Tubarão ataca surfista Mick Fanning na final do J-Bay Open

0

Publicado por Editor | Colocado em Esportes | Data: 19 jul 2015

Tags:, ,

Texto do Globo.com

A etapa de Jeffreys Bay por muito pouco não termina em uma grande tragédia. Logo no início da bateria final contra Julian Wilson, Mick Fanning sofreu um ataque de tubarão. Aparentemente dois animais se aproximaram do surfista. O tricampeão mundial foi surpreendido pelos animais e começou a tentar se desvencilhar usando a prancha. Demonstrando um semblante de desespero, Fanning chegou a ser atingido no rosto e caiu da prancha. Em determinado momento o australiano sumiu das imagens causando grande apreensão. Mas o resgate agiu rápido. Uma lancha e dois jet skis da organização se deslocaram para a cena do ataque e resgataram o surfista. Para alívio geral, Fanning saiu da água inteiro, sem ferimentos, assim como Julian. Os tubarões chegaram a cortar a corda que prendia a prancha ao pé do australiano, mas não o machucaram. Já na lancha, mas ainda muito assustado, Fanning deu seu relato sobre o incidente:

– Era dos grandes. Eu estava sentado, parado e comecei a sentir algo ficar preso em minha perna e instintivamente eu pulei, tentando escapar. Mas ele começou a atacar minha prancha, eu comecei a gritar e chutá-lo. Eu só vi barbatanas, não vi dentes. Eu estava esperando virem os dentes em mim. Chutei a traseira dele – disse Fanning, um tanto assustado, mas mantendo o bom humor.
A bateria foi interrompida imediatamente. Somente Julian havia pego onda, e liderava com 6.67. Havia apenas quatro minutos de bateria, dos 40 previstos. Por precaução e ainda apreensiva com o enorme susto, a organização da WSL adiou a disputa da final para segunda-feira.

– Temos regras e regulamentos para incidentes como esse. Aparentemente foram dois tubarões. Só vamos retomar a final assim que tivermos 100% de segurança para os surfistas competirem. Não só Mick, mas Julian também pode não estar se sentindo confortável em voltar para a água hoje. É a primeira vez que isso acontece na história do surfe profissional. Nunca tínhamos visto isso – disse o comissário adjunto da WSL, o brasileiro Renato Hickel, momentos antes de decretar o adiamento da final para segunda-feira.