Teto dos benefícios do INSS deve subir para R$ 5.839,45

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 12 jan 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Banner.gif

Clayton Castelani
do Agora

Os benefícios do INSS com valores acima de um salário mínimo e concedidos até janeiro do ano passado deverão ser reajustados em 3,43%, que é a inflação acumulada em 2018, segundo o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) divulgado ontem pelo IBGE. O piso salarial, de R$ 998, está estabelecido desde 1º de janeiro, por decreto do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Com a correção, o teto dos benefícios previdenciários deve passar de R$ 5.645,80 para R$ 5.839,45.

A confirmação do reajuste, no entanto, só ocorrerá após publicação de portaria no “Diário Oficial da União”, o que deverá ocorrer na semana que vem, segundo a Secretaria de Previdência.

A correção deste ano deverá ser a terceira menor a partir de 1995, primeiro ano completo de vigor da moeda oficial do país, o real. No ano passado, o reajuste foi de 2,07%. Em 2007, de 3,3%.

Quem passou a receber o benefício a partir de fevereiro do ano passado deve ter reajuste proporcional à inflação acumulada entre o início do benefício e dezembro.


Os comentários estão encerrados.