Van Gaal e Krul brilham e Holanda derrota Costa Rica nos pênaltis

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Esportes | Data: 05 jul 2014

Tags:, ,

Lance Net

Krul-Holanda-Costa-Foto-AndersenAFP_LANIMA20140705_0211_1

Foi sofrido, difícil e após dominar o jogo no tempo normal e na prorrogação, mas a Holanda conseguiu despachar a zebra Costa Rica, nos pênaltis por 4 a 3, após empate sem gols em 120 minutos. E os grandes destaques foram o técnico Van Gaal e o goleiro reserva Krul. O treinador trocou de arqueiro no último minuto da prorrogação, apostando na fama de pegador de pênaltis de Krul e tirando o titular Jasper Cillessen. E ele não decepcionou. Pegou as cobranças de Ruiz e Ureña e colocou a Oranje nas semifinais da Copa do Mundo.

Agora, a Laranja Mecânica enfrentará a Argentina, na próxima quarta-feira, em São Paulo, por uma vaga na final do Mundial. E os costarriquenhos voltam para casa de cabeça erguida, com a melhor campanha da história do país e invictos, com duas vitórias e três empates.

NAVAS PARA ATAQUE HOLANDÊS

Com uma formação ofensiva e idêntica a da Costa Rica, no 3-4-3, a Holanda fez valer sua superioridade técnica durante o primeiro tempo, dominando a posse de bola – 62% contra 38% – e criando mais oportunidades de gols, encurralando a seleção da América Central em seu campo de defesa. Em alguns momentos, era possível ver dez jogadores atrás da linha da bola, apenas com Campbell isolado no ataque.

Porém, a Oranje esbarrou em mais uma ótima atuação do goleiro Keylor Navas. O jogador do Levante (ESP) fez pelo menos três ótimas defesas, em chutes de Van Persie, Depay e Sneijder. O costarriquenho, um dos melhores da posição no Mundial, recebeu o prêmio de melhor em campo nas duas partidas de Costa Rica antes de enfrentar a Holanda, contra Inglaterra e Grécia.

NOS ACRÉSCIMOS, TEJEDA SALVA EM CIMA DA LINHA. PRORROGAÇÃO!

A Costa Rica voltou para o segundo tempo com uma postura um pouco diferente, tentando avançar suas peças no campo. Mas mesmo assim encontrava dificuldades em manter a posse de bola, assustando a Holanda mais nas jogadas aéreas, um dos pontos fortes da equipe de Jorge Luis Pinto durante o Mundial.

Mas, aos poucos, Robben foi gostando mais do jogo e começou a aparecer por todos os lados do campo. Num desses lances, sofreu uma falta próxima a entrada da área, pelo lado esquerdo. Sneijder cobrou na trave direita de Navas. E já nos acréscimos, Robben sofreu falta parecida, mas pela direita. Van Persie cobrou, mas Navas espalmou para a frente.

Na sequência do lance, Blind cruzou da esquerda, a bola passou por todo mundo e Van Persie completou para o gol, com Navas já batido, mas Tejeda salvou em cima da linha! E a bola ainda resvalou no travessão…

NADA MUDA NO TEMPO EXTRA

A exemplo do tempo normal, a Holanda seguiu pressionando e tomando conta do jogo, com a Costa Rica numa grande retranca. A Laranja Mecânica tentou de todas as maneiras: pelo alto, por baixo, com Robben, com Van Persie… Mas sempre esbarrava em algum zagueiro ou no fantástico Navas.

Nos cinco minutos finais, a Holanda abriu um pouco a guarda e a Costa Rica pressionou, obrigando Cillessen a fazer grande defesa em chute de Ureña. Mas a Holanda não desistiu. Sneijder recebeu pela esquerda, cortou pelo meio e bateu de curva, mas a bola parou no travessão! E antes do fim da prorrogação, Van Gaal surpreendeu e tirou o goleiro Cillessen para colocar Krul, já pensando nos pênaltis.

Na decisão, ele não decepcionou e pegou duas cobranças, levando os holandeses para a semifinal da Copa!

FICHA TÉCNICA
HOLANDA 0 (4) X (3) 0 COSTA RICA

Local: Fonte Nova, Salvador (BA)
Data-Hora: 5/7/2014 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Ravshan Irmatov (UZB)
Auxiliares: Abduxamidullo Rasulov (UZB) e Bakhadyr Kochkarov (QUI)
Público: 51.179 pagantes
Cartões amarelos: Martins Indi, Huntelaar (HOL); Umaña, Diaz, González, Acosta (COS)
Gols nos pênaltis: Van Persie, Robben, Sneijder e Kuyt (HOL); Borges, González e Bolaños (COS)

HOLANDA: Cillessen (Krul – 16/2ºT da prorrogação); De Vrij, Vlaar e Martins Indi (Huntelaar – intervalo da prorrogação); Kuyt, Wijnaldum, Sneijder e Blind; Robben, Van Persie e Depay (Lens – 29/2ºT) – Técnico: Louis Van Gaal.

COSTA RICA: Navas; Acosta, González e Umaña; Gamboa (Myrie – 33/2ºT), Tejeda (Cubero – 5/1ºT da prorrogação), Borges e Diaz; Ruiz, Campbell (Ureña – 20/2ºT) e Bolaños – Técnico: Jorge Luis Pinto.

 

Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/copa-do-mundo/Gaal-Krul-Holanda-Costa-Rica_0_1169283186.html#ixzz36dgKJItM
© 1997-2014 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

Os comentários estão encerrados.