Reforma na Escola Normal?

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 15 jul 2019

Tags:

da Redação

Telhado do IEED (Escola Normal)

A retirada do telhado do IEED – Instituto de Educação Euclides Dantas, mais conhecido como Escola Normal, assustou vários leitores que querem saber, se procede as notícias que aquele templo histórico de EDUCAÇÃO será demolido.

As nossa lentes colheram sinais evidentes que a Escola Normal passa por uma reforma. O telhado de zinco selou (empenou) e apresenta sinais de desgaste na estrutura, e segundo apurou a nossa reportagem existem vários pontos de goteira.

História

A Escola Normal (IEED) foi inaugurada em 1952, pelo então governador da Bahia, Dr. Regis Pacheco, que também foi prefeito de Vitória da Conquista.

Dos antigos médicos, engenheiros, odontólogos, administradores, professores, etc, difícil saber quem não estudou na Escola Normal.

Já na inauguração possuía uma estrutura arrojada para o início da década de 50. Foi a primeira quadra coberta para a prática de esporte e um auditório que continua sendo utilizado até os dias atuais.

Tombamento

Prédio do antigo Hotel Albatroz, com a faixada descaracterizada por painéis e placas de propaganda

A Prefeitura de Vitória da Conquista, através da Secretaria de Cultura, promoveu recente levantamento de edificações históricas, tipo casarões e prédios antigos, que estão na relação de tombamento. A Escola Normal faz parte desta relação, a exemplo também da Casa Glauber Rocha, Hotel Albatroz (todo envelopado e descaracterizado), Sobrado de Nestor, prédio da Rádio Clube de Conquista, casa onde funciona a Embratel, antiga residência de Dr. Ubaldino Gusmão Figueira e outros.

Governo Municipal discute com família de Glauber Rocha tombamento de casarão

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 09 jan 2017

Tags:, , ,

Da Redação

Foto: reprodução/PMVC

No último sábado (7), familiares do cineasta Glauber Rocha se reuniram com o prefeito Hérzem Gusmão, a secretária de cultura, Tina Rocha e assessores para tratar do processo de aquisição e tombamento do casarão, que está em curso desde a gestão municipal anterior, mas que não teve grandes avanços.

A filha do cinesta, Paloma Rocha, afirmou que a conversa se estendeu sem resultados por mais de quatro anos. “Sinto que agora o processo terá andamento e Vitória da Conquista poderá, então, desfrutar da rica história de Glauber”, pontuou Paloma.

O prefeito, que esteve presente na reunião, ressaltou a importância do tombamento da casa histórica de Glauber Rocha para a abertura de um memorial que esteja a altura do reconhecimento do cineasta em todo o mundo. “A cultura é uma ferramenta fundamental de transformação da sociedade e nós vamos tratá-la com o devido respeito. Glauber Rocha levou o nome de nossa cidade para além das fronteiras e precisamos preservar sua rica memória e todo seu legado”, destacou Hérzem.

Esse foi o primeiro encontro que marcou o início dos procedimentos legais para a viabilização do tombamento do casarão, que foi construído 1938 na Rua Dois de Julho, no centro de Vitória da Conquista.