). Na minha cabeça eu sempre tive a intenção de escolher pessoas com qualificação, para quebrar aquele estigma de que o senador tem que colocar o filho, sobrinho, parente… Que não é uma coisa mais do nosso tempo.”, finalizou.

Geddel promete ser a voz de Paulo Souto no Senado

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 18 jun 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais

2Paulo Souto terá um aliado fiel no Senado Federal. É o que prometeu Geddel Vieira Lima (PMDB) na convenção da chapa majoritária da oposição, nesta quarta-feira (18). Além disso, Geddel se comprometeu a trabalhar para resolver problemas mais delicados do país, como as reformas do Código Penal e Tributária.

“Da minha parte, eu formo um compromisso claro e vou lutar para que a Bahia seja o que nós queremos. Serei a voz do governador Paulo Souto na tribuna. Terei a coragem para fazer a reforma no Código Penal, para que bandidos não passem impune. Também não é mais possível que a reforma tributária não saia do papel”, disse Geddel.

Renan se livra da polêmica para não desagradar governo e oposição

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 02 abr 2014

Tags:, ,

da Redação (Diário do Poder)

O presidente Renan Calheiros não acatou os questionamentos feitos pelo PT e pelo PSDB aos requerimentos de criação da CPI da Petrobras lidos na terça-feira (1º). O PT argumentava que a CPI exclusiva para investigar a Petrobras apresentava objetos desconexos. Já o PSDB questionava a possibilidade de uma CPI para investigar ao mesmo tempo a Petrobras e contratos do metrô de São Paulo.

A decisão de Renan, no entanto, foi enviada de ofício para exame da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), que poderá confirmá-la ou não.

– Creio que a prudência e a razão recomenda que investiguemos todos os fatos narrados. Não vejo como evitarmos as investigações suscitadas. …Leia na íntegra

PEC do Trabalho Escravo é analisada no Senado

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política, Trabalho | Data: 30 out 2013

Tags:, ,

Por Paulo Anderson Rocha

Trabalho-Escravo-Trabalhador resgatado em fazenda no Pará (Foto: Leonardo Sakamoto  / trabalhoescravo.org)Embora a expressão pareça algo distante do cotidiano do Século XXI, o trabalho escravo ainda é praticado nos dias de hoje no Brasil e afeta milhares de pessoas. De acordo com o Índice de Escravidão Global, divulgado pela ONG Walk Free Foundation, o Brasil é o 94º entre os países com maior registro da prática.

Como forma de coibir e punir a prática, tramita, desde 2001, um projeto de emenda constitucional que prevê a expropriação de propriedades nas quais for comprovada a exploração do trabalho escravo. Aprovada pela Câmara de Deputados em 2012, a PEC 438 começa ser analisada hoje (30) no Senado Federal.

Confira conteúdo especial elaborado pelo Repórter Brasil sobre o tema e a proposta.

De acordo com instrução normativa do Ministério do Trabalho, considera-se trabalho análogo ao escravo, aqueles que apresentem as seguintes situações: submissão de trabalhador a trabalhos forçados, à jornada exaustiva ou à condições degradantes de trabalho; restrição da locomoção do trabalhador, com o fim de mantê-lo no local de trabalho; vigilância ostensiva; ou posse de documentos ou objetos do trabalhador, no intuito de retê-lo no local de trabalho.

O texto prevê que a expropriação vai atingir os imóveis onde a exploração for praticada pelo proprietário, excluindo aquelas onde o trabalho escravo for explorado por terceiros.