Uesb: Governo começa a reestabelecer pagamento de insalubridade

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 31 maio 2016

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

UESB1

Aos poucos, os servidores da Uesb estão conseguindo recuperar alguns dos benefícios que foram cortados pelo Governo da Bahia em 2015. A Superintendência de Recursos Humanos suspendeu o pagamento do adicional de insalubridade de 362 servidores e docentes da Universidade. A decisão gerou revolta até na Reitoria da Instituição, que recorreu.

No dia 20 deste mês, os primeiros processos de reintegração de insalubridade foram devolvidos à Uesb. Dos 58 devolvidos pela Junta Médica do Estado da Bahia, 57 foram deferidos e um indeferido, que será encaminhado novamente ao órgão para reanálise. Os processos são referentes aos enviados no dia 19 de abril de 2016, data em que 340 processos foram encaminhados.

O pagamento do adicional de insalubridade dos servidores docentes e técnico-administrativos foi suspenso em julho do ano passado.  Em sua decisão, a Superintendência alegou que havia a possibilidade de terem ocorrido “concessões indevidas”. Nas demais universidades estaduais (Uesc, Uefs e Uneb) os cortes de benefícios 484 trabalhadores.

Além encaminhar documentação para ingresso com novo processo do adicional de insalubridade, as associações de docentes e servidores movem uma ação na Justiça pedindo o reestabelecimento dos pagamentos, inclusive os retroativos, a todos aqueles que devem receber o adicional de insalubridade.

Os comentários estão encerrados.