Taxistas reclamam da demora em obter a isenção do IPI na Receita Federal

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em transporte | Data: 07 abr 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

DSC_8606

Dede 2001, taxistas são isentos de pagar o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na compra do veículo de trabalho. Em dezembro do último ano, uma norma da Receita Federal permitiu que as delegacias regionais do órgão autorizem a isenção do imposto por meio de assinatura digital, o que deveria agilizar o processo. Mesmo assim, os taxistas de Vitória da Conquista continuam reclamando da demora em conseguir o ato declaratório de isenção.

O presidente do Sindicato dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários de Vitória da Conquista (Sincavir), Nilson Pinheiro, afirma que a declaração tem demorado até quatro meses, dependendo do caso. “Existe uma reclamação muito grande por parte da categoria que a Receita chega a demorar três, quatro meses para liberar um ato declaratório. Isso trás transtornos e faz com que a gente não possa renovar a nossa frota com mais rapidez”.

O sindicato também revela que está em um processo de parceria com a DesenBahia, onde será disponibilizado uma linha de crédito para a renovação da frota local. “[O financiamento] não pode ser realizado até que nós possamos renovar nosso estatuto, haja vista que o nosso estatuto não está adequado às novas leis”, comentou Pinheiro. Para resolver esta questão, o presidente do Sincavir convocou a categoria para uma assembléia na próxima quinta-feira (9), às 19h, na sede do sindicato.

A expectativa do sindicato é que, com o financiamento e a agilidade nos processos de autorização por parte da Receita Federal, ainda no segundo semestre deste ano, a frota de taxi conquistense possa estar 50% renovada.

Os comentários estão encerrados.