Novo aplicativo do SPC permite consumidor consultar de graça dívidas em seu nome

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral | Data: 27 mar 2019

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-candeias-premium.gif

Da Redação

Fonte: A.Brasil

Os consumidores brasileiros já podem consultar a situação do CPF por meio do aplicativo de smartphone SPC Consumidor. A consulta gratuita informa se o cadastro está na base de inadimplentes do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). 

A nova versão do aplicativo vai informar, além do atraso, informações detalhadas sobre o débito. O download está disponível para todos os sistemas operacionais. O valor da pendência, a data de vencimento da conta e as informações de contato da empresa credora são as novidades desta nova versão do aplicativo. 

O SPC destaca que, com esses dados, o consumidor poderá fazer o pagamento ou propor renegociação direta com a empresa. Não há limites para a consulta ao próprio número de CPF. Segundo o SPC, a segurança das informações é garantida com o preenchimento de um cadastro prévio no aplicativo a partir do qual o consumidor receberá um código de ativação pelo celular.

…Leia na íntegra

Número de inadimplentes cresce e atinge 62,89 milhões de pessoas

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 13 nov 2018

Tags:, ,

Da Redação
Fonte: A.BRASIL

O total de brasileiros com dívidas em atraso vem crescendo por todo o pais. Dados apurados pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) apontam que o número de inadimplentes cresceu 4,22% no mês de outubro deste ano em relação ao mesmo período de 2017. Em números absolutos, estima-se que 62,89 milhões de brasileiros estejam com o CPF restrito para fazer compras a prazo ou contratar crédito.

De acordo com a pesquisa, o aumento da inadimplência foi puxado pelo Sudeste, cuja alta observada em outubro foi de 13,30%, além de ser a região do país com o maior número de negativados – 26,10 milhões, o que representa 39% da população adulta da localidade. Nas demais regiões, as altas foram menos intensas, com o Norte registrando 5,31%, o Sul, 4,11%; o Nordeste 3,91%, e o Centro-Oeste 1,61%. Em números absolutos, o Nordeste aparece com 17,42 milhões de negativados, o Sul com 8,48 milhões, o Norte com 5,86 milhões, e o Centro-Oeste com 5,02 milhões.

O indicador revela ainda que pouco mais da metade (52%) dos brasileiros que têm entre 30 e 39 anos estão negativados, o que equivale a 17,9 milhões de consumidores. Na sequência, estão os consumidores de 40 a 49 anos (14,2 milhões); de 50 a 64 (13,1 milhões); de 25 a 29 (7,7 milhões); de 65 a 84 (5,45 milhões); e dos 18 a 24 (4,3 milhões).

Tipos de dívidas.

…Leia na íntegra

Contratação de empresas para limpar o nome quase triplica em um ano, mostra pesquisa do SPC Brasil e CNDL

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 27 abr 2018

Tags:, , ,

da Redação
Reprodução do site da CDL

25% dos inadimplentes contrataram uma empresa para limpar o nome. 65% afirmaram ter tentado negociar a dívida com os credores antes de contratar. 50% disseram que a empresa prometeu limpar o nome mesmo sem que a dívida fosse paga

De olho nos cerca de 62 milhões de inadimplentes no país, muitas empresas prometem limpar o nome de consumidores ávidos para recuperar crédito no mercado e retirar seus CPFs das listas de negativados. Um levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra aumento do número de inadimplentes que afirmam já ter procurado empresas na tentativa de limpar o nome: a quantidade de pessoas que afirmaram já ter contratado essas empresas aumentou 16 pontos percentuais este ano (25%) em comparação com 2017 (9%).

Cerca de 14% dos entrevistados afirmaram ter contratado o serviço e tiveram a situação resolvida – um aumento de 10 p.p. em relação ao ano passado (4%); e 11% não tiveram o nome limpo ― um aumento de 5 p.p. dos casos sem solução, na comparação com 2017 (6%). Dentre os que contrataram e não tiveram seu nome limpo, 39% receberam parte do dinheiro de volta, 31% receberam todo o dinheiro e 30% não foram restituídos em nada. …Leia na íntegra

Dívidas regularizadas crescem 4,42%, a primeira alta para os meses de dezembro desde 2014

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 10 fev 2018

Tags:, ,

da Redação

Fonte SPC BRASIL/CDL (Conteúdo)

Novo indicador lançado pelo Serviço de Proteção ao Crédito acompanha a evolução de consumidores que conseguem limpar o nome. Maior parte das dívidas recuperadas são com bancos. Natal e 13º salário influenciaram aumento das regularizações

O número de dívidas regularizadas, calculado a partir das exclusões dos registros de inadimplência, cresceu 4,42% no último mês de dezembro na comparação com o mesmo período de 2016. Trata-se da primeira alta do indicador para os meses de dezembro desde 2014, quando o crescimento fora de 12,11%. Os dados fazem parte do novo Indicador de Recuperação de Crédito lançado hoje pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), que permitirá acompanhar em todas as regiões, a evolução do número de consumidores brasileiros que deixam os cadastros de inadimplentes após pagamento da dívida pendente.

Os dados ainda revelam que na comparação mensal ― ou seja, em relação a novembro de 2017, sem ajuste sazonal ― o número de dívidas quitadas apresentou uma alta expressiva de 38% no mês de dezembro, influenciado, principalmente, pelas campanhas de recuperação de crédito e também pela injeção de capital extra na economia por meio do décimo terceiro salário e demais bonificações típicas do período. Nesse caso, em novembro de 2017 frente a outubro, o indicador também já havia apresentado uma alta elevada, de 11,98%, após três meses seguidos de retração.

“Com a proximidade das festas de fim de ano, muitos brasileiros costumam limpar o nome para voltar ao mercado de consumo, aproveitando o dinheiro extra do décimo terceiro e das bonificações. Além de refletir uma tendência sazonal, os números demonstram um cenário econômico pouco mais favorável para o consumidor, que aos poucos vem ganhando confiança para retomar sua capacidade de pagamento”, explica o presidente do SPC Brasil Roque Pellizzaro Junior.

45% das pendências regularizadas são com bancos
…Leia na íntegra

59,3 milhões de brasileiros estão com o nome negativado, mostra estimativa do SPC Brasil e CNDL

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 23 nov 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

Região Sudeste concentra o maior número de negativados: 24,34 milhões de consumidores. Número de dívidas cai -4,01% em setembro

O volume de brasileiros com contas em atraso e registrados nos cadastros de devedores apresentou um leve aumento no último mês de outubro, após sete quedas consecutivas. Segundo dados do indicador do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) houve um aumento de 0,20% na quantidade de inadimplentes na comparação entre outubro deste ano com o mesmo mês do ano passado.

Na comparação mensal, ou seja, entre setembro e outubro, o indicador apresentou aumento de 0,5%. O SPC Brasil e a CNDL estimam que o Brasil encerrou outubro com aproximadamente 59,3 milhões de brasileiros com alguma conta em atraso e com o CPF restrito para contratar crédito ou fazer compras parceladas.  O número representa 39% da população com idade entre 18 e 95 anos.

“A estimativa tem se mantido estável desde o início de 2016. Por um lado, as dificuldades do cenário recessivo fazem crescer o número de devedores, e por outro a maior restrição do crédito e queda na propensão do consumo age na direção contrária, limitando a tomada de crédito e o crescimento da inadimplência”, explica o presidente da CNDL, Honório Pinheiro.

A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, afirma: “A tendência de estabilidade da estimativa deve se manter nos próximos meses.”

Sudeste é a região que concentra a maior quantidade de inadimplentes …Leia na íntegra

61% dos donos de animais de estimação veem seus pets como um membro da família; gasto mensal é de R$189, em média

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 26 set 2017

Tags:, , , ,

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

Pesquisa feita com internautas pelo SPC Brasil mostra que alimentação saudável, saúde e conforto para dormir são principais cuidados; apenas 8% associam seus animais de estimação à despesas financeiras e 46% dão preferência a lugares que permitem a presença de gatos ou cachorros

Alimentação saudável, cuidados com a saúde, bem-estar físico e mimos de todo tipo. Foi-se o tempo em que a expressão ‘vida de cão’ era usada como sentido negativo. Uma pesquisa inédita realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todas as capitais com internautas que possuem ou são responsáveis financeiros por um animal de estimação revela que 61% dos entrevistados consideram seus pets como um membro da família. E para cuidar do bem-estar desses companheiros, eles gastam, em média, R$ 189 todos os meses, cifra que aumenta para R$ 224 entre os consumidores das classes A e B. Para quem recebe até dois salários mínimos, esse valor pode representar até 10% da renda familiar.

O levantamento revela ainda que um terço (33%) dos donos de pets admite que na hora das compras sempre opta por itens que vão além do básico e 21% nunca deixam de comprar algo para seus animais de estimação por falta de dinheiro.

No total, 76% dos brasileiros com acesso à internet possuem animação de estimação, sendo que os mais comuns são os cachorros (79%), gatos (42%) e pássaros (17%). Completam o ranking os peixes (13%), tartarugas (6%) e roedores (5%), como coelhos, camundongos, furões e porquinhos da índia. …Leia na íntegra

Número de inadimplentes cresce 4,43% em julho, revela SPC Brasil

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 12 ago 2014

Tags:,

por Mateus Novais

unnamedNo mês de julho, a quantidade de consumidores inadimplentes registrados na base de dados do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) aumentou 4,43% em relação a julho de 2013. O indicador mensal de inadimplência do consumidor tem abrangência nacional e calcula tanto o número de brasileiros inadimplentes quanto a quantidade de dívidas em atraso.

Esse resultado ficou ligeiramente acima do observado em julho do ano passado, quando o número de pessoas inadimplentes apresentou alta de 4,36%. A CNDL diz que a análise contextualizada do indicador de dívidas mostra que a tendência para o segundo semestre deste ano ainda é de crescimento da inadimplência.

Vitória da Conquista apresenta redução na taxa de inadimplência; redução é maior que a nacional

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 31 jan 2014

Tags:, ,

por Mateus Novais

tabela_inadimplência_2012-2013A estatística cadastral da CDL de Conquista, a quantidade de CPFs com restrição no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), diminuiu consideravelmente em todos os meses do ano de 2013 em relação a 2012. A redução entre o mês de janeiro de 2012 e dezembro de 2013 foi de 33,46%.

Enquanto a taxa de inadimplência do consumidor brasileiro no comércio varejista em 2013 teve um aumento médio de 2,33%, em relação a com 2012, conforme informações da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), com base em dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

A taxa de inadimplência do consumidor conquistense no comércio varejista em 2013 fechou em 17,45%. “As estatísticas só confirmam que o Conquistense é bom pagador por tradição e que temos uma das menores taxas de inadimplência do estado da Bahia”, afirma o presidente da CDL de Conquista, Marcos Alberto.