Tribunal de Justiça da Bahia quer desativar 25 comarcas do estado, 4 na região sudoeste

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Justiça | Data: 26 jun 2014

Tags:, ,

por Mateus Novais

Fotos_Angelino de Jesus-OAB-BA eserval(1)O presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargador Eserval Rocha (foto), através de um processo administrativo, quer desativar 25 comarcas da Bahia. O problema é que a medida não está sendo vista com bons olhos pela diretoria do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sinpojud).

Segundo a diretoria da entidade, a desativação das comarcas é um retrocesso da Justiça baiana. Em nota, o Sinpojud lembra que a ex-presidente do TJ-BA, desembargadora Telma Britto, desativou 45 comarcas e que o ato gerou prejuízos para toda sociedade, com abarrotamento das demais comarcas para onde os processos foram encaminhados. Isso, de acordo com o sindicato, fez com que muitos servidores se instalassem em comarcas circunvizinhas, algumas vezes, distantes de suas residências, além de prejudicar a população, a maioria carente, que precisava arcar com despesas de transporte para ter acesso à Justiça.

O Sinpojud afirmou que está tomando as medidas cabíveis através de sua assessoria jurídica para barrar o ato do presidente Eserval Rocha. Aqui na região Sudoeste as comarcas que serão desativadas são Belo Campo, Boa Nova, Ibicuí, Nova Canaã e Rio de Contas. Com informações do Bahia Notícias.

Os comentários estão encerrados.