Começa, em Ubaitaba, o campeonato baiano de canoagem

0

Publicado por Editor | Colocado em Esportes | Data: 30 jul 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Ascom/Sudesb/Conteúdo

As provas da primeira etapa acontecem domingo, 30, reunindo canoístas da cidade, municípios vizinhos e do Recôncavo baiano. O evento tem apoio do Governo do Estado, por meio da Sudesb

 

A cidade de Ubaitaba, terra natal do medalhista olímpico Isaquías Queiroz, sedia neste domingo, dia 30, a primeira etapa do Campeonato Baiano de Canoagem. As provas iniciam às 9h30, na Av. Beira Rio, reunindo 120 atletas locais e também dos municípios de Ubatã, Itacaré, Maraú, Cachoeira e São Félix.

Participam canoístas com faixa etária de 8 a 45 anos, disputando provas masculinas e femininas nas categorias infantil, menor, cadete, júnior, sênior, master e também paracanoagem. O campeonato baiano prevê mais duas outras etapas, agendadas para setembro, em Itacaré, e a terceira e última, em dezembro, na cidade de Ubatã.  …Leia na íntegra

O trimedalhista olímpico Isaquias é recebido com festa em sua cidade natal

0

Publicado por Editor | Colocado em Esportes | Data: 27 ago 2016

Tags:, ,

Correio 24 horas

201608261910357210
Isaquias Queiroz voltou pela primeira vez para sua cidade, Ubaitaba, na Bahia, e desfilou em cima de um carro de bombeiro depois de conquistar três medalhas na Olimpíada do Rio. Logo que o veículo estacionou próximo da rodoviária, as pessoas foram se aglomerando na expectativa de ver o rapaz. Quando chegou, uma multidão já estava presente e ele teve até dificuldade de subir no carro de bombeiro. “Mais emocionante que ganhar medalha nos Jogos”, disse o atleta emocionado.

Lá em cima, pegou suas medalhas, colocou no pescoço e posou para milhares de fotos. “É uma alegria muito grande”. A cada esquina, era aplaudido pelas pessoas que queriam ver de perto o rapaz de 22 anos e suas três medalhas conquistadas na canoagem velocidade nos Jogos do Rio, duas de prata, no C1 1.000m e C2 1.000m, e uma de bronze, no C1 200m. Estima-se que mais de 2 mil pessoas estiveram presentes.

Isaquias ficou famoso no Brasil e no mundo por ser o primeiro brasileiro a conquistar três medalhas em uma mesma edição da Olimpíada e por ser o primeiro atleta da canoagem no mundo a subir três vezes no pódio na mesma edição dos Jogos. Mas em sua cidade, ele é visto como o garoto que lutou e deu certo.

Por todo canto, a prefeitura e o comércio local espalharam faixas com mensagens para Isaquias, como “garoto de ouro”, “você é nosso campeão”, orgulho de Ubaitaba”, “somos todos Isaquias”, entre outras. Os jovens que ainda participam do projeto social da Associação Cacaueira de Canoagem também estiveram presentes na homenagem.

Baianos de Ubatã e Ubaitaba conquistam duas medalhas no Pan do Canadá

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Esportes | Data: 13 jul 2015

Tags:, , , , , ,

por Mateus Novais

MEIOday3_3(1)

A canoagem marcou a segunda-feira do Brasil no Panamericano de Toronto (Canadá). Especialmente dois baianos, um de Ubatã e outro de Ubaitaba, ajudaram a colocar na o Brasil sexta colocação no quadro geral de medalhas do Pan. O ubaitabense Isaquias Queiroz conquistou o ouro na categoria C1 1000m. Logo depois, Isaquias (direita da foto) voltou a competir para confirmar a prata para o país ao lado do ubatense Erlon de Souza, no C2 1000m.

O resultado mais importante da modalidade nesta segunda foi de Isaquias Queiroz, no C1 1000m. Bicampeão mundial, o brasileiro confirmou favoritismo na modalidade para se juntar ao judô (duas vezes), ao tiro e à patinação como esportes que deram ouro ao Brasil na competição até o momento. O ubaitabense de 21 anos foi dominante e garantiu a primeira colocação com o tempo de 4min07s866.

Isaquias usa o evento no Canadá para se preparar para o Mundial da Itália, que acontecerá em Milão, em agosto. A prioridade de Isaquias Queiroz é dar um salto na competição que reúne os melhores da modalidade. “Espero que venha mais. Eu sabia que podia ganhar, porque já venho de vitórias sobre ele o canadense [Mark Oldershaw] em Mundiais, mas agora vem a Copa do Mundo e tenho que fechar o foco para 2016, porque o importante é a medalha olímpica”, ressaltou o atleta.

Sem tempo para comemoração após o ouro individual, Isaquias formou dupla com Erlon de Souza para competir a final do C2 1000m. Acostumados a competir um contra o outro desde a época em que usavam o Rio das Contas como local de treinamento, Isaquias e Erlon se uniram para conquistar a medalha de prata. O Brasil terminou a prova após 3min47s117. O Canadá ficou com o ouro da categoria, com Cuba na terceira colocação e o bronze.