Fiocruz anuncia produção antirretroviral para o SUS

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral, Saúde | Data: 27 jun 2019

Tags:, , ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

O Instituto de Tecnologia em Fármacos da Fundação Oswaldo Cruz (Farmanguinhos/Fiocruz), a partir de agosto, vai produzir e fornecer para o Sistema Único de Saúde (SUS) o antirretroviral Duplivir, usado no tratamento de pessoas que vivem com o vírus HIV/Aids.

No início de junho, a instituição, ligada ao Ministério da Saúde, concluiu a produção de três lotes-piloto do medicamento, num total de 30 milhões de doses, já distribuídas para as unidades farmacêuticas. Até o fim do ano, serão produzidos em Farmanguinhos mais 75 milhões de comprimidos do Duplivir para o SUS.

O Duplivir reúne em um único comprimido dois princípios ativos, o fumarato de tenofovir desoproxila e a lamivudina, o que reduz a quantidade de comprimidos ingeridos diariamente e melhora a qualidade de vida do paciente, segundo Alessandra.

Medicamento contra atrofia muscular espinhal é disponibilizado pelo SUS

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral, Saúde | Data: 12 jun 2019

Tags:,

Nesta quarta-feira(12), foi publicada no Diário Oficial da União , a portaria que o cria projeto-piloto que disponibilizará, a pessoas com atrofia muscular espinhal (AME), o medicamento Spinraza (Nusinersena). O medicamento ficará à disposição no Sistema Único de Saúde (SUS).

A AME é uma doença genética degenerativa e sem cura, que atinge a coluna vertebral, interferindo na capacidade de o corpo produzir uma proteína essencial para a sobrevivência dos neurônios motores.

Sem a proteína, esses neurônios morrem, levando o paciente a perder controle e força muscular. Com isso, ele perde também a capacidade de se mover, engolir ou mesmo respirar. Há riscos, inclusive, de a doença levar o indivíduo à morte.

Segundo o Ministério da Saúde, o tratamento consiste na administração de seis frascos com 5ml no primeiro ano e, a partir do segundo ano, três frascos.

Medicamento para pacientes com esclerose múltipla será ofertado pelo SUS

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral, Vit. da Conquista | Data: 08 jan 2019

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Agora pacientes adultos diagnosticados com esclerose múltipla remitente recorrente poderão utilizar o medicamento acetato de glatirâmer na versão de 40 miligramas (mg) via Sistema Único de Saúde (SUS).

Atualmente, a rede pública oferta apenas a versão de 20 mg. De acordo com o Ministério da Saúde, a incorporação vai permitir que o paciente reduza de sete para três as doses injetadas todas as semanas, garantindo maior qualidade de vida.

Saiba mais sobre a esclerose múltipla

…Leia na íntegra

Remédio para tratar doença rara será oferecido pelo SUS

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral, Saúde | Data: 03 jan 2019

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Foi anunciado nesta quinta-feira (03), pelo Ministério da Saúde, a incorporação do medicamento dicloridato de sapropterina, utilizado no tratamento da fenilcetonúria, ao Sistema Único de Saúde (SUS).

O remédio deve estar disponível na rede pública em até 180 dias e será ofertado a mulheres que estejam em período pré-concepcional ou em período gestacional e que tenham feito teste de responsividade positivo ao medicamento.

De acordo com a pasta, o uso do dicloridato de sapropterina para o tratamento da fenilcetonúria é feito de forma complementar à realização de dieta, com restrição de alimentos como carne, ovo, trigo e feijão, além do uso de fórmula metabólica rica em aminoácidos, vitaminas e minerais.

Saúde: SUS vai oferecer novo medicamento contra hepatite C

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Saúde | Data: 16 out 2018

Tags:, ,

Da Redação

Fonte: A. Brasil/Imagem: Ilustrativa

Novo medicamento contra hepatite C será incluído no Sistema Único de Saúde (SUS). A portaria do Ministério da Saúde publicada hoje (16) no Diário Oficial da União incorpora o medicamento Sofosbuvir em associação ao Velpatasvir para o tratamento da hepatite Crônica no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com o texto, o prazo máximo para efetivar a oferta na rede pública é de 180 dias. O relatório de recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec) sobre o medicamento está disponível no site.

A Conitec informou, por meio de nota, que a associação entre o Sofosbuvir (400 mg) e o Velpatasvir (100 mg) será utilizada de acordo com o protocolo clínico para o tratamento da doença e apresenta uma posologia bastante favorável e cômoda ao paciente (um comprimido ao dia).

SUS poderá receber verba vinda de multas de trânsito

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Saúde, transporte | Data: 02 abr 2018

Tags:, , , ,

Da Redação

O senado por meio da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ),  aprovou o Projeto de Lei 426/2012, que destina 30% da arrecadação com multas de trânsito para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Uma emenda da senadora Marta Suplicy,  estabelece que as verbas geradas pelas multas não serão levadas em conta para atender à exigência constitucional de aplicação de um percentual mínimo de recursos na saúde. Assim, essa transferência deverá representar um acréscimo aos investimentos obrigatórios na saúde pública a cargo da União, dos estados, Distrito Federal e municípios.

A relatora propôs também outra alteração, rejeitou uma emenda ao PLS 426/2012, aprovada pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS), que previa a destinação de 30% da arrecadação com multas de trânsito para o Fundo Nacional de Saúde (FNS). Marta Suplicy havia mantido essa modificação, mas mudou de ideia.

A proposta será enviada à Câmara dos Deputados. (Agência Brasil), se não houver recurso para votação da matéria pelo plenário do Senado.

SUS terá medicamento para tratamento de microcefalia

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 04 set 2017

Tags:, ,

Da Redação


O Sistema Único de Saúde (SUS) incorporou a oferta do medicamento Levetiracetam para o tratamento de convulsões em pacientes com microcefalia. A novidade foi publicada na edição desta segunda (4) do Diário Oficial da União por meio de portaria, que regulamenta a oferta do fármaco na rede pública de saúde.

O governo brasileiro decretou Emergência Nacional em Saúde Pública em novembro de 2015 devido ao vírus Zika e sua associação com microcefalia e outas alterações neurológicas. Transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, o vírus Zika provoca sintomas semelhantes aos da dengue e da febre chikungunya.

O Levetiracetam também será incorporado ao SUS para o tratamento de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil resistentes à monoterapia, de modo associado ao medicamento já utilizado. O prazo máximo para que o medicamento esteja disponível no SUS é de 180 dias, a partir da publicação da portaria.

Atendimento do SUS no Hospital Unimec não está suspenso, afirma Prefeitura

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 17 jul 2017

Tags:,

Da Redação

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que o atendimento do Hospital Unimec pelo SUS não está suspenso. Conforme a Secretaria, o contrato anterior da Unimec firmado com o município já teve todos os prazos legais esgotados, incluindo os prazos de prorrogação.

A pasta da Saúde ressaltou que, juntamente à direção do Unimec, está trabalhando em um contrato emergencial, cuja vigência máxima é de 4 meses. A entidade esteve reunida com a SMS na tarde desta segunda-feira para discutir a situação.

“Ressaltamos que o atendimento no Unimec pelo do Sistema Único de Saúde está sendo realizado normalmente e toda e qualquer especulação divulgada por quaisquer meios de comunicação e redes sociais não passa de boato”, finaliza a nota.

Prefeitura faz acordo para reembolsar usuário do SUS com valores de passagens

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 13 mar 2017

Tags:, ,

Redação

Juraci dos Santos assina acordo na sede da Defensoria Pública

O cabeleireiro de Vitória da Conquista Juraci dos Santos será reembolsado pela Prefeitura Municipal pela compra de passagens por conta própria para passar por procedimento cirúrgico em Salvador. Juraci dos Santos, usuário do Sistema Único de Saúde, teve que parcelar mais de R$ 600 em transporte para não perder a cirurgia que estava marcada para dezembro do último ano.

No final de 2016, o cabeleireiro teve o custeio de passagens negado pelo Poder Executivo por meio do benefício para Tratamento Fora do Domicílio, oferecido a pessoas que precisam passar por tratamento fora de Vitória da Conquista. Ele, então, parcelou a despesa no próprio cartão de crédito, como também não tinha condições de pagar deslocamento de um acompanhante, seguiu sozinho para o procedimento.

Na última sexta-feira (10), através do projeto Centro de Mediação e Conciliação: Minha Porta para Resolução do Meu Conflito da Defensoria Pública Estadual (DPE-BA), ficou definido que a Prefeitura irá reembolsar as despesas assumidas por Juraci, o que evitou ações judiciais na área de assistência municipal à saúde no Município.

Segundo defensora pública Marta Almeida, responsável pelo Projeto premiado recentemente pelo Conselho Nacional de Justiça, caso fosse movida uma ação judicial, Juraci dos Santos demoraria anos para ser ressarcido do valor gasto. “O mundo contemporâneo exige o abandono das antigas práticas adversariais e a adoção de novos e criativos métodos para perseguir preservação de direitos, fortalecimento da cidadania e reorganização de um Estado Democrático caracterizado pelos atributos da eficiência e da responsabilidade”, defendeu ao destacar que a instituição está praticando as técnicas colaborativas previstas no Código de Processo Civil e na Lei 13.140/2015 – conhecida como Lei da Mediação. “Ampliando o espaço democrático, garantindo o princípio da autonomia da vontade das partes que, no caso do assistido, teve a oportunidade de participar, requerer, questionar e conhecer a forma que a Defensoria Pública está utilizando para solucionar a sua demanda”, complementou.

Pacientes com câncer atendidos pelo SUS poderão contar o serviço de radioterapia do Samur

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 03 jan 2017

Tags:, , ,

Da Redação

Foto: Arquivo RBG

A Unidade de Alta Complexidade em Oncologia com Radioterapia (Unacon) do Hospital Samur, em Vitória da Conquista, a partir deste ano atenderá pacientes com câncer que são usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

O hospital oferecerá a rede pública o serviço de radioterapia, além da disponibilização de três leitos de UTI que também servirão de apoio para a oncologia.

Essa vitória foi possível graças a intervenção do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB), em Brasília, após solicitação do então deputado estadual Herzem Gusmão (PMDB). A iniciativa de buscar os parlamentares partiuy do médico Sebastião Castro que faz parte da direção daquela unidade hospitalar.l

O valor de R$ 8.318.908,80 foi investido nesse novo convênio, que é uma iniciativa do Ministério da Saúde que já destinou uma verba de R$ 3.113.228,73 visando a realização de obras e compra de novos equipamentos, de forma que a atenção básica e especializada sejam beneficiadas com essa iniciativa.

Campanha de multivacinação começa nesta segunda (19)

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 19 set 2016

Tags:, ,

Da Redação

VAcinaA Campanha Nacional de Multivacinação começa nesta segunda-feira (19). Nos postos de saúde já estão sendo ofertados os 14 tipos de vacinas para as crianças e cinco para os adolescentes.

Além da vacinação contra poliomielite, que ocorre todos os anos, a campanha inclui, pela primeira vez, todas as vacinas disponíveis pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para crianças de até 5 anos e para crianças e adolescentes entre 9 e 15 anos incompletos, incluindo a imunização contra HPV para meninas.

Para receber as doses de imunização, é necessário levar a caderneta de vacinação ao comparecer a um dos postos. Lá, os profissionais de saúde irão avaliar se há alguma vacina que ainda não foi administrada, ou se há doses em atraso, para complementar o esquema.

A campanha segue até 30 de setembro e o dia de mobilização nacional está marcado para 24 de setembro, próximo sábado. Entre as vacinas disponíveis estão Hepatite A, VIP, Meningocócica C, rotavírus, HPV, Pneumo 10, febre amarela, varicela, pentavalente, tetraviral, dupla adulto, DTP, tríplice viral, VOP (poliomielite).

Cai número de pacientes ausentes em procedimentos agendados no SUS

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 01 ago 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

Hospital-Base

O número de pacientes que faltam às consultas e aos procedimentos marcados, no SUS de Vitória da Conquista, caiu para 11% nos últimos três meses. Em média, 50 mil agendamentos são realizados, por mês, na Central de Regulação.

Segundo a coordenação da Central de Regulação, o número de ausência nos procedimentos foi reduzido de 15 mil para 5,5 mil ao mês.

“Com a desmarcação dos procedimentos e consultas, as vagas geradas podem ser utilizadas por outras pessoas que também estejam precisando”, explicou a coordenadora da Central, Rebeca Nascimento.

Santa Casa de Vitória da Conquista adere ao movimento “SOS Saúde da Bahia”

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 12 jul 2016

Tags:, ,

Da Redação

santa casaA Santa de Vitória da Conquista aderiu  à campanha “SOS Saúde da Bahia”, ação que busca incentivos para entidades filantrópicas. A iniciativa foi lançada por meio das redes sociais no dia 2 de julho, data em que é lembrado o Dia do Hospital, por meio do Hospital da Criança Martagão Gesteira e as Santas Casas de Misericórdia de Nazaré, Valença e Cruz das Almas.

De acordo com as instituição, com o movimento, espera-se que os valores repassados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) cubram o custo dos procedimentos realizados, assegurando à população o direito à saúde pública e de qualidade.

Com o déficit, há risco de que serviços essenciais à população sejam suspensos, segundo as entidades. Com o défict, a Santa Casa de Vitória da Conquista, por exemplo, pode ter uma redução 34 mil procedimentos mensais.

Além das instituições citadas, participam do movimento as Santas Casas de Misericórdia de Itabuna e Poções.

Reestruturação causou a suspensão de exames no Laboratório Central, diz Prefeitura

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 06 jul 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

LAcenApós o BLOG DA RESENHA GERAL noticiar com exclusividade a suspensão do serviço de exames no Laboratório Central do Município (Lacem), a Prefeitura de Vitória da Conquista emitiu nota apontando uma “reestruturação” como causa da decisão. As mudanças no Lacem, segundo da Prefeitura, envolvem a troca de equipamentos utilizados para coleta, leitura e emissão de resultados.

Ainda de acordo com a nota, os serviços ofertados pelo Lacem serão normalizados nos próximos dias. Confira o comunicado na íntegra:

O Laboratório Central do Município (Lacem), administrado pela Fundação de Saúde de Vitória Conquista, está passando por processo de restruturação, envolvendo alguns equipamentos utilizados para coleta, leitura e emissão de resultados.

Devido a esses ajustes, a coleta de material para exames está suspensa nas unidades de saúde e para pacientes de outros municípios. Para os pacientes internados e aqueles que são atendidos no Pronto Socorro do Hospital Esaú Matos, a coleta de material continua sendo feita. Os resultados também estão sendo entregues no prazo estabelecido para atendimentos de urgência.

Nos próximos dias, os serviços ofertados pelo Lacem serão normalizados.

Laboratório Central, em crise, suspende exames pelo SUS

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 06 jul 2016

Tags:, , ,

da Redação

LAcenDevido as insistentes reclamações e denuncias chegadas a Rádio Clube (FM 95,9), dando conta do não funcionamento do Laboratório Central de Vitória da Conquista (Lacen), a repórter do programa Resenha Geral, Mônica Cajaiba, procurou a Secretaria de Comunicação da Prefeitura Municipal. Por telefone, a Secom orientou solicitar as informações por e-mail.

A repórter insistiu e conseguiu falar com um funcionário do Laboratório Central (comando pela Fundação de Saúde, que também administra o Hospital Esaú Matos). Esta fonte, que pediu para não ser identificada, informou que todos exames estão suspensos por falta de reagente. A suspensão deve prosseguir pelos próximos 30 dias.

Com isso, o Lacen de Conquista deixa de atender uma média de 1.500 exames por dia – entre pacientes do município e cidades pactuadas. No Laboratório Central, são realizados mais de 105 tipos de exames. O transtorno é muito grande e coloca vidas preciosas em risco.

A Fundação de Saúde de Vitória da Conquista – implantada de maneira açodada e irresponsável pelo prefeito Guilherme Menezes (PT) – arruinou o Hospital Esaú Matos e o Laboratório Central.

PT impõe fraco desempenho ao SUS em Conquista e faz ato em defesa do órgão

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 19 jun 2016

Tags:, , ,

da Redação

Risos

Acredite se quiser. O PT de Vitória da Conquista realizou ato em defesa da democracia e do SUS na última 6ª feira (17), no auditório da Universidade Federal da Bahia.

No ato as presenças do prefeito Guilherme Menezes, o deputado estadual José Raimundo Fontes e do deputado federal Jorge Solla. O evento contou ainda com a participação de médicos, profissionais da área da saúde e estudantes.

Importante frisar que o Governo Federal, na era Dilma Roussef, foi o principal responsável pela operação desmonte que faliu o SUS no Brasil. Em Vitória da Conquista a marca da incompetência está presente. O Hospital Crescêncio Silveira foi desativado, o Hospital Esaú Matos entregue a uma Fundação, com resultados desanimadores, as UPAs ainda não funcionam, a da Patagônia foi abandonada, descredenciaram a Cupe – Clínica de Urgência Pediátrica que atendia 1.000 crianças por mês, foi desativada a obstetrícia do Hospital de Base, a Atenção Básica oferece cobertura de apenas 42% na cidade. Como resultado a situação dos corredores do Hospital de Base é deplorável.

No mínimo, fazer um ato em defesa do SUS em Vitória da Conquista, é ridículo. O PT continua achando que a população é formada por bandos de idiotas.

Com informações e foto do Blog do Rodrigo Ferraz

Conquista: 30% dos atendimentos no SUS são perdidos pela ausência do paciente

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 28 maio 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

Hospital-Base

Mais de 21 mil exames e procedimentos agendados pela Central de Regulação de Vitória da Conquista não ocorrem porque o paciente simplesmente não comparece. Esse alto número de desistência, que representa 30% de todas as marcações realizadas anualmente na rede pública de Saúde, acarreta um prejuízo financeiro enorme aos cofres do município.

Sem o paciente, o médico não atende, os equipamentos de laboratório não trabalham e todo dinheiro investido na Saúde acaba ficando parado – perde a eficiência. Além, claro, de deixar a fila de atendimento mais lenta.

O valor dessa perda não é divulgado pela Prefeitura, mas para diminuir o índice de ausência, a Central de Regulação começou a disponibilizar o serviço de remarcação também por telefone. Por meio dela, os pacientes reagendam sua consulta, via Central, sem ser necessário retornar para a unidade de saúde. A ideia é incentivar as pessoas a informarem quando não vão poder comparecer.

Para devolver a vaga, o paciente deve entrar em contato por meio dos telefones (77) 3424-8942 ou (77) 3424-8943. Durante o atendimento, ele deve passar para o atendente as informações sobre sua consulta para que a Central possa ceder esta vaga para outra pessoa que esteja aguardando e agendar um novo dia para consulta.

Os usuários que não devolverem a vaga devem retornar para a unidade e aguardar novo agendamento. Já para os pacientes da Alta Complexidade, atendidos pela própria Central, o exame será marcado após um mês, a depender da avaliação de cada caso.

Em média, 70 mil consultas são marcadas, por mês, na Central de Regulação tanto para moradores de Vitória da Conquista quanto para os que residem em mais de 80 municípios pactuados.

Hospital São Vicente restringe atendimento do Pronto Socorro do SUS

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 04 abr 2016

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

IMG_0342

Nesta segunda-feira (4), o Hospital São Vicente anunciou a restrição dos atendimentos no Pronto Socorro do Sistema Único de Saúde. A partir desta data, e por tempo indeterminado, o Pronto Socorro da unidade só atenderá pacientes classificados como “urgência e emergência e demandas do SAMU 192”. O comunicado foi assinado pelo coordenador Médico da Emergência, Austelino Ferreira Mattos.

IMG_1772No final do último mês, o BLOG DA RESENHA GERAL mostrou que espera por atendimento nos prontos socorros de Vitória da Conquista está beirando o estado de caos. As filas de pacientes a espera por uma consulta médica tem cada vez aumentado mais e, sem espaço, as pessoas têm que aguardar deitada no chão.

Filas irritam pacientes que procuram atendimento de emergência em Vitória da Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 22 mar 2016

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

IMG_0342

A espera por atendimento nos prontos socorros de Vitória da Conquista está beirando o estado de caos. As filas de pacientes a espera por uma consulta médica tem cada vez aumentado mais e, sem espaço, as pessoas têm que aguardar deitada no chão.

A situação alarmante pode muito bem ser comprovada na porta da emergência do Hospital São Vicente, entidade conveniada ao Sistema Único de Saúde. Nessa segunda-feira (21), a repórter Mônica Cajaíba, do programa Resenha Geral da Rádio Clube (FM 95,9), esteve na unidade de saúde e ouviu os relatos de pacientes que seguiam de hospital em hospital a procura de atendimento.

Segundo a repórter, mais de 60 pessoas, incluindo idosos, esperavam atendimento. Muitos deles dentro do pronto socorro, deitados no chão. Entre eles, uma moradora do povoado de Água Verde, a 63 km do centro de Conquista, que preferiu não se identificar, chegou ao hospital com uma criança de dois meses no colo e reclamando de dores nos pés e nas mãos. “Fiz uma cirurgia e não estou aguentando ficar em pé. Muitas dores nas juntas, que eu não estou aguentando a amamentar criança”, disse a mãe ao sob o som do choro de seu filho.

IMG_0341

Outra que também esperava era Luzinete, que se queixava de uma infecção urinária e muita febre. “Desde o sábado o início da noite, fui para o Hospital Unimec e disseram que o médico só iria chegar depois das 21h30. Depois avisaram que era pra gente aguardar até as 22 horas. Depois avisaram que não tinha maca e só ia atender se tivesse maca. Então todo mundo saiu e veio para o São Vicente”.

Dona Luzinete também contou a repórter Mônica Cajaíba que no São Vicente a situação não foi diferente. “Aqui já tinha um monte de gente, todo mundo doente, em pé, sem lugar para sentar, sem água para beber. A situação é essa todos os dias, de segunda a segunda. É no Unimec, no São Vicente e no Hospital de Base”.

“O problema não é nem os médicos, que eles têm boa vontade, estão aqui para ajudar. Mas eles vão fazer o quê? Vão pegar os pacientes e colocar na casa deles, sabendo que não tem nem maca para botar o povo? O problema é o Sistema único de Saúde”, completa uma moradora do bairro Santa Cruz, que passou por outros dois hospitais a procura de atendimento para o sogro idoso, antes de chegar ao São Vicente.

Leitora denuncia demora na realização de exames; espera ultrapassa 1 ano

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 01 mar 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

DSC_0898Um dos exames foi solicitado em janeiro de 2015

Uma leitora encaminhou ao BLOG DA RESENHA GERAL três solicitações de exames para serem realizadas pelo SUS, em Vitória da Conquista, que, após mais de um ano, não foram realizados. Os exames são para Endoscopia, solicitado em 15/01/2015, uma Tomografia Crânio e uma Ressonância Magnética Coluna Torácica, ambos solicitados no dia 10/12/2015.

Sobre a Endoscopia, a leitora relata que “os funcionários do Posto de Saúde do Morada dos Pássaros 3 informaram que já encaminharam a guia do exame para a Central de Marcação e a mesma retorna sem ser marcada”. O pedido de Tomografia, para a mãe da leitora, e Ressonância também não foi positiva. “A resposta é que nos passaram na Central de Marcação é que a PMVC não renovou ainda o contrato com as clinicas que prestavam tais serviços e que não tem previsão de quando vão marcar”, disse a Ludmila.

“Onde está o problema? Na Central de Marcação ou no Posto de Saúde? Isso é um absurdo, falta de respeito para com quem infelizmente depende do SUS”, questiona a leitora.