Baderna, vandalismo, e quebra-quebra afastaram manifestantes

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 08 set 2013

Tags:, , ,

Por André Brito

Dilma participou do desfile cívico como se nada estivesse acontecendo

Dilma participou do desfile cívico como se nada estivesse acontecendo

Depois de levar mais de um milhão de pessoas às ruas em junho, o desvirtuamento dos protestos fez com que apenas 17 mil se arriscassem em meio aos criminosos disfarçados de manifestantes ontem, 7 de Setembro. O saldo da confusão foi de mais de 500 pessoas detidas pelos mais diversos delitos. Desde a utilização de máscaras à posse de gás asfixiante e agressões ou depredação.

Os movimentos convocados pela internet foram desorganizados, sem liderança e as reivindicações são as mais variadas possíveis. Em meio aos que pediam o fim da corrupção, cancelamento da Copa do Mundo e Olimpíadas, além da prisão dos envolvidos no Mensalão, existe sempre uma patota interessada, pura e simplesmente, em confusão, desobediência e enfrentamento das autoridades.

Houve confrontos em Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Fortaleza, Vitória, Belo Horizonte, Belém, Recife, Natal e Porto Alegre. Claro que os encapuzados e anarquistas ‘black baderneiros block’ atuaram na depredação de prédios, bancos e ônibus como se esses seres inanimados fossem os responsáveis por tudo que eles são contrários.

Na capital, a presidenta Dilma, que antecipou a viagem de volta da reunião do G20, participou, normalmente, das festividades em seu Rolls-Royce. Apesar do efetivo policial nunca antes visto na história desse país, houve confrontos entre PM, manifestantes, jornalistas e até aqueles que só estavam ali para acompanhar o desfile cívico entraram “na porrada”, muitas vezes, gratuita dos policiais.

 

Os comentários estão encerrados.