Com salário atrasado, funcionários do hospital passam por dificuldades

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 14 mar 2019

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

O cenário caótico em que os servidores terceirizados do Hospital Geral de Vitória da Conquista vem enfrentando é desesperador. Com salários e benefícios, como vale-transporte, atrasados, desde dezembro do ano passado, muitos funcionários já passam por necessidades.

São dezenas de funcionários que atuam na área de serviços gerais e lavanderia, que estão com os salaríos atrasados há três meses. Eles são funcionários terceirizados das empresas Globolav e Suria, que foram contratadas pela Secretaria Estadual de Saúde.

Segundo relatos, diante dessa situação, esses funcionários estão passando por diversas dificuldades, inclusive para por alimentos em casa. A situação é tão preocupante que o Ministério Público entrou com uma ação para poder garantir os direitos desses trabalhadores.

Com salários atrasados, terceirizados do Hospital de Base paralisam as atividade

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 19 dez 2018

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Da Redação

Trabalhadores terceirizados do setor administrativo e da recepção do Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC) paralisaram as suas atividades nesta quarta-feira (19). De acordo com as informações divulgadas, a paralisação aconteceu contra o atraso dos salários e das parcelas do décimo terceiro.

Segundo p Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza do Estado da Bahia (SINDILIMP-BA), o movimento envolve 47 trabalhadores contratados pela Global Live, que atua no setor administrativo do hospital.

A Secretária de Saúde do Estado (Sesab) deverá acionar a Global Live. No entanto, ainda não há previsão para a regularização dos profissionais.

DISEP: greve de funcionários terceirizados continua

0

Publicado por Editor | Colocado em Segurança, Vit. da Conquista | Data: 23 fev 2018

Tags:, ,



Da Redação

Foto: Rafael Gusmão

Paralisados desde o incio da semana, funcionários terceirizados do Distrito Integrado de Segurança Pública de Vitória da Conquista,, continuam com a greve até o momento.

Com salários atrasados desde o ano passado, cerca de 46 funcionários que prestam serviços no DISEP, nos  setores administrativos, entre eles o registro das ocorrências permanecem com as atividades paralisadas. Mesmo com a  realização manifestações durante a semana reivindicando o pagamento,  até o momento nada foi feito pela empresa responsável.

As contas da empresa  estão bloqueadas pela justiça devido a questões trabalhistas de outros contratos,  com  isso o pagamento dos servidores não pode ser efetuado. A Secretaria da Segurança Pública do Estado da Bahia solicitou a rescisão unilateral do contrato com a Monkal Empreendimentos Eireli, empresa que presta serviços terceirizados DISEP, por inadimplência contratual.

 

Estudantes ameaçam entrar em greve em prol dos terceirizados

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 18 ago 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_0432foto: Amine Sena – Blog do Fábio Sena

A insatisfação dos estudantes secundaristas de Vitória da Conquista contra as políticas do Governo da Bahia aos trabalhadores terceirizados só tem aumentado. As mobilizações da última semana, que se concentrava em três colégios, alcançou um maior número de alunos, que paralisaram as atividades nesta quinta-feira (18).

Centenas de alunos de diversos colégios estaduais do município caminharam por ruas dos bairros Candeias, Recreio e Bairro Brasil até o Centro. Aos gritos, os discentes mandaram seu recado ao Governo Rui Costa: “Estudante na rua, Governo, a culpa é sua!”. Outra mensagem que chamou a atenção foi a promessa de uma greve, caso os salários dos terceirizados não fossem pagos.

“Caso não haja solução emergencial para o problema, é bastante provável a ocorrência de uma greve, preocupação principal do aluno que antevê os prejuízos decorrentes de uma paralisação. As escolas vão sofrer com isso, especialmente estudantes, que terão que fazer reposição de aulas”, garantiu o presidente da União Conquistense de Estudantes Secundaristas, Mateus Oliveira Amaral.

No entanto, o estudante avalia como necessária uma decisão tão brusca. “A situação é muito grave e há casos de servidores que estão dependendo de doação de alimentos de estudantes para suportar a falta de salário. Há casos de pessoas cujos salários estão atrasados há sete meses, afirma o líder estudantil”, denunciou.

Governo diz estar acompanhando negociação entre terceirizados e empresas

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 10 ago 2016

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

IMG_8098

Após a paralisação das aulas em três escolas de Vitória da Conquista, em decorrência de atrasos nos pagamentos dos trabalhadores terceirizados, o Governo do Estado se manifestou. A suspensão das aulas foi organizada pelos próprios estudantes, nessa segunda e terça-feira (8 e 9), em apoio aos trabalhadores.

Segundo a nota divulgada pela Secretaria da Educação do Estado, “o Estado já resolveu todas as pendências e as [novas] contratações dos prestadores de serviço já foram iniciadas nas escolas. A orientação é para que sejam aproveitados os trabalhadores que já atuam nas unidades escolares, de acordo com o número de prestadores que está determinado para cada contrato”.

Ainda segundo o comunicado, a pasta está acompanhando junto ao Ministério Público do Trabalho as negociações relacionadas a rescisão dos funcionários.

Ao todo, as pendências incorrem sobre três empresas que prestavam os serviços terceirizados: Sandes, Base Tech e Contrate. Apesar das mudanças, as empresas anteriores ainda não realizaram o pagamento dos trabalhadores. A Sandes alega que já pagou os salários dos meses de maio e junho e que já está com audiência de rescisão agendada para o pagamento dos direitos trabalhistas.  A Base Tech informou que já pagou maio e que pagará o mês de junho junto com a rescisão. Já a Contrate é a que apresenta a pior situação. Ela encerrou o contrato no mês de março e até agora não realizou o pagamento dos salários atrasados nem a rescisão trabalhista.

Estudantes são recebidos no Núcleo Regional de Educação

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 09 ago 2016

Tags:, , , ,

texto e foto: Mateus Novais

IMG_8099

Após caminharem do bairro Brasil até o centro da cidade, os estudantes dos colégios Centro Integrado e Adélia Teixeira foram recebidos conseguiram uma reunião com a coordenação do Núcleo Regional de Educação (antiga Direc-20). Os alunos questionam o atraso no pagamento de salários dos trabalhadores terceirizados da Rede Estadual de Ensino.

O grupo de estudantes realizou uma mobilização em frente ao prédio que abriga o Núcleo e apresentaram suas demandas. Além da regularização do pagamento dos terceirizados, eles apontam problemas nas escolas, como falta de atividades de estágio e deficiência na estrutura de alguns colégios. “O Governo não cuida bem dos seus trabalhadores, nem dos seus alunos”, bradavam os estudantes.

IMG_8098

Ao todo, as pendências incorrem sobre três empresas que prestavam os serviços terceirizados: Sandes, Base Tech e Contrate. Apesar das mudanças, as empresas anteriores ainda não realizaram o pagamento dos trabalhadores. A Sandes alega que já pagou os salários dos meses de maio e junho e que já está com audiência de rescisão agendada para o pagamento dos direitos trabalhistas.  A Base Tech informou que já pagou maio e que pagará o mês de junho junto com a rescisão. Já a Contrate é a que apresenta a pior situação. Ela encerrou o contrato no mês de março e até agora não realizou o pagamento dos salários atrasados nem a rescisão trabalhista.

IMG_8015

Durante o ato, cerca de sete pessoas, entre elas, estudantes, professores e terceirizados, se encontraram com o coordenador do Núcleo Regional de Educação, Ricardo Costa. Na reunião, ele afirmou que a previsão é que o pessoal ligado a essa empresa receba o pagamento até o próximo final de semana.

Estudantes paralisam atividades em apoio a terceirizados

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 09 ago 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_0330

O atraso no pagamento de salários dos trabalhadores terceirizados da Rede Estadual de Ensino gerou comoção entre os estudantes. Nesta terça-feira (9), alunos do Centro Integrado Navarro de Brito, em Vitória da Conquista, suspenderam as atividades de sala de aula em apoio aos terceirizados.

IMG_0331

Os estudantes se concentraram na porta da unidade escolar e seguiram em caminhada até a porta do Núcleo Regional de Educação (antiga Direc-20), pedindo o pagamento imediato dos trabalhadores. “Estudamos em uma das escolas onde há trabalho escravo. Cadê o dinheiro do trabalhador?”, questionava um das faixas feitas pelos estudantes.

Durante o percurso, eles chamaram a atenção da comunidade para os problemas vividos pelas famílias dos funcionários que estão sem receber salário. Os trabalhadores denunciam que estão com seus pagamentos atrasados há cinco meses.

Terceirizados afirmam estar a cinco meses sem receber salários

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 29 jul 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_6072

Os trabalhadores terceirizados das empresas Contat e Basetec, que prestam serviços nas Escolas Estaduais de Vitória da Conquista, realizaram um novo protesto pelo pagamento de salários atrasados. Segundo o grupo de manifestantes, os pagamentos estão atrasados há cinco meses.

Os trabalhadores fizeram uma caminhada até a sede da Defensoria Pública e depois finalizaram o ato no Ministério Público do Trabalho. Durante o percurso, eles chamaram a atenção da comunidade para os problemas vividos pelas famílias dos funcionários que estão sem receber salário. Os terceirizados também afirmaram que as empresas se comprometeram a pagar os salários atrasados até o último dia 15 de julho, mas até agora não houve a quitação desses valores.

Justiça proíbe contratação de terceirizados para o sistema prisional da Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Justiça, Vit. da Conquista | Data: 25 maio 2016

Tags:, , , , ,

da Redação

Justiça TrabalhoNesta segunda-feira (23), em Decisão de Antecipação da Tutela, formulada pelo Ministério Público do Trabalho, nos autos da Ação Civil Pública, determina que o Estado da Bahia seja obrigado a extinguir imediatamente os contratos existentes com as empresas Reviver Administração Prisional Ltda e Socializa Empreendimentos e Serviços de Manutenção Ltda.

No despacho, a juíza titular do Trabalho, Doroteia Silva de Azevedo Mota, assim procedeu: (…) concedo parcialmente os efeitos da Tutela requerida para determinar que o Estado da Bahia se abstenha, imediatamente, de admitir novos trabalhadores para prestar serviço próprio de agentes penitenciários em unidades prisionais, sob nomenclatura de Agente de Disciplina ou qualquer outra, até que seja julgada, de forma definitiva, a presente demanda…

Vitória da Conquista

O Governo do Estado da Bahia terá que reverter a decisão da Justiça do Trabalho para colocar em funcionamento o novo presídio  que fica às margens da estrada Conquista-Barra do Choça. A Socializa Empreendimentos e Manutenção Ltda foi alcançada pela decisão da Justiça do Trabalho em Salvador.

A unidade prisional, pronta desde setembro de 2014, receberá presos do Presídio Nilton Gonçalves e de outros presídios e delegacias da região. Ao todo, o novo conjunto penal tem capacidade para custodiar 533 homens e 258 mulheres. O Governo vem anunciando a inauguração nos próximos dias do novo presídio.

Funcionários terceirizados da limpeza fazem protesto em Salvador

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 09 mar 2016

Tags:, , , ,

Da Redação

protesto_cabfoto: reprodução G1/Bahia

Na manhã desta quarta-feira (9) funcionários terceirizados, vinculados à Secretaria de Educação do Estado, que atuam na limpeza realizam uma manifestação em frente à Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. Os trabalhadores protestam contra atrasos nos pagamentos de salários e vales de transporte e alimentação, além de não recolhimento de FGTS.

O protesto começou por volta das 8 horas e para chamar atenção para as demandas, os manifestantes usam trios elétricos, além de apitos e cartazes. Segundo o Sindicato da categoria, o Sindilimp, servidores de diversas escolas estaduais de várias cidades da Bahia estão paralisados e, até que a situação seja regulariza, a paralisação continuará.

Em Vitória da Conquista, desde a última sexta-feira (4), várias escolas estão sem funcionar. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza do Estado da Bahia, 610 trabalhadores, entre merendeiras e funcionários de serviços gerais, estão sem receber salários, vales transporte e ticket alimentação há mais de um mês.

No último comunicado feito à imprensa, a Secretaria de Educação da Bahia informou que “está notificando oficialmente as empresas que apresentam irregularidades e que não estão efetuando os pagamentos em dia dos seus funcionários”.

Terceirizados das escolas estaduais de Conquista prometem paralisação

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 05 mar 2016

Tags:, , ,

Da Redação

CentroCentro Integrado de Educação Luiz Navarro de Brito, umas das principais escolas estaduais de Conquista

Funcionários terceirizados das 43 escolas estaduais de Vitória da Conquista podem paralisar as atividades na próxima semana, deixando mais de 20 mil alunos sem aula. O motivo: a categoria reivindica pagamentos de salários e outros benefícios atrasados.

De acordo com a direção do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza do Estado da Bahia (Sindilimp), 610 trabalhadores, entre merendeiras e funcionários de serviços gerais, estão sem receber salários, vales transporte e ticket alimentação há mais de um mês. Por conta disso, nessa sexta-feira (4), as aulas foram suspensas em quatro escolas da cidade.

“São três empresas responsáveis pelos pagamentos e tem até funcionário que não recebeu os benefícios do ano passado. Só vamos voltar ao trabalho depois que os salários forem pagos”, afirmou Airton Brito, presidente do Sindilimp, em entrevista à Tv Sudoeste.

Em nota, a Secretaria Estadual da Educação da Bahia informou que “está notificando oficialmente as empresas que apresentam irregularidades e que não estão efetuando os pagamentos em dia dos seus funcionários”. De acordo com a Secretaria, as empresas terão que apresentar o comprovante de pagamento aos funcionários. Ainda segundo o órgão, novos contratos serão feitos seguindo o novo Registro de Preços estabelecido pela Secretaria da Administração, regidos pela Lei Anticalote, “o que garantirá maior segurança nas relações contratuais e no pagamento aos funcionários terceirizados.

 

Terceirizados do IML estão sem receber pagamento de férias

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Segurança | Data: 26 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

foto-17

A repórter do programa Resenha Geral, da Rádio Clube (FM 95,9), levantou junto aos funcionários terceirizados do Departamento de Polícia Técnica da Bahia (IML) que o pagamento dos salários de férias não está ocorrendo. Segundo os trabalhadores da empresa LC Empreendimentos, a pelo menos 2 anos o repasse não vem sendo feito pela terceirizada.

Os funcionários também apontam que seus salários estão sendo pagos sempre com atrasos. “Pagam um mês quando já venceu o próximo”, comentou um servidor terceirizado, que pediu para não ser identificado por medo a represália. O problema, segundo ele, ocorre com todos os trabalhadores terceirizados das regionais do estado.

Uesb irá rescindir contrato com terceirizadas que não estão pagando funcionários

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 05 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_2834foto: Ascom Uesb

Após a paralisação dos funcionários terceirizados da Uesb, na manhã desta segunda-feira (5), uma reunião entre a categoria e a reitoria da instituição esclareceu as ações para os pagamentos dos salários e benefícios atrasados.

O reitor da Uesb, professor Paulo Roberto Pinto Santos, informou que “a Universidade já tomou providências junto às empresas no sentido de, primeiro, aprovisionar os recursos necessários para pagamento direto, assim como já está providenciando a rescisão de contrato com as empresas que não estão cumprindo com a sua obrigação e viabilizando a licitação de outras”, explicou o reitor.

A Universidade também garantiu que espera o posicionamento do Ministério Público do Trabalho, que já foi acionado pelo sindicato dos terceirizados, para que seja feito os pagamentos dos atrasos diretamente aos trabalhadores.

Terceirizados da Uesb paralisam atividades por atraso de salários

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 05 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: WhatsApp BRG

IMG_0507

Funcionários terceirizados dos três campi da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) paralisaram as atividades na manhã desta segunda-feira (5). Em Vitória da Conquista, a categoria alega que os salários atrasados já chegam a dois meses.

IMG_1510

A paralisação tem a adesão dos agentes de portaria, manutenção e serviços gerais também aderiram ao movimento.

Além dos salários, os trabalhadores apontam problemas nos pagamentos dos vales de transportes e alimentação e no terço de férias. Até o momento, a Uesb não se pronunciou sobre a paralisação.

Parte dos terceirizados da Educação serão remanejados para outra empresa

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 14 maio 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

DSC_0190

O Núcleo Regional de Educação (antiga Direc-20) reuniu parte dos funcionários terceirizados que atuam nos colégios estaduais para comunicar a mudança da empresa que administrará os contratos dos recepcionistas e porteiros em Vitória da Conquista. A empresa Sandes será substituída pela Basetec a partir da próxima segunda-feira (18), devido aos atrasos de salários.

Ao todo, 180 trabalhadores serão remanejados automaticamente para a segunda empresa. Os salários e benefícios, como vales refeição e transporte, vinham sendo pagos com constantes atrasos. Os salários de fevereiro e março, por exemplo, foram quitados nessa quarta.

De acordo com o diretor do Núcleo, Ricardo Costa, a determinação da Secretaria de Educação amplia a substituição para as cidades de Macaúbas, Caetité, Seabra e Senhor do Bonfim, onde a empresa também se encontra com problemas no pagamento de salários. “A partir de segunda-feira, os trabalhadores que quiserem continuar prestando serviço para a Rede de Educação Estadual poderão continuar trabalhando pela nova empresa e passarão a receber o valor definido no último acordo coletivo. Ninguém será demitido”, garante Costa.

Dois manifestantes são feridos em confronto em frente ao Congresso

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Brasil | Data: 07 abr 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais
foto: A Tarde

terceirizacao-protesto

Um grupo de manifestantes, que protestava em frente ao Congresso Nacional contra a votação do projeto de terceirização, entrou em confronto com a Polícia Militar na tarde desta terça-feira, 7, em Brasília. Os policiais fizeram barreira para evitar a entrada dos manifestantes. Mas muitos, com paus de bandeiras, avançaram sobre os policiais, que reagiram com bombas de efeito moral e spray de pimenta.

Os manifestantes protestavam contra o projeto de terceirização e policiais que fazem a segurança do local e se estendeu para o estacionamento 2 do prédio. O deputado Lincoln Portela (PR/MG) foi atingido por spray de pimenta. Dois manifestantes feridos, um deles com sangramento na cabeça, foram socorridos e levados em cadeiras de rodas para o interior do Congresso.

A manifestação foi organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT). O projeto de terceirização está na pauta do plenário da Câmara nesta terça-feira e o governo trabalha para adiar para o final do mês a apreciação da proposta. Informações A Tarde

Sem salários, terceirizados protestam no centro de Vitória da Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Geral, Trabalho | Data: 17 mar 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

IMG_7509

Funcionários terceirizados de empresas que prestam serviço para o Governo do Estado realizaram uma caminhada pelas ruas do centro de Vitória da Conquista nesta terça-feira (17). Os trabalhadores estão em greve desde a última semana devido a salários e benefícios atrasados.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Terceirizados de Vitória da Conquista (Sindilimp), Luciano Sousa, afirma que há um jogo de “empurra” entre o Governo do Estado e as empresas. “As empresas vêm nesse jogo de empurra, dizendo que o Estado não repassou; o Estado fala que repassou e comprova com documentos e as empresas não vem cumprindo o direito dos trabalhadores”.

Os trabalhadores garantem que só voltarão aos serviços após as empresa SANDES e CONTRACT depositarem os salários, além do vale-transporte e ticket alimentação. Com a greve, estudantes de algumas escolas da Rede Estadual ainda não puderam usufruir do ambiente escolar.

Adusb aponta demissão de mais de 100 terceirizados da Uesb por falta de recursos

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 11 mar 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

IMG_7357No programa Resenha Geral da Rádio Clube (FM 95,9), a presidente da Associação dos Docentes da UESB (ADUSB), Marcia Lemos, informou que a universidade demitirá mais de 100 funcionários terceirizados. A decisão, segundo ela, é motivada pelo corte de repasses estaduais para a instituição de ensino.

O anuncio foi feito na primeira reunião ordinária do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) do ano de 2015, realizada na última quarta-feira (4).  “Na semana passada, a reitoria da universidade, pelos bastidores, isso não foi oficialmente, anunciou a demissão de mais de 100 trabalhadores terceirizados porque não consegue pagar a conta”, afirmou Marcia Lemos. A presidente da ADUSB lamentou a ação e apontou que isto atrapalha o funcionamento da Uesb. “Infelizmente, esses trabalhadores terceirizados ocupam as vagas que deveriam ser destinadas aos concursados. Mas, são eles que garantem a segurança, a limpeza e o funcionamento estrutural”.

Funcionários da limpeza do Banco do Brasil em Conquista estão em greve

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Trabalho | Data: 09 mar 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

DSC_0414

O problema da falta de pagamento de salários para funcionários terceirizados atingiu também o Banco do Brasil. Os trabalhadores da limpeza das três agências do banco estão sem receber salário e benefícios há dois meses. Com isso, desde a última quinta-feira (5), os funcionários suspenderam as atividades.

O Sindicato dos Trabalhadores Terceirizados (SINDILIMP) diz que não consegue contato com a empresa responsável por cerca de 15 funcionários na cidade.  “A empresa que assumiu o contrato se escondeu e não está cumprindo os direitos dos trabalhadores”, denuncia o presidente do Sindilimp, Luciano Sousa.

Uma audiência, na próxima quarta-feira (11), no Ministério Público do Trabalho poderá por um fim a este impasse. “A gente vai discutir com o banco a maneira mais de pagar o salário dos trabalhadores que estão em atraso”.

Terceirizados da Educação prometem greve ainda esta semana

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 09 mar 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Rafael Gusmão

IMG_0026Na manhã desta segunda-feira (9), o Sindicato dos Trabalhadores Terceirizados de Vitória da Conquista (Sindilimp), voltou a fazer uma paralisação em protesto a benefícios e salários atrasados, na porta da DIREC-20. Os trabalhadores da Rede Estadual de Educação afirmam ter havido suspensão de benefícios, como vale transporte e alimentação. Já os funcionários terceirizados do Banco do Brasil estão com dois meses de atraso de salários.

Segundo o Sindilimp, os funcionários do administrativo da empresa SANDES estão com quatro vales alimentação e transportes e o salário atual em atraso. A empresa também está devendo dois vales alimentação e transporte para os trabalhadores da merenda escolar. Já os trabalhadores da limpeza, que pertencem a empresa CONTRACT, estão com o salário atual em atraso, além de dois vales alimentação e transporte. “As empresas vêm nesse jogo de empurra, dizendo que o Estado não repassou; o Estado fala que repassou e comprova com documentos e as empresas não vem cumprindo o direito dos trabalhadores”, afirma o presidente do Sindilimp, Luciano Sousa.

Amanhã, todos irão realizar uma assembleia  no sindicato em assembleia para definir os rumos da paralização. “Se pelo menos o vale alimentação não tiver saído, infelizmente, nós vamos ter que parar o funcionamento de todas as escolas, com greve por tempo indeterminado”, garante Luciano.