Vitória da Conquista registra média de 5 queixas diárias de violência contra a mulher

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 20 ago 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais

Sem títuloNa Delegacia Especializada de Apoio a Mulher (DEAM), em Vitória da Conquista, mais de 700 ocorrências foram registradas de janeiro a maio desse ano. Segundo a delegada Decimária Cardoso, “o número maior é de ameaça, seguido de lesão corporal, depois outros crimes, como injúria e difamação, violência sexual”, conta a delegada.

Depois que as denúncias são feitas, elas são encaminhadas para a justiça. O problema é que quando chegam ao Fórum são distribuídas em diversas varas, causando lentidão no julgamento dos processos. Isso vem acontecendo porque não existe na cidade uma vara especializada em violência contra a mulher. Além disso, o município ainda não tem uma casa de abrigo para acolher as mulheres que estão sendo agredidas.

A coordenadora d o Centro de Referência Albertina Vasconcelos (Crav), Angélica Andrade, concorda que “o grande entrave que faz com que a política de proteção às mulheres não tenha avançado a contento em nosso município é a questão da política de abrigamento e a implantação da vara especializada de atendimento à mulher.”.

Mesmo com estas dificuldades, a coordenadora do Crav diz que o número de registros vem crescendo graças a coragem das vítimas em denunciar a violência que são submetidas. Atualmente, o Centro atende mais de 580 mulheres vítimas de violência.

Os comentários estão encerrados.