Alunos da FAINOR garantem o segundo lugar no Hackathon Globo – Tecnologia 2015!

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Brasil, Educação, Vit. da Conquista | Data: 08 set 2015

Tags:, , ,

Da Redação

alunos fainorO Hackathon é uma maratona que reúne hackers, programadores, desenvolvedores e inventores para criar projetos que transformem informações de interesse público em soluções digitais, acessíveis a todos os cidadãos.

Depois de quase 40 horas trabalhando em cima do tema da primeira edição do Hackathon Globo – Tecnologia 2015: “Como a tecnologia pode mudar a forma de produzir e consumir conteúdo?”, oito grupos formados por quarenta estudiosos da tecnologia da informação estavam ansiosos para o resultado do concurso.

Entre eles estavam os alunos do Curso de Engenharia da Computação: o formando Kleber Bastos e o egresso Wellington Azevedo. “Só em participar, já me sinto um vencedor! Foram mais de duas mil inscrições do Brasil inteiro, pessoas que vivem a tecnologia. Foi um evento muito interessante e engrandecedor!”, comenta Kleber.

Sobre o evento, Daniel Monteiro, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Globo, afirma que “Resolvemos fazer de uma forma muita desafiadora, porque exploramos uma diversidade grande de tecnologias. E os estímulos que trouxemos deram muito certo. Fiquei muito satisfeito com a diversidade dos projetos e o feedback que estou tendo dos participantes sobre a tecnologia existente por trás da televisão, que eles não conheciam”.

O grupo 2 formado por Kleber e Wellington, em conjunto com Alexandre Muzio, Mateus Camargo e Douglas Fisher venceu em segundo lugar! Os programadores que conquistaram o vice desenvolveram uma plataforma de captura de microexpressões do público, empregada para identificar se o telespectador está gostando de um programa através de um algoritimo de reconhecimento facial. Eles criaram um aplicativo para iPad – batizado de “Sentimentos do Público”, que identifica o rosto do telespectador através do Kinect. O objetivo é capturar a emoção do público e compartilhá-la com quem está assistindo o mesmo conteúdo, como uma novela. Nesse caso, a equipe também promete liberar um recurso no app que leve o público para a loja do produto que ele gostou no vídeo da TV Globo. Eles levaram kits de desenvolvimento para cada um dos membros.

O campeão foi o Grupo 8, responsável pelo projeto do “HoloGlobo”. Eles usaram o Kinect para capturar imagens em 3D e criar um ambiente de reprodução com capinhas de CD. O sistema foi interconectado com um servidor capaz de reproduzir o conteúdo no Google Cardboard. Em terceiro, o Grupo 7, criou o app Momento, voltado para torcedores.

Confinados na casa do BBB (Big Brother Brasil), localizada no Projac-RJ, os desenvolvedores tiveram acesso a todas as regalias já conhecidas do público do reality show: comida, piscina, quarto do líder, academia, cama, sofá e locais de descanso e muito mais. Os jurados ressaltaram que todas as ideias foram muito boas e que a disputa na casa do BBB, na Rede Globo, foi “muito difícil”, assim como a seleção. Hackathon significa maratona de programação. O termo resulta de uma combinação das palavras inglesas “hack” (programar de forma excepcional) e “marathon” (maratona). Com informações Ascom/Fainor.

Os comentários estão encerrados.