NRE-20 recomenda terceirizadas a assinarem novos contratos com trabalhadores

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 22 jul 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

DSC_0190Com os contratos das novas empresas prestadoras de serviços terceirizados assinados, a Secretaria da Educação do Estado sanou todas as pendências e as contratações já estão sendo iniciadas nas escolas. O modelo de contratação já foi definido e agora cabe às empresas as assinaturas das carteiras de trabalho. A orientação do Núcleo Regional de Educação (NRE-20) é que sejam aproveitados os trabalhadores que já atuam nas unidades escolares, de acordo com o número de prestadores que está determinado para cada contrato.

A Secretaria da Educação solicitou que as empresas distribuam, de imediato, os vales transportes e os tickets alimentação para os trabalhadores. A Secretaria também já alertou todos os gestores de escolas.  Os 12 novos contratos substituem os 120 que existiam, com um maior controle e fiscalização. Todos são regidos pela Lei Anticalote, que garante o pagamento dos salários e encargos dos trabalhadores.

Trabalhadores de terceirizadas protestam contra atrasos nos pagamentos

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 05 set 2013

Tags:, , ,

da Redação

Protesto Sessão BTrabalhadores de empresas terceirizadas que prestam serviços para o Estado da Bahia participaram nesta 5ª feira (5) de Audiência Pública na Câmara de Vereadores O Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza, representado por Luiz Carlos do SINDLIMP fez duras críticas ao Estado e Município pela omissão diante de quadro tão grave. Trabalhadores são ameaçados de demissão quando reclamam dos atrasos de pagamento.

Para o sindicalista, assédio moral, falta de condições de trabalho, são problemas apontados pela classe. “O governo tem que fazer bem o seu papel, pois os trabalhadores cumprem seus deveres e merecem o pagamento em dia”, disse Luiz Carlos. O secretário geral do sindicato, Luciano Souza, lamentou a notícia de que os funcionários que trabalham na limpeza das escolas públicas municipais também passarão a receber os salários através de empresas terceirizadas. “Infelizmente esses trabalhadores passarão para o regime de terceirização e sabemos como os atrasos nos pagamentos atrapalham”, afirmou Luciano.