Barra do Choça enfrenta greve geral de servidores públicos

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 05 jun 2015

Tags:, , ,


por Mateus Novais
fotos: Rafael Gusmão

DSC_0311

Uma greve geral de servidores atinge o município de Barra do Choça (a 35 km de Vitória da Conquista). Os funcionários municipais pressionam a Administração Municipal, do prefeito Oberdan Rocha, a aprovar um reajuste salarial semelhante ao que foi concedido pelo Governo Federal, de 8,8%.

Nesse direcionamento, o Sindicato dos Professores Municipais (SIMPROBAC) e o Sindicato dos Servidores Públicos (SINSEB) se uniram para discutir o processo de greve no município, na última quarta-feira (3). Durante a audiência pública, as categorias voltaram a reafirmar suas proposta para a comunidade local.

DSC_0298 A diretora do SINSEB, Aline Araújo, aponta que os funcionários estão paralisados desde 14 de maio e que já foram flexíveis com o governo municipal. “A gente vem negociando desde o final do último ano a campanha salarial, já que ele fez um acordo em 2012 de não dar um reajuste inferior ao salário mínimo e faria o reajuste retroativo ao ano subsequente. Esse ano, o reajuste seria em fevereiro, mas ele enrolou as negociações até março e acabou não oferecendo a proposta. Baixamos nossa proposta de 14% para 8,8% e ele bateu o martelo em 6,4, dividido em duas vezes para março e novembro de 2016. Mas não aceitamos, porque, quando você põe na ponta do lápis, o reajuste fica de 3,84%. Ou seja, vamos perder 5% do que foi dado pelo Governo Federal”.

DSC_0291Já o presidente do SIMPROBAC, Fábio Andrade, afirma que o movimento tem a adesão de 100% dos quase 350 professores municipais, o que tem feito 9 mil alunos ficarem sem aula. “Os professores querem um reajuste de 8,8%, que é o repassado pelo Governo Federal, além de licença para tratamento de saúde, abono salarial para os contratados, eleição para coordenação das unidades de ensino, formação para os professores de Libras e quitação das pendências de todos os servidores com o INSS”.

Os comentários estão encerrados.