Prefeitura notifica a Vivo e determina suspensão das obras até a restauração dos trechos danificados

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 14 out 2017

Tags:, , , ,


da Redação

A Vivo, operadora de telefonia celular, vem trabalhando para implantar na cidade de Vitória da Conquista a sua rede de fibra ótica. A cidade passará a contar com serviços de banda larga de até 300 mega, e telefonia fixa com planos ilimitados. Conforme dados divulgado pela Vivo, a implantação da rede 100% fibra de última geração representa um investimento de R$ 28 milhões.

Notificação

A Vivo vem descumprindo com o que ficou combinado com a  Secretaria de Infraestrutura. O secretário, engenheiro  José Antonio, determinou a suspensão de todas as obras da Vivo espalhadas na cidade. A ordem para a fiscalização é que os serviços só serão retomados após a restauração de todas as ruas e avenidas que foram danificadas. O descumprimento da determinação que foi dada pela Prefeitura – poderá ensejar na cassação do alvará da empresa terceirizada que foi contratada para execução dos serviços.

Internet mais veloz

Com a conclusão das obras, Inicialmente a operação da empresa atenderá 13 bairros, em duas fases. O serviço já estará disponível a partir deste mês para os bairros Boa Vista, Centro, Felícia, Jurema, Recreio, Cristo Rei e Bela Vista. Já a partir de novembro, a fibra ótica da Vivo chegará ao Alto Maron, Candeias, Cruzeiro, Guarani, Caminho da Universidade e Nova Cidade.

Vivo inaugura rede de fibra ótica em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 28 set 2017

Tags:,

Da Redação
Com informações de Dilson Gusmão

Foto: Secom PMVC

Na manhã desta quinta (28), a Vivo realizou, oficialmente, o lançamento da sua rede de fibra ótica em Vitória da Conquista. Além da direção da empresa, o evento contou com a participação do prefeito Herzem Gusmão, de secretários municipais, imprensa e representantes da sociedade civil.

Agora, além da telefonia móvel, Vitória da Conquista terá serviços de banda larga de até 300 Mega e telefonia fixa com planos ilimitados. Conforme dados divulgado pela Vivo, a implantação da rede 100% fibra de última geração representa um investimento de R$ 28 milhões.

Inicialmente, a operação da empresa atenderá 13 bairros, em duas fases. A partir de outubro, o serviço já estará disponível para os bairros Boa Vista, Centro, Felícia, Jurema, Recreio, Cristo Rei e Bela Vista. Já a partir de novembro, a fibra ótica da Vivo chegará ao Alto Maron, Candeias, Cruzeiro, Guarani, Caminho da Universidade e Nova Cidade.

Vivo continuará sem poder vender novas linhas na região de DDD 77

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Bahia | Data: 11 maio 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais
imagem ilustrativa

IMG_1549A operadora de telefonia celular Vivo continuará proibida de habilitar novas linhas de aparelhos celulares e serviços de internet móvel 3G e 4G, na região de DDD 77, sob multa diária de R$ 10 mil. É o que determinou o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) ao indeferir pedido de liminar da Telefônica Brasil S/A, responsável pela Vivo, que solicitava suspensão de decisão da Justiça do município de Luís Eduardo Magalhães, impetrada pelo Ministério Público estadual (MP-BA), determinando a proibição.

A decisão do presidente do TJ-BA, desembargador Eserval Rocha, mantém os efeitos da medida proibitiva do MP. Nela, a Telefônica é obrigada a se adequar “aos parâmetros estabelecidos pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), no prazo de 45 dias”, sob pena de multa diária de R$ 50 mil. A medida ainda determina que a empresa “garanta a estabilidade de sinais nas linhas móveis de telefone e internet, já no prazo de 45 dias” e que “apresente dados sobre ampliação de alcance da qualidade do sinal das bases de distribuição da zona rural do Município de Luís Eduardo Magalhães- BA”.

No pedido de suspensão da liminar, a Telefônica sustentou que a decisão “ofende a ordem e a economia públicas, vez que a proibição de comercializar novas linhas e serviços de internet móvel 3G e 4G, em 157 municípios da Bahia gerará danos irreparáveis a cerca de 7.000 revendedores autônomos que dependem de seus produtos e serviços para sobreviver”.

Operadoras iniciam mutirão em municípios baianos para resolver pendências com consumidores

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Economia, Justiça, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 03 mar 2015

Tags:, , , , ,

Da Redação

A medida é resultado do Termo de Ajustamento de Conduta da CPI da Telefonia. Vitória da Conquista é uma das cidades atendidas.

operadoras-tim-oi-vivo-claro-telefonia-Como resultado do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) da CPI da Telefonia, assinado no final de 2014 pelas operadoras com o Ministério Público Federal (MPF), PROCON e Assembleia Legislativa, as operadoras OI, Tim, Vivo e Claro começaram, desde ontem, um mutirão em 28 municípios baianos para resolver pendências dos consumidores.

Em 30 dias, o consumidor poderá procurar a loja própria, ou autorizada, de sua operadora, além da agência dos correios dos municípios que não possuem loja física. Os consumidores poderão resolver pendências como cobranças indevidas, além de retirar o nome dos serviços de proteção ao crédito.

Confira a lista completa dos municípios que vão ter assistência direta durante o mutirão: …Leia na íntegra

Ação da Defensoria Pública da Bahia pede suspensão das vendas de telefones móveis e internet em Conquista

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Brasil, Vit. da Conquista | Data: 17 dez 2013

Tags:, , , ,

Da Redação

Em julho do ano passado, a Agência Nacional de Telecomunicações – ANATEL, já havia suspendido a venda de três das maiores operadoras de telefonia móvel do país: TIM, Oi e Claro.

operadoras-tim-oi-vivo-claro-telefonia-As operadoras de telefonia móvel e internet, Claro, Oi, Tim e Vivo são objeto de uma Ação Civil Pública impetrada pela Defensoria Pública da Bahia, em conjunto com o Ministério Público e Procon que prevê a reparação individual e coletiva de clientes em decorrência de danos sofridos com a má prestação do serviço oferecido pelas prestadoras. A ACP, em caráter liminar, pede ainda a suspensão da comercialização de novos produtos e serviços até que as empresas apresentem projeto de ampliação da rede, com início de execução no prazo máximo de 60 dias.

Dentre as reclamações feitas pelos clientes das operadoras na cidade, as mais recorrentes são: impossibilidade de completar as ligações, seja para fazer ou receber chamadas; mensagens de rede ocupada, rede indisponível ou telefone desligado; ligação interrompida abruptamente durante a conversa, entre outras.

“A Ação visa compelir as rés a prestarem um sistema adequado e eficiente, nos termos do Código de Defesa do Consumidor, o que só ocorrerá com investimentos financeiros no sistema”, avalia o subcoordenador da Defensoria em Conquista, Robson Vieira. …Leia na íntegra