Governo Municipal já definiu que o Lote 1 não será operado pela Cidade Verde

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 09 maio 2019

Tags:

da Redação

Foto: Blog do Rodrigo Ferraz

O secretário Jackson Yoshiura (Semob) ficou encarregado de conceder entrevista sobre a decisão da administração municipal em DECRETAR intervenção parcial no transporte coletivo municipal.

O Governo não aceita, sob nenhuma hipótese, buscar entendimento com a Viação Cidade Verde, sobre o Lote 1, que foi abandonado parcialmente de maneira desrespeitosa para com a cidade de Vitória da Conquista.

Auditoria

O decreto nº 19.479 define a posição do Governo Municipal. Nesta sexta-feira (10), um auditor com experiência em bilhetagem eletrônica, fará uma auditoria na ATUV /SIT – Sistema de Transporte Coletivo que agregava as empresas Viação Vitória e Viação Cidade Verde.

Auditoria II

A Viação Cidade Verde será alvo de uma auditoria a cargo de empresa especializada. A empresa vem negando informações e a auditoria irá revelar a verdade sobre o Lote 2.

A cidade de Vitória da Conquista tem a mesma quantidade de passageiros de Feira de Santana que possui 18 mil mototáxis e o transporte clandestino é bem superior ao de Conquista.

Prefeitura decreta intervenção parcial no transporte coletivo municipal

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 09 maio 2019

Tags:,

Reprodução do site da PMVC (Conteúdo)

A Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, através do decreto nº 19.479 de 09 de maio de 2019, dispõe sobre a intervenção parcial no sistema público de transporte coletivo do município.

Dessa forma, a Prefeitura Municipal assume o acervo material e pessoal da Associação das Empresas do Sistema de Transporte Coletivo Urbano de Vitória da Conquista (Atuv), necessário à execução eficiente das atividades operacionais e administrativas, incluindo as de natureza contábil e financeira do serviço público coletivo de Vitória da Conquista.

O objetivo principal é o de garantir a continuidade do serviço público de transporte coletivo à população no período de transição até a contratação de uma nova empresa, que se dará através de processo licitatório. Assim, a atual concessionária ficará sujeita à execução das ordens de serviço já vigentes até a conclusão e transição das linhas para a nova operadora.

O decreto faz menção às Leis Federais 8.987/95, 12.584/12 e a Lei municipal nº 968 de 7 de maio de 1999, que regulamenta toda a prestação de serviço de transporte coletivo na cidade, que de acordo com seu parágrafo 1º, declara que “a Prefeitura municipal poderá intervir na execução dos serviços, no todo ou em parte, para assegurar a continuidade do mesmo ou para sanar deficiência grave na prestação respectiva, assumindo esta através do controle dos meios materiais e humanos utilizados pela operadora do serviço de transporte coletivo”.

O Decreto considera ainda o art. 32 da Lei Municipal 968/99 que afirma: não será admitida a ameaça de interrupção, nem a solução de continuidade ou a deficiência grave na prestação do serviço público de transporte coletivo de passageiros, o qual deve estar permanentemente à disposição do usuário

Prefeito promete auditoria na Cidade Verde e vai pedir na justiça ressarcimento de gastos com Novo Horizonte

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 05 maio 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

do Blog de Giorlando Lima (Conteúdo)S

Parece impossível curar a mágoa que o prefeito Herzem Gusmão tem da Cidade Verde, que atualmente opera os dois lotes do transporte coletivo de Vitória da Conquista, um deles emergencialmente, depois da saída da Viação Vitória, em agosto do ano passado. Para Herzem, a empresa foi desrespeitosa com a cidade, ao deixar de atender cinco linhas (desde o dia 13 de abril), o que obrigou o Município a contratar a Novo Horizonte para prestar o serviço, a um custo de R$ 810 mil por mês, valor que o prefeito promete cobrar na justiça, com o argumento de que a Cidade Verde quebrou o contrato unilateralmente.

Mas, Herzem não promete apenas entrar com a ação de ressarcimento do pagamento a ser feito à Novo Horizonte, cujo valor ainda é desconhecido porque não há previsão de quando a prefeitura poderá abrir mão dos serviços da empresa. Em entrevista dada a este BLOG e ao Blog do Anderson, o prefeito de Vitória da Conquista afirma que fará uma auditoria na Cidade Verde, para, segundo ele, provar que a empresa “não está falando a verdade para a população”.

De acordo com Herzem, a Cidade Verde não vem prestando um bom serviço, principalmente no lote emergencial, apenas “um pouco melhor que a Vitória”, apesar de estar tendo lucro. O prefeito disse que “cada carro tem um lucro de mais de R$ 30 mil”, o que, em uma conta rápida, daria mais de R$ 4,5 milhões por ano, considerando que a Cidade Verde tem pouco mais de 150 carros em operação nos dois lotes. Nas palavras do prefeito, esse rendimento poderia até ser maior, pois haveria muitos passageiros e poucos ônibus. “Os técnicos ficaram no terminal [da Lauro de Freitas] impressionados com a quantidade de passageiros que Conquista tem. E não tem ônibus! Conquista tem passageiro e não tem ônibus”, afirmou na entrevista.

Sobre o fim da operação do lote 2, que atende emergencialmente, pela Cidade Verde, previsto para o dia 31 deste mês, Herzem Gusmão disse que a prefeitura está preparada e que já há oito empresas interessadas em operar em Vitória da Conquista, considerada por empresários do setor como atrativa, pela ausência de mototáxis e por ter uma quantidade menor de carros per capita do que cidades como Feira de Santana, por exemplo, que tem a mesma quantidade que Conquista de passageiros no transporte coletivo. O prefeito não colocou as vans na conta.

VEJA A PARTE DA ENTREVISTA REFERENTE AO TRANSPORTE COLETIVO*


LICITAÇÃO PARA O LOTE 1 (QUE A CIDADE VERDE OPERA EMERGENCIALMENTE)

Nós não queremos cometer os mesmos erros do governo passado: a licitação não acabou, [foi] judicializada, o ex-prefeito condenado, a Cidade Verde condenada, e nós não queremos repetir. [Explicando a contratação da empresa catarinense Via 11 para fazer o plano de mobilidade urbana]: O trabalho que nós vamos fazer, o termo de referência, não tem ninguém melhor [para fazer] no Brasil, pode ter igual.  Isso para evitar os problemas, a judidicialização, atrasos… Eles sabem o que o Ministério Público exige, os tribunais exigem. Nós estamos muito seguros e faremos a licitação do lote [que era] da Viação Vitória. O lote da Cidade Verde, condenado, ela opera garantida por uma liminar, e o juiz já tinha aberto o prazo para, em seis meses, a gente realizar a licitação, mas eles conseguiram uma liminar, o que foi importante, porque se não, a cidade ficaria sem transporte. E, portanto, nós estamos trabalhando sem improvisar, daí essas assessorias importantes que nós estamos buscando.

SOBRE A DATA LIMITE PARA ENTRADA DE NOVA EMPRESA SE A CIDADE VERDE DEIXAR MESMO O LOTE EMERGENCIAL NO DIA 31 E MAIO

BLOG – A prefeitura está preparada para a hipótese, dada como certa, de a Cidade Verde deixar o lote emergencial no dia 31 de maio, ou vai, mais uma vez, ter que recorrer a um serviço extraordinário, como foi no caso da Novo Horizonte, com esse custo à parte?

HERZEM – Veja só, eu estou confiante. Fui surpreendido pela Cidade Verde. Eu usei uma expressão de que nós carregávamos água no cesto para atender à empresa. Tudo o que a empresa pediu nós atendemos, 100%. Solicitaram aumento de tarifa e nós – que pegamos uma tarifa política, que levou à falência da Vitória – saímos de uma tarifa de R$ 2,80 para R$ 3,30 e depois para R$ 3,80. E eles queriam, sinalizavam a tarifa para mais de R$ 4,00, mas, para que ficasse onde ficou precisou que mandássemos para a Câmara um pedido de isenção do ISSQN e foi dado. Então, tudo o que a empresa pediu: tarifa, isenção e fiscalização das vans, que antes da empresa solicitar é uma obrigação, inclusive, por conta de uma recomendação do MP, [foi atendido]. Durante muito tempo a Polícia Militar não participava, quando a ela chegou presente, para valer, para que nós pudéssemos fazer as blitzes, um desembargador proibiu a apreensão das vans e também o juiz aqui, da Vara da Fazenda Pública. Isso fragilizou. Nós continuamos a fazer essa blitzes, mas elas estão fragilizadas, por força da ausência das apreensões por conta das decisões judiciais.

Quando a empresa mandou a carta, eu diria que ela mandou um aviso para o dia 31, nós teríamos tempo para conversar com a própria empresa, de dialogar com a empresa, mas quando a empresa, de forma unilateral, desrespeitosa (Vitória da Conquista não merece isso, inclusive o presidente da Câmara [de Vereadores], Luciano Gomes fez duras críticas à empresa), suspendeu as linhas sociais, que têm uma incidência enorme de gratuidade, eu tinha duas alternativas: deixar a população sem transporte, estudantes de meia passagem, trabalhadores, pessoas que dependem do ônibus para tratamento de saúde e para outras atividades ficassem sem o transporte, ou a prefeitura bancar o transporte, foi o que nós fizemos. Porque nós não poderíamos praticar nenhuma tarifa no ônibus da Novo Horizonte, que é um ônibus rodoviário e não urbano. Muito bem, fizemos isso.

Mas, nós entendemos que a empresa [Cidade Verde], o que ela fez, é obrigada a pagar. A Prefeitura vai honrar o compromisso, porque foi um acordo firmado entre Prefeitura e Novo Horizonte, e o que pagar nós vamos buscar o ressarcimento. Eu tenho conversado com os nossos advogados e não tem como a empresa se livrar dessa despesa que ela impôs ao Município. Ela abandonou linhas. E você sabe que ao abandonar as linhas menos rentáveis isso significa logo mexer na planilha [de custos do transporte], mas nós não mexemos na planilha porque isso poderia prejudicar uma outra empresa [que esteja chegando].

Nós estamos, agora, buscando uma nova empresa para poder suceder a Cidade Verde. Eu disse que, pelo que ela fez, nós não aceitamos ela operar o lote emergencial, pela forma desrespeitosa e deselegante para com a cidade. O lote que ela opera, não. Foi fruto de uma licitação, em que pese estar judicializada, eles têm uma garantia. Mas, o lote emergencial, nós entendemos que encerramos as relações com a empresa.

EMPRESA TERIA FEITO LOBBY 

BLOG – Isso significa que no dia 31 de maio, a prefeitura já terá (ou já tem) a empresa que vai fazer as linhas desse lote emergencial ou isso está tendo alguma dificuldade?

HERZEM – Não [está tendo dificuldade]. São várias empresas interessadas. Interessante que quando nós fizemos um bloqueio [na garagem da Viação Vitória], em função daqueles ônibus que soltavam as rodas e eu estava vendo a hora de acontecer uma tragédia, a Cidade Verde impediu que outras empresas viessem para cá. As próprias empresas disseram. E eu disse para os diretores da Cidade Verde, seu Paulo Bongiovani, para o Roberto, que vieram do Paraná, um veio de São Paulo e outro do Paraná, eu disse: vocês trabalharam, fizeram um lobby para que nenhuma empresa viesse. E naquele momento de dificuldades nós, de forma açodada, eu disse “ruim com eles, pior sem eles”, eles estavam aqui em Conquista, já tinham estrutura aqui e tinha 10 ou 12 ônibus remanescentes da D38, que o governo passado teria tomado e passado para a Cidade Verde, eles já tinham uns veículos aqui, nós entendemos, achamos melhor que ela fizesse [as linhas do lote emergencial].

Herzem e Paulo Bongiovani em reunião recente

MERCADO ATRATIVO E LUCRO

HERZEM – Ocorre que a empresa estava operando muito mal, e é uma empresa que tem credibilidade na cidade. Nós temos um estudo, veio um técnico de Salvador e constatou que passageiros ficam 40, 45 minutos [esperando um ônibus]. Outra coisa interessante: Conquista é atrativa. Conquista não dá prejuízo à Cidade Verde, dá lucro. Cada carro aqui tem um lucro de mais de R$ 30 mil. Só que o que eles falam é verdade: a prefeitura não tinha condição de acompanhar. Hoje ela tem. Para você ter uma ideia, Conquista tem a mesma quantidade de passageiros de Feira de Santana. Se você me perguntar porque, você já tem a resposta: 18 mil motáxis tem Feira de Santana. Outra coisa, Feira de Santana tem um veículo para cada três pessoas, Conquista tem um para cinco.

Tem algo que a empresa fala e é verdade e nós vamos checar [a razão]. Eles diz, por exemplo, [e é] estranho: a média nacional de estudantes com meia passagem é de 10 a 20 por cento. Tem cidades que é 10% e tem cidades que é 20%, faz um corte para 15%, embora ainda empiricamente, 15%. A média que ela apresenta em Vitória da Conquista é de 30%. Isso precisa ser checado, isso precisa ser constatado, e nós estamos buscando mecanismos para checar.

AUDITORIA NA CIDADE VERDE

BLOG – Isso tudo se verá nesse estudo que a prefeitura contratou…

HERZEM – Com certeza, com o estudo. E nós vamos fazer uma auditoria na empresa. Vamos fazer uma auditoria na empresa, com uma empresa [de auditoria] conceituada porque o que ele fala é verdade. E nós vamos provar que a Cidade Verde engana a cidade de Vitória da Conquista.

BLOG – Tem previsão dessa auditoria começar? O prefeito está considerando o direito à intervenção que o Município tem?

HERZEM – Nós não temos pressa da auditoria, porque os erros cometidos, ou não, a auditoria vai evidenciar. Você tem como fazer alguns dois, três ou quatro anos retroativos. Nós vamos fazer uma auditoria para que a cidade de Vitória da Conquista venha a ter o conhecimento da verdade. Conquista é uma cidade, os empresários [do transporte coletivo] estão dizendo, atrativa. Os técnicos ficaram no terminal [da Lauro de Freitas] impressionados com a quantidade de passageiros que Conquista tem e não tem ônibus! Conquista tem passageiro e não tem ônibus. A empresa está operando esse lote 2 muito mal. Um pouco melhor do que a Vitória, mas está operando mal. Tem muitas pessoas reclamando que eles reduziram [ônibus] e nós estávamos sem mecanismos de acompanhamento. [A Cidade Verde] é uma empresa, inclusive, que tem tecnologia, eles têm uma gestão profissional e encontraram na prefeitura amadores, mas nós estamos nesse aprendizado, buscando assessorias técnicas de excelência para sair do amadorismo e chegar a sentar à mesa com a Cidade Verde e mostrar a ela que ele não está falando a verdade para a população de Vitória da Conquista.

Prefeitura explica como será atuação dos ônibus da Novo Horizonte

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 15 abr 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Reprodução do site da PMVC

Na manhã desta segunda-feira (15), representantes da Prefeitura Municipal concederam coletiva à imprensa, no auditório da Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente. Na ocasião, o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Jackson Yoshiura, o secretário municipal de Administração, Kairan Rocha e o Procurador Geral do Município, Carlos Murilo Mármore, esclareceram aos presentes sobre a disponibilidade de transporte gratuito em linhas abandonadas pela Viação Cidade Verde.

Na ocasião, o Governo Municipal lembrou que os nove veículos (7 ônibus e 2 micro-ônibus), contratados em caráter emergencial, irão atender a população do Pradoso, Fazenda Santa Marta, Lagoa das Flores e Senhorinha Cairo em caráter especial, sem cobrança de tarifa. “Esses veículos contam com a presença de agentes de transporte que, além de observar as necessidades da população para adequações necessárias, prestarão os esclarecimentos e orientações aos usuários e também estarão abertos para sugestões”, lembrou o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Jackson Yoshira.

O secretário de Administração, Kairan Rocha, ressaltou que o contrato emergencial com a empresa Novo Horizonte tem prazo de 30 dias e os valores serão pagos com recursos do Tesouro Municipal. O secretário ressaltou ainda que o contrato tem valor de R$ 810 mil e está de acordo aos preços pagos por outros serviços de transporte contratados pelo município, a exemplo do transporte escolar.

Os representantes da Administração Municipal também informaram que estão em andamento estudos sobre o transporte em Vitória da Conquista e que os mesmos devem ser concluídos no prazo de 45 dias. “Depois disso, vamos dar início ao processo licitatório para o Lote 01, antes operado pela Viação Vitória”, disse o secretário Kairan. O gestor esclareceu ainda que os estudos existentes são de 2010 e que os mesmos não atendem a atual necessidade do município.

Reunião com a comunidade – Além da imprensa, moradores dos bairros Pradoso e Lagoa das Flores estiveram presentes no encontro. Na ocasião, os gestores dedicaram espaço para ouvir e esclarecer a comunidade. “Faremos todos os esforços necessários do ponto de vista operacional e jurídico para que Vitória da Conquista não fique sem ônibus”, afirmou o secretário de Mobilidade Urbana.

Prefeitura dá passo decisivo para solução do transporte coletivo e pode criar a modalidade Táxi Lotação

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 14 abr 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é candeias_premium_350.gif

Reprodução do site da PMVC

Durante todo o dia deste sábado (13), o prefeito Herzem Gusmão (MDB), dedicou atenção especial ao impasse criado pela Viação Cidade Verde, que abandonou linhas do Lote 1 que eram operadas pela Viação Vitória.

A medida tomada pela empresa provocou imediata reação da administração municipal. O contrato EMERGENCIAL, que foi firmado tacitamente, não será renovado.

“Caso a empresa venha suspender o serviço nas demais linhas que eram operadas pela Viação Vitória, como fez em Lagoa das Flores, Pradoso, Fazenda Santa Marta e no bairro Senhorinha Cairo, a Semob – Secretaria de Mobilidade Urbana criará a modalidade Táxi Lotação com frota de 366 táxis que são reconhecidos pela Prefeitura”, revelou o prefeito Herzem Gusmão, em reunião realizada na Prefeitura da Zona Oeste na última sexta-feira (12).

A modalidade Táxi Lotação seria criada emergencialmente, até que outra empresa seja contratada para operar o Lote 1, que foi abandonado parcialmente pela Cidade Verde. Vários contatos já foram mantidos com boas perspectivas.

Confira o pronunciamento do prefeito Herzem Gusmão, que assegurou gratuidade aos trabalhadores, estudantes e usuários nas linhas que foram retiradas pela empresa. Assista:

O Lote 2, que é operado pela Viação Cidade Verde, do processo licitatório que foi realizado na gestão do ex-prefeito Guilherme Menezes (PT), continuará sendo operado pela empresa.

Ao contrário do EMERGENCIAL a empresa vem cumprindo as obrigações contratuais sem nenhuma restrição, quanto ao serviço do transporte coletivo de passageiros do lote oficial vigente.

“A Prefeitura atendeu a Cidade Verde em 100% do que foi reivindicado em reuniões. O aumento da tarifa para R$ 3,80, isenção do ISSQN e fiscalização do transporte clandestino”, vem declarando o prefeito Herzem Gusmão quando entrevistado pela mídia conquistense.

Lagoa das Flores, Santa Marta e Pradoso terão transporte já nesta 2ª feira

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 14 abr 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

da Redação

Foto: Econtran / Ilustração

A crise foi produzida na gestão anterior que levou a empresa Cidade Verde e o ex-prefeito Guilherme Menezes a serem condenados pela Justiça

A decisão unilateral da Viação Cidade Verde, em retirar os ônibus do transporte coletivo do Distrito de Pradoso, e das localidades da Lagoa das Flores e Fazenda Santa Marta, ensejou ação rápida da Prefeitura.

Segundo apurou o BRG, neste domingo (14), A Semob – Secretaria de Mobilidade Urbana anunciará que a população não ficará prejudicada e será atendida sem nenhum prejuízo.

A Prefeitura buscará informações técnicas, com justificativas plausíveis, para saber as razões do abandono das linhas que foi anunciado pela empresa.

Crise

A crise que alega a empresa Cidade Verde e partidos políticos -, existe e foi provocada pela administração petista e seus aliados. A Cidade Verde opera o Lote 2, sustentada por uma liminar conseguida na Justiça

A Cidade Verde foi condenada pela Justiça, e o ex-prefeito Guilherme Menezes (PT) tornou-se réu em uma Ação Civil Pública. O ex-prefeito foi condenado na 1ª instância pela Vara da Fazenda Pública, com sentença proferida pelo juiz Ricardo Frederico Campos.

Crise II

E

Prefeitura reage e determina rompimento do contrato emergencial com a Viação Cidade Verde

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 12 abr 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é candeias_premium_350.gif

da Redação

Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira (12), o prefeito Herzem Gusmão (MDB), determinou que o contrato emergencial com a Viação Cidade Verde não fosse renovado.

O anúncio da empresa em abandonar as linhas da Lagoa da Flores, Pradoso, Fazenda Santa Marta e no bairro Senhorinha Cairo, divulgado em cards que não foram negados pela empresa, provocaram imediata reação do Governo Municipal.

Caso ocorra a suspensão das linhas, a Viação Cidade Verde, será avisada do impedimento de continuar operando o Lote 1, que pertencia a Viação Vitória. A medida será aplicada imediatamento já para segunda-feira (15).

“A Prefeitura atendeu a Cidade Verde em 100% do que foi reivindicado em reuniões. O aumento da tarifa para R$ 3,80, isenção do ISSQN e fiscalização do transporte clandestino foram viabilizados”, vem declarando o prefeito Herzem Gusmão quando entrevistado pela mídia conquistense.

O prefeito condenou a divulgação dos cards que intranquilizaram a população. Outra atitude da empresa foi reafirmar que poderá deixar de operar todo o Lote 1 que era da Viação Vitória.

“A empresa tem sido deselegante e sempre com postura ameaçadora. Já determinei providências para substituí-la”, disse Herzem, que revelou ainda:

“Em recente pesquisa os nossos técnicos, com o apoio de um especialista da Semob de Salvador – observaram e constataram que a empresa vem operando algumas linhas com ineficiência”, disse o prefeito. A fiscalização será dura com especialistas em transporte coletivo.

Fiscalização / Vans

A fragilidade na fiscalização foi provocada por decisão liminar da Justiça, que proibiu apreensões das vans que praticam o transporte ilegal. Outro motivo, é que a Polícia Militar, só vem disponibilizando uma equipe para a tarefa de impedir a clandestinidade do transporte de passageiros feito pelas vans.

Contrato emergencial da Prefeitura e Viação Cidade Verde será renovado

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 14 mar 2019

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-candeias-premium.gif

da Redação

Em reunião realizada na tarde desta 4ª feira (13), Prefeitura e Viação Cidade Verde acertaram em clima de cordialidade e confiança mútua, a renovação do contrato emergencial.

O prefeito Herzem Gusmão (MDB) recebeu os diretores da empresa, acompanhado dos secretários Marcos Ferreira (Gabinete Civil), Jackson Yshiura (Semob) e Murilo Mármore (PGM). Os técnico que trabalham na elaboração do Plano de Mobilidade Urbana, na fase de Circulação Viária e Transportes, Eloy Kocckany e Dr. Paulo, ambos da Via 11 Engenharia de Curitiba (PR), participaram da reunião.

Representando a Cidade Verde, Paulo Bongiovani e Sergio Hubner. Os vereadores Luis Carlos Dudé (PTB), Jorge Bezerra (SD) e Cori Moraes (PT), acompanharam a reunião com direito a fala.

Estudo

O MP – Ministério Público sugeriu um ESTUDO de impacto econômico financeiro para a regulamentação das vans. A Via 11 Engenharia deu início aos trabalhos e a Prefeitura ampliou o MODAL para o transporte coletivo convencional (ônibus), Uber, táxi, micro-ônibus e vans.

Contrato

O contrato emergencial (tácito) vigente tem amparo legal. Na reunião ficou decido que agora na renovação a Prefeitura e a Viação Cidade Verde irão assinar o contrato com validade de mais seis meses.

Na atualidade a situação do transporte melhorou muito em Vitória da Conquista. “A cidade Verde opera o lote 1, da Viação Vitória de forma mais eficaz sem os problemas da antiga empresa”, disse o prefeito Herzem que reconhece que a população aprova os serviços da Cidade Verde.

Prefeito anuncia início de estudo para novo transporte público de Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 21 fev 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Da Redação

Fotos: Blog do Rodrigo Ferraz e Dilson Gusmão

Qual seria o modelo ideal de transporte público em Vitória da Conquista? Essa pergunta deve ser respondida com o estudo de viabilidade de modal, que foi assinado no fim da tarde desta quinta (21), pelo prefeito Herzem Gusmão.

O estudo será realizado pela Fundação Politécnica da Ufba, por meio da empresa Via 11 Engenharia da cidade de Curitiba. A ideia é que todo o sistema de transporte, envolvendo ônibus coletivo, vans, aplicativos (a exemplo do Uber) e táxi convencional, seja definido a partir da análise dos técnicos especialistas em mobilidade urbana.

A contratação foi anunciada no gabinete da Zona Oeste. De acordo com os técnicos presentes, a expectativa é que o estudo seja finalizado no prazo de 120 dias. A partir de então, serão desenvolvidas ações diretas no transporte público de Vitória da Conquista.

“Nós queremos o melhor para Vitória da Conquista e este sistema, este modal, será desenhado tecnicamente para reduzir o clima de tensão que reina dentro do transporte da cidade”, afirmou o prefeito Herzem Gusmão.

Prefeitura pratica tarifa responsável em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 17 jan 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

da Redação

A Prefeitura de Vitória da Conquista avançou nas negociações, e com apoio da Câmara de Vereadores, evitou que a tarifa do transporte em Vitória da Conquista chegasse a mais de R$ 4 reais. Os vereadores aprovaram a isenção do ISSQN que trouxe benefícios aos usuários do transporte.

Com a medida que permitiu a tarifa em R$ 3,80 a administração evitou demandas na Justiça com alegações de desequilíbrio econômico financeiro como alegado na gestão passada pela Viação Vitória e Cidade Verde.

Feira de Santana

A nova tarifa já em vigor em Feira de Santana é de R$ 3,95. Empresas continuam em defesa de uma tarifa na ordem de R$ 4,30.

Salvador

Na capital a tarifa permanece em R$ 3,80. Em matéria do Jornal A Tarde (online), edição desta 5ª feira (17), com a manchete Desequilíbrio econômico atinge transporte coletivo em Salvador, apresenta o seguinte teor transcrito abaixo na íntegra:

Uma auditoria confirmou desequilíbrio econômico-financeiro no sistema de ônibus coletivo em Salvador, afirmou nesta quarta-feira, 16, a Associação das Concessionárias.

Segundo o órgão, a análise se baseou nos quantitativos mensais dos passageiros do sistema e na execução da concessão desde o início dos contratos. O acompanhamento teria demonstrado então, que o montante obtido com o pagamento da taxa estaria aquém do que foi acordado.

No entanto, ainda de acordo com a Integra, os relatórios são parciais e seguem sendo analisados pelas concessionárias até a sua conclusão. Nenhum valor chegou a ser divulgado.

10 ônibus direto da Industria Caio para Cidade Verde já em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 16 dez 2018

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

da Redação

A Prefeitura de Vitória da Conquista vem anunciando, que a Viação Cidade Verde, iria adquirir 10 ônibus ZERO para integrar a frota que corresponde o Lote 1, que pertencia a Viação Vitória.

Os 10 veículos foram liberados pela Industria Caio e já estão na garagem da empresa na Av. Juraci Magalhães. 

A Prefeitura respondeu com rapidez e eficiência debelando uma crise profunda deixada pela gestão anterior. “Não ganhamos a eleição para reclamar. Ganhamos para resolver e estamos agindo rápido”, disse o prefeito Herzem Gusmão. 

Conquista: idosos e deficientes devem trocar o cartão do Bilhete Eletrônico Municipal

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 28 nov 2018

Tags:, , ,

Da Redação


A Associação das Empresas do Sistema de Transporte Coletivo Urbano de Vitória da Conquista (Atuv) divulgou um comunicado informando que deficientes e idosos do município de Vitória da Conquista, que utilizam o transporte público, precisam trocar o cartão Bilhete Eletrônico Municipal (BEM), que garante a gratuidade.

Para realização da troca, é necessária a apresentação do cartão Bilhete Eletrônico Municipal antigo, documento de identidade e CPF. Os idosos devem realizar a troca no período de 17 de dezembro de 2018 a 16 de janeiro de 2019. Já para Deficiente/Especial, a troca já pode ser realizada. Para esse público, o prazo se encerra no dia 15 de dezembro.

A troca deve ser feita nas Agências da Atuv, que ficam localizadas na travessa 02 Julho, no Centro, e no Centro Glauber Rocha, no bairro Brasil. O atendimento para o serviço acontecerá de segunda a sexta, das 8 às 18 horas, e aos sábado, das 8 às 11h50.

Conselho Municipal de Transporte discute aumento da tarifa e atual sistema

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 26 out 2018

Tags:,

Ascom PMVC

O Conselho Municipal de Transportes se reuniu ontem (25), no salão da Casa Régis Pacheco, para discutir sobre o reajuste da tarifa de ônibus em Vitória da Conquista (Decreto 18.949 de 11.10.2018) e outros assuntos relacionados ao sistema de transporte público em nossa cidade.

O Presidente do Conselho e Secretário Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), Ivan Cordeiro, afirmou ser “fundamental a participação do Conselho no debate dessa melhoria do transporte que buscamos para o município”.

Sobre o reajuste da tarifa esclareceu que “por conta do aumento dos custos relacionados aos insumos do transporte, principalmente o combustível, e também o salário dos funcionários, esse reajuste, que é contratual, foi necessário ser realizado nesse ano, de R$ 3,30 para R$ 3,80”.

Ivan também disse que com a saída da Viação Vitória, foi feito um contrato emergencial com a empresa Cidade Verde. “Todas as linhas estão sendo atendidas, mas é claro que com uma empresa só funcionando na cidade, vamos fazer um reajuste dessas linhas”, acrescentou.

Na questão da regulamentação das vans, o secretário enfatizou “que existe um compromisso dessa gestão em regulamentar o transporte alternativo”. Ressaltou que na véspera da licitação, o Ministério Público pediu para suspender e fiscalizar. “Existe sim essa fiscalização de maneira intensa, nós já removemos mais de 20 vans para o pátio do Detran. Agora, vamos voltar a conversar com o Ministério Público para que possamos retomar essa questão da regulamentação do transporte alternativo”, finalizou. …Leia na íntegra

Prefeitura divulga alterações em horários dos ônibus para domingo de eleições

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 06 out 2018

Tags:, ,

Reprodução do site da PMVC

A Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) informa que neste domingo (07), em virtude das eleições, determinadas linhas terão alterações para melhor atender a população. Confira:
– Linha R01 – Vila Serrana x Centro;
– Linha R12 – Patagônia x Centro;
– Linha R19 – Rodoviária x Centro;
– Linha R61 – Primavera x Centro;
– Linha R62 – Alto Maron x Centro;
– Linha R63 – Nova Cidade x Centro (Via Alto Maron);
– Linha R64 – Vila Bonita x Centro (Via Atacadão);
– Linha P54 – Miro Cairo x Conquista VI.
Obs.: Estas linhas, acima citadas, estarão operando com quadro de horário de sábado.
–  Linha R04 – Santa Marta x Centro vai funcionar com quadro de horário de dia útil.
–  Linha R09 – Centro x UESB estará operando em regime especial com 03 veículos e, haverá também, 04 veículos na reserva para ajuste de frota se necessário.
–  As demais linhas estarão operando com quadro de horário de domingo.

Transporte coletivo: mais 10 ônibus chegam à Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 03 out 2018

Tags:, , ,

Reprodução do site da PMVC

Cidade receberá mais 10 veículos 0 Km até fim de novembro

De forma acertada e rápida, o Governo Municipal está renovando a frota de ônibus e normalizando o transporte coletivo urbano de Vitória da Conquista. Isso porque, por meio de um contrato emergencial, a Empresa Cidade Verde passou a operar o Lote 1 do Sistema de Transporte Coletivo. A empresa conta agora com 147 veículos.

É que mais 10 ônibus chegaram à cidade nesse domingo (30) e já estão sendo preparados para começar a rodar. A secretaria está reestruturando as linhas para melhor atender a dinâmica social. “Desde o início da gestão, o prefeito está preocupado com a melhoria do transporte público. A chegada desses ônibus vai melhorar bastante o serviço em Conquista”, celebrou o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Ivan Cordeiro.

Graças ao bom diálogo da Prefeitura com a empresa, os benefícios para os usuários do transporte público vão além do que foi acordado. “O prefeito acabou convencendo a empresa que trouxesse mais dez carros, porém não usados. Então, está chegando mais dez veículos zero quilômetro. A compra já foi faturada numa empresa local e os ônibus já estão liberados para o encarroçamento”, revela o instrutor da Cidade Verde, Elionardo de Almeida.

Segundo Almeida, cada ônibus custa em média R$ 400 mil. “É um investimento alto e Vitória da Conquista merece. Isso mostra que a Cidade Verde, em cinco anos, trouxe para a cidade 90 carros zero quilômetros. O que é muito bom para o município”, afirma o instrutor.

Os 10 ônibus 0 Km devem começar a operar antes de dois meses. Com essa celeridade, ganham usuários e os trabalhadores. De acordo o gerente de operações, Geovanino Jorge Nogueira, a Cidade Verde já contratou 256 funcionários e espera selecionar mais 75, gerando 331 vagas de emprego no município.

Desde o dia 24 de setembro, motoristas e cobradores contratados pela empresa passam por treinamento. Na tarde dessa segunda-feira (01), Almeida ministrava para mais uma turma. “Fazemos um trabalho voltado para o transporte público, preparando o motorista e o cobrador, cumprindo assim as exigências do edital de licitação”, explicou o instrutor, que começou como motorista na Cidade Verde.

Para Edmundo, a Prefeitura agiu muito rápido

Quem já tem 28 anos de experiência nessa função é Edmundo de Jesus (52). Ele estava desempregado há quatro meses e foi um dos ex-funcionários da Vitória contratados pela Cidade Verde. “Fomos pegos de surpresa e desesperadamente precisávamos do emprego, aí tivemos a oportunidade de entrar na Cidade Verde e foi um alívio. Eu me sinto honrado com essa oportunidade muito grande de desenvolver o conhecimento, que não tínhamos antes”, contou.

Para Edmundo, a Prefeitura também agiu muito rápido: “Foi relâmpago. Se não a gente ficaria mais quantos meses ou anos, pois não é fácil uma licitação. Mas graças a Deus, agiu rápido e foi muito bom”.

A Cidade Verde passou a operar todas as linhas do Transporte Coletivo Urbano depois da decisão da Prefeitura de cancelar o contrato com a Viação Vitória. A medida foi tomada após recomendação da comissão do processo administrativo de inadimplência n. 014/2018, que julgou as irregularidades cometidas pela concessionária de transporte coletivo. Mas desde a lacração dos 74 ônibus da Vitória, a Cidade Verde já operava de forma emergencial e temporária algumas linhas do lote 1.

Almeida ministra treinamento para novos cobradores e motoristas

Cidade Verde já opera quase todas as linhas da Viação Vitória

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 28 ago 2018

Tags:, , ,

Banner marcelo santana

da Redação
Foto: Diário do Transporte

Acompanhado dos secretários Marcos Ferreira, Gildásio Oliveira e Ivan Cordeiro (Mobilidade Urbana), e ainda do Coordenador de Transportes, Jackson Ishiura, o prefeito Herzem Gusmão (MDB) fez uma visita surpresa a garagem da Viação Cidade Verde.

“Ao chegar me deparei com mais 10 ônibus que tinham chegado para integrar a frota que irá operar emergencialmente”, disse. O prefeito disse ainda  que o problema já está resolvido e com mais 15 dias a Cidade Verde estará operando todas as linhas da Viação Vitória.

A garagem da Cidade Verde foi ampliada com a incorporação de uma grande área que fica ao lado. O espaço é divido apenas por um muro que será demolido na ampliação da garagem da empresa.

Micro-ônibus

Ainda esta semana, a Cidade Verde, iniciará uma experiência com a disponibilidade de micro-ônibus para atender os moradores da Lagoa das Flores. Segundo o representante da empresa, Sergio Hubner, outras linhas serão atendidas por veículos mais leves, tipo micro-ônibus.

Protesto

Curioso protesto foi realizado na noite desta segunda-feira (27). Para a administração municipal “é uma orquestração de adversários que tentam tumultuar a cidade”. Um bloqueio irresponsável travou o centro da cidade, a partir do terminal de passageiros da Av. Lauro de Freitas.

A Prefeitura foi rápida na resposta. Logo após  a operação que lacrou 74 ônibus da Viação Vitória, o Governo não parou e viu como a solução  a contratação da Cidade Verde para também operar o Lote 1.

Em aproximadamente 20 dias, a Viação Cidade Verde já estará operando todas as linhas da Viação Vitória

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 17 ago 2018

Tags:, , ,

Banner marcelo santana

da Redação
Foto: Blog do Marcelo

Em entrevista concedida nesta 5ª feira (16), as emissoras Rádio Clube FM e Rádio Brasil FM, o prefeito Herzem Gusmão (MDB) informou que em aproximadamente 20 dias a Viação Cidade Verde estará operando todas as linhas da Viação Vitória.

O trabalho parcialmente foi iniciado, e na atualidade, 100 ônibus atendem a cidade, e mais veículos estão chegando toda semana. Segunda-feira (20), mais 11 ônibus chegarão para integrar o sistema de transporte coletivo em Conquista.

O prefeito admitiu ser a melhor opção, a escolha da Cidade Verde, após ter tentado outras empresas a exemplo da Anchieta de Belo Horizonte, Passaredo e Camurugipe.

Na entrevista, o prefeito falou que mandará uma mensagem a Câmara de Vereadores, para que a isenção do ISS seja aprovada. Sem a cobrança do ISS, a nova tarifa, inevitável para não gerar mais demandas com pleitos de reequilíbrio econômico financeiro, terá peso menor com a Prefeitura subsidiando o transporte coletivo com a isenção do ISS.

Outra revelação importante, é que os funcionários da Viação Vitória, após rescisão contratual  (baixa na CT), serão contratados pela Cidade Verde. A garantia foi dada por diretores da Cidade Verde, em reunião com o prefeito, PGM e secretários do município.

Decisão de qual empresa vai atuar em lugar da Viação Vitória está perto

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 05 ago 2018

Tags:, ,

da Redação

A semana que se inicia poderá ser decisiva para o transporte coletivo em Vitoria da Conquista. A Semob – Secretaria de Mobilidade Urbana tem intensificado contatos e reuniões para logo encontrar a solução.

Além da carta de intenções  da Viação Anchieta, empresa que opera em Belo Horizonte (clique aqui para conferir o documento), a Prefeitura recebeu manifestações, ainda em contatos telefônicos, da Camurugipe, Grupo Evangelista, Passaredo, e recentemente a empresa Paraíso, de São João do Paraíso (MG), manifestou interesse e protocolará na Prefeitura uma carta de intenções.

Cidade Verde

A Cidade Verde, que já opera algumas linhas da Viação Vitória, tem manifestado interesse em atuar emergencialmente na cidade. O fato de já atuar na cidade, com sólida infraestrutura, e com credibilidade junto aos usuários, têm colocado a empresa no páreo.

Sindicato dos Rodoviários confia no prefeito, diz Álvaro

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 01 ago 2018

Tags:,

banner alfa park

da Redação

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Rodoviário de Vitória da Conquista,  Álvaro Silva Souza informou que os trabalhadores da Viação Vitória estão confiantes em uma solução que logo virá com as providência da administração municipal. “A categoria confia no prefeito Herzem Gusmão que está empenhado em resolver o problema”, disse.

Estiveram  em Belo Horizonte, o secretário Ivan Cordeiro (Mobilidade Urbana) e a advogada Nadjara Regis, representando da PGM. Os representantes da municipalidade conheceram a estrutura da Anchieta, uma das empresas que opera no transporte coletivo em Belo Horizonte.

Carta

A Anchieta enviou carta-proposta para a Prefeitura de Vitória da Conquista informando que dispõe de uma frota de 80 ônibus para atender a emergência da cidade. O Governo Municipal já está avaliando a proposta da empresa. Os trabalhadores serão colocados como prioridade para que possam ser admitidos pela nova empresa que substituirá a Viação Vitória.

Cidade Verde

A Cidade Verde poderá também operar o Lote 1 que pertence a Viação Vitória. A Prefeitura receberá representantes da empresa do grupo Constantino para uma reunião. A Cidade Verde goza de aceitação junto à população pelos serviços que vêm prestando.

Outras empresas também manifestaram interesse em operar em Conquista, a exemplo da Camurugipe e outra do grupo Evangelista que opera em Salvador.

Com a crise na Viação Vitória, Prefeitura busca nova empresa para operar em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 30 jul 2018

Tags:, , ,

da Redação
Foto: Blog do Léo Santos

Antes da vistoria da Secretaria de Mobilidade Urbana, que lacrou mais de 70 ônibus da Viação Vitória, quase toda frota de 80 ônibus da empresa, a situação já era crítica com uma sequência de protestos, paralisações e greves.

A insatisfação dos motoristas, cobradores, mecânicos estava sendo provocada pelos constantes atrasos dos salários.

Neste 2ª feira (30), a notícia é que nem os 16 veículos que foram liberados irão atuar já que os trabalhadores cruzaram os braços, e vão impedir os ônibus de sair da garagem.

Emergência

A Prefeitura que já decretou Estado de Emergência no Transporte Coletivo deverá anunciar hoje as providências que serão tomadas para restabelecer a normalidade. Uma nova empresa será contratada até que um novo processo licitatório defina o Lote 1.

Cidade Verde

O secretário Ivan Cordeiro (Mobilidade Urbana) informou que mais 10 ônibus da Viação Cidade Verde irão atuar em Conquista totalizando mais de 20 veículos além da frota normal de 80 ônibus que opera em Vitória da Conquista.

Cidade Verde II

Segundo informações de bastidores, e que carecem de confirmação, o caminho mais rápido para resolver o problema é a permissão da municipalidade para que a Viação Cidade Verde assuma imediatamente as linhas da Viação Vitória. A empresa teria que dobrar a sua frota de 80 ônibus disponíveis que operam o Lote 2.