Michel Temer e Moreira Franco são presos pela Lava Jato do RJ

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 21 mar 2019

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

G1

O ex-presidente Michel Temer foi preso em São Paulo na manhã desta quinta-feira (21) pela força-tarefa da Lava Jato do Rio de Janeiro. Os agentes também prenderam o ex-ministro Moreira Franco no Rio. A PF cumpre mandados contra mais seis pessoas, entre elas empresários.

Preso, Temer será levado para o Aeroporto de Guarulhos, onde vai embarcar em um voo e será levado ao Rio de Janeiro em um avião da Polícia Federal. O ex-presidente deve fazer exame de corpo de delito do IML em um local reservado e não deve ser levado à sede da PF de São Paulo, na Lapa.

Os mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro.

Temer falou por telefone ao jornalista Kennedy Alencar, da CBN, no momento em que havia sido preso. O ex-presidente afirmou que a prisão “é uma barbaridade”.

Desde quarta-feira (20), a PF tentava rastrear e confirmar a localização de Temer, sem ter sucesso. Por isso, a operação prevista para as primeiras horas da manhã desta quinta-feira atrasou.

G1 ligou para a defesa de Temer, mas até a última atualização desta reportagem os advogados não haviam atendido a ligação.

G1 falou às 11h40 com o advogado Rafael Garcia, que defende o ex-ministro de Minas e Energia Moreira Franco em um dos inquéritos contra ele no STF, mas ele disse que não estava autorizado a falar e orientou a procurar o advogado Antônio Pitombo. A reportagem ligou para o escritório de Pitombo, mas não conseguiu falar com ele.

O MDB, partido do ex-presidente, divulgou uma nota. “O MDB lamenta a postura açodada da Justiça à revelia do andamento de um inquérito em que foi demonstrado que não há irregularidade por parte do ex-presidente da República, Michel Temer e do ex-ministro Moreira Franco. O MDB espera que a Justiça restabeleça as liberdades individuais, a presunção de inocência, o direito ao contraditório e o direito de defesa”, diz o texto.

…Leia na íntegra

Brasil deixou recessão para trás, disse Temer na Argentina

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 11 dez 2017

Tags:, , ,

da Redação
Com informações do Diário do Poder (Conteúdo)

Brasil cria empregos e produção industrial cresce, diz Temer

Presidente Michel Temer passa por cirurgia

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 26 nov 2017

Tags:, ,

Por Dilson Gusmão


O presidente Michel Temer foi submetido a uma cirurgia do coração para desobstrução de três artérias, na noite da última sexta-feira (24). A equipe médica que atende o presidente no Hospital Sírio Libanês em São Paulo,
divulgou nesta madrugada de sábado (25), o boletim médico informando que a cirurgia foi bem sucedida
e que ele está se recuperando na unidade coronariana da instituição.

Foram implantados 3 stents no coração do presidente, nas artérias comprometidas. Um stent é um pequeno dispositivo expansível de forma tubular, assemelhado a uma mola, geralmente feito de metal ou de ligas metálicas como as de cromo e cobalto. Ele é inserido em um vaso, canal ou ducto do corpo para prevenir ou corrigir a constrição dos mesmos. No caso das artérias, o stent tem o objetivo de evitar o entupimento dessas vias de passagem.

A principal utilização do stent é desfazer as diminuições significativas no diâmetro das artérias ocasionadas pelo depósito de substâncias como o colesterol e o cálcio e, com isso, repor o fluxo sanguíneo nos órgãos, sobretudo no coração.

Economia do Brasil cresce com a queda do PT; veja comparação antes e depois

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 16 out 2017

Tags:, , ,

da Redação

Desde maio do ano passado, quando teve início o governo Michel Temer, os principais indicadores econômicos do País entraram em um processo de reversão. A inflação caiu e hoje é uma das menores do Mundo. O risco Brasil recuou em quase 300 pontos, a bolsa voltou a subir e o real se fortaleceu frente ao dólar.

Agora a recessão já acabou. A expectativa de especialistas é de dados cada vez melhores nos próximos meses e anos. Indicadores mostram o comportamento do Produto Interno Bruto (PIB) em crescimento e a economia voltou a crescer. A tabela que ilustra este artigo mostra com clareza que o Governo Temer conseguiu superar os estragos do Governo Dilma Rousseff (PT) que deixou herança de 14 milhões de brasileiros desempregados.

Como votaram os deputados da Bahia na vitória de Temer na Câmara

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 03 ago 2017

Tags:, , , , ,

da Redação

O presidente Michel Temer (PMDB) conseguiu importante vitória no plenário da Câmara dos Deputados. O relatório do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que pedia o arquivamento da denúncia de corrupção passiva formulada pela Procuradoria-Geral da República contra o presidente alcançou uma votação satisfatória com placar favorável de 263 x 227.

21 deputados da Bahia disseram “não” , enquanto 17 declaram “sim”, em apoio ao não prosseguimento da matéria no Supremo Tribunal (STF). Apenas Ronaldo Carletto (PP) se ausentou.

O Bahia.ba, do jornalista Leyi Vasconcelos destacou que (…) Não houve surpresa, à exceção da alfinetada de Daniel Almeida (PCdoB), que citou a polêmica exoneração dos secretários estaduais pelo governador Rui Costa (PT), que mudou a composição da bancada. “Em nome do deputado Davidson Magalhães, que foi retirado dessa votação, e em meu nome, voto não”, provocou. Apesar das dúvidas, tanto Josias Gomes, que mudou posição, quanto Fernando Torres (PSD) declararam apoio ao prosseguimento da denúncia.

A Bahia possui na Câmara dos Deputados 39 parlamentares:

Votaram Sim:

Antonio Imbassahy (PSDB)

Arthur Maia (PPS)

Benito Gama (PTB)

Cacá Leão (PP)

Claudio Cajado (DEM)

Elmar Nascimento (DEM)

Erivelton Santana (PEN)

João Carlos Bacelar (PR)

José Carlos Aleluia (DEM)

José Carlos Araújo (PR)

José Rocha (PR)

Lúcio Vieira Lima (PMDB)

Márcio Marinho (PRB)

Mário Negromonte Jr. (PP)

Paulo Azi (DEM)

Pastor Luciano Braga (PRB)

Roberto Britto (PP)

Votaram Não:

Afonso Florence (PT)

Alice Portugal (PCdoB)

Antonio Brito (PSD)

Bacelar (Podemos)

Bebeto (PSB)

Josias Gomes (PT)

Luiz Caetano (PT)

Daniel Almeida (PCdoB)

Félix Mendonça Júnior (PDT)

Fernando Torres (PSD)

Irmão Lázaro (PSC)

João Gualberto (PSDB)

Jorge Solla (PT)

José Nunes (PSD)

Jutahy Junior (PSDB)

Nelson Pelegrino (PT)

Paulo Magalhães (PSD)

Sérgio Brito (PSD)

Uldurico Junior (PV)

Valmir Assunção (PT)

Waldenor Pereira (PT)

Ausente:

Ronaldo Carletto (PP)

 

Até opositores dão como certa a vitória de Temer na Câmara

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 31 jul 2017

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: Tribuna da Bahia (Conteúdo)

Plenário da Câmara vai decidir se a denúncia contra ele deve ser encaminhada ao STF


O recesso parlamentar foi especialmente fatigante para o presidente Michel Temer. Além de ter de empacotar medidas controversas na área econômica, nas duas últimas semanas ele dedicou parte importante de sua agenda, inclusive os finais de semana, para intensificar o cortejo a deputados e lideranças partidárias. Como muitos deles estão longe de Brasília, o peemedebista passou horas pendurado ao telefone tentando, mesmo à distância, conquistar aliados para conseguir rejeitar na Câmara a denúncia de corrupção passiva apresentada pela Procuradoria-Geral da República contra si. Ele é acusado de receber propina da JBS em troca de uma solução de problemas da empresa com a Petrobras e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A matéria deve ser apreciada na próxima quarta-feira (2).

Segundo interlocutores do presidente, ao cabalar votos destinados a sepultar a denúncia, Temer ouviu demandas das mais variadas: vão desde os já repisados pedidos de liberação de emendas e de cargos até a solicitação de selfies e gravações em vídeo para prefeitos interessados dar uma turbinada na imagem, demonstrar proximidade com o poder rende votos, muitos votos.

‘Fui vítima de armação de bandidos que saquearam o País e querem sair impunes’, diz Temer’

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 21 maio 2017

Tags:, , ,

Diário do Poder

E tudo quando a economia inicia a recuperação, lamenta Temer

Minutos depois do pronunciamento que fez sobre a crise que atinge seu governo, Michel Temer reafirmou a Vera Magalhães, do jornal O Estado de S. Paulo, sua recusa a renunciar à Presidência, se disse vítima de “armação”, negou que tenha participado de um plano para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha e disse estranhar que a delação da JBS, que o atingiu, tenha sido selada “no momento em que a economia começa a se recuperar”.

Temer concedeu uma entrevista exclusiva ao Estadão por telefone. Disse estar convencido da capacidade de rearticulação política do governo, deu sua versão para o encontro que teve com Joesley Batista, da JBS, em março — que foi gravado e entregue ao Ministério Público Federal, o que desencadeou a delação do grupo, e criticou os termos da colaboração negociada com o empresário pela Lava Jato.

 “Esse sujeito me ligou seguidamente, ao longo de vários dias, me pedindo para ser recebido”, afirmou o presidente. Segundo ele, a segurança da Presidência vive repreendendo-o por “atender o celular”. “Eu tenho o hábito, que a segurança do Planalto vive reclamando, de atender o celular, responder mensagem. É um mau hábito pela liturgia do cargo, mas que eu adquiri da experiência parlamentar”, disse Temer.

Segundo ele, depois de muita insistência por parte de Joesley, ele concordou em recebê-lo no Palácio do Jaburu. Questionado sobre o horário tardio da conversa, Temer disse que a razão foi o fato de que, anteriormente, ele compareceu à festa de aniversário da carreira do jornalista Ricardo Noblat. “Disse a ele: estou na festa do Noblat. Se quiser, passa mais tarde no Jaburu. E ele concordou.”

Temer afirmou que já conhecia Joesley, e que tem o costume de receber empresários para conversas. “Já recebi dezenas de empresários. Em São Paulo, no Jaburu, no Planalto. Muitas dessas reuniões acontecem fora da agenda”, disse o peemedebista.

Questionado sobre os assuntos tratados na reunião, alguns deles a confissão de crimes como o suborno a um procurador e supostamente a dois juízes, Temer disse ter atribuído o teor da conversa ao fato de Joesley ser alguém acuado por investigações e contrariado por não obter acesso que tinha antes a altas autoridades do governo. “Logo de cara, vi que ele era um falastrão”, afirmou.

Ele afirmou ter achado “estranho” o teor da conversa, mas que não levou a sério as afirmações. “Mas você veja que comecei a ser cada vez mais monossilábico, quando a conversa dele começou a enveredar para o pedido de que precisaria ter acesso a esse ou aquele setor do governo.”

Temer afirmou que a divulgação do áudio da conversa demonstra que ele não deu aval à compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha, conforme se divulgou inicialmente. “Veja que ele diz que está mantendo uma boa relação com ele, e incentivo que deveria manter, apenas isso.”

Sobre o eventual interesse em evitar uma delação de Cunha, Temer evoca o fato de o ex-aliado tê-lo arrolado como testemunha: “Que silêncio do Cunha eu poderia comprar? Se ele me mandou 21 perguntas num processo e 17 em outro, todas claramente tentativas de me incriminar, e o próprio juiz Sergio Moro tratou de indeferir?”.

 A respeito da sugestão para que Joesley procurasse o ex-assessor especial da Presidência e deputado afastado Rodrigo Rocha Loures, Temer disse que apenas confirmou uma sugestão do empresário. “Falei que poderia falar com o Rodrigo sobre assuntos do grupo, como poderia falar o Moreira, ou o Padilha”, justificou.

Temer disse acreditar que Rocha Loures “deve ter sido seduzido” pela promessa de receber R$ 500 mil ao longo de 20 anos. Questionado pelo Estadão se tomou conhecimento, em algum momento, da negociação de recursos por Rocha Loures, ou se autorizou a transação, o presidente negou.

Afirmou que o suborno ao deputado foi negociado pela obtenção de um acordo no Cade que foi negado. “O Cade resolveu? Não resolveu! Ele estava desesperado porque a Maria Silvia saneou o BNDES, ele teve de mudar a operação da empresa para outro país porque fechamos a torneira do BNDES”, afirmou o presidente.

Temer atacou os governos do PT e criticou os termos da delação oferecida ao grupo JBS. “Fui vítima de bandidos que saquearam o País nos governos passados e não obtiveram acesso ao nosso. E negociaram um acordo pelo qual querem sair impunes!”, afirmou o presidente, para em seguida dizer que tentará todos os recursos jurídicos para tentar anular o inquérito aberto contra ele no STF, que, segundo sua avaliação, se baseou em provas armadas.

Ele afirmou que não renunciará e que tentará recompor a base de sustentação do governo para aprovar as reformas. “Querem me tirar para continuar com as mesmas reformas que eu propus, com o meu programa. A quem interessa desestabilizar o governo?”, questionou o presidente.

Temer disse “estranhar” que a crise tenha sido “criada” justamente quando a economia começava a dar sinais de reação. E repetiu os dados que dissera no pronunciamento, de que a JBS lucrou com o câmbio e a venda de ações nos dias que antecederam a Operação Patmos.

Temer aprova terceirização para todos os trabalhadores

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 01 abr 2017

Tags:, ,

da Redação

Com informações da Folha de S.Paulo

O presidente Michel Temer aprovou ontem à noite o projeto de lei que libera a terceirização do trabalho para qualquer atividade nas empresas privadas e em parte do setor público no país.

Temer vetou parcialmente três pontos da proposta: a possibilidade de prorrogação do prazo de até 270 dias de contrato temporário de trabalho, a inclusão da condição de temporário na carteira de trabalho e a garantia ao temporário dos mesmos direitos dos efetivos na mesma função.

Os dois últimos foram vetados, pois repetem direitos já previstos na Constituição Federal.

Temer desistiu de fazer medida provisória para incluir garantias para os trabalhadores afetados pela terceirização.

A ideia voltou a ser incluí-las no relatório da reforma trabalhista, que deve ser votada mês que vem na Câmara dos Deputados.

Temer é pressionado a indicar Moro para o STF

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 20 jan 2017

Tags:, , ,

da Redação

Diário do Poder (Conteúdo)

Após a confirmação da morte do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, o presidente Michel Temer passou a sofrer pressão de amigos e até de alguns ministros mais próximos para pensar na possibilidade de indicar o juiz Sérgio Moro, em substituição ao relator da Operação Lava Jato no STF. Ainda que não faça opção por Moro, o presidente deve caprichar na escolha, apostam seus auxiliares. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O presidente não adota decisões apressadas, tampouco quis tratar do assunto. Mas ouviu as ponderações pró-Moro com interesse.

A escolha do substituto de Zavascki é fundamental: o novo ministro vai herdar a relatoria da Operação Lava Jato, no âmbito do STF.

A possibilidade do juiz federal Sérgio Moro no lugar de Teori Zavascki já viralizou nas redes sociais. Praticamente uma unanimidade nacional.

Amigos alegam, em mensagens a Temer, que Sérgio Moro no STF mostraria a isenção do presidente em relação à Operação Lava Jato.

 

 

Temer derruba inflação e reduz taxa básica de juros para 13% ao ano

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia, Vit. da Conquista | Data: 12 jan 2017

Tags:, ,

da Redação
Com informações do Diário do Povo

O presidente Michel Temer, está comemorando a grande vitória de ter derrubado o ritmo acelerado da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ter ficado em 6,29% no ano passado, abaixo do teto da meta. O presidente realça que isso mostra que a política adotada pelo governo está no caminho certo e tem dado resultados positivos.

“Hoje temos uma boa notícia sobre a inflação oficial”, afirmou Temer, em discurso na abertura de uma reunião sobre infraestrutura. “Ninguém esperava, no fim do ano, que se chegasse abaixo da meta estabelecida.”

Temer destacou ainda que as projeções para 2017 são de uma inflação mais baixa que a do ano passado. “A projeção para este ano é de uma redução ainda maior da inflação, para ficar, na verdade, no centro da meta. Penso que isso seja uma boa notícia que eu quero compartilhar com os colegas, amigos e ministros do setor de infraestrutura do governo”, disse. “Temos cumprido tudo aquilo que temos projetado.”

Temer quer idades diferentes

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 09 nov 2016

Tags:, ,

da Redação
Diário do Poder / Conteúdo

Brasília - O presidente interino Michel Temer apresenta as primeiras medidas econômicas para reequilibrar as contas do governo (José Cruz/Agência Brasil)

Brasília – O presidente interino Michel Temer apresenta as primeiras medidas econômicas para reequilibrar as contas do governo (José Cruz/Agência Brasil)

Presidente pediu estudo da Fazenda para reforma da Previdência – Foto: EBC

O presidente Michel Temer solicitou estudos mais detalhados ao Ministério da Fazenda com o objetivo de manter idades diferentes para aposentadoria de homens e mulheres, na reforma da Previdência que deverá ser discutida, em caráter conclusivo, já no início de 2017. A tendência em todo o mundo é igualar as idades à volta dos 65 anos. No Brasil, aposenta-se após 180 meses de contribuição, além de ter de atingir valores mínimos na soma da idade com o tempo de contribuição. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Se depender de Michel Temer, homens e mulheres se aposentarão em idades distintas, ainda que reduzindo a diferença de 5 para 3 anos.

Mulher vive mais que homem, mas essas estatísticas estão proibidas pelo Planalto, nos estudos da reforma da previdência.

Nos EUA, ambos os sexos se aposentam aos 66 anos, mas sobe a 67 anos em 2022. Na Alemanha são 65 agora, mas passa a 67 em 2022.

Estudo da OCDE mostrou que o Brasil dá o maior benefício proporcional na aposentadoria: 85,9% do salário. Nos EUA são 42,3%.

Presidente chinês diz que G20 deve evitar protecionismo e estimular comércio

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia, Mundo | Data: 05 set 2016

Tags:, ,

da Redação (Conteúdo Diário do Poder)

Temer agrada na China

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia, Mundo | Data: 02 set 2016

Tags:, , ,

da Redação
Conteúdo / Diário do Poder

Ele fez discurso que empresários consideram animador

Eventual posse de Temer deve seguir rito de Itamar

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 31 ago 2016

Tags:, ,

da Redação

Estadão Conteúdo

Itamar

Se confirmado o afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff, o presidente em exercício, Michel Temer, tomará posse em Sessão Solene do Congresso Nacional. O rito será fechado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), mas há pontos definidos na Constituição e o modelo deve seguir o que aconteceu quando Itamar Franco assumiu a presidência em 29 de dezembro de 1992, após a renúncia de Fernando Collor, que teve a abertura do processo de impeachment na Câmara dos Deputados. Entre a renúncia de Collor e a convocação da Sessão Solene passaram-se pouco mais de três horas para que Itamar fosse empossado. No caso de Temer, entretanto, a situação é um pouco diferente.

Após o julgamento, Dilma e Temer serão notificados na decisão do Plenário do Senado. Então, Renan convoca a Sessão Solene, o que pode acontecer – como quer o Planalto – logo após revelado o resultado. Se Renan decidir seguir o modelo adotado pelo então presidente do Senado em 1992, senador Mauro Benevides, Temer deve ser recepcionado pelo peemedebista em seu gabinete e aguardar líderes para alguns cumprimentos. Itamar foi acompanhado dos líderes que o “buscaram” na sala de Benevides até o Plenário da Câmara, onde são realizadas as Sessões Solenes. Na cerimônia, o presidente do Congresso dirige algumas palavras ao presidente que será empossado. Não há até o momento previsão de discurso de Temer, que pelas regras estabelecidas, deve apenas fazer um juramento.

O Planalto quer que a cerimônia seja o mais breve possível a tempo de Temer cumprir todos os compromissos agendados na viagem à China. No caso de Itamar, antes de ler o compromisso, ele entregou ao presidente da Casa sua declaração de bens. E então fez o juramento, conforme o previsto no artigo 78 da Constituição: “Prometo manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a União, a integridade e a independência do Brasil”. O artigo 78 prevê ainda que, “se decorridos dez dias da data fixada para a posse, o presidente ou o vice-presidente, salvo motivo de força maior, não tiver assumido o cargo, este será declarado vago”. Uma fonte do Planalto lembra ainda que, no caso da posse de Itamar, curiosamente o Hino Nacional foi cantado duas vezes, uma na abertura da sessão, uma outra logo depois do juramento de Itamar – o que não necessariamente pode se repetir.

Já aprovam Temer 40,6%

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 26 ago 2016

Tags:, , ,

da Redação
Conteúdo Diário do Poder

Foto: ABR

Temer 2BBSegundo a pesquisa realizada pelo Instituto Paraná o governo do presidente em exercício Michel Temer (PMDB) tem 40,6% de aprovação, já a desaprovação é de 50,4%. Não souberam, ou não quiseram opinar 9,1%. Os números mostram o crescimento da aprovação, que logo após sua posse se situavam em torno dos 15%.

A análise comparativa das pesquisas realizadas nos meses de junho e julho, mostram que a credibilidade de Temer vem evoluindo gradativamente. Em junho aprovação do presidente era de 36,2%, a desaprovação era de 55,4%. Já em julho, houve uma pequena melhora, 38,6% aprovavam e 52,0% desaprovavam seu governo.

Foram ouvidas 2.023 pessoas entre os dias 20 e 24 de agosto de 2016. A pesquisa foi realizada em 157 municípios em 24 Estados e no Distrito Federal. O grau de confiança atinge 95,0% para uma margem de erro de 2,0%.

Petistas no governo espionam Temer para Dilma

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 26 jun 2016

Tags:, , ,

Diário do Poder

Suspeita é que documentos são copiados para turma de Dilma

espionagemCom a demora na substituição de petistas herdados do governo Dilma, ocupantes de cargos de direção e assessoramento superior estariam fazendo cópias clandestinas de informações estratégicas do governo Michel Temer para serem repassados à equipe de Dilma Rousseff, segundo setores de inteligência. O temor é que os vazamentos deixem a administração vulnerável a boicotes e até a ações de sabotagem. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
O governo suspeita que estariam sendo feitas cópias de informações em instituições como Dataprev, Funai, Funasa e INSS.

Ministros palacianos dizem que “os dados estão sendo espelhados”, um eufemismo para furto de informações.

Há mil nomeações pendentes, mas o governo continua à espera da liberação pela Abin, encarregada de verificar a ficha de cada indicado.

Acendeu o sinal vermelho no governo quando um convênio de R$ 100 milhões da Dataprev foi copiado e ninguém encontrou o responsável.

Parada gay em SP tem cartaz e gritos de ‘Fora Temer’

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 29 maio 2016

Tags:, , ,

Bahia.ba
Felipe Resk / Estadão Conteúdo

A tradicional manifestação toma conta da Avenida Paulista e reúne milhares de ativistas da causa LGBT

20ª Parada Gay de São Paulo (Foto: J. DURAN MACHFEE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)
20ª Parada Gay de São Paulo (Foto: J. DURAN Machfee/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Com gritos e cartazes, ativistas da causa LGBT protestam contra o governo Michel Temer (PMDB), neste domingo (29), na 20ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. O ato ocorre na Avenida Paulista, na região central e foi marcado para as 10h, mas cerca de uma hora depois os participantes ainda estão chegando. Eles gritam “Fora Temer” e “Volta Dilma”. Erguendo um cartaz de “Fora Temer”, a ativista Phamela Godoy diz que, em duas semanas de governo interino, houve recuo nas conquistas LGBT. “Nós não podemos nos furtar de discutir a agenda política do País. Quando os grupos conservadores avançam, os direitos LGBT são os primeiros a serem atacados”, disse.

Phamela cita o fim do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, além da Coordenação de Política LGBT e a redução no orçamento de políticas de prevenção da Aids. “Em um País que não respeita a democracia, não é possível discutir direitos para minorias”, afirmou. …Leia na íntegra

Proposta do PSDB para apoiar Michel Temer

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 03 maio 2016

Tags:, , , ,

da Redação
foto: Diário do Poder

Eles

O PSDB pretende através de sua cúpula entregar nesta terça-feira (3), ao vice-presidente, Michel Temer (PMDB), o documento elaborado com as propostas para que o apoio ao novo governo seja dado. Um dos temas principais é o compromisso com o parlamentarismo, novo sistema de Governo já em 2018.

O documento aborda ainda temas relacionados às área de saúde, educação, e a manutenção e qualificação dos programas sociais implementados por Lula e Dilma. Bom lembrar que o Bolsa Família tem origem no Bolsa Escola de FHC e garantido com a aprovação do Fundo Nacional de Combate a Pobreza, iniciativa de ACM. No documento o PSDB realça: “Numa situação de crise aguda como a atual, deve estar garantida a manutenção e a ampliação dos programas sociais que se direcionam para os segmentos mais vulneráveis e de menor renda da população, em especial o Bolsa Família, o Minha Casa Minha Vida, o Pronatec, o Fies e o Prouni”, revela o texto.

São os seguintes os 15 pontos relacionados no documento do PSDB:

1. Combate irrestrito à corrupção. Que se assegure expressamente que todas as investigações, em especial a Operação Lava Jato, com foco no combate à corrupção, tenham continuidade. E que seja garantida a independência funcional da Controladoria Geral da União e do Tribunal de Contas da União, da Polícia Federal e do Ministério Público.

2. Reforma política imediata. Imposição de cláusula de desempenho eleitoral mínimo para o funcionamento dos partidos políticos e adoção do voto distrital misto e do fim das coligações proporcionais. Além disso, que se volte a discutir a implementação do parlamentarismo a partir de 2018.

3. Renovação das práticas políticas e profissionalização do estado. Combate incessante ao fisiologismo e à ocupação do estado por pessoas sem critérios de competência.

4. Manutenção e qualificação dos programas sociais. Em especial o Bolsa Família, o Minha Casa, Minha Vida, o Pronatec, o Fies e o Prouni. …Leia na íntegra

Votação na Câmara hoje decide futuro de Dilma

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 17 abr 2016

Tags:, ,

Do UOL, em Brasília

Pouco mais de quatro meses após o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ter aceitado o pedido de impeachment da oposição contra a presidente Dilma Rousseff (PT), o processo passará pela votação dos 513 deputados federais em sessão marcada para a tarde deste domingo (17) na Câmara dos Deputados. O UOL transmitirá a votação ao vivo.

O governo tenta, na reta final, conseguir os 172 votos para barrar o impedimento, enquanto a oposição joga suas fichas para chegar a 342 votos entre os 513 deputados.

Se houver 342 votos favoráveis (dois terços do total de deputados), a Câmara autoriza o Senado a abrir um processo de julgamento da presidente pelos supostos crimes de responsabilidade, tipo de infração política que pode levar ao impeachment.

Após uma eventual aprovação do impeachment na Câmara, a presidente só será afastada do cargo se o Senado também decidir pela continuação do processo. É preciso o voto de 41 dos 81 senadores (maioria simples). Seria, então, formada uma comissão de senadores para analisar o caso, num processo que poderá levar até 180 dias.

…Leia na íntegra

Temer expõe a Lula riscos que rondam aliança

0

Publicado por Editor | Colocado em Política | Data: 20 out 2013

Tags:, , , ,

 

Josias de Souza/Folha

Lula retomou as rédeas da articulação do conglomerado partidário pró-reeleição de Dilma Rousseff. Nesta sexta-feira (18), chamou o vice-presidente Michel Temer para uma conversa no instituto que leva o seu nome, em São Paulo. Ouviu dele um relato pouco tranquilizador sobre as ameaças à solidez da coligação governista. O PMDB de Temer antevê um final de ano turbulento.

Deve-se a inquietação ao entroncamento de duas encrencas. Juntaram-se no calendário a troca de 12 ministros em dezembro e a deflagração do processo de formação dos palanques estaduais. Na avaliação de Temer e seu grupo, há ruídos demais em torno desses dois assuntos. Avalia-se que, se não forem silenciados, esses rumores podem ameaçar a higidez do projeto.

Quanto à reforma da Esplanada, o que tira o sossego do PMDB é a suposta intenção de Dilma de substituir por técnicos os ministros que deixarão os cargos para pedir votos em 2014. No quadro esboçado por Temer, o desassossego não se restringe ao PMDB. Espraia-se por todo o condomínio. …Leia na íntegra