Força-tarefa desarticula esquema de sonegação em Jequié e Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 04 ago 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

IMG_1470

A Operação Borda da Mata, realizada por força-tarefa envolvendo a Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz), o Ministério Público Estadual (MPE) e a Polícia Civil, está cumprindo, na manhã desta quinta-feira (4), cinco mandados de prisão, onze de condução coercitiva e nove de busca e apreensão nos municípios de Jequié, Vitória da Conquista, Ibicuí e Itamarí, nas regiões sudoeste e sul da Bahia. O alvo da operação é um esquema conduzido pela empresa Comercial Rio Bahia, envolvendo sonegação fiscal, compra e transporte de mercadorias em nome de empresas fictícias e uso de ‘laranjas’, com um débito constituído de mais de R$ 27 milhões junto ao fisco estadual.

IMG_3116Do total do débito, mais de R$ 22 milhões já estão inscritos em dívida ativa ou ajuizados. O esquema desarticulado, de acordo com as investigações, envolvia os ramos de fabricação de açúcar de cana refinado, distribuição de gêneros alimentícios em geral e transporte rodoviário de cargas. Os mandados cumpridos pela Operação Borda da Mata foram expedidos pela 1ª Vara Crime de Jequié, onde está sediada a Comercial Rio Bahia. A força-tarefa, por isso, batizou a operação tomando como referência o nome da fazenda onde teve origem o município de Jequié.

A operação representa, na prática, o primeiro passo da interiorização das atividades do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), anunciada em julho passado pelo secretário da Fazenda, Manoel Vitório, e pela procuradora-geral de Justiça, Ediene Lousado. O Cira reúne a Sefaz, o MPE, a Polícia Civil e a Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Participaram da força-tarefa a Promotoria de Combate à Sonegação Fiscal em Vitória da Conquista, o Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal e aos Crimes Contra a Ordem Tributária, Econômica, as Relações de Consumo e a Economia Popular (Gaesf), do Ministério Público, a Inspetoria Fazendária de Investigação e Pesquisa (Infip), setor de inteligência da Sefaz e a Polícia Civil. …Leia na íntegra

Balanço da Operação Minotauro

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Economia, Polícia | Data: 22 nov 2013

Tags:, , , ,

por Paulo Anderson Rocha

op minotauroNa madrugada desta quinta-feira (21), uma força-tarefa formada pelas secretarias da Fazenda (Sefaz-Ba) e de segurança Pública (SSP), por meio da Delegacia de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap), e pelo Ministério Público Estadual (MPE), começou a Operação Minotauro, com o objetivo foi desarticular grupo que atuava no comércio atacadista de carnes e derivados e produtos alimentícios e causou prejuízos em torno de R$ 20 milhões para os cofres públicos.

Dos 16 mandados de prisão emitidos para a Operação, 6 foram cumpridos, sendo que duas das prisões foram realizadas na Bahia: O empresário Edson Fonseca Júnior e o contador Daniel de Queiroz, ambos ligados à distribuidora de carnes Top Auto. Outras duas prisões ocorrem no Pará, uma em Sergipe e uma no Rio de Janeiro. Também foram apreendidos computadores e documentos sonegados à fiscalização.

Na Bahia, o abate da carne para comércio no próprio estado é isento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Na atuação do grupo, a carne vinha de outros estados, sem o pagamento do imposto e sem a fiscalização dos órgãos de vigilância sanitária.

Imagem: A Tarde