Servidores sepultam a Uesb

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 04 ago 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

DSC_0649

Os servidores públicos da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) realizaram um ato simbólico em defesa das instituições de ensino superior do estado. Os profissionais “sepultaram as universidades estaduais”.

O ato público aconteceu nesta terça-feira (4), no campus da Uesb de Vitória da Conquista. Com cânticos fúnebres e roupas pretas, o cortejo percorreu toda a extensão da universidade.

DSC_0653

Os técnico-administrativos ameaçam deflagrar greve caso o governo não negocie a alteração da Lei 7.176/97, que dispõe sobre estrutura, funcionamento e organização das Universidades. A manifestação também ocorreu nas outras três universidades (Uesc, Uefs e Uneb).

Servidores da Uesb voltam a paralisar atividades e ameaçam entrar em greve

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 30 jul 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_1205foto: divulgação Afus-Sindicato

Os servidores técnico-administrativos das universidades estaduais da Bahia paralisaram as atividades nesta quinta-feira (30). Os técnico-administrativos ameaçam deflagrar greve caso o governo não negocie a alteração da Lei 7.176/97, que dispõe sobre estrutura, funcionamento e organização das Universidades.

Segundo os servidores, o Governo do Estado enviou documento às entidades sindicais solicitando contribuições e propostas para alteração da Lei 7.176/97. Porém, o Governo do Estado da Bahia firmou um acordo em separado com os docentes se comprometendo a enviar um Projeto de Lei à Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), sem antes promover um debate qualificado com todas as categorias que compõem as comunidades universitárias.

“Na nossa avaliação, compete ao Governo Estadual promover encontros e ouvir todos os segmentos que compõem as comunidades universitárias. Assim, qualquer pretensão do Governo em encaminhar para a ALBA uma proposta formulada por apenas um dos segmentos que compõem a estrutura universitária significa desrespeitar os princípios da democracia e da autonomia interna”, afirmam os servidores.

Greve nas universidades: reitores insistem com governo para participar de negociação

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 11 jul 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

reitores

O Fórum de Reitores das Universidades Estaduais da Bahia (UEBA) divulgou, nesta sexta-feira (10), o documento entregue ao Governo do Estado e ao Fórum das Associações Docentes solicitando participação nas negociações da greve nas instituições.

A carta lembra que “desde o início deste processo, e nas diversas reuniões entre Reitores e Secretários, o Fórum de Reitores tem sistematicamente reafirmado a expectativa de participação nos momentos de discussão e negociação. Ainda assim, o Governo mantém o posicionamento de não incluir os Reitores nas negociações”. O documento ainda lamenta que “o posicionamento do Governo foi de realizar as negociações sem a presença dos Reitores”.

O Fórum de Reitores volta a se colocar a disposição para a interlocução e reafirma que reconhece “a legitimidade da pauta apresentada pelo movimento docente e a necessidade das partes diretamente envolvidas na negociação buscarem um entendimento que traga soluções efetivas para as questões em discussão”.

Confira aqui o documento completo.

Governo apresenta nova proposta a professores das universidades estaduais

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 20 maio 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_1432Foto: Ascom – Secretaria da Educação

Representantes das secretarias da Educação, Administração e Relações Institucionais apresentaram aos membros das Associações de Docentes das Universidades Estaduais (Fórum das ADs) uma nova proposta para por fim a greve nas instituições. A reunião foi realizada nesta quarta-feira (20).

Segundo o governo, a proposta garante mais autonomia às universidades e revoga a lei que regula o funcionamento das unidades. A proposta também muda a estrutura de cargos e a quantidade de promoções, que eram algumas das reivindicações da categoria.

As propostas serão analisadas pelos professores até um novo encontro que será realizado na próxima terça, às 9 horas, na sede da Secretaria da Educação, em Salvador. As universidades estaduais da Bahia estão em greve desde o dia 13 deste mês.

Professores da Uesb iniciam debate de propostas do Governo Estadual

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 13 abr 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

img_9776O Governo da Bahia agendou reunião com as Associações Docentes (ADs) para o dia 24 de abril. Até que este encontro aconteça, os professores das universidades estaduais estão realizando reuniões para debater o que foi oferecido pelo Governo no último dia 8 de abril.

No dia 8 de abril, o representante da Secretaria de Administração, Adriano Tambone, sinalizou com a possibilidade de criar um calendário para atender aos direitos trabalhistas. Serão discutidos os pagamentos de promoções, ampliação do quadro de vagas, lei 7176/97 e desvinculação de vagas por classe. Caso a negociação não avance, o Movimento defenderá a deflagração da greve.

A assembleia da Adusb para discutir o tema está ocorrendo na tarde desta segunda, no campus Vitória da Conquista. Em reunião do Fórum das Ads, realizada nesta quinta (9), os(as) dirigentes sindicais indicaram uma nova rodada de assembleias durante a primeira semana de maio.

Herzem Gusmão quer revogar contingenciamento das universidades

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 11 mar 2015

Tags:, , ,

Política Livre

herzem

O deputado Herzem Gusmão (PMDB) cobrou do governo estadual a revogação do decreto que contingenciou o repasse de recursos para quatro das mais importantes universidades da Bahia: Uneb (Universidade do Estado da Bahia), UESB (Universidade do Sudoeste), UEFS (Universidade Estadual de Feira de Santana) e UESC (Universidade Estadual de Santa Cruz).

De acordo com o parlamentar, o contingenciamento, além de prejudicar milhares de estudantes vai reduzir o investimento em pesquisa. “O governo precisa cortar gastos com publicidade, mas, jamais, com educação”, afirmou Herzem Gusmão.

Presente à audiência pública que discutiu o cumprimento das metas fiscais do governo estadual, o secretário Manoel Vitório (Fazenda) disse que a reivindicação do deputado Herzem Gusmão era justa e prometeu dar “uma folga” para as universidades.

Salários dos professores das universidades estaduais é reajustado em 3%

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 16 dez 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais

uesbO Governo da Bahia concede este mês reajuste de 3% aos professores das quatro universidades estaduais, contemplando um total de 4.673 docentes do Estado. O reajuste será concedido aos professores de todos as classes (auxiliar, adjunto, assistente, titular e pleno) da Uneb, Uefs, Uesc e Uesb.

O reajuste, que incide sobre o vencimento básico, constará na folha de pagamento de dezembro, em cumprimento a acordo assumido com a categoria. Ainda em cumprimento à legislação, em junho deste ano, os professores fizeram jus ao reajuste de 4%, além do reajuste linear de 5,91% concedido a todo o funcionalismo estadual

Segundo o Governo, com a medida, “o ganho real para a categoria é de 46,4%, de 2007 a 2014”.

Professores das universidades estaduais baianas aprovam indicativo de greve

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 05 ago 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais
Foto: Adusb

siteforumdasadsO Fórum das Associações dos Docentes das Universidades Estaduais da Bahia (ADs) aprovaram um indicativo de greve no início do próximo semestre letivo e a deflagração de uma greve de advertência. A decisão foi tomada na reunião realizada na última quinta-feira (31).

De acordo com comunicado divulgado pela Associação dos Docentes da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (ADUSB), “o recuo do governo em relação ao projeto de lei para a desvinculação de vagas por classe foi a gota d’água para que o Movimento Docente apontasse para o endurecimento de suas ações.”.

Uma nova reunião, agendada para o dia 27 de agosto, em Vitória da Conquista, irá definir as atividades de mobilização durante a greve de advertência.